História Tão amigos...Tão amantes - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Brothers Rocha, Guilherme Leicam, MC Biel
Personagens Guilherme Leicam, Personagens Originais
Tags Guilherme Leicam, Irmãos Rocha, Mc Biel
Exibições 36
Palavras 508
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Luta, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Meninas, não iria continuar e nem sei se vou, estou naquela fase da vida onde tenho que ter um futuro e me toma todo o tempo, só que hoje estava nostálgica escutei one direction, lembrei da fase fã louca e me lembrei das fics, então decidi entrar na página e vi vários comentários nessa fic. E juro que não me lembrava mais dela escrevi esse capítulo só que nem sei se esta de acordo com os outros, peço desculpas e que entendam com todo o carinho o meu sumisso. Porém, podem me xingar hahaha.

Capítulo 15 - Tales é o fim, Tales é o começo


Pov. Julia

- Julia! 

- O que foi Tales? que horas são?

- Me promete uma coisa? 

- Sim - resmunguei ainda sonolenta. 

- Promete que não vai me trocar por ninguém, eu preciso de você. 

- Tales o que aconteceu? Eu não estou aqui? estou com você e já era se eu não quisesse não tinha deixado chegar tão longe, te trouxe em um lugar especial porque você é um cara especial agora volta a dormir,  esta cedo e é muito cedo pra eu ser amorosa. Vamos respeitar a lei das 11 horas. 

Acabou que ele dormiu e eu fiquei acordada, que vida injusta. Fiquei pensando no que tinha acontecido,  o Tales sempre foi muito seguro em relação a garotas e não era qualquer um que o intimidava,  se sentia o maioral não fazia esforços com nenhum favo de saia, elas simplesmente surgiam . Decide sentar nas pedras costumava ficar ali observando o mar sozinha, pensando na vida.

- Posso me sentar? - não precisava me virar para saber quem era aquela voz suave rondava meus pensamentos hora sim hora não.

- Nunca precisou de permissão. - Ele se acomodou ao meu lado e meu coração bateu mais forte, acelerou de um tanto que o Gabriel escutava, assim como eu escutava o dele. Eram notas musicais que se encontravam formando uma linda melodia. 

- Sabia que te encontraria aqui. 

-  Sou previsível. 

- Você é única eu que reparo bastante em você. 

- Podia ter reparado antes e me poupado de várias coisas agora é tarde. 

- Não fala isso. Eu era criança não sabia o que estava fazendo.

- Você sabia muito bem o que estava fazendo, não quero brigar escuta o mar, olha as ondas esse lugar é especial demais para eu brigar por passado. 

- Julia. .. - nossos olhos se encontraram e vi tanta coisa, senti tantas coisas era só nós. Nosso momento não podíamos deixar passar, foi então que o beijo surgiu foi um sentimento tão forte que não consigo me explicar. 

Era ele.  Sempre foi ele.  

- Não posso fazer isso, não é justo com o Tales. Gabriel por favor não faça mais isso não me faça sofrer mais eu não aguento, não quero passar por tudo de novo eu não mereço. 

Sai de perto dele e corri para casa, estava disposta a terminar com o Tales não quero machuca-lo eu não tinha esse direito, assim que abri a porta da sala encontrei o Tales. ele estava tão feliz quando me viu pulou na minha frente todo animado. 

- Adivinha, quando chegarmos minha mãe vai fazer um almoço para oficializar ainda mais o nosso namoro. 

- Já não oficializamos - falei sem animação. 

- Qual é Julia vai negar, é um pedido da minha mãe por favor, sei que não gosta dessas formalidades só que pra mim é importante. 

-Claro que eu vou. 

Amarelei. 

Julia covarde. 

Arregona. 

Pior das namoradas. 

Ele me beijou, estava tão feliz não tinha como negar, não consegui. Não posso, não posso fazer romper com o Tales.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...