História Take me to your heart - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Twenty One Pilots
Personagens Josh Dun, Tyler Joseph
Tags Dave Franco, Josh Dun, Nick Robinson, Selena Gomez, Twenty One Pilots, Tyler Joseph
Exibições 23
Palavras 1.724
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Queria mandar uma mensagem positiva para todas as famílias que perderam seus parentes amadados, muita força e fé que com o tempo aprendemos a passar cada dia, é difícil, muito difícil, mas no final todos sabemos que eles estão em um lugar melhor! #forçachape

Capítulo 8 - Hailee and Josh


Hailee pov 

Assim que cheguei em casa tomei um banho mudei de roupa e fui para casa do Tyler.

Bati duas vezes na porta e Tyler apareceu.

- - Resolveu aparecer é? - ele falou dando espaço para que eu passasse.

- - Eu falei que eu vinha depois da aula de dança - falei indo me sentar ao lado de Josh no sofá.

- - Como foi? - Josh perguntou tirando os olhos da tv e me olhando.

- - Foi bom e hum eu conheci alguém.

- - Como assim você conheceu alguém? - Josh parecia preocupado e no fundo eu sabia que ele estava e porque ele estava assim.

- - Entrou um garoto novo na aula de dança e ele veio falar comigo - olhei pro Tyler que tinha acabado de sentar ao meu lado, ele não demonstrava nenhuma expressão - Ele é lá da escola também.

- - Como ele é? - Tyler perguntou encarando a tv.

- - Legal, nós fizemos dupla na dança, conversamos e ele me chamou pra sair - falei rápido pra me livrar disso logo.

- - O que? - os dois falaram juntos.

- - Eu sei que isso parece um absurdo, mas eu estou considerando ir.

- - Haiz você se lembra da última vez que você saiu com algum garoto lá da escola? - Josh me olhava preocupado.

- - Lembro, mas eu sei que ele é diferente - suspirei e virei pro Tyler que ainda estava com os olhos fixos na tv que estava com um jogo pausado - Você se importa Tyler? 

- - Me importar com o que? 

- - Você se importa se eu sair com ele? - olhei nos olhos dele e ele engoliu em seco.

- - Não, não me importo - fiquei encarando Tyler alguns segundos, ele não parecia não se importar, mas eu achei melhor deixar isso pra lá.

- - Quando que vai ser o encontro? - Josh perguntou.

- - Primeiro não vai ser encontro, segundo vai ser sexta, que no caso é amanhã.

- - Ainda bem que é sexta, sextas são sempre melhores que domingos, porque domingos são meus dia suicidas - olhei seria pra Josh, como ele pode falar isso? Ele sabe que eu não gosto desse tipo de assunto, muito menos depois do que aconteceu uns anos atrás. 

 Pela expressão de Josh eu percebi que ele tinha se arrependido do que tinha falado e antes que eu pudesse falar alguma coisa a respeito Tyler falou:

- - Isso daria uma música.

- - Quando vocês querem começar a ensaiar a peça? - perguntei, o clima estava um pouco estranho e eu estava começando a ficar entediada.

- - Na verdade eu e Tyler estávamos pensando em tocar. 

- - Tudo bem - dei um sorriso fraco e voltei a falar - Querem usar a minha garagem? - os dois concordaram e se levantaram junto comigo para irem até a minha garagem.

- - Enquanto vocês se ajeitam eu vou pegar o roteiro da peça pra ir dando uma olhada - falei e sai da garagem pra ir para o meu quarto pegar os papéis.

Depois voltei para os meninos e me sentei em um dos puffs. 

Eles começaram a tocar e eu comecei a tentar ler pela segunda vez o roteiro ( eu já tinha lido no caminho da aula de dança para a casa no ônibus), mas eu não conseguia me concentrar, minha cabeça girava pensando nos acontecimentos anteriores.

O que Josh falou mais cedo estava me deixando preocupada e a preocupação dele comigo estava me deixando preocupada.

Respirei fundo e olhei pros dois, eles estavam tão concentrados com a música que eu saí de fininho e eles nem notaram.

 Sentei em um degrau da minha varanda e olhei para aquela rua vazia e comecei a pensar em tudo.

 Minha cabeça estava longe que eu nem percebi quando meu pai chegou e se sentou ao meu lado na varanda.

- - O que está acontecendo nessa cabecinha? - ele perguntou.

- - Eu conheci um garoto - não eu não estava pensando em ficar ou namorar com Dave, afinal meu coração pertence ao Tyler, mas tem a possibilidade de virarmos amigos e isso acabar afetando o Josh.

- - E isso não é bom? 

- - Eu não sei - suspirei e voltei a falar - Acho que o Josh não gostou muito, ele ficou preocupado sabe e eu fiquei preocupada com ele, eu morro de medo dele ter outra recaída.

- - Como é aquele troço que você fala que vocês são? 

- - Parabataí- falei me lembrando da minha saga favorita.

- - Isso parabataí - ele deu uma pausa olhou pra rua e depois voltou a falar - Vocês se preocupam um com o outro, isso é normal de melhores amigos, mas nenhum pode deixar de ser feliz por causa disso entende? - concordei e fiquei em silêncio deixando ele terminar de falar - Vocês pertecem um ao outro, sentem o que o outro sentem, não é isso que você fala? 

- - Uhum 

- -Então se você estiver feliz ele também vai estar, eu tenho certeza disso.

- - Obrigada pai - dei um abraço nele e levantei - Te amo - abanei pra ele e voltei pra garagem.

Tyler e Josh ainda estavam tocando, eles estavam com os olhos fechados e pareciam estar em uma bolha só dos dois.

Me sentei sem fazer barulho e fiquei apreciando a música e os músicos. 

Bati palmas e soltei uns gritinhos assim que eles terminaram e os dois abriram um sorriso.

- - Acho que vocês deveriam formar uma banda - falei animada.

- - Ah é? E qual seria o nome? - Tyler perguntou ainda com o sorriso no rosto.

Olhei por toda a garagem e meus olhos pararam em cima do roteiro da peça.

- -Que tal twenty one pilots? 

- - É um nome legal, da onde você tirou? - Josh perguntou. 

- - Bom a peça conta a história de um homem que administra uma empresa que envida peças para aviões usados na segunda guerra mundial. Ele acaba descobrindo que as peças estavam com defeito e ele precisa fazer uma escolha entre mandar as peças com defeito ou não mandar. Ele acaba mandando e vinte e um pilotos acabam morrendo.

- - Ele tem que fazer escolhas sendo boas ou não e isso tem a ver com uma banda - Josh falou entendendo aonde eu queria chegar.

- - Exatamente - falei.

- - Então agora somos a twenty one pilots - Tyler sorriu e fez um hifive com Josh.

(...)

Tive a sensação que a manhã durou séculos, eu queria que chegasse logo a hora do meu encontro que na verdade não era encontro.

 Passei a tarde ansiosa, afinal era a segunda vez que eu saia com um guri, a primeira vez  foi horrível, espero que a segunda seja boa. 

 Depois de eu ter implorado para Josh e Tyler me ajudarem com a roupa eles me prometeram que iam ajudar, essa é a única vez que eu sinto falta de não ter uma amiga garota.

- - Vocês podem prestar atenção em mim, por favor - falei segurando duas peças de roupas, Josh estava sentado na minha cama escolhendo algum canal na tv e Tyler estava sentando na cadeira da minha escrivaninha vendo os livros que tinham ali em cima, basicamente nenhum estava prestando atenção em mim.

- - Porque mesmo nós estamos aqui? - Josh falou me olhando.

- - Bom porque eu não tenho amiga garota e ia ser bom ter opinião masculina já que eu vou sair com um garoto - falei dando um sorriso forçado.

- - Qual é a opinião que você quer? -Tyler perguntou girando a cadeira e me olhando.

- - Calça ou saia? - perguntei mostrando as duas peças.

- - Calça - os dois falaram juntos.

- - Okay - falei entrando no banheiro pra tomar banho.

 Sai do banheiro já arrumada, eu estava com um suéter bege, uma calça preta e uma bota da mesma cor da calça. 

Quando sai Tyler e Josh ficaram me encarando e Josh franziu o cenho.

- - Você não disse que não era um encontro? - ele falou

- - Disse - falei dando de ombros.

- - E porque você tá toda arrumada? - Tyler perguntou, provavelmente meu melhor amigo tinha pensado o mesmo, já que os dois se entreolharam.

- - Você não tinha dito que não se importava? - falei e ele engoliu em seco.

- - Uhum.

- - Então estamos todos entendidos, certo? - levantei uma sobrancelha e ele ficou calado.

- - Ele vai vir te buscar? - Josh perguntou.

- - Não, meu pai vai me levar até lá.

- - Que tipo de garoto não busca a garota no encontro? - Tyler falou fazendo uma careta.

- - Ele trabalha lá e achou melhor que eu encontrasse ele lá - Tyler rolou os olhos, suspirei e voltei a falar - Você pode parar com isso? 

- - Parar com o que? 

- - Fingir que não se importa se na verdade você se importa - falei e Josh deu um assobio - E você também Josh.

- - Eu só estou preocupado e você sabe o porque.

- - Eu sei disso, mas vocês precisam confiar em mim, eu sei que vão morder a língua no final das contas - peguei minha bolsa e sai do quarto pra chamar o meu pai.

 Josh pov 

Depois de tudo que minha melhor amiga passou eu não posso deixar minha preocupação de lado, eu não confio em nenhum garoto da nossa escola, não depois de tudo que aconteceu, ela se mostra forte por fora, mas eu sei que ela está quebrada por dentro e tentava se reconstruir a cada dia. 

- - Porque ela ficou assim? - Tyler me perguntou assim que Haiz saiu do quarto.

- - Assuntos como garotos que não são eu mexem com ela, ela já sofreu bastante por causa da irmã  e do Nick.

- - O que os dois fizeram pra ela?

- - É uma longa história.

- - Acho que temos bastante tempo, já que temos que esperar ela voltar. 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado desse capítulo <3
Tão curiosas pra saber o que aconteceu no passado da Hailee? E como vai ser o "encontro"?
Comentem a opinião de vcs, ela é mt importante pra mim <33
Beijinhos até o próximo capítulo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...