História Take Your Time - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Allison Argent, Cora Hale, Derek Hale, Isaac Lahey, Jackson Whittemore, Kira Yukimura, Lydia Martin, Malia Tate, Mieczyslaw “Stiles” Stilinski, Scott McCall, Theo Raeken
Tags O'broden, Romance, Stydia
Visualizações 54
Palavras 1.364
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Bem, oi pessoas. Quero pedir desculpas por ter demorado muito para postar um novo capítulo. Aconteceram tantas coisas nesses últimos meses que não tinha inspiração e principalmente tempo para poder escrever. O próximo capítulo está quase na metade e vou postar logo logo. Então, desculpa outra vez e espero que vocês não abandonem a fanfic. Se quiserem dar uma crítica ou sugestão ou ambas serão bem vindas. Aproveitem esse capítulo :)

Capítulo 6 - Oops


Anteriormente

- Preciso ir. Sinto muito

Scott resolveu não impedir mais ela e observo a ruiva indo numa direção de um carro. Franziu a testa ao ver um homem, possivelmente seu pai, pensou o rapaz.  Depois de ver o veiculo indo embora, McCall foi ao quarto de Stiles e o encontrou dormindo. Queria conversar com o rapaz sobre o que aconteceu, mas não queria acordá-lo. Então, resolveu sair dali e foi para casa. Outra hora conversaria.

Pov’s Lydia

Não queria ir para aquele lugar, mas precisava estar junto, vê-la se estava tudo bem. Enquanto, ele falava baboseiras, apenas ficava imaginando o quanto a minha vida tinha mudado durante esse último ano. Foi de algo normal para uma que só “parece” acontecer em filmes/séries. Suspirei rapidamente e senti o carro parar, antes que ele pudesse dizer qualquer coisa para mim, saltei dali e entrei rapidamente na casa, indo para o quarto e trancando a porta.

Respirei fundo e agradeci por estar bem, ali e com ela. Meus olhos percorreram pelo o quarto, mas nenhum sinal de outra pessoa além de mim mesma. Imediatamente, senti o medo de algo acontecer tomar conta do meu corpo e por causa da pressa acabei perdendo o controle da chave. Quando saí daquele cômodo, escutei a voz dele com ela. Comecei a respirar para poder me acalmar e caminhei na direção da sala, vendo os dois juntos. A minha única vontade era poder sair dali junto a ela, mas me controlei, qualquer movimento ameaçador poderia machuca-la.

- O que você está fazendo? – Perguntei assim que estava perto o suficiente deles.

- Apenas curtindo um pouco do tempo com a minha filha.

- Ela não é e nunca será sua. – Murmurei, torcendo para que ele não tivesse escutado.

- O que você disse Lydia? – Ele se levantou e ia aproximar até que eu balancei a cabeça, negando. – Bom. Vá para o seu quarto e não saia até eu mandar, minha mãe virá aqui então já sabe como funciona.

Assenti e andei na direção do outro cômodo, entrando e trancando a porta em seguida. Encostei-me à parede e escorreguei devagar até sentir o frio do chão. E como sempre as lágrimas desceram sem eu fazer nenhum esforço.

Pov’s Stiles

Uma semana se passou e mais uma vez sem notícias dela. Desde que eu saí do hospital, estou de repouso em casa por dois meses. Qualquer adolescente estaria comemorando isso, mas eu sei lá. Não me sinto bem desde que acordei pela primeira vez depois do acidente.

O médico falou que só poderia descobrir quando saísse os exames até lá o que resta é esperar. E eu estou começando a odiar isso. Respirei fundo e escutei batidas na porta.

- Pode entrar.

A porta foi aberta e Scott entrou junto com uma garota, que parecia para mim uma conhecida.

- Hey, cara. Olha quem eu encontrei no caminho daqui, lembra-se da Allison?

Encarei a menina por alguns minutos e então consegui relembrar da onde eu a conhecia. Mexi um pouco desconfortável com a situação e assenti. Observei Scott sentar na poltrona e Allison apenas ficou no mesmo lugar. O silêncio começou a reinar no meu quarto, enquanto isso eu encarava o teto.

Não estava com muita vontade de conversar com ninguém, principalmente com Allison. O papo estranho que tive com Lydia ainda rodeava minha cabeça, deixando-me sem condições para dormir direito. Depois de uns minutos constrangedores, Scott resolveu chamar minha atenção e encarei-o sem dizer nada.

- Você está bem?

- É claro que estou bem, por que eu não estaria?!

Pelo canto do olho vi a garota se mexer desconfortável e antes que eu ou ele pudesse dizer qualquer coisa, ela interviu-se:

- Stiles. Não fique assim. Tem que haver alguma explicação boa para o que houve quando ela te visitou.

Meus olhos focaram completamente e analisei por alguns minutos, arqueando as sobrancelhas.

- Você sabe? Como?

Nenhuma resposta. Dos dois.

- Scott... Você contou a ela?

- Bem, talvez, eu tenha comentando um pouco quando estávamos vindo para cá.

- Não é culpa dele! – Allison diz antes que eu falasse qualquer coisa. – Insisti para que Scott contasse o que tinha acontecido, então é minha culpa. Desculpa por ser intrometida, mas precisava saber o que estava acontecendo porque Lydia está muito estranha e não quer me contar o porquê e isso está me deixando louca!

Eu e Scott apenas escutamos ela despejar tudo aquilo de uma vez, e depois encaramos Allison respirar ofegante. O silêncio se prolongou outra vez e não sabia o que dizer para moça.

- Eu posso ajuda-lo, se quiser. Quando ela me contou sobre o que aconteceu naquela noite, percebi que minha amiga poderia ser feliz outra vez. No entanto, preciso da ajuda de vocês em uma pequena coisa.

- Fale o que necessita.

- Não é tão simples assim, Scott. Mas também não é complicado demais.

- Allison, você está enrolando...

- Ok, desculpa, preciso convencer tanto os meus pais quanto os da Lydia para se mudarem para cá. Porque, bem, não moramos aqui e sim mais ou menos.

- Isso será muito difícil, mas eu topo. Stiles e você?

Não o respondi imediatamente. Era muita coisa para assimilar. Uma parte de mim queria rapidamente esquecer isso tudo e seguir em frente, mas a outra desejava continuar nisso. E sem ter muita consciência, concordei com a cabeça.

- Eu topo.

- Magnífico! Então, vamos começar à... – Um som começou a tocar e Allison pediu licença, saindo do quarto e indo atender ao telefone.

- Stiles, isso vai ser demais!

- Eu pensava que você queria que eu seguisse em frente...

- Mas eu ainda quero. É só que, sabe, não sei como explicar.

- Você quer passar um tempo a mais com ela certo?

- É. Sei que não deveria estar fazendo isso porque é egoísmo, mas se Lydia estiver, não sei, em perigo?

- Por que está achando isso?

- É que... – Antes que ele pudesse continuar, a garota voltou e encarou Scott – Eram meus pais. Eles querem que eu volte para casa do meu avô agora.

- Tudo bem. Vou te deixar lá. Estou indo Stiles e se cuide viu?

- Sim, papai.

Observei meu melhor amigo revirando os olhos e depois despedi dos dois. Em seguida, consegui adormecer.

No outro dia...

Acabei acordando mais cedo que imaginava, enquanto todos estavam dormindo, eu fiquei na varanda da casa e encarando o céu nublado. Meus pensamentos estavam longe demais para eu poder processar qualquer coisa e assim não acabei avistando Scott vindo à minha direção.

- Ei mané. Está dormindo?

- O que? Não, estava só viajando. Aconteceu algo?

- Ainda não. Ontem, estava planejando o plano com Allison enquanto eu a deixava na casa dela, e aí resolvemos que faltarei aula já que você está em casa, e partiremos numa missão.

- Você fala como se fosse à última coisa que vamos fazer e que devemos salvar o mundo.  – Soltei um riso diante do que ele diz.

- Bem, vai ser um pouco. Você topa?

- É claro. Uma boa aventura.

- Ótimo! Irei apenas dar um jeito de colocar minha presença e depois virei te buscar, beleza?

Assenti e logo ele se despediu, indo para escola. Depois de alguns minutos, voltei para o meu quarto, para esperar Scott voltar, e meus pais se despediram indo para os seus trabalhos.

Pov’s Scott

Já estava tudo preparado para eu sair do colégio sem perceberam, só precisava esperar o sinal tocar no banheiro silenciosamente. Assim que escutei o barulho, esperei por pelo menos 10 minutos até poder sair.

Enquanto andava para o portão, desviava das pessoas que pareciam no caminho. Estava quase perto, até que a diretora apareceu do meu lado.

- Ora, ora... Temos um fugitivo aqui. O que está fazendo, McCall?

- Eu? Bem, eu... Eu...

- Estava tendo escapar?! Coisa feia. – Negou com a cabeça e aproximou-se – Esperava isso de qualquer um menos de você. E agora vai ter que me acompanhar agora para detenção.

- Diretora, eu posso explicar!

Mas não adiantou de nada. Ela já caminhava na frente. Apenas suspirei e a segui, tentando pensar em uma solução antes que Stiles endoidasse.

 


Notas Finais


Esse foi o capítulo de hoje e espero que vocês tenham gostado. Até a próxima, beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...