História A Bela e o Lobo - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kris Wu, Lu Han
Tags Aventura, Exo, Magia, Mistério, Romance, Sobrenatural
Exibições 45
Palavras 1.270
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Escolar, Ficção, Ficção Científica, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Heyyyyyyyyyyy gente bonitaaa!!!
Ta ai mais um capitulo para matarem a curiosidade! Hahaha

Capítulo 11 - Esquecida


Fanfic / Fanfiction A Bela e o Lobo - Capítulo 11 - Esquecida

A Luz do Sol bate em meu rosto e abro os olhos, demoro alguns segundos para perceber onde estou e o que aconteceu. Não lembro do que aconteceu e nem aonde estou. Estava deitada em uma enorme cama e rodo os olhos pelo grande quarto com mobília masculina. De repente LuHan sai do banheiro com o cabelo molhado e olha para mim preocupado e aliviado ao mesmo tempo.

- Que bom que acordou! – diz ele vindo ate mim

- Por que estou aqui? – digo confusa

- Não se lembra de estar toda machucada, me ligar, vim para cá e desmaiar? – diz ele com a sobrancelha levantada

Faço um sinal negativo com a cabeça e volto a prestar atenção na mobília e flashes da noite passada vem na memória.

- Minha mae! – digo me lembrando da conversa com meu pai

- O que houve? – diz ele se sentando ao meu lado

- Lembro de você ter me deixado em casa, meu pai dizer que minha mae esta em estado grave pois ela machucou misteriosamente e eu sair de casa correndo atordoada, eu sintia que alguém estava me seguindo entao te liguei varias vezes e não atendeu e sai correndo quando alguém me para e tudo vira um borrão na memoria – digo remexendo na memoria

- Você esta melhor pelo menos?

- Na verdade, estou ótima e o porquê dos curativos? –digo levantando a blusa e os arrancando

- Não tire! Você esta mach...- eu tiro e não tem nada, o encaro e ele me olha assustado

- Mais o que... Como isso é possível? – diz ele me encarando confuso

- Eu... Na... não sei! – digo assustada

- Precisamos conversar sobre o que esta acontecendo com o Mestre! Se arrume e tomamos café no caminho- confirmo e me dirijo para o banheiro.

Depois de pronta saímos escondido e pegamos o carro. Não conseguia me lembrar de nada sobre o resto da noite, estava assustada.

LuHan andava apressadamente e não dirigiu uma palavra a mim ate estarmos dentro do templo.

- Bom dia Mestre! – digo com um sorriso pequeno

Ele sorri e LuHan começa a contar sua versão da historia e eu apenas confirmo e digo a versão da minha. O Mestre não demonstra nenhuma reação, apenas ouve atentamente e faz um sinal de confirmação com a cabeça. – Isso que aconteceu com você, minha querida, é algo raro mais não impossível, alguém queria lhe botar medo e depois não sofrer as consequências. Prevejo que alguém lhe deu sonífero Chamijon que é feito apenas por bruxos que a deixam sem seus poderes e logo após seu efeito é como se aquele momento você não estivesse vivido!

Não consigo pensar nas pessoas que poderiam ter feito isso, entao apenas tento me acalmar. Digo ao Mestre que minha também se machucou misteriosamente e esta em estado grave e que iria para Londres para vê-la.

- Perfeito! Você sabe onde se encontra o pedaço do amuleto? –confirmo com a cabeça e ele sorri- LuHan antes de se pronunciar preciso lhe dizer para ficar aqui quando Sun Hee for para sua jornada!

Olho assustada para o Mestre e depois para LuHan incrédulo e prestes a fazer muitos protestos e perguntas. Queria que LuHan fosse comigo mais sera mais seguro se ele ficar de olho nas coisas por aqui.

*QUEBRA DE TEMPO*

Depois de passar a tarde treinando, ouvindo e tentando convencer LuHan a me deixar ir ele não cede e fica emburrado. Não puxo muito assunto ou o fico melando, sei que é melhor assim para ele se ele ficar mais também entendo seu lado de preocupação e é sua única forma de ‘fugir’ da rotina que ele tanto odeia.

Disse que viajo hoje á noite e ele apenas fica em silencio. Não aguento ver esse seu jeito bravo entao assim que ele para o carro na porta da minha casa o puxo com o maior esforço para fora do carro e começo meu discurso.

- Olha eu entendo seu lado ok? Mais também entendo que é melhor você ficar aqui para ficar de olho em tudo. E não posso pedir para ficar com uma cara boa porque se fosse eu estaria pior entao só te peço 3 dias depois sou toda sua novamente! – digo me aproximando de seu roso e ele desvia – Posso ficar a noite inteira tentando te beijar, não tenho pressa!

Chego novamente perto dele e ele para de resistir mais eu não o beijo apenas ouço e sinto sua respiração quente e calma. Ele não aguenta e me segura pela cintura fazendo nosso corpos e rostos se colarem. Lhe beijo com intensidade e com saudade antes da hora. Vou enlouquecer sem seu beijo por 72 horas! Nós aprofundamos o beijo, não sinto mais o tempo, os problemas, só sinto como se o mundo se resumisse em nós.

Fico sem ar e interrompo o beijo. Eu colo nossas testas e sorrio apenas ouvido nossas resiraçoes ofegantes acalmarem novamente.

- Vou sentir falta do seu beijo! – digo e ele ri

- É so você me deixar ir! – diz ele convencido e eu rio ironicamente

- Ou apenas me deixar enlouquecer 72 horas sem você! – digo dando um selinho nele – Preciso fazer as malas e ir para o aeroporto. Te amo e eu volto logo!

- Eu também te amo. E eu que vou enlouquecer sem ter você aqui comigo- diz e me abraça

*QUEBRA DE TEMPO*

Já estava no aeroporto apenas esperando meu voo ser chamado. Meu pai me levou ao aeroporto e estava desanimado como se eu nunca mais fosse voltar. Apenas ficamos em silencio.

-Voo 354, portão 5! – diz o auto falante

- Até logo pai! – dou um abraço e beijo sua bochecha

Entrei na sala de embarque lembrando se estaria preparada para reviver Londres novamente.

Não dormi nada. LuHan ia e vinha em meu pensamento a viagem inteira. Cheguei em Londres preocupada com minha mae e me dirigindo para o hospital.

*QUEBRA DE TEMPO*

Cheguei lá e fui ate a recepcionista que me atendeu desanimada e grossa.

Entro no quarto de minha mae e vejo seu rosto cheio de curativos enormes. Sento perto dela e seguro sua mao

- Que saudade mae!

Sinto alguém me observando e olho para todos os lugares e nada! Desisto e fico observando minha mae ate ficar cansada e cochilar na pequena poltrona ao lado da maca.

Não tive sonhos ou pesadelos mais acordo assustada com algo que não sei o que é. Vejo que esta escuro e vou ate a lanchonete pegar um café. O corredor esta deserto e com pouca luz. Vou ate a lanchonete rapidamente, pego o café e sento em uma das poucas mesas ali. Pego meu celular e vejo mensagens de LuHan

*Mensagem on*

LuHan: Já estou com saudades. Chegou bem?

Eu: Tambem estou com saudade. Cheguei e vim direto para o hospital.

LuHan: E como sua mae esta?

Eu: Ela esta desacordada e cheia de machucados. Acho estranho e me pergunto como ela conseguiu se machucar daquele jeito.

LuHan: Vou te contar um segredo. Faz mais de 5 horas que nos vimos e já estou cogitando pegar um avião para ai!

Eu: Bobo! Vou ver como minha mae esta, beijos!

LuHan: Beijos!

*Mensagem Off*

 Ando apressadamente para o quarto da minha mae com um pressentimento estranho. Entro e não vejo nada.

Sento na poltrona como antes e vejo um vulto perto da porta e ouço uma voz

- Finalmente nos encontramos pessoalmente –diz a voz e quando vejo me assusto e reconheço que é......


Notas Finais


Mais curiosos ne?! De quem será essa voz? Palpites? Hahaha coisas interessantes vindo por ai
E essse LuHan fofo demaisss
Beijosss!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...