História Take my hand, we'll be fine - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shawn Mendes
Personagens Personagens Originais, Shawn Mendes
Tags Amizade, Amor, Aventura, Faculdade, Musica, New York, Romance, Shawn Mendes
Visualizações 34
Palavras 810
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ta ae mais um capítulo! Espero que gostem! Boa leitura bbs

Capítulo 7 - Consequências da Ressaca


Acordei sentindo um puta dor de cabeça.

- Aaaaiii - Dou um gemido de dor.

Sinto uma mão em meu rosto.

- Bom dia pequena...

- Mau dia mau dia... - Saio correndo até o banheiro e vômito no vaso. - Maldito seja o whisky! - Praguejo.

- Calma... - Ele segura meu cabelo.

- Urgh... Vou tomar um banho ok?

- Tudo bem.

Prendo meu cabelo em um coque e pego uma toalha. Shawn sai do banheiro e eu começo a me despir.

- Cara, que vestido grande...

Ligo o chuveiro e entro no mesmo. Uma coisa boa em meio a ruins. 

Fecho os olhos para tentar reorganizar a mente. E no minuto seguinte, estou sentindo uma dor enorme no tornozelo, e eu estou caída no chão do banheiro.

- Urgh! 

- Alex?!

Ele entra de olhos fechados.

- Você tá bem?

- Não! Droga... Meu tornozelo dói! 

- Ta ta... Vou te levar no hospital. Cadê seu roupão?

- A-acho que tá em cima da pia... - Dou um gemido de dor.

- O-ok... - Vejo ele procurar com a mão o meu roupão. - Cadê você?

- Aqui... Segue minha voz...

- Ta... - Ele bate a mão a procura de mim. Puxo a sua calça. Ele me pega minha mão e me deixa apoiada em seu ombro. - Toma, veste aí.

Pego o roupão de sua mão e o visto.

- Pode olhar agora... 

- Tudo bem... - Ele abre os olhos e desliga o chuveiro.

- Aaaaai.... - Cara! Como aquilo doia. Isso vai me lembrar de nunca beber mais de 5 taças de Whisky...

- T-ta, vamos para o hospital agora. - Ele me pega no colo e saí do meu apartamento. Vai até meu carro e me coloca no banco do passageiro, coloca o cinto e vai para o volante.

Tento tocar meu tornozelo mas dói.

- Vai logo Shawn!

- Ah! T-tudo bem. - Ele liga o carro e vai dirigindo rápido até um hospital mais próximo.

- Cuidado! Você vai bater o carro! - Grito.

- Eu sei o que estou fazendo! - Ele acelera.

- Shawn!

Ela ignorou e parou no hospital, me tirou do carro e entrou no hospital.

- Alguém pode me ajudar?! - Ele gritou comigo no colo.

Apareceu uma enfermeira e mandou ele me colocar em uma maca.

- O que aconteceu? - Perguntou a enfermeira.

- Ela caiu, e acho que o tornozelo quebrou, não sei.

- Tudo bem. Agora deixa com a gente. Precisamos de um Raio X! - A enfermeira gritou.

Só vi eles me levarem até uma sala. Fizeram alguns exames e me levaram para um quarto.

- Ou... - Coloco a mão na cabeça. - Pai...

- Já liguei para seus pais. Eles estão vindo. - Diz Shawn sentado em uma cadeira ao meu lado.

- Ótimo...

Ouço alguns gritos vindo da recepção. Mamãe! Bom saber que já está aqui (Risos).

Vejo meu pai entrar pela porta e dar um beijo em minha testa.

- Oh minha filha... - Ele olha meu estado.

- Oi pai... - Falo meio tonta.

- Como isso foi acontecer?

- Eu... escorreguei no banheiro, eu acho... 

- E como veio parar aqui?

- O meu salvador está aí do seu lado... - Dou um pequeno sorriso para Shawn.

- Oh! Valeu rapaz! - Ele aperta a mão de Shawn com um sorriso.

- Só fiz ajudei a sua filha. - Ele sorri.

- Você não viu ela sem roupa, certo? - Ele olha Shawn sério.

- N-não senhor... - Shawn fala parecendo nervoso.

- Pai! 

- Desculpe filha. Você sempre vai ser minha menininha... - Ele sorri.

- Igual a Kristen... - Dou um sorriso triste.

- Isso... Igual a Kristen. - Ele se aproxima e me abraça.

- Agora me tira daqui. Não gosto de hospitais.

- Calma Alex... Você precisa se recuperar.

- Vão à merda. Quero ir embora.

- Olha a boca Alex...

- Desculpe pai...

O Doutor entra no quarto.

- Senhorita Jones, certo?

- Isso.

- Já vou te dar alta... Mas preciso te dar umas recomendações.

- Finalmente... Pode falar.

- Vai precisar tomar um remédio para dor de dia e de noite...

- Certo...

- E vai ter que ficar com o tornozelo enfaixado por alguns dias...

- Certo...

- E para algumas coisas irá precisar de ajuda. Alguém mora com você?

- Ahn? Não... eu moro sozinha.

- Então terá que arrumar alguém para ficar com você. - o Doutor sai do quarto.

- Pai...?

- Desculpe filha, ultimamente estou ocupado com o trabalho... - Ele joga uma cara triste.

- Eu posso ficar com você! - Shawn se pronuncia e levanta a mão. Meu pai olha surpreso para ele.

- Ótimo! Enfim, poderei sair desse inferno.

O Doutor entra novamente.

- Sr Jones, preciso que preencha uns papéis na recepção.

- Ok. - Meu pai e o doutor saem, me deixando sozinha com o Shawn.

- Valeu... por ficar comigo.

- Só estou fazendo meu trabalho bebê.

Sorrio com o apelido. Aquilo me lembrava algo, mas não me recordava no momento.

- Vamos embora logo... - Pego as caixas de remédio e tento me levantar. - Droga! Esqueci do tornozelo... - Bufo.

- Vamos Alex... - Ele me apoia em seu ombro e sai comigo do quarto.



Notas Finais


Espero que tenham gostado! Se gostarem, comentem. Isso me deixa muito feliz! ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...