História Tales of Fantasy: King's Revenge - Interativa - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Interativa, Jogo, Preso, Rpg, Virtual
Exibições 52
Palavras 3.266
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Fluffy, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Survival, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Só lembrando que só um personagem de vocês apareceu nesse cap porque é pra ele ser o prólogo da fic, não tem muito que falar sobre ele, espero que gostem e se não gostarem me digam o que pode ser melhorado ^^

Os títulos dos capítulos serão sempre o nome de dois personagens, a propósito.

Capítulo 2 - Cillian6115 e Mentos


Tekina se espreguiça em sua cadeira enquanto bebe seu café e confere a tela do seu computador. Tale’s of Fantasy – Updating, 94%. Tekina esfrega as mãos ansioso, ele joga ToF há alguns meses e a Semana Divina, uma DLC nova por dia durante uma semana, caiu em uma hora mais que boa.

Ele e alguns amigos começaram a jogar na terra de Garia, o continente do jogo, e criaram uma guilda, a Solar Anarchy, no passar desses meses a guilda conseguiu mais membros e eles acabaram se tornando uma família. Na última semana conseguiram comprar uma casa de dois andares perto de Porto Velho, a cidade inicial.

Tekina se ergue e vai fechar as cortinas de seu quarto, não quer que o mundo de fora lhe distraia do jogo, até porque essa update levou quase seis horas para ser concluída. Pelo lado positivo, é sábado então o tempo da update não o preocupa tanto, vai poder jogar direto por pelo menos um dia. Os pensamentos de Tekina são interrompidos quando seu bolso vibra, ele pega o celular, são seus amigos.

“Finalmente, terminei de baixar a update” Ice, Hoje 12:57

“Eu também, mas preciso ir ao banheiro” Pylot, Hoje 12:58

“Nós vamos te esperar então” Mentos, Hoje 12:58

“Não precisa, não vou demorar muito” Pylot, Hoje 12:59

“Vamos te esperar pra começar aquela Dungeon então” Mentos, Hoje 12:59

“Nos vemos lá” Você, Hoje 12:59

Ele bota o celular de lado, o jogo já foi atualizado, e aperta enter em um ícone de um escudo com três espadas se cruzando por trás.

[Você gostaria de se logar como Cillian6115? Y ou N]

[Y]

[Nickname: Cillian6115 Level: 37 Classe: Guardião Subclasse: Vingador]

Antes de apertar enter uma última vez, Tekina apoia o queixo na mão, orgulhoso. Graças a sua build ele tinha se tornado um jogador importante nas Raids que sua Casa e algumas outras casas aliadas faziam. Normalmente são poucos jogadores que escolhem a subclasse Vingador, e um número menor ainda também escolhe ser Guardião, já que é uma subclasse que conta com a falha de sua party ou amigos.

Caso o aliado vigiado pelo Vingador morra, ele terá bônus de dano incrivelmente altos, mas Tekina não a usa apenas por isso, ele descobriu um glitch que lhe permitia causar danos imensos em um golpe, derrotando a maioria dos Bosses das dungeons facilmente. É um glitch sujo, sem dúvidas, mas eficiente de qualquer maneira. Como nunca viu ninguém mais usar esse glitch, Tekina achou melhor mantê-lo guardado para si mesmo.

Ele toma mais um gole de café e inicia o jogo.

 

-

 

Tekina tropeça, caindo de costas, e encara o céu, podia jurar que estava em seu quarto a apenas alguns minutos. O ambiente ao seu redor é familiar mas também não é nenhum lugar que ele já tenha visitado na vida real. Ao se erguer Tekina percebe que está usando uma armadura pesada, mas não uma armadura qualquer, é a Armadura do Errante, um item que ele tinha conseguido depois de completar a quest “Onde Não Há Vento” em Tales of Fantasy.

-Cillian?

Ele se vira e vê duas figuras que ele conhece muito bem. –Ice? Mentos? –Cillian se aproxima dos dois- São mesmo vocês?

-Até onde eu saiba sim, -Ice diz coçando o ombro enquanto olha para o seu arredor- estamos mesmo em Garia?

[Nickname: IceTruckKiller Level: 36 Classe: Monge Subclasse: Duelista]

Ice caminha para o lado de Cillian, o garoto é menor que Cillian, por pelo menos vinte centímetros, a falta de armadura revela sua magreza. Se não fosse apenas seu avatar no jogo talvez Cillian chegasse a ficar preocupado com ele, sua pele é pálida, quase tão branca quanto a neve, e seu cabelo loiro claro e desgrenhado cai sobre a sua testa e lhe esconde as orelhas. Seus olhos ciano escuro caem sobre Mentos, à espera de um consentimento ou réplica.

-Eu realmente gostaria de dizer o contrário, -Mentos comenta chegando perto dos dois, por ser um Yoruba ele tem quase dois metros e vinte de altura, o que intimida Cillian de certo jeito- mas esse lugar e nossas roupas não me deixam outra escolha.

[Nickname: Mentos Level: 25 Classe: Médium Subclasse: Chef]

Os olhos cinzas de mentos percorrem o arredor do trio, ele leva suas mãos à pele ainda mais branca que a de Ice e coça o queixo um pouco pontudo. Uma forte brisa passa, desarrumando seu cabelo curto preto.

Juntos os três formam o que era conhecido no jogo como Trinidade Sagrada, um Tank, uma classe de DPS e um healer. Bem, Mentos não é exatamente o curandeiro do grupo, esse é o papel de Pylot.

-Vocês não viram o Pylot também? –Cillian pergunta- Ele também já deve ter iniciado o jogo.

-Viemos do lugar onde nós tínhamos combinado de nos encontrar –Mentos explica- e em volta da última vez que logamos, não o encontramos.

-Será que é porque ele foi no banheiro? –Ice arrisca, coçando a nuca- Devíamos voltar pra estrada, se ele se logar vai acabar dando spawn lá.

-Acho melhor seguirmos pra Ponta do Nariz, talvez os outros também estejam a- -Cillian opina e se espanta instintivamente, ao fixar o olhar em Mentos ele percebe que uma barra verde flutua sob sua cabeça, indicando seu nome, nível e classe- Espere, se estamos no ToF talvez possamos acessar o menu e falar com os outros!

-E como vamos fazer isso? –Mentos retruca se apoiando em seu cajado de madeira- Não temos mais o teclado, lembra?

-Mas talvez tenha algum tipo de comando físico! –Cillian afirma chacoalhando seus braços nas direções que pode- Vamos, precisamos tentar!

-Certo! –Ice concorda imitando os movimentos de Cillian- Mentos, você também!

-Passo, obrigado. –O rapaz de quase dois metros e meio fala apoiando suas costas numa árvore próxima- Esse lugar é tão real, será que tem alguma coisa haver com a DLC do King’s Revenge?

-Eles não fariam uma DLC pra nos prender aqui, -Ice diz sem parar de mexer os braços- acho que deve ter sido algum bug, a DLC acabou de lançar, tenho certeza que vão conserta-la logo.

Quase desistindo, Cillian move sua mão direita na vertical, de cima para baixo, e o menu se abre. Há pelo menos seis ícones na tela recém aberta, cada um com sua pequena legenda: Equipamentos, Perfil, Status, Casa, Party e Amigos.

-Ei, -Ele chama pelos outros- eu encontrei o menu, -Cillian faz uma pequena pausa, relendo todos os ícones- não consigo encontrar a opção de Ajuda ou Logout.

-Tem certeza que você não está imaginando nada? –Ice pergunta ficando de frente para ele- Eu não vejo nada de diferente.

-Talvez seja visível só pra mim, tentem fazer isso –Ele repete o movimento do braço.

-É verdade, -Mentos assente desencostando-se da árvore e ajeitando seu manto branco- funcionou.

-Eu vou ver se tem alguém da casa online. –Ele clica no ícone dos Amigos, uma lista se expande, ocupando boa parte do seu campo de visão. Uma série de nomes aparecem, cada qual com sua classe e subclasse também. Cillian rola a lista com os dedos até parar no nome de Pylot- Aqui diz que o Pylot não está online

-Então ele não veio parar aqui? –Ice fecha o pensamento, sua voz soa incerta- Será que é porque ele demorou mais pra logar?

-Talvez, -Mentos pontua- mas precisamos descobrir se tem mais alguém preso conosco aqui.

-Thera está online, -Cillian fala ao repousar o dedo sobre o nome de Thera, uma Druida Sobrevivente, ele clica no nome dela e duas opções aparecem: Mensagem e chamada- posso tentar falar com ela.

Cillian espera o consentimento de ambos e então aperta a opção de chamada. O ícone de um relógio começa a tremer periodicamente até que Thera atende, Cillian não consegue ver seu rosto, apenas escuta sua voz como se fosse um pensamento.

-Cillian? É você mesmo?

-Sim, -É estranho para ele ouvir a voz dela tão preocupada assim, normalmente ela é a mais alegre do grupo- também estou com Mentos e Ice. Você sabe se mais algum de nós também está aqui?

-Que bom saber que vocês também estão bem. –Ela admite, sua voz parece ficar mais calma- Eu e Dal estamos tentando encontrar os outros, por enquanto já encontramos Lyrio, Snow, Eucliff e o Unn.

-Vocês tem alguma ideia do que pode ter acontecido?

Thera fez uma pausa. –Não, e pelo que ouvimos na rua ninguém sabe. Estávamos pensando em ir na Double G pra ver se eles sabem alguma coisa. Pelo menos um daqueles membros deles deve saber de alguma coisa.

-Pode deixar que nós vamos à casa deles, nós estamos no lado de fora da cidade podemos aproveitar pra passar por lá.

-Tomem cuidado, se nós estamos dentro do jogo nada garante que os monstros não estejam por ai.

-Nós vamos, não se preocupe, vai ficar tudo bem. Nos encontramos na estalagem?

-Sim, Dal vai fechar o lugar para termos privacidade. –Thera tenta soar confiante antes de desligar a chamada- Boa sorte.

A tela volta para o menu inicial e o guardião a fecha, Ice e Mentos o olham a espera de uma explicação. Cillian os explica que não estão sozinhos e que devem se encontrar com os outros na Ponta do Nariz. Juntos, eles voltaram à estrada e começaram à seguir pela esquerda. Um dia antes da King’s DLC eles e Pylot estavam planejando ir em uma dungeon de nível baixo que ficava por aquela região para testar uma arma nova que Pylot tinha conseguido.

-Isso é tão estranho. –Ice fala, quebrando o silêncio enquanto pega uma pedra do chão- Os gráficos são tão bons, eu nem vejo diferença da vida real. –Ele afirma arremessando a pedra para Cillian, que a pega no ar.

-Até onde eu saiba, -Cillian sibila, arremessando a pedra para longe e se assustando com sua força- a DLC dos Gráficos Melhorados não deixou nada desse jeito.

-Talvez realmente estejamos dentro do jogo, então. –Mentos conclui andando em meio aos solavancos, se apoiando no cajado, ele ainda não tinha se acostumado com sua nova altura- Tudo parece verdadeiro, desde os gráficos até a distância de onde estávamos até Ponta do Nariz, Deus, até nós parecemos ser desse lugar.

-Isso não seria tão ruim assim. –Cillian se arrepende de suas palavras quase instantaneamente.

-É uma pena que Pylot não tenha vindo pra cá. –Ice o interrompe- Ele com certeza gostaria desse lugar.

-Vocês dizem isso porque são de classes da linha de frente. –Mentos reclama, apontando para suas vestimentas- Se vocês não tivessem armas boas e não pudessem usar armaduras saberiam que isso é terrível.

-Falando assim você me ofende. –Cillian brinca se virando para olhar seu amigo, um pequeno olho vermelho flutuava em cima de sua cabeça, mas apenas Cillian podia ver aquilo- Sou um guardião, meu trabalho é proteger você, além do mais você também é meu vigiado.

-Que reconfortante. –Ele responde, suspirando- Se eu morrer você vai me vingar, agora sim posso ficar tranquilo.

-Nenhum de vocês vai morrer, -Ice se posiciona- somos praticamente um trio perfeito, se a defesa de Cillian não for o suficiente eu ainda vou estar aqui pra destruir todos os inimigos.

Mentos para, de súbito. –O que foi isso?  

Cillian para de andar e tira a espada e o escudo das costas, não vê nada de estranho à frente, a estrada parece continuar calma até o seu fim, de onde está Cillian já consegue ver alguns dos edifícios da Ponta do Nariz, uma cidade portuária.

-Na direita! –Ice declara já com suas luvas de combate na mão, elas são laranjas e tem espinhos- Merda, eles nasceram no mesmo lugar de sempre, deveríamos ter nos preparado!

Ele se vira para ver que Ice tem razão, são três lobos que sempre nascem por aquela região. Correndo para à frente de Mentos, uma barra de vida aparece em cima de cada um dos lobos, que estão começando a se aproximar, saindo de alguns arbustos daquele lado da estrada.

-Eles são só level 22, -Cillian tenta lhes acalmar- vamos acabar com eles rápido.

O lobo do meio parte para cima dele, Cillian é pego de surpresa mas consegue erguer o escudo a tempo. O animal pula com a mandíbula aberta para cima do guardião, o mal posicionamento de seus pés faz com que ele caia para trás, derrubando sua espada. O lobo fica em cima de seu escudo, tentando morder seu rosto. Cillian entra em pânico e tenta virar seu escudo para o lado enquanto grita, funciona. Ele se ergue enquanto o lobo ainda está deitado e ergue o escudo novamente, pronto para um próximo ataque.

-Mentos! –Ice grita. Agora que está mais calmo, Cillian olha de relance para os outros. Ice está fugindo de um dos lobos, segundo sua barra de vida, ele deve ter tomado um ataque direto. Mentos está segurando seu cajado, ajoelhado- Faça a porra do seu trabalho!

-E-eu não sei como! –Ele responde batendo em seu cajado, está a poucos metros de Cillian- Não tem nenhum botão pra apertar!

O lobo fica de pé e volta a rosnar, instintivamente, Cillian pega o escudo e bate contra a cabeça do animal, seu HP cai um terço e ele repete o ataque até que o corpo do animal exploda em fagulhas brancas, deixando no chão uma pequena poção azul e duas moedas de ouro.

-Merda! –Mentos grita e começa a correr para o outro lado da estrada, o terceiro lobo corre atrás dele.

Ele tropeça e cai de cara no chão, como seu personagem no jogo é muito maior que ele na vida real é mais difícil para ele andar e mais ainda correr. O lobo morde sua perna, o HP do Médium cai pela metade, o monstro causa mais dano à ele já que seus níveis estão próximos. Mentos usa seu cajado para acertar a cabeça do lobo, fazendo o recuar momentâneamente. O animal volta a correr para cima do Médium, Cillian sabe que mais um ataque direto desses e o HP de Mentos irá ser zerado. Instintivamente, Cillian corre para cima do lobo, seu dever é proteger seu grupo.

-Charge!

Ele posiciona o escudo à frente do corpo e corre, uma luz amarela o envolve, fazendo com que ele corra mais rápido do que jamais poderia. Ele colide com o lobo enquanto a criatura está no meio de um pulo para cima do Médium. Igual ao primeiro monstro, ele explode em fagulhas brancas, deixando apenas três moedas de ouro.

Do outro lado da rua, Ice derrotou seu inimigo, sua subclasse de Duelista lhe deu bônus de dano então foi fácil para ele, seu único erro foi ter entrado em pânico no começo da batalha, graças à isso seu HP foi reduzido à dois terços.

-Droga, desde quando o combate é tão difícil assim. –Ice se aproxima dos dois, seu braço direito tem uma mancha pixelada de vermelho, pequenos pixels rosas saem da ferida e seu HP é reduzido aos poucos- E que ferida é essa? Arde demais.

-Aqui, -Cillian diz tirando dois fracos vermelhos de seu inventário e os dando a Mentos e Ice- não tem um nível muito alto, mas talvez pare com o sangramento.

-Obrigado, -Mentos agradece, abrindo a garrafa e tomando um gole, as feridas de sua perna desaparecem, o mesmo acontece com as de Ice, mas seus HP’s não aumentaram muito. Cillian até pediria a ele para usar alguma magia de cura mas infelizmente a build de Mentos focava em criar escudos contra danos. Cillian estende a mão para Mentos e ele se ergue- Aquilo que você usou foi uma skill, não foi?

Ele assente e vai atrás de sua espada- Mas não sei como consegui usar ela, -O Guardião coça a orelha, indeciso- talvez tenha sido instinto?

-Talvez elas sejam ativadas por comando de voz. –Ice comenta, guardando suas luvas- Agora vamos logo, não devem nascer mais nenhum monstro até a cidade então não precisamos nos preocupar com HP.

Depois de se prepararem, o trio seguiu viagem, não tiveram mais notícias de Thera ou qualquer um da guilda, provavelmente estavam se reunindo na estalagem. Na reta final, eles já conseguem ver a cidade. Ponta de Nariz é uma cidade portuária, é realmente grande mas não muito popular entre os jogadores já que os monstros de lá não tem níveis muito altos e a cidade é mais isolada das cidades que geralmente tem eventos importantes por se localizar numa península.

Mas isso é uma das vantagens que Cillian e seus amigos viram para criar a sede de sua casa ali, só outras três casas também tem suas sedes ali então, no geral, é um bom refúgio para que seus membros possam descansar ou planejar a próxima quest em paz.

Na frente dos portões da cidade, sua única saída e entrada, algumas pessoas estão reunidas, discutindo alguma coisa, Cillian e os outros se aproximam e, ao chegarem mais perto, reconhecem pelo menos uma pessoa do grupo: Orren, o Ceifador, o líder da Double G, a maior guilda da cidade.

[Nickname: Orren Nível: 75 Classe: Espadachim Subclasse: Gladiador]

Orren é um dos poucos jogadores de Ponta do Nariz que estão no nível máximo e todos os outros poucos estão na sua casa, a Double G. A Casa só aceitava jogadores acima do level 40, Cillian não entendia o que jogadores de nível tão alto faziam naquela região do mapa, normalmente conforma os jogadores aumentavam de nível eles partiam para regiões mais perigosas.

Assim que os vê, Orren aponta para os três, chamando-os para perto. O avatar de Orren é difícil de não ser reconhecido, a figura esguia e seu casaco de couro se tornavam icônicos com seu tapa olho, que escondia um de seus olhos verde claro. Ele também possuí dois brincos negros na orelha direita, mas geralmente seu cabelo marrom escuro a esconde.

Orren ganhou o apelido de Ceifador por sua infame build, um espadachim que só usa roupas de couro, focado em PvP que luta com A Arma do Príncipe Perdido, uma foice rara de uma quest que fazia parte de um evento de natal.

-Quem são vocês? –Um homem-morcego que está ao lado de Orren pergunta, a barra verde em cima de seu nome diz que ele se chama CosmicWaffle, um Bardo.

-Somos da Solar Anarchy. –Mentos o responde, se colocando na frente dos dois- Nós estamos voltando pra nossa casa.

-É bom mesmo, -Orren declara, com um sorriso debochado no rosto- de agora em diante a cidade vai estar sob nosso controle.

-O que?! –O Monge fala, surpreso- Vocês não podem fazer isso!

-Ei, se acalme criança. –Cosmic pede, cruzando os braços- Nós controlaremos a cidade até descobrirmos o que está acontecendo, vai ser mais seguro para todos se ninguém puder sair.

-E se ajudar você a se acalmar, -Orren continua- vocês não tem escolha, a não ser que tenham algum hack para conseguir derrotar jogadores de nível 75.

-Se acalmem, não precisamos brigar.–Mentos tenta acalmar os ânimos de todos- E muito menos podemos ir PvP, não sabemos o que pode acontecer com quem morrer aqui.

-Ah certo, bem lembrado. –Ele tira sua foice vermelha, que é maior que ele, das costas- Você é um Yoruba, não é?

-Sim, mas o que is-

-Ótimo, Transversal Slice! -Orren o interrompe, sua foice adquire uma aura vermelha à medida que Orren a usa para atravessar o tórax de Mentos na diagonal.

Mentos se ajoelha e tomba para frente. Uma mensagem aparece no canto esquerdo do campo de visão de Cillian: “Seu vigiado foi morto, vingue-o!” mas antes que ele possa fazer qualquer coisa Orren continua, como se nada tivesse acontecido.

-Parece que aqui não temos respawn.


Notas Finais


Falta só mais uma ficha pros novatos além das que já estão reservadas pra eu poder fazer o próximo capítulo, mas já aviso que é provável que eu demore pra fazer ele porque tenho outra fic interativa que estou fazendo e também estou na semana de provas agora.

Enfim, até o próximo cap.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...