História Take You (EM PAUSA) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Selena Gomez
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais, Selena Gomez
Tags Boates, Chaz Somers, Criminal, Jaden Smith, James Franco, Jelena, Justin Bieber, Latina, Ryan Butler, Selena Gomez, Trafico, Violencia
Exibições 114
Palavras 1.624
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Gente, mil desculpas por não ter postado no domingo passado, eu tinha escrito todo o capítulo mas acabei apagando sem querer e não tive como recuperar, escrevi tudo ontem então se tiver erros peço que me perdoem. Nesse capítulo vocês conheceram o lado criminal do Justin e eu garanto que ele só é fofo com a Selena, há muitas mensagens ocultas então boa sorte pra grava-las na mente de vocês ahsuabauaha.
Boa leitura 💟

Capítulo 4 - I'mma care for you


Fanfic / Fanfiction Take You (EM PAUSA) - Capítulo 4 - I'mma care for you

              - Selena Gomez -

Me mexi desconfortavelmente no intuito de sentir onde eu estava deitada, em minha cabeça parecia que tinham dezenas de elefantes saltando, maldita ressaca!

Respirei fundo e decidi abrir os olhos, a claridade os machucou um pouco mas nada que eu não pudesse me acostumar.

Olhei para baixo e assim que percebi o tecido dourado do vestido ainda no meu corpo, flashbacks de ontem a noite começaram a passar na minha mente.

Boate, James indo embora, eu sozinha com o Justin, eu dançando para o Justin.

Justin deve ter me trazido para casa por que eu com certeza tinha bebido pra caralho.

Como sempre Justin cuidando de mim enquanto James desaparece.

Já fazem alguns meses que ele anda ausente, sempre diz que tem trabalho a fazer e quando não me deixa em casa sozinha, me deixa com Justin - o que eu não acho de todo ruim, apesar de saber que não tenho olhos para outro cara além de James.

Ele tem me irritado tanto com suas saídas e viajens repentinas, quando eu cobro sua atenção ele diz que sempre me avisou que namorar um gangster não seria fácil.

Nos conhecemos em um círculo de lutas ilegais, Ashley me levou até lá dias depois de chegarmos do México, eu queria me divertir e ele estava lá apostando num dos lutadores que esmagava o seu oponente no chão, depois que a luta acabou todos foram dançar pelo local abandonado.

Lembro que assim que Ashley saiu de perto de mim para buscar bebidas ele apareceu, barba rala porém atrativa, um charme fora do comum e uma lábia capaz de conquistar até a garota mais durona.

Não pensei muito quando aceitei ir para o banco de trás do seu carro, mas não me arrependi no dia seguinte e então continuamos saindo durante um mês, até ele me apresentar aos seus amigos numa festa em sua mansão - tornando nossa relação mais séria.

Relação que hoje se encontra na lama, admito que se eu soubesse que seria infeliz eu não teria deixado tantas coisas para trás ...

                           [...]

               - Justin Bieber -

Já faziam exatamente vinte e dois minutos que eu fitava o teto branco do quarto, é como se o seu nome estivesse escrito lá em cima pois na minha cabeça só se passava ela.

Selena, Selena e Selena.

Parecia doentio o jeito como eu andei pensando nela nos últimos tempos mas era algo que eu não podia evitar, aliás ultimamente ando não podendo evitar muitas coisas em relação a ela - como quando selei seus lábios ao deita-lá na cama ontem.

Eu tentava pensar em James e em toda parceria que tivemos ao longo dos anos, tentava considerar nossa amizade e o fato dele ter praticamente me feito ser alguém nessa merda de cidade, mas eu não conseguia, quando se tratava de Selena muitas coisas ficavam para trás.

Decidi que ficar deitado imaginando ela nos meus braços não iria traze-lá pra mim e então me levantei pois apesar de não parecer, sou um gangster e gangsters tem trabalho a fazer.

Tomei um banho rápido e me vesti com uma calça jeans rasgada, uma blusa amarela e jaqueta militar, calcei meus sapatos e deixei o quarto.

No começo da gangue morávamos todos juntos até que Chris levou para casa uma garota, a deixou esperando no sofá e quando voltou ela não estava mais lá e sim no quarto de James - transando com o mesmo.

Depois desse dia, para evitar que uma situação assim se repetisse, decidimos cada um morar em um apartamento sozinho, porém no mesmo condomínio fechado - exceto James que comprou uma mansão para morar com Selena.

Uma pena que eu não precise estar morando no mesmo lugar para a situação se repetir.

                          [...]

James tinha me avisado dias atrás que eu teria que ir ao lado mais podre e deserto da cidade para cobrar uma dívida antiga, a dívida de Paul, um viciado que pegava drogas sem saber se podia pagar por elas.

Agora na frente de sua porta iria descobrir se ele poderia ou não paga-las.

Meu punho fechado socava a porta pela centésima vez, quando levei a mão à cintura para pegar meu revólver e explodir a maçaneta de vez, o infeliz resolve abri-lá.

Um rosto pálido e amedrontado se encontrava a minha frente, seus olhos se arregalaram quando me reconheceram e eu tive a certeza que ele não teria o dinheiro.

   - Paul - lancei meu melhor sorriso irônico - Será que eu posso entrar?

   - C-claro - seu corpo trêmulo abriu passagem e então passei pela porta.

Adentrando sua casa simples e suja, pude perceber o cheiro horrível que se encontrava ali.

Maconha, crack e heroína, tudo misturado pairando no ar.

Paul me acompanhou até o sofá - que rangeu quando nós sentamos.

   - E então Paul, você sabe por que estou aqui, não sabe? - ergui uma sobrancelha enquanto esperava sua resposta, só recebi seu silêncio - É dia de cobrança e você nos deve uma grana preta, espero que tenha o dinheiro que deve

Me coloquei de pé enquanto o encarava, seu corpo tremia ainda mais do que antes e eu aguardava uma resposta.

   - Sa-sabe o que é cara? Eu iria te procurar e pedir mais uns dias, ainda não tenho todo o seu dinheiro - sua voz estava falha e ele já previa o que estava por vir

Eu tinha experiência na cobrança de dívidas e quando era pedido aumento de prazo, o próximo passo era partir para as ameaças.

Coloquei minha mão à cintura afim de sacar minha arma no intuito de ameaça-lo, foi quando ví rapidamente o seu corpo magro levantar, senti o impacto do seu punho no meu rosto e não acreditei, aquele viciado filho da puta tinha me dado um soco.

Rapidamente levantei o rosto, o olhei nos olhos e num segundo revidei seu soco com o dobro de força, fazendo seu corpo fraco cair no chão.

O peguei pela gola da blusa e o joguei no sofá, me abaixando e deixando nossos rostos próximos.

   - Eu iria te dar mais um dia, se não tivesse socado o meu rosto, agora você tem um minuto para pagar tudo que deve - a fúria dominava o meu ser, eu estava fervilhando de ódio

   - C-carapor favor, eu não tenho  dinheiro - ele já chorava em desespero

Tirei o meu revólver da cintura e o engatilhei, tomando distância e mirando na sua cabeça.

   - Você conhece as regras Paul, ou paga com dinheiro ou paga com a vida, você têm o dinheiro? - perguntei friamente

   - Não tenho mas se me der mais um dia eu posso conseguir - seu desespero era agonizante e eu estava disposto a acabar com isso já - Eu não tenho o dinheiro

   - Então sua dívida está paga

Dei um tiro certeiro em sua cabeça enquanto fechava os olhos com força, miolos estourando nunca foram minha cena favorita, sempre foi tudo um trabalho.

Depois de conferir se o corpo a minha frente estava sem vida, saí da casa sem olhar para trás e arranquei com minha Range dalí.

Enquanto dirigia de volta para casa meu celular apitou numa mensagem, dei uma olhada no visor e pude ver o nome de James.

Peguei meu celular e abri a mensagem enquanto parava no farol vermelho.

James : Paul pagou a dívida?

Digitei rapidamente e enviei a mensagem.

Me: O que você acha?

Com essa resposta ele já saberia o que aconteceu com Paul.

Depois de olhar as horas e perceber que demorei mais tempo do que deveria alí, segui direto para casa, assassinatos sempre me deixavam exausto e não há nada agora que eu precise mais do que um bom sono.

                            [...]

Estava tendo um bom sono quando acordei assustado pelo toque do meu celular.

Levantei cambaleando e fui até a sala, olhei no relógio de parede e já eram 20:00 da noite, quem foi o infeliz que interrompeu meu sono?

Peguei meu celular e assim que vi seu nome na tela meu coração começou a acelerar, rapidamente a atendi.

   - Selena ? - demonstrei confusão e preocupação na minha voz, tinha medo de que algo tivesse acontecido afinal não era comum receber ligações suas

   - Justin, será que eu posso ir ao seu apartamento ? - sua voz estava chorosa e minha preocupação estava aumentando

   - Por que? É tarde Selena, o que aconteceu ? - o medo de algo ter acontecido me dominava

   - Por favor Justin, eu preciso te ver agora - e então ela chorou, meu coração ficou pequeno e eu só queria entender aquela situação

   - Venha - dito isso desliguei

A confusão no meu ser era clara, a preocupação me consumia e suas palavras não saiam da minha mente.

Eu preciso te ver agora.

Selena estava machucada e pedia o meu socorro, apesar de toda a preocupação, isso me fez sentir importante em sua vida.

Cerca de meia hora depois escuto batidas na porta do meu apartamento, me levantei do sofá num pulo e escancarei a porta, seu pequeno corpo não pensou duas vezes pra se chocar no meu e então pude ouvir seu choro.

Ainda abraçado com ela e sentindo suas lágrimas molharem meu peito desnudo, entramos e nos sentamos, ela se encontrava nervosa e por mais que eu quisesse muito saber o que tinha acontecido, percebi que no momento eu só precisava conforta-lá e é isso que eu farei.

Então, eu amo quando você liga de surpresa
Porque eu odeio quando os momentos são esperados
Então, eu vou cuidar de você  - Earned It, The Weeknd.

  


Notas Finais


Não deixem de comentar a opinião de vocês sobre a história, isso é muito importante.

Tenho uma nova fanfic no wattpad, não é Jelena mas é do Nash com a Leigh Anne Pinnock do Little mix, caso estiverem interessados 👉 http://my.w.tt/UiNb/R9bsJ6Iowx

É isso, espero que tenham gostado, se tudo der certo nos vemos no próximo domingo, um beijo 💟💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...