História Tal pai, tal filha. - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Drama, Família, Filha, Incesto, Pai, Romance, Sexo
Exibições 42
Palavras 420
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - T C H U


Fecho a porta de meu quarto, e coloco meu ursinho no travesseiro, depois de ter arrumado todas minhas coisas fui para cozinha, minha mãe nunca está em casa sua vida se resume em trabalhar, sempre trabalhando e trabalhando, assim tenho que virar uma mãe para Gabriela, eu faço tudo, limpo a casa, faço a comida, acordo ela e papai, enfim..Faço faculdade de educação física, já Gabi designer, ela disse que não gostava muito, mas depois se acostumou.

Vou para o banheiro tomar um banho, e assim faço tomo uma duxa rápida e saio enrolada na toalha. Me seco e visto uma roupa confortável, e me deito mexendo em meu celular, depois de um tempo acabo adormecendo.

Acordo com um barulho irritante, levanto meu corpo e esfrego meus olhos, vejo meu celular que é um motorola G3 apitando, pego ele e o taco no chão na esperança de que ele parece com esse barulho infernal, mas como suspeitei, não adiantou nada, pego ele do chão.

-Só serviu para quebrar a porcaria da pelicóla!-Penso comigo mesma, coloco o celular em meu criado-mundo. Vou para o banheiro faço minhas higienes matinais, tomo uma ducha rápida, me seco, visto uma calça preta rasgadinha, um all star preto e uma camisa verde com um panda nela, penteio meu cabelo e corro para a cozinha, faço panquecas, suco, pães partidos, também tinha panetones...Subo as escadas e entro no quarto da Gabi.

-Ei, acorda.

Digo balanceando-a.

-Só mais meia hora...

Ela diz sonolenta.

-Quer chegar atrasada?

Ela levanta rápido.

Ela odeia atrasos, na verdade...Ela não suporta atrasos, se ela se atrasar para uma festa, faculdade, passeios etc...Ela quase se mata, e se alguém se atrasar, ela mata a pessoa.

Vou para o quarto de papai, e não encontro mamãe, balanceio bem suave, e ele acorda esfregando seus olhos sorrindo de leve.

-Bom, agora vai, se levanta, ou vai chegar atrasado para o trabalho?

Ele não é igual Gabi, não se importa tanto com atrasos, mas ele me obedece e vai para o banheiro.

Saio dali e vou para a cozinha, e encontro Gabi comendo igual a um...Sei lá...

-Olá esfomeada.

-Haha, muito engraçado. Agora come rápido para irmos pra faculdade.

Reviro os olhos, me sento e pego uma panqueca a começo a comer, logo papai aparece e está muito cheiroso...

-Bom dia Gabriela.

Diz se sentando ao meu lado.

-Bom. Agora vamos Lara, se não vamos nos atrasar!

Diz largando o resto de sua comida.

-Tchau pai.

Digo e lhe dou um beijo na bochecha, mas acabou encostando um pouco em sua boca, fico envergonha e ele sorri sem mostrar seus dentes.

-Vamos logo?

Diz Gabi sem paciência.

-Vamos.

Digo saindo junto com ela.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...