História Take Me To Church - Camren - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Camren, Preconceito, Religião, Take Me To Church
Visualizações 1.673
Palavras 1.866
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Poesias, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Alguns de vocês acertaram o que tem nessa capítulo. Só lembrando uma coisa: Camila era santinha até uns dias atrás, por isso as coisas estão tão sem graça nesse capítulo, no próximo que eu fizer vai ser melhor, prometo.
Vejo vocês na sexta ou no domingo depois de Weightless. Porque sábado eu vou ao médico, sim, no sábado.
PS: Recadinho pro pessoal do spirit, eu respondo os últimos comentários até a quinta que vem okay? É que eu tô bem embolada com Weightless e escola, e médico, por isso eu demoro, mas eu sempre leio e sempre adoro ver vocês aqui, okay? Continuem.
Kissus,
-Lena

Capítulo 20 - Pillowtalk


Lauren estava me beijando tão ferozmente, e aquilo estava tão delicioso que eu não conseguia, e não queria, manda-la parar. Eu não ia pedir para que ela se afastasse e eu gemi em protesto quando ela o fez.

— Desculpa, Camz. Eu não consegui me controlar, você é tão gostosa. — ouvir Lauren dizer aquilo com os seus olhos passeando por todo o meu corpo me fez querer gritar para que ela voltasse a ficar em cima de mim e me beijasse.

Quando Lauren ameaçou levantar da cama eu segurei em seus ombros a empurrando para que ela ficasse com as costas contra a mesma. Passei minhas pernas pelas laterais de seu corpo, deixando uma de cada lado e forçando meu corpo para baixo, para que ela não tentasse se levantar novamente. Lauren ficou me olhando espantada, com os olhos arregalados.

— Nós duas sabemos que já está em tempo de termos a nossa primeira vez. — falei sorrindo para ela. — Jose perguntou como você aguentou por tanto tempo. — quando Josephine me fez essa pergunta, eu sei que não foi a sua intenção, mas eu fiquei extremamente desconfortável.

Porque a única coisa que passou pela minha mente foi: Será que Lauren está me traindo?

— Aguentar o quê? — eu arqueei as sobrancelhas e ela finalmente entendeu. Lauren soltou uma gargalhada alta, rouca, e linda, mas eu não entendi o motivo da risada. — Ficar sem sexo? — assenti um pouco desconfortável, mesmo que a maioria dos meus antigos costumes tenham se desfeito, eu ainda me sentia incomodada em falar ou ouvir certas coisas. — Vocês não entendem, não é mesmo? — Lauren voltou a rir.

— Entender o quê? — foi a minha vez de ficar confusa.

— Que meu amor por você é muito mais do quê sexo. — Lauren deu um sorriso pequenininho, contido. — Claro que eu te desejo, e você não tem nem ideia do quanto. Mas o que eu quero dizer é que, meu amor por você é mais do quê isso, se você nunca quisesse se entregar para mim, eu ainda ficaria com você, só pra poder acordar ao seu lado, e te beijar, e segurar a sua mão e sentir que eu sou a garota mais sortuda do mundo. — Lauren colocou as duas mãos nas minhas coxas e subiu até chegar em minha cintura, me puxou para me deitar mais sobre ela e quando chegou em meu ouvido sussurrou: — Eu te amo, srta. Cabello.

Meus olhos brilharam com o que Lauren me disse, e eu não pude conter o sorriso. Me levantei para encará-la e coloquei as minhas duas mãos em seu peito para me apoiar.

— Eu nunca te traí e nem pretendo. — ela falou, como se soubesse o que me incomodava. — Seria perda de tempo, anyway. Eu nunca iria achar alguém tão gostosa quanto você. Então, me arriscar à perdê-la simplesmente não valeria à pena.

Coloquei uma das minhas mãos em sua nuca e me inclinei para beijá-la. Meio sem querer eu terminei rebolando um pouco no colo de Lauren e ela soltou um gemido entre o beijo, então eu continuei, sempre lentamente.

A maioria das pessoas diz que beijar de olhos abertos não é romântico, e eu concordo. Mas, dependendo do momento, pode vir a ser muito... sexy. Então eu a beijei com os olhos abertos e ela entendeu, fazendo o mesmo. Nós ficamos nos encarando enquanto a língua dela sugava a minha em uma guerra que eu não me renderia tão facilmente. E eu pude ver os olhos verdes de Lauren se dilatarem ao mesmo tempo em que eu senti uma fisgada na minha intimidade.

A mão esquerda de Lauren seguiu até a minha bunda e a apertou, me fazendo entreabrir a minha boca e arfar. Para "castigá-la" eu mordi o seu lábio inferior do jeito que eu sei que a deixava louca.

Lauren fechou os olhos quando eu rebolei mais uma fez em seu colo, dessa vez ainda mais lentamente. A mão dela saiu da minha bunda e foi até a minha cintura, logo a outra a fez companhia. As mãos dela estavam paradas na barra da minha blusa e seus olhos me encararam uma última vez, pedindo a minha permissão.

Para acabar com o temor de Lauren de uma vez por todas eu tirei a minha blusa eu mesma, a encarando no fundo daqueles olhos verdes. Foi como se eu dissesse que se alguém se arrependeria naquela noite, certamente não seria eu. Depois de encarar meu corpo todo mais uma vez, essa foi a deixa para Lauren. Ela, em um movimento rápido, girou os nossos corpos me deixando por baixo novamente. Segurei sua nuca com as minhas duas mãos e a puxei para outro beijo. Ao nos separarmos eu abri os meus olhos e a encarei por um momento.

— Você é tão linda. — falei, sorrindo pelo fato de ela ser minha.

— Você é tão gostosa. — devolveu o elogio, também sorrindo, pois ela sabe que eu também sou dela.

Lauren mordeu de leve o meu maxilar. Logo sua boca desceu para o meu pescoço e ela chupou o mesmo até me ouvir gemer baixinho. Não satisfeita com isso, ela desceu em uma trilha de beijos do meu pescoço até o fim da minha barriga. Quando chegou perto o suficiente da minha intimidade ela desceu um pouco a barra do meu short e deu um beijinho, me fazendo sentir outra fisgada daquelas e arquear as costas.

Lauren subiu novamente e me beijou enquanto procurava o fecho do meu sutiã. Quando ela o achou e abriu eu vacilei pela primeira vez na noite e minhas bochechas ficaram coradas. Logo Lauren tirou o meu sutiã e o jogou no chão.

— Você não precisa ter vergonha de mim, Boo. — Lauren me deu um selinho. — Pra mim você já é a garota mais bonita do mundo, só quero te fazer minha de uma vez por todas. — após dizer isso Lauren beijou o meu seio esquerdo e me encarou, em seguida encostou sua boca novamente em meu mamilo, mas o sugou, de repente e sem aviso prévio.

Eu não consegui controlar o gemido que escapou da minha boca, e saiu alto demais. Lauren continuou passando a língua em pequenos movimentos circulares, paralelo à isso ela começou à massagear o seio direito. Logo ela trocou, massageando o esquerdo enquanto lambia e sugava o esquerdo.

Depois de um tempo fazendo isso Lauren sorriu para mim, me beijando enquanto desabotoava o meu short. Eu não fiquei insegura, ou com medo, porque eu confio em Lauren e sei que não preciso ter vergonha do meu corpo, pois ela me ama.

Mas não pude evitar um frio na barriga quando ela terminou de tirar ele, me deixando somente de calcinha em sua frente. Para evitar me sentir tão exposta eu tirei a sua blusa também, e wow, Lauren é mesmo muito linda. Os seios bem maiores que os meus cobertos pelo sutiã de renda vermelha e a pela branca se destacando, parecendo ainda mais clara. Lauren deu um beijo na minha vagina por cima da calcinha antes de tirar a mesma.

Ela se colocou entre as minhas pernas e afastou as mesmas. Okay, talvez agora eu esteja tremendo um pouco. Lauren roçou o seu nariz na minha intimidade, me fazendo fechar os olhos imediatamente e suspirar. Minha namorada me esperou abrir os olhos e quando eu o fiz ela lambeu todo o meu sexo de baixo para cima muito lentamente, me deixando sentir o toque de sua língua e aproveitar a sensação. Ver aquela cena mantendo contato visual com Lauren me deixou ainda mais molhada, se possível.

Mas depois disso Lauren acelerou o ritmo das coisas. Ela lambeu mais uma vez e logo depois sugou o meu clítoris, me fazendo gemer muito alto. Lauren passou a língua pela minha entrada antes de me penetrar com o seu dedo do meio. Quase fechei as pernas de uma vez quando senti o meu hímen ser rompido, aquilo ardia e Lauren parou por um momento, me encarando, esperando que aliviasse.

Respirei fundo quando o incomodo passou e assenti para Lauren, abrindo ao máximo as minhas pernas em sinal para que ela continuasse. Quando voltou à me penetrar a ardência já não era tanta. Lauren voltou à lamber a minha vagina enquanto seus dedos entravam e saiam de mim.

Logo eu já nem me lembrava do incomodo, então me permitir aproveitar os toques de Lauren. A tv estava tão baixa que nem conseguíamos ouvir a mesma e Boo ficara na sala. Quando Lauren penetrou mais um dedo eu instintivamente agarrei os seus cabelos e arqueei as minhas costas. Junto com isso ela usou a sua outra mão para arranhar e apertar a minha cintura.

Eu nem sei descrever o que eu senti quando a boca de Lauren abocanhou a minha boceta toda de uma vez. Sua língua se juntou aos seus dedos e ela acariciou meu clítoris enquanto me invadia cada vez mais forte.

— Lau... Lau-ren... — chamei com dificuldade. — Vai mai-mais for...te, amor. — Lauren obedeceu prontamente e afastou a sua boca, me fazendo gemer manhosa em protesto.

— Por mim eu te foderia até amanhã. — eu gemi baixinho.

— Então fode. — consegui dizer e vi que isso a deixou na mesma situação que eu.

Lauren tirou os dedos de dentro de mim e eu a encarei enquanto ela tirava o sutiã e me encarava de volta. Ela desabotoou seu short e o tirou junto com a calcinha.

— Senta no meu colo, Camz. — ordenou e eu obedeci prontamente.

Ela me fez ficar de joelhos enquanto ela estava em posição de índio, colocou meus braços ao redor de seu pescoço e me fez empinar a bunda. Lauren não desviou o olhar do meu por um segundo e ainda me encarando se aproximou e mordeu o meu lábio inferior.

Eu já não sentia mais vergonha alguma, não preciso me sentir mal com nada quando estou com Lauren, ela sempre faz de tudo para me deixar confortável comigo mesma.

Sua mão direita apertou a minha bunda e eu fechei os olhos quando senti seu dedo do meio e o indicador deslizarem para dentro da minha vagina novamente. Lauren manteve o ritmo de antes porém com mais agressividade e eu voltei a gemer. Joguei o meu corpo contra o dela novamente a prendendo em um abraço e isso fez com a minha bunda ficasse ainda mais empinada.

Em alguns minutos eu não conseguir  me controlar e senti o meu corpo tremendo, logo eu gemi alto e mordi o ombro de Lauren e arranhei as suas costas enquanto sentia o meu líquido escorrer nos dedos da mesma. Ela continuou me encarando enquanto chupava os dedos com vontade e eu mordi o meu lábio com força e Lauren me beijou me fazendo sentir o meu próprio gosto.

Eu estava tão cansada que apoiei a minha cabeça no ombro de Lauren para me recuperar.

— Foi um prazer amar, transar e foder você, Camila Cabello. — ela sussurrou no meu ouvido e eu soltei um gemido bem baixinho.

Lauren estava certa, porque eu me senti amada enquanto ela me tocava, mas também me senti em uma transa de verdade e descobri coisas, não fomos apenas um casal fazendo sexo. Nós nos amamos calmamente e transamos eroticamente e nós fodemos descaradamente.

Mas quem disse que acabou, Jauregui?


Notas Finais


Esse é o primeiro hot lésbico que eu escrevo na minha vida então eu não acho que será o melhor, mas eu tentei escreve-lo do jeito que eu gosto de ler, com sentimento e muito detalhado. Porque eu acho a história dessa fic muito rica em sentimentos então não vi sentido ou motivo pra fazer um hot vazio, seco e que só tem o sexo. Esse é o primeiro hot que eu posto pra vocês, mas ainda vai ter um ou dois antes do fim da fic, por isso eu quero saber de vocês o que vocês querem que eu mude, que eu faça, não faça, okay? Desculpem qualquer coisa.
Sim, eu parei desse jeito, e não terá continuação, é só pra encerrar deixando vocês de boca aberta, mesmo.
Kissus,
-Lena


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...