História Talvez A Culpa Realmente Seja Das Estrelas - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags A Culpa, Camila, Das Estrelas, Drama, Lauren, Romance
Exibições 19
Palavras 744
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


olha quem volto!

Capítulo 8 - 8


Ela era um cubo mágico difícil de se montar, mais não impossível, seu rosto quase nunca deixava algo para ser decifrado, mas nos pequenos milésimos em que deixavam algo escapar é que eu sempre estava lá, tentando ver através do muro que ela construiu, sua mãe não dizia muito coisa ela falava que Camila era quem tinha que contar, sua amiga Dinah dizia a mesma coisa apesar de as vezes deixar alguma coisa solta no ar para que eu tentasse decifrar. Camila a menina dos laços, a menina cubana, a menina dos sorrisos que derrete qualquer um, a menina que é triste mais sempre está tentando deixar os outros felizes, a garota enigmática.

Eu estava no meu quarto sentada na escrivaninha desenhado algo, nem eu sabia o que iria desenhar quando comecei, mais aos poucos os olhos de Camila surgiu entre os traços, estava sendo difícil ela invadia cada vez mais meus pensamentos e eu sentia a necessidade de vê- lá todos os dias, o dia que não a via era um dia vazio, cinza, sem cor, clichê sei, mais eu não podia evitar, não conseguia mais controlar, era bom estar com ela, Camila tinha virado como um droga que eu necessitava ter por perto todos os dias. Terminei de rabiscar em meu caderno e vi os olhos de Camila que sem percebe eu avia desenhado, esses olhos que mostravam tanto e ao mesmo tempo não mostravam nada, suspirei e me levantei de onde estava pegando a folha onde o desenho estava e coloquei em um quadro no meu quarto onde eu costumo colocar meus desenhos.

Fitei o desenho por alguns segundos e a necessidade de vê- lá veio, mais já era muito tarde da noite, então pulei em minha cama pegando meu celular e liguei para ela.

- Camila Cabello! - falei logo que ela atendeu ouvi uma pequena risada dela do outro lado da linha.

- Lauren Jauregui! - ela me respondeu.

- O que faz a menina cubana acordada até essas horas? - falei me ajeitando melhor na cama.

- Eu estou lendo um dos meus livros favoritos...

- Que seria?

- Er... - ouvi o som de um livro sendo colocado em cima de uma mesa. - Harry Potter...

-Você lé Harry Potter Camila? Serio!

- O que é que tem com Harry Potter? - ela perguntou do outro lado da linha rindo baixo.

- Magia.. animais místicos... Que infantil!

- Olha aqui dona Jauregui não fale assim de Harry Potter! É uma saga ótima, e não é só pra crianças não, okay?!

- Se você diz, okay! - ri um pouco do seu tom de voz ao defender o livro. - Você gosta desse tipo de livro a muito tempo? - Ri um pouco alto ao ver o pigarreio dela quando eu disse " tipo de livro "

- Não, eu comecei a gostar no começo desse ano.

- Então o que sua mãe diz é verdade!

- O que minha mãe disse?

- Ela falou que a tristeza te mudou! - falei o que sua mãe avia me dito.

- A tristeza não nos muda, ela nós revel...

- Pera ai, é serio?! - a cortei antes que ela terminasse sua frase.

- O que? - ela perguntou do outro lado confusa.

- Você está citando A Culpa É Das Estrelas! Isso é tão clichê!! - falei e ela riu do outro lado da linha. - Não acredito que estou afim de uma garota com citações tão clichês! - eu falei sem percebe, ouvi ela para de rir de imediato, assim que eu percebi o que eu tinha falado paralisei, eu realmente falei aquilo?! Droga! O silencio prevaleceu entre nós duas, nenhuma de nós estava com coragem de falar qualquer coisa que fosse, eu deveria esta um tomate de tanta vergonha que eu estava sentido. Ouvi a voz de sua mãe do outro lado da linha a mandando ir dormi.

- Er... E-eu tenho que ir...Eu v-vou sair amanhã, então eu tenho que ir dormi agora...- ela falou sem jeito do outro lado da linha.

- Ah tu-tudo bem, então... Thal...- falei com a mão tremula.

-... Thal...- ela disse meio que num sussurro e desligou.

Eu não acredito que eu falei aquilo!!! Eu não acredito que realmente estou afim de Camila! Eu não posso esta afim dela, não posso! Que droga! Joguei meu celular para longe e enfiei minha cara no travesseiro, isso não podia está acontecendo!

 


Notas Finais


gostando da historia? o que acham que vai acontecer?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...