História Talk me down - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Comedia, Escolar, Jikook, Namjin, Romance, Texting
Exibições 21
Palavras 2.520
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OLHA SÓ QUEM VOLTOU
EUUUUUUUUUUUUUUU

e com mais um capítulo ae, aproveitem enquanto estou de férias. Quer dizer, quase férias...
Boa leitura anjos do OTP

Capítulo 4 - You are beautiful


Fanfic / Fanfiction Talk me down - Capítulo 4 - You are beautiful

 

Na manhã seguinte, de um Sábado nublado, Jungkook dormia com o celular repousado sobre a palma de sua mão. Quando, de repente, sentiu uma vibração frenética vindo dela, ao mesmo tempo que, escutava uma música conhecida distante dos teus sonhos. Franziu o cenho tentando identificar a canção, mas só a descobriu assim que o refrão começou a tocar igual a de Sober do BIGBANG, na qual era o seu toque de chamada. Deduziu então, que estavam ligando.

Abriu os olhos com dificuldade, piscando-o freneticamente para que a sua visão focasse. Posteriormente, virou o celular na direção do seu rosto para ver quem era o audacioso que ligava aquela hora da manhã. Taehyung, claro.

O Jeon pensou em recusar a chamada, mas o Kim nunca ligava cedo se não fosse algo importante, pois odiava acordar cedo num Sábado tanto quanto ele. Então, contra a sua vontade o atendeu.

— O que você quer Taehyung? — disse quase que num resmungo.

— VOCÊ FICOU LOUCO? 

— Quem ficou louco aqui só pode ter sido você, por que me ligou a uma hora dessas? — perguntou-lhe bocejando.

— Eu to chegando na tua casa, abre o portão — falou ofegante.

— Taehyung... eu acabei de acordar, nem escovei os dentes ainda. Não inventa! — passou a mão desocupada pelo rosto.

— Não se preocupe, já te vi muito pior. Beijos mozão — desligou.

— Até parece que eu vou levantar daqui — jogou-se para trás no travesseiro após ter desligado o celular, deitando-se novamente na cama.

 

Como propriamente dito, minutos depois Taehyung já estava em frente ao portão esbranquiçado da casa dos Jeon, tocando insanamente a campainha.

Jungkook abriu novamente os olhos, mas desta vez, enfurecido. Respirou fundo para que não cometesse um assassinato naquela manhã, enquanto empurrava o edredom brutalmente para o lado, calçou o típico chinelo do Homem de Ferro que tinha e apenas de bermuda, com o cabelo totalmente bagunçado, foi em direção ao portão de sua casa.

Com a chaves nas mãos, abriu a fechadura enferrujada do portão e recebeu logo pela manhã o sorriso um tanto quanto irritante do seu melhor amigo.

— Eu até diria que está sexy desse jeito, mas não com esse cabelo — Taehyung fez uma observação após analisa-lo por inteiro — Bom dia magrelo, trouxe o seu cereal favorito como misericórdia por ter te acordado, sei que odeia isso — envolveu o seu braço desocupado em volta da cintura do moreno e o beijou na bochecha após entrar.

— Bom dia Kim Taehyung — respondeu-lhe ríspido enquanto fechava o portão sonolento — o que você veio fazer aqui?

— Acho que um obrigado já estaria de bom tamanho. Aliás, foi um inferno para achar esse cereal no mercado, você é bem exigente hein! — disse já entrando — quase que eu pego aquele de bolinhas que você odeia, mas para a sua sorte, ainda bem que tem um melhor amigo como eu né!

— Calma... — O Jeon virou-se após fechar a porta da entrada de sua casa — deixa eu processar... — abriu as mãos mostrando-lhe a palma delas — você veio às oito horas da manhã aqui, apenas para encher a porra do meu saco. É isso mesmo que eu entendi? — perguntou-lhe incrédulo.

— Nossa Jeon, sério... você está muito sexy assim. Se não fôssemos amigos, eu te dava uns pegas — colocou o cereal em cima da estante de sua sala — eu to brincando, calma, você não faz o meu tipo.

— Taehyung, você tomou muito café, não foi?

— Talvez... por que?

— Você está agitado para um senhor caralho, isso por quê são apenas oito da manhã!

— Acontece né... — subiu e abaixou os ombros, como se não estivesse nem aí.

— Ás vezes eu sinto vontade de fazer picadinho de você, sabia?

— Isso deve ser fome, vou preparar o seu cereal, calma aí... — caminhou em direção a cozinha e Jeongguk foi atrás.

— Você ainda não me disse o que veio fazer aqui.

— Bem... eu estava falando com uma garota lá da sala cuja eu não me lembro o nome agora, e ela me disse que na segunda terá prova de matemática — pegou uma tigela qualquer de um dos armários da cozinha — e você sabe que pior do que você jogando basquete só eu fazendo aquelas porrices de matemática, não é?

— Hey! Eu não sou tão ruim assim no basquete — cruzou os braços emburrado.

— Só não é pior porque a cabeça do professor não vale — despejou o cereal e o leite sobre a tigela.

— Aquilo foi um acidente, eu já te falei mais de mil vezes!

— Acidente não! Foi um micão mesmo. Porra Jungkook, eu já cansei de te dizer que fora da tabela não vale.

— Cala a boca — o moreno riu arrastando a tigela sobre a bancada após o preparo da mesma — por que você não faz algo que preste e pegue a colher para mim, hm?

— Toma — abriu a gaveta e tirou uma de lá, entregando-o — continuando... preciso que me ajude a estudar.

— E o que eu ganho com isso? — encheu a colher com cereal dentro.

— A minha amizade, claro — debruçou sobre a bancada.

— Dispenso.

— Tá bom... — fez um bico enquanto pensava — uma semana sem zoação?

— Não vai ter graça — falou de boca cheia.

— Caralho... quer que eu dê o meu brioco pra você também?

— Queria se fosse o do Jimin, o que não é o caso.

— Depois diz que não está interessado nele...

— Não estou — remexeu o alimento com a colher.

— Imagina se estivesse — revirou os olhos — então, o que quer de mim?

— Agora você chegou no ponto certo.

— Não abusa, porque eu não sou puta.

— Idiota — riu — por enquanto eu não quero nada de você, mas quando eu quiser, você terá que estar disponível e disposto a fazer.

— Justo.

— Ótimo, vai arrumando o material lá na mesa porque eu vou me arrumar.

— Não vai terminar de comer?

— Esse leite está com um gosto estranho — colocou a tigela na bancada novamente — você checou a validade dele?

— Por que a sua mãe colocaria algo vencido na geladeira?

— Ela pediu ontem para o Junghyun tirar... — arregalou os olhos.

— O que foi? — perguntou-lhe com a mesma expressão.

— Puta que pariu... — correu até a geladeira, pegando a caixa de leite nas mãos e verificando a data de vencimento — merda!

— Venceu? — foi em sua direção.

— Infelizmente — encarou-lhe.

 

Taehyung como um bom melhor amigo que é, ou não, começou a rir da cara que o Jeon fez. Justamente por saber que o intestino do garoto é completamente sensível quanto a essas coisas.

— Acho que alguém se fodeu — disse entre risos escandalosos.

— Azar o seu, porque agora eu não vou poder mais te ajudar com a matéria e vai repetir de novo — jogou a caixa de leite no lixo e foi em direção ao banheiro, deixando o Kim com a maior cara de taxo na cozinha.

— Espera aí Jeon, nós temos um trato! — correu atrás dele pelo corredor.

 

▸ ▸ ▸ [Kakao Talk de Park Jimin] ▸ ▸ ▸

 

[Yoongi]: bom dia flor do dia

 

[jiminnie]: vish... o que tu quer?

 

[Yoongi]: nossa... nada a ver, só estou te desejando um bom dia.

 

[jiminnie]: e eu sou trouxa...

 

[Yoongi]: também.

 

[jiminnie]: eu não caio mais nessa, fala logo!

 

[Yoongi]: você lembra o que o Hoseok disse sobre a partida?

 

[jiminnie]: não...

 

[Yoongi]: ele disse que se perdesse para mim teria que fazer tudo o que eu quero durante uma semana. Começando por essa segunda.

 

[jiminnie]: Que? Você ficou doido? Eu nunca concordei com isso.

 

[Yoongi]: mas não discordou, então você vai fazer.

 

[jiminnie]: só por que tu quer

 

[Yoongi]: quer que eu envolva o Hoseok nessa? Você sabe que estou certo.

Trato é trato jiminzinho

[jiminnie]: droga...

O que tu quer?

 

[Yoongi]: Primeiro, quero que carregue a minha mochila na entrada. Depois, quero que compre o meu lanche e que me dê ele na boca. Na hora da saída quero que carregue a minha mochila e que faça meu dever de casa, bem simples.

 

[jiminnie]: VOCÊ SÓ PODE TER FICADO MALUCO!!!

EU TENHO UMA VIDA, SABIA?

 

[Yoongi]: sei disso, mas será meu escravo por uma semana como o combinado. Terá de fazer isso por uma semana.

 

[jiminnie]: você não tem coração mesmo, não é?

 

[Yoongi]: digamos, que eu até tinha um... mas ele foi destruído quando meu pai me colocou de castigo aos sete anos.

 

[jminnie]: e por isso vai descontar em mim, filho da puta?

 

[Yoongi]: acordos são acordos Jimin

Você nunca assistiu once upon a time não, queridinho?

 

[jiminnie]: nem sei o que é isso pra falar a verdade

 

[Yoongi]: outra coisa que eu quero de você, é que assista.

 

[jiminnie]: vá se foder

 

[Yoongi]: só depois que eu ver você fazendo isso

Vou sair

Não se esqueça do nosso trato, até segunda escravinho

 

[jiminnie]: sonhar é bom yoongi, mas muito é ser romântico

E nós sabemos que você está longe de ser isso, então desiste!

 

[Yoongi]: NUNCA

 

[jiminnie]: tenha dó de mim, pelo menos uma vez na sua vida, por favor!

 

[Yoongi]: vou pensar no seu caso

Agora TCHAU Jimin

Vou voltar a dormir, porque aquele inferno de carro de sorvete me acordou 

 

[jiminnie]: novidade

Você só sabe fazer isso mesmo, além de infernizar a minha vida

achei que o seu sono não dependesse de um carro de sorvete, mas ok né...

 

 

Jimin coçou os olhos enquanto saía do aplicativo em que conversava com o seu melhor amigo e entrou para aquele que conversava com Jungkook. Escrevendo-lhe uma mensagem:

 

@starlights: bom dia kookie

Deixe-me perguntar uma coisa, tem Kakao talk?

Pensei que poderíamos nos falar por lá, já que é melhor. O que acha?

 

 

Após mandar-lhe mensagem, bloqueou a tela do seu celular e virou-se para o lado bocejando. Detestava acordar cedo no fim de semana por causa da escola, mas não por que tinha que ir para ela, longe disso, é porque estava acostumado acordar no horário exigido por ela.

 

— Jihyun —  o acastanhado chamou o garoto dorminhoco a sua frente, cujo dormia com o braço estendido para fora da cama e com a boca aberta — fecha a boca — riu baixinho.

— hm...

 

O Park ficou enrolando um pouco mais na cama até a sua mãe bater na porta e dizer que o café já estava pronto e que precisava sair, por isso, pediu a colaboração dos dois para ajeitarem a casa enquanto estiver fora. Parece que o dia será longo para os irmãos Park e o mesmo será para Jungkook, pois ensinar uma matéria complicada, ainda mais para alguém como Taehyung, não é uma tarefa muito fácil de se fazer e ele sabia disso.

 

[...]

 

— Dois membros do trinômio têm raízes quadradas e o dobro delas é o termo do meio, então o trinômio deste é um quadrado perfeito. Entendeu? — descansou o lápis sobre o caderno esperando que o Kim dissesse que sim.

— Eu... eu não entendi porra nenhuma!

— Ahhhh... — suspirou pesado — o que você não está entendendo? Isso é tão simples.

— É que eu sou de humanas, não entendo dessas caralhas, tá legal? — jogou o peso do seu corpo no encosto da cadeira.

— Você é de nadas Taehyung, cria vergonha nessa cara e tente aprender!

— Como, se quando alguém começa a falar dessas coisas matemáticas aí, eu começo a entrar num mundo paralelo?

— Se você se concentrasse um pouco mais, não estaria assim. Agora, faz esse exercício aqui — o escreveu em seu caderno — que eu corrijo.

— Ah não...

— Anão é um homem bem pequeninho — disse escrevendo.

— Sério isso? Parece até a minha avó falando... — bufou enquanto cruzava os braços.

— Vai Taehyung, está perdendo tempo — entregou-lhe o lápis. 

— Tá... mas se eu não conseguir, o que vamos fazer?

— Você me acordou ás oito horas da manhã com a intenção de entender isso, e não vai sair daqui sem estar fera nessa matéria.

— Então está jogando seu tempo fora, porque eu nunca vou entender essa merda — pegou o lápis e começou a batuca-lo na mesa.

— VAI LOGO!

— To indo professor!

 

Durante o tempo em que Taehyung resolvia o exercício que passara para ele fazer, pegou o celular e entrou no aplicativo assim que viu uma mensagem de Jimin. Sorriu ao ver que o mesmo estava interessado em si, ou parecia estar, quando supostamente pediu seu número de telefone indiretamente. 

 

@jeonggs: bom dia jiminnie, dormiu bem?

oh claro, seria muito melhor. Vou te passar meu número no privado, calma aí!

 

prontinho, é só me adicionar lá ou com o mesmo user daqui 

 

 

— Terminou? — olhou para Taehyung por cima do celular.

— Mal comecei — batucou novamente o lápis por cima do caderno — olha só o que eu fiz — empurrou o caderno para que visse.

Ao invés de Taehyung estar tentando resolver, Jeongguk percebeu que o mesmo só desperdiçou tempo ao mostrar o desenho de palitos que fizera na parte superior do caderno. Impaciente, o mais novo bufou enquanto pegava a borracha e apagava o desenho recém feito.

— Presta atenção, que eu só vou ensinar mais uma vez!

— Desculpa.

— Só tente não pensar em... unicórnios e bonequinhos de palito, tá bem?

— Vou tentar... — debruçou-se novamente na mesa para entender aquela maldita matéria.

 

Algumas tediosas horas se passaram desde que os amigos estavam estudando. A família do Jeon já havia acordado e feito os seus afazeres, inclusive o almoço. 

Taehyung pareceu entender a matéria quando fez todos os exercícios proposto pelo mais novo e os acertou, e por isso, na parte da tarde, resolveram descansar. O Kim ficou jogando no computador de Jungkook no tempo em que o dono usava o celular, a fim de falar com Jimin via Kakao Talk agora. 

A primeira coisa que o Jeon fez ao receber uma mensagem de Jimin em seu Kakao, foi pressionar na foto de perfil do garoto. Em seguida, compartilhando seu pensamento com Taehyung.

— Wow! Ele é incrivelmente bonito... 

— Quem? — o Tae perguntou distraído com o aparelho a frente. 

— Jimin.

— Deixa eu ver — virou-se rapidamente, indo em sua direção.

— Aqui — entregou-lhe o celular.

— Você tem certeza que é ele? Parece muito fake...

— Só por que o garoto é bonito, não significa que ele é necessariamente fake — pegou o celular de volta.

— E o Jeon Jungkook iludido ataca de novo — voltou a jogar —  antes de se jogar em águas desconhecidas, ao menos pergunta se é realmente ele.

— Tá bem — apertou na barrinha branca da mensagem para digitar.

 

[jeongguk]: hey, esse da foto é você?

se realmente for, você é lindo Jiminnie!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Em relação a matemática Taehyung sou eu, sim ou claro?
E aí, o que acharam?
Espero que tenham gostado amores. Até o próximo capítulo!
xoxox
jess$cão


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...