História Take me to the sky! (Jikook) [REESCREVENDO] - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Jackson, J-hope, Jimin, Jin, Jinyoung, Jungkook, Lay, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, Suho, V, Xiumin
Tags Amém Chanbaek, Amor, Bangtan Boys, Bts, Céu, Família, Incesto, Jackson, Jikook, Jikook Os Real, Lay, Lemon, Mark, Markson, Min Suga, Min Yoongi, Mistério, Namjin, Romance, Sadomasoquismo, Sexo, Suga, Tuan, Vhope, Wang, Yaoi, Yixing, Yoongi
Visualizações 647
Palavras 1.190
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - 2.


(Park Jimin pov)

Hoje é quinta, e assim como ontem, não terá muito movimento na cafeteria. O que é bom, pois eu não consegui dormir bem.

Chanyeol chegou às quatro da manhã, bêbado. Jungkook que veio trazê-lo, mas logo foi embora, pois assim como eu, ele precisava acordar cedo para ir trabalhar. Eu tive que cuidar do meu primo, e bem, não foi nada fácil.

— Chanyeol, vou pra cafeteria. Apareça lá depois.—Falo, assim que vejo ele abrir os olhos.

— Obrigado, Jiminnie. Toma conta de tudo, pela tarde apareço lá.

— Certo! — falo, retirando-me do quarto dele.

Estou vestindo um moletom vermelho; uma jeans preta; e um par de All star, cano médio preto surrado. Meu cabelo tingido recentemente de preto estão penteados e tem uma leve abertura no meio deles, o que me deixa fabuloso.

Vou caminhando até a cafeteria que se localiza no centro da cidade, dois bairros depois de onde Chanyeol e eu moramos.

Enquanto caminho, Jungkook vem em minha mente.

O garoto realmente não parece ser fumante ou uma pessoa alcoólatra. Nem é do tipo que anda em festas. Mas as aparências enganam e sim, ele é desses meninos que bebem, fumam, transam com qualquer um ou qualquer uma e todo esse inferno.

Pelo menos ele não é um porre. Pelo contrário, Jungkook é uma pessoa bastante legal, mas ao conversar dá para perceber que ele tem certos problemas, como ontem, ao Seokjin falar do cigarro ele mencionou algo do tipo "As pessoas também matam e ainda assim convivemos com elas", eu não lembro bem, mas consigo sentir a revolta e a melancolia que aquela frase transmitiu.

Decido parar de pensar em Jungkook assim que dobro a última esquina. Estou perto da cafeteria e já consigo ver Seokjin e Jungkook a minha espera, junto deles tem mais uma pessoa. Eu conheço esse menino de algum lugar, porém não consigo lembrar de onde.

Ao chegar mais perto noto as tatuagens e o piercing no lábio.

É o Taehyung, ele sempre vem aqui quase todas as quintas pela manhã atrás de Chanyeol e acaba sempre por ajudar na limpeza do café.

— Bom dia! — Falo.

— Bom dia.— os três falam de uma só vez.

— Chanyeol só virá no período da tarde, Taehyung. Ele chegou de madrugada e ainda está dormindo.— explico.

— Deram drogas novas a ele ontem, imagino como ele deve ter ficado.— Taehyung fala.

Abro a porta e todos nós entramos no café.

— Preciso ter uma conversa seria com Chanyeol, eu não aguento mais. — Falo, sussurrando e entro no local onde trabalho.

— Vocês precisam de ajuda. — Seokjin fala.

— Para que, hyung? — Jungkook finalmente abre a boca.

— Pra pararem de beber, fumar e usar drogas ilícitas. — respondo no lugar de Seokjin, que já se encontra na cozinha.

— Mas só isso faz a gente ser feliz.— defende-se.

— Por um tempo. Vocês mesmo falaram ontem que é só por um tempo, depois volta o inferno denovo.— falo, indo para trás do balcão.

— As drogas são o próprio inferno. As festas, tudo isso é um inferno. — Taehyung suspira.

— Sim, totalmente. Mas no momento em que estamos sob o efeito de drogas, nos sentimos mais felizes, livres, não sei explicar, mas é mais ou menos isso. Você se sente leve. O problema é quando o efeito passa, hyung.— Jungkook tenta explicar.

— Eu nunca irei entender isso. — falo.

— Nunca cuspa pra cima, Jimin hyung. Jamais! — Tae fala, vindo para trás do balcão com Jungkook.

______

Já é horário de almoço e o movimento foi pouco.

Fecho a loja para podermos comer.

— Decidi preparar o almoço de vocês hoje. — Seokjin fala, saindo da cozinha com um carrinho de comidas.

— Obrigado, hyung. — Jungkook, Taehyung e eu falamos juntos e começamos a rir.

— Denada. Chanyeol ligou, todos teremos a tarde livre. Ele pediu pra você fechar o café, Jimin. Jungkook, você e Taehyung tem que ir na casa dele, a sua festa acontecerá amanhã e precisam organizar muitas coisas.— Seokjin explica.

— Tudo bem. Jimin hyung, podemos te acompanhar? — Jungkook pergunta.

— Sim, podem.— falo, começando a comer.

Todos nós comemos em silêncio.

E ao terminamos, decidimos tirar os aventais.

Assim que Jungkook puxa o avental para cima, sua camisa vai junto, vejo que ele tem uma marca bastante escura.

— O que é isso, Kookie? — pergunto, curioso.

— Onde? — pergunta confuso, enquanto dobra o avental e põe o mesmo encima do balcão.

— Na sua barriga.

— Ah, é uma tatuagem. — fala, levantando a camisa.

Mordo o lábio, seu corpo é bastante bonito.

— O que significa? — Sim, eu realmente quero saber.

— Força, poder e realeza. Sobre a força, gosto de pensar que sou forte, o poder e realeza meio que se encaixam para mim. Pois se sou da realeza tenho todo poder e posso ser autoritário, não consigo explicar, mas isso me ajuda muito na hora das transas. O pessoal com quem saio sabe o significado por trás disso e bem, eu sou como um rei na cama e como um leão também. — Jungkook explica, em deu rosto um sorriso sacana é bastante claro.

— Sim, Jungkook é bastante selvagem. Consegue ser pior que leão. — Taehyung fala, e fico perguntando-me como ele sabe disso.

Eu não entendo de sexo, mas até onde sei parece ser bom.

Sim, eu sou virgem! O máximo que já fiz foi me masturbar, mas mesmo assim eu tenho vergonha de me tocar.

— Meninos, Jimin é virgem. Então parem de falar essas coisas, vocês estão constrangendo ele.— Seokjin volta da cozinha, e bate na cabeça dos dois.

— Verdade, ele está completamente corado.— Jungkook aperta minha bochecha.— Ah, eu tenho outra tatuagem.

Fico, novamente, surpreso.

Jungkook levanta um pouco a parte de baixo da calça e vejo uma caveira.

Olho para ele com uma sobrancelha erguida, que deixa bem claro que também quero saber o significado dessa.

— Bem, essa não significa morte e decadência. Normalmente, as tatuagens de caveira tem significado mais macabro que as outras, mas elas também podem representar ideias completamente diferente do que parecem. A minha, por exemplo, tem um significado menos mórbido, ela representa proteção, poder, força ou superação de obstáculos. Fiz assim que perdi meu pai. — explica, e novamente o tom melancólico aparece após ele falar a última frase.

— Não irei pergunta o que aconteceu, pois não quero que pense nisso agora. — falo — Agora vamos.

— É, vamos.— Jungkook fala, saindo do café, junto a Taehyung e Seokjin.

Acompanho eles até a parte de fora e tranco tudo.

É, ele acha que o inferno é o paraíso pois o faz se esquecer de certas coisas. Mas, posso provar, não só a ele, mas a meu primo e alguns colegas, que não precisamos disso sempre. O amor, não necessariamente o de homem e mulher, mas sim o de amigos, também podem curar certas feridas.

Estou disposto a fazer com essas pessoas que me rodeam, pessoas melhores.

E começarei mudando Chanyeol. Bem, pelo menos irei tentar.

E não, não me pergunte o porque quero ajudar Jungkook, em especial. Pois, nem eu mesmo sei o que está acontecendo, apenas tem algo nele que me intriga.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...