História Talvez Não (Imagine Taehyung) - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, Suga, V
Tags Colegas, Colegas De Quarto, Hetero, Imagine, Imagine Bts, Imagine Taehyung, Imagine V, Kim Taehyung, Taehyung, Vizinhos
Exibições 187
Palavras 1.037
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Annyeong!

Capítulo 20 - Ela merece...


Taehyung POV's

Ouço a água do chuveiro começar a correr, então eu imediatamente saio da cama e caminho até o banheiro.

Meu coração aperta um pouco quando a maçaneta vira e eu percebo que ela não trancou atrás dela.

Eu sei que este sinal significa que ela quer que eu siga. O que ela quer que eu faça uma vez que estou dentro deste banheiro é um mistério, apesar de tudo.

Ela quer eu transe com ela contra a parede do chuveiro?

Ela quer que eu peça desculpas para ela?

Ela quer que eu fale com ela?

Eu não sei com ela. Eu nunca sei.

Então, eu faço o que eu sempre faço e espero que ela me mostre o que precisa. Eu entro no banheiro e pego uma toalha para limpar todo o maldito creme do meu cabelo.

Tiro o máximo que posso, em seguida, fecho a tampa do vaso e sento nele, ouvindo em silêncio, enquanto ela continua seu banho.

Sei que ela sabe que estou aqui, mas ela não fala. Eu até aceitaria seus insultos agora se isso significasse que iria dizer algo para aliviar o silêncio.

Eu me inclino para frente e aperto as mãos entre os joelhos.

— Isso te assusta, (S/N)?

Eu sei que me ouve, mas ela não responde. Isso significa que sim.

Deixo minha cabeça cair em minhas mãos e eu me comprometo a manter a calma. Esta é a forma como ela se relaciona.

Não conhece nada diferente, de alguma forma, ao longo dos seus 22 anos, ela nunca aprendeu a amar, ou até mesmo a se comunicar, realmente. Isso não é culpa dela.

— Alguma vez você já esteve apaixonada antes?

É uma pergunta um pouco genérica. Não pergunto se ela poderia se apaixonar por mim especificamente, talvez por isso, a pergunta não a irrite.

Ouço um suspiro cedendo vir de trás da cortina de chuveiro.

— Eu acho que é preciso ser amada, para saber como amar. — diz em voz baixa. — Então, eu acho que é um não.

Eu estremeço com a sua resposta. Que resposta triste, triste. Uma que eu não estava esperando.

— Você não pode realmente acreditar nisso, (S/N).

O silêncio segue. não responde.

Sua mãe te amou. — eu digo

— Minha mãe me deu para a minha avó quando eu tinha seis meses de idade.

Tenho certeza de que sua avó te amou.

Um sorriso silencioso, doloroso vem do chuveiro.

— Eu tenho certeza que ela amou, mas não o suficiente para permanecer viva por mais de um ano. Depois que ela morreu, eu morei com a minha tia, que tornou muito óbvio que ela não me amava. Meu tio amou, no entanto. Apenas em todas as formas erradas.

Eu fecho meus olhos com força e permito que suas palavras afundem.

Jungkook não estava brincando quando disse que ela teve uma vida difícil.

E ela é tão casual sobre isso, como se estivesse acabado de aceitar que este é o tipo de vida que lhe foi dada e não há nada que possa fazer sobre isso.

Uma mistura de raiva e tristeza me consome.

(S/N)...

— Não se preocupe Taehyung. Eu lidei com a minha vida da única maneira que eu sei. Isso funciona para mim, e eu não preciso que você ou qualquer outra pessoa tente me entender, ou consertar. Eu sou quem eu sou e eu aceito isso.

Fecho a boca e não ofereço palavras de conselho. Não sei o que dizer de qualquer maneira.

Me sinto horrível por querer incomodá-la com mais perguntas depois dessa revelação, mas eu não tenho certeza quando eu vou conseguir esse lado dela novamente.

Ela não se abre facilmente, e agora eu posso ver o porquê. não parece ter tido qualquer pessoa para se abrir, então isso pode ser uma primeira vez para ela.

E a sua irmã?

libera um suspiro.

— Ela não é nem minha irmã de verdade. Somos meias-irmãs, e nós nem sequer crescemos na mesma casa.

Eu deveria parar com as perguntas. Dei que eu deveria, mas eu não posso.

Saber que provavelmente nunca falou ou ouviu as palavras - eu te amo - de ninguém em sua vida está me afetando muito mais do que eu imaginava que podia.

— Tenho certeza que você já teve namorados que te amou no passado.

Ela solta um riso realmente triste, e então apenas suspira ainda mais triste.

— Se você está pensando em fazer perguntas como essas durante toda a noite, eu prefiro que você só me foda.

Eu cubro minha boca com a mão, absorvendo suas palavras como uma faca no peito. Ela realmente não pode ser tão quebrada.

Ninguém pode ser tão solitário, pode?

Você já amou alguém, (S/N)?

Completo silêncio até que a voz dela estilhaça como vidro.

— É difícil se apaixonar por idiotas, Taehyung

Isso é um comentário de uma garota que já se aborreceu muitas e muitas vezes. Eu me levanto e deslizo a cortina do chuveiro para abrir

Ela está sob o fluxo da água. Rímel riscando um caminho pelas suas bochechas.

— Talvez você só não tenha encontrado o idiota certo ainda.

Solta imediatamente uma breve explosão de risos, junto com algumas lágrimas.

Seus olhos estão tristes, e seu sorriso é compreensivo e, pela primeira vez, ela está completamente nua.

É como se ela estivesse estendendo o coração para mim, me implorando para não quebrá-lo.

A vulnerabilidade que ela está me mostrando agora é algo que eu tenho quase certeza que ela nunca demonstrou para qualquer outra pessoa.

Nenhum outro homem, pelo menos.

Eu entro no chuveiro. A mesma olha para mim em choque quando minhas roupas rapidamente ficam encharcadas

pego seu rosto em minhas mãos, e a beijo.

Eu não beijo rapidamente. Eu não beijo asperamente. Eu não beijo duro.

Eu pressiono meus lábios nos dela com tal delicadeza; eu quero que ela sinta tudo que ela já mereceu sentir das mãos de outra pessoa.

Ela merece se sentir bonita.

Ela merece se sentir importante.

Ela merece se sentir cuidada.

Ela merece se sentir respeitada.

Ela merece sentir que há pelo menos uma outra pessoa neste mundo que a aceita exatamente do jeito que ela é.

Ela merece saber como eu me sinto, porque eu sinto todas essas coisas. E talvez um pouco mais.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...