História Talking with my virtual boyfriend - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), HyunA
Personagens HyunA, Jimin
Exibições 20
Palavras 637
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura...
;-;

eu também estou chorando pelo final da fic

Capítulo 29 - Último capítulo


Cheguei completamente suada e cansada, mas isso para mim não era problema eu estar completamente cansada, desarrumada, está tudo de ruim comigo, o que importava era ele.

-Bom dia, eu sou a Hyuna. -Disse ofegando de tão cansada em que eu estava.

-Então senhora Hyuna, seu namorado Jimin está...

-Prossiga! -Disse.

-Ele foi atropelado por um motorista bêbado enquanto estava indo para a escola, o motorista não prestou socorro e ele ficou por em volta de três horas na rua com ferimentos graves, depois de um tempo uma senhorinha ligou pedindo emergência á ele. -Ela disse.

Com aquelas palavras, eu chorava sem restrição das lágrimas, apenas os gritos de ódio dentro de mim que eu contia, queria chorar até toda a água dentro de mim acabar.

-Mas ele está na onde? -Perguntei enxugando minhas lágrimas.

-Nesse pronto socorro.

Peguei o papel e segui as coordenadas para entrar no hospital.

Sai correndo, só que desta vez mais rápido, e começou a chover, parecia que Deus junto á mim estava chorando, eu comecei a chorar enquanto ia ao hospital.

 -Olá, bom dia, na onde posso ver o paciente Park Jimin? -Perguntei lhe dando um papel em que a moça da delegacia avia me dado para eu entrar no hospital.

-Senhora Kim Hyuna, é só seguir aqui e ia ar direita. -Ela disse.

Eu sei que não pode correr no hospital, mas não me controlei, corri para o quarto na onde ele estava.

Quando vi o quarto dele olhei para a janelinha que tinha na porta e comecei a chorar com soluços e tremedeiras de tanto chorar, não me aguentava ter que aturar essa notícia.

Os médicos ficaram em volta dele, me fazendo me desesperar ainda mais.

Quando eles saiu da sala fizeram um sinal negativo com a cabeça, um sinal de "não".

-Oi, pode entrar? -Perguntei com o olho cheio de lágrima.

-Claro... -O médico diz enxugando a lágrima que escorreu do meu rosto. -Vai dar tudo certo.

Apenas balanço a cabeço com um sinal de sim e entro na sala, me deparando com Jimin sendo internado com os olhos bem perto de se fechar. Isso fez com que eu chegasse perto dele com lágrimas nos olhos.

Me sentei no pé e abaixei minha cabeça na sua barriga e comecei a chorar, chorei muito, e senti sua mão começar a fazer cafuné em minha cabeça.

-Amor, vai ficar tudo bem, e eu te amo. -Ele disse.

Me aproximei perto dele e beijei sua boca com vontade.

Quando nos separamos, ele... Morreu, seu batimento cardíaco parou, e eu realmente chorei, chorei gritando, me desesperei.

Os médicos chegaram e pediram para eu ficar na parte de fora da sala, esperando para ver se realmente ele estava morto, os médicos  chegaram no imediato.

-Você é aquela menina que estava escrito no papelzinho na mão dele? -Uma senhora me perguntou?

-De quem? Do Jimin? Não sei! -Disse.

-Eu chamei a policia, e estava escrito no papel que ele ama uma Kim Hyuna e que mesmo ele morto ele ira protege-la. -A senhorinha me disse.

Abracei-la e comecei a chorar, ele apenas me abraçou de volta, enxugando minhas lágrimas que caia descontroladamente.

-Sim, eu sou Kim Hyuna. -Disse chorando cada vez mais.

-Pois saiba que ele te ama mesmo. -Ela disse.

-Senhora Kim Hyuna, a senhora pode vir aqui? -Um  médico me chamou.

-Oi... -Disse deixando escorrer uma lágrima.

-Bem, Park Jimin teve uma parada cardíaca e infelizmente morreu. -Ele disse.

Não aguentei e comecei a chorar descontroladamente.

[...]

No enterro dele, deixei uma carta no seu tumulo:

Você pode estar morto na vida, mas na minha cabeça não!

Você para todo o sempre eu irei te amar.

Eu te amo.

Te vejo no céu, e pode se preparar para o maior abraço que você irar receber quando eu chegar ai!

ASS: Kim Hyuna.


Notas Finais


Tchau... Confesso que chorei quando eu li e quando eu escrevi...
;-; ;-;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...