História Take my breath - taekook - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jjk, Jungkook, Kookv, Kth, Taehyung, Taekook, Vkook
Exibições 81
Palavras 1.713
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Oxygen -산소


oxygen -산소

Taehyung POV

6:11

Acordo com um som infernal que saía por um objeto redondo com ponteiros e números igualmente infernais, vulgo despertador. Primeiro dia de aula no ensino médio, divertido não? Eu até diria que sim, se não tivesse que carregar esse oxigênio comigo o tempo todo. 

Enfim, me levanto e tomo um banho quente nesse dia de inverno, pior época para mim. Meus pulmões ficam mais fracos e rígidos quando fica frio, fazendo com que eu tenha malditos ataques de asma, mesmo com o coisinho -vulgo oxigênio- junto. Saio do rápido banho que tomei e coloco o uniforme, com um casaco azul marinho -que é fofinho e quentinho por dentro- por cima. Desço às escadas indo de encontro a cozinha, vejo minha Omma tomando seu chazinho-de-ervas-desconhecidas-pela-humanidade.

TH: Bom dia Omma - sorrio

OM: Bom dia Tae! - sorri - Animado pro seu primeiro dia? - pergunta enquanto eu me sentava ao seu lado

TH: Pra ser sincero, nem um pouco. E além de tudo eu tenho que levar essa.... essa coisa pra todo o lugar! - digo frustrado, apontando para o objeto ao meu lado

OM: Infelizmente será assim até você se recuperar, meu filho. - diz acariciando meus fios castanhos

TH: Eu não tenho esperança disso... - resmungo baixinho

OM: Filho, não seja pessimista. - minha outra Omma desceu as escadas correndo e veio em dar um abraço

OM: TAETAE! - diz e eu levanto para nos abraçarmos. Sim, eu sou filho de duas mães, e sim,  eu fui adotado. Não sei o que aconteceu com meus pais biológicos e pouco me importo pra isso, desde que eu me lembro eu tive duas mães e somos todos muito felizes, isso que importa - Você tá bem, tudo bem? - perguntou se soltando dos meus braços e levantando os mesmos, me analisando por inteiro, 

TH: Calma Omma, eu tô bem sim! - nós três rimos 

OM: Não fica nervoso lá ok? Vai fazer amigos com certeza, tá bonitão em filho! 

TH: Omma, assim eu fico envergonhado - digo sentindo meu rosto queimar levemente

OM: Tá levando sua bombinha?

TH: Sim Omma - mostrei a bombinha e a guardei na mochila

OM: Já tomou seu chá? 

TH: Eu--

OM: Ele não, tava aqui esperando e nada de ele tomar o chá que eu fiz

TH: O chazinho-de-ervas-desconhecidas-pela-humanidade? - digo sorrindo de canto

OM: Ah, qual é! É muito bom ok? - diz rindo

OM: Vai comer Kim Taehyung, vai ficar desnutrido! - diz me virando pelos ombros -me deixando de costas pra ela- e me empurrando de leve para sentar a mesa, arrancando risadas de nós novamente. Depois de tomar café, me despeço das minhas Ommas e vou pra escola, levando o... troço... comigo.

X

Chegando lá passo os grandes portões de ferro, já atraindo olhares de todos em volta. Vou em direção a diretoria, logo acho uma porta de madeira perto do bebedouro do primeiro corredor com as iniciais: D. Kwan. Bato na porta e escuto um "Pode entrar" como resposta

TH: Ahn, oi, você é diretor? - pergunto receoso

DT: Sim, Diretor Kwan, você é Kim Taehyung,  o aluno novo certo?

TH: Sim

DT: Enfim, aqui está o papel com os horários e a sua sala.- diz me entregando uma folha cheia de informações 

TH: Obrigado. - faço uma reverência e saio da sala.

TH: Certo, sala 2-C, armário 372, senha: 28465, hm, legal... Muuuito interessante - bufo e procuro a sala. Quando finalmente acho adentro a mesma, havia poucas pessoas dentro dela, algumas garotas e um grupinho de garotos, que estranhamente me fitavam. Óbvio que uma pessoa super discreta que tem um oxigênio a levar nem chama atenção. Me sento perto da janela, na fileira a esquerda da classe, arrumo o coisinho para eu conseguir respirar durante a aula e espero lendo um livro, mas logo eu começo a sentir uma falta de ar. Meu peito doía e fiquei ofegante,  acho que o pessoal notou.

 Merda. 

Quando a pessoa não quer chamar a atenção parece que o universo tá sempre contra. Me viro para pegar a bombinha mas não achava, eu estava ficando tonto. Me levantei cambaleando, o que eu ia fazer naquele momento era: me dirigir a enfermaria, mas antes disso minha visão ficou turva e tudo escureceu.

X

Acordei na enfermaria da escola, engraçado né? Eu desmaio no lugar errado -nem era pra e desmaiar pra começo de tudo-, mas acordo no lugar certo. IRÔNICO O DESTINO NÃO?! Eu olhei em volta e vi uma mulher com uma bombinha de asma nas mãos. Ela me viu acordado e me entregou, respiro profundamente, finalmente. Que vexame, passar por isso no primeiro dia de aula... ;^;

TH: Moça, às aulas já começaram? - pergunto lhe devolvendo a bombinha 

MÇ: Faltam exatos 13 minutos querido, você chegou bem cedo aqui - a senhora riu baixinho

TH: Eu.... desmaiei, certo? - ela concordou com a cabeça - Certo então,  quem me trouxe aqui? 

MÇ: Aquele rapaz ali - aponta para um garoto ruivo, sorrindo (?), parado na porta. 

TH: Obrigado, obrigado mesmo - sorrio a ela e vou de encontro ao garoto encostado na porta - Ahn... Oi - sorrio

??: Oi - sorri de volta - Jimin, Park Jimin. 

TH: Kim Taehyung - sorrio - Enfim, obrigado por me trazer até aqui 

JM: Você tem asma e nem trouxe bombinha? 

TH: Eu trouxe, bem, eu acho... Eu tava passando mal e acabei por não encontrar a tempo, foi de última hora. - sorrio tímido 

JM: Entendo, eu já tive asma quando pequeno, espero que isso acabe pra você - sorri - Vamos? 

TH: Eu não acho que não vai passar...

JM: Como assim?

TH: é meio complicado mas... Aish, olha, eu vou... te contar o porquê... ok? 

JM: Tudo bem, sou todo ouvidos.

TH: E-eu fui... diagnosticado... com câncer pulmonar... a pouco tempo atrás, por isso tenho que levar o oxigênio comigo. No inverno meus pulmões ficam mais rígidos e sensíveis, e faz com que eu tenha crises de asma constantes.... - silêncio 

JM: Nossa Tae.... Posso te chamar assim né? - sorri - Enfim, espero muito muito, muito mesmo, que você se recupere, não desejaria isso pra ninguém, principalmente pra um cara tão gentil como você - paramos em frente a porta da sala, aonde havia escrito "2-C" em dourado - Vamos? - concordo com a cabeça e adentramos a sala. Os garotos que eu vi antes correram em nossa direção, abraçaram Jimin e ficaram me olhando,  acenei timidamente pra eles e fui em direção ao meu lugar.

X

Depois de aulas chatas e entediantes o sinal do intervalo bate e eu me levanto devagar -não posso fazer muita força ou posso ter outra falta de ar, pois é,  meus pulmões são fodas-, andando pelos corredores vejo um jardim com árvores muito bonitas. Me sento ao pé de uma cerejeira e começo a ler meu livro novamente, antes de ver uma silhueta se aproximando.

TH: Oi Jimin - sorrio

JM: Oi Tae - sorri - Vem, levanta aí porque você vai ficar comigo no intervalo, vou te apresentar aos meus amigos. - me levanto devagar e ele me puxa pelo pulso até o refeitório, aonde tem uma mesa com 6 garotos - Gente, esse é Kim Taehyung, Kim Taehyung esses são Hoseok, Jin, Namjoon, Jungkook e Yoongi 

TH: o-oi.... - respondo baixinho 

NJ: Oi Taehyung - diz sorrindo - Sente-se. - Acabo por me sentar ao lado de Jimin por ser o único que conheço,  mas acabei de vela pois ele tava pegando o Yoongi....? Yoongi, não? Ah, pouco em importa, o que realmente me chamou atenção lá foi Jungkook. Que garoto bonito - pensei. Mas uma coisa me incomodava, ele me olhava, mas seu olhar não era nada agradável. 

JN: Então Taehyung, nos conte sobre você - disse sorrindo

TH: Bom, eu tenho 19 anos e.... eu tenho duas mães! E.... hm, bem... Eu tenho depressão, e.... hm.... eu não sei mais o que dizer - digo acabando por sorrir - Não se assustem, nem se preocupem, nem nada, eu tô bem - sorrio novamente

HS: Sem querer ser invasivo ou privativo demais mas... por que trás um oxigênio? - diz apontando para o mesmo -

TH: Ah, bem... É-é que....

HS: Não precisa falar se não quiser ok? 

TH: Não, não, eu tenho que desabafar... Bem, eu fui.... diagnosticadocomcâncerpulmonarapoucotempoatrás. - falo pegando fôlego em seguida

NJ: Que? - pergunta arqueando uma única sobrancelha

TH: *suspiro* É difícil falar mas, eu fui diagnosticado com câncer pulmonar a pouco tempo atrás e eu não consigo respirar normalmente sozinho, e além de não conseguir direito ainda dói bastante tentar... -silêncio novamente

O silêncio predominou aquela mesa. Eu estava tão desconfortável.... Principalmente com o olhar - que agora era de dúvida  - de Jungkook sobre mim

YG: I-Isso quer dizer que...

TH: Que eu vou morrer? Bem, talvez, mas pouco me importa isso, só quero viver feliz enquanto ainda estou aqui - sorrio fraco, sentindo uma lágrima tímida escorrer meu rosto, Hoseok a limpa rapidamente, acho que ele percebeu meu desconforto. Logo depois dessa cena Jungkook me olha com fúria, agora me explica, por quê?

YG: Vamos tornar seus dias cada vez melhores, vamos pela missão "Sorriso quadrado de cada dia"? - pergunta e todos concordam, menos Jungkook que ainda estava a me fitar intensamente irritado. 

TH: O-obrigado gente - sorri quadrado pra eles

HS: Aí sim! - diz e todos começamos a rir, menos.... Você sabe quem.

X

Estava saindo da escola quando alguém me empurra contra a parede, e devido a força, perdi um pouco de ar

??: Você gosta dele né? - perguntou...

TH: J-Jungkook?!

JK: Responde! - diz com uma das suas mãos em meu pescoço

TH: D-dele quem?! - já estava apavorado 

JK: Do Hoseok! Do jeito que ele te tocou!

TH: Jungkook eu conheci ele hoj-- fui interrompido por um forte tapa no rosto

JK: Não se faça de inocente Taehyung! 

TH: O que eu te fiz?

JK: Atrapalhou minha vida, meus amigos me ignoraram o resto do dia porque estavam falando sobre a porra do "Sorriso bláblábla", Hoseok principalmente! - ele me derruba no chão e chuta meu oxigênio, me fazendo ter outra falta de ar. 

TH: J-Jungkook.... - digo entre as lágrimas, que dificultam o processo de respirar.

JK: Eu tenho nojo de você Taehyung, me arrependo de ter te visto desde que entrou naquela sala - chuta meu estômago, vejo ele se afastar e me deixar ali. Não passava ninguém no momento, eu só senti as lágrimas descendo e a respiração cessando. 





Tarde demais para voltar atrás.




oxygen -산소




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...