História Tão amigos...Tão amantes - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Brothers Rocha, Guilherme Leicam, MC Biel
Personagens Guilherme Leicam, Personagens Originais
Tags Guilherme Leicam, Irmãos Rocha, Mc Biel
Exibições 24
Palavras 1.274
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Luta, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 16 - Isabella de novo não


Fanfic / Fanfiction Tão amigos...Tão amantes - Capítulo 16 - Isabella de novo não

Olha realmente a situação começou a fugir do meu controle se é que algum dia eu controlei algo, lidar com o Tales era uma coisa agora me ligar a família dele é outra porque é um passo a mais entendem. Eu sei que se esse namoro continuasse uma hora este encontro iria acontecer, só que não imaginei que fosse agora, não quando eu estava pronta a terminar a acabar com essa farsa antes que ele se entregasse mais a mim.

Não podia negar ele estava tão feliz se eu dissesse não partiria o seu coração e jamais me perdoaria por isso, magoá-lo estava fora de cogitação.

Eu ia terminar com ele sim, mas não sairia correndo para os braços do Biel eu só queria ficar sozinha organizar minha vida, vocês podem me perguntar: Julia porque não pediu um tempo? Porque pra mim não existe tempo, esse negócio de TIME é desonesto. O que é o seu tempo um mês, dois meses, três anos. É só uma forma de falar que a pessoa é seu estepe um eufemismo. Poxa, isso é injusto um fica lá esperando a belezura voltar enquanto o outro vai curtir a vida sem culpa, e quando este se casar só chamar o mecânico que o estepe volta não é mesmo, se for para dar tempo termina de uma vez, pelo menos não fica aquela confusão de esta junto ou não está, posso ficar com outra pessoa ou não, é traição?

E outra quando colocamos na cabeça que estamos dando um tempo, um comercialzinho, a break, no relacionamento na nossa cabeça ainda há algo entre ambas as partes e tem sempre um que é mais ciumento senão os dois, e vai cobrar atitudes da outra pessoa, o que está errado, porque tecnicamente vocês estão separados e não vai adiantar de nada, pois as brigas vão continuar, vocês não vão se acertar e a merda só vai crescer.

 

Conselhos da Tia Julia: SE FOR PRA DAR TEMPO, NÃO DÊ DEIXA O OUTRO LIVRE DO MESMO MODO QUE VOCÊ VAI ESTAR, NADA DE RELACINAMENTOS ABUSIVOS.

 

- Tales quando vai ser esse almoço? – Não é que mulheres mentem o tempo inteiro ou somos falsas, nada vê gente sou feminaze, mas sabemos que disfarçamos muito bem quando queremos – Vou adorar conhecer sua família.

- Assim que a gente voltar, fico feliz por você ter aceitado é muito importante pra mim. – ele me puxou pela cintura juntando nossos corpos e nos beijamos enquanto ele demonstrava toda a sua intensidade eu só pensava “que merda eu to fazendo da minha vida?”

Os dois últimos dias voaram e até todos estavam civilizados claro que tivemos algumas crises de ciúmes do Gabriel, mas eu o evitei o tempo todo e decidi me dedicar ao Tales passamos mais juntos fazendo coisas de casais, era melhor pra mim, e não dava para entender o Marins me beija só que não desgruda da Isabella, na boa estava sem paciência para indecisões era melhor eu seguir a minha vida e ele viver a dele.

 

...................................

 

 

Enfim chegou o dia do tão esperado almoço, as irmãs do Tales eu já conhecia elas estudavam na nossa escola e toda vez que nos beijávamos elas apareciam:

- HUMMM, namoradinha nova Tales? – Falava a Larissa.

- Ela é aquela Julia que você fala o dia inteiro? – dizia a Manu.

- Sabe que ele não toma banho né – A Nadia falava, ela era a que mais implicava com o Tales e eu adorava isso e amava as irmãs dele o fato de eu não ter irmãos fazia com que eu me identificasse bastante com as minhas cunhadinhas. Sei lá deve ser bom ter alguém que fique com você enquanto seus pais trabalham, dividir as coisas que esteja sempre a disposição.

Gente, relaxa que não sou nenhuma carente é só que adoraria ter um irmão ou uma irmã.

 

O Tales foi me buscar porque eu não queria chegar sozinha na casa dele e hesitei em entrar por uns 20 minutos.

- Se você não entrar ela vai vir aqui.

- Já estou entrando.

Mesmo de costas eu percebia que ele estava rindo de toda a situação eu sempre autoconfiante com medo de um almoço. Mas, não era somente um almoço era a minha apresentação oficial para a sua família.

Os pais do Tales são separados e na verdade ele quase não fala de seu pai, nunca mesmo, e olha que nos conhecemos desde os 9 anos nem quando estávamos conversando de assuntos aleatórios e alguém mencionava algo de seu pai ele citava um pouco sobre dele, era tipo aquele assunto proibido.

Assim que passei pela porta da sala a mãe dele veio ao meu encontro.

- Essa é a famosa Julia, prazer Liliane.

- O prazer é todo meu.

- Julia essa é minha vó Nana, minhas irmãs você já conhece. – cumprimentei as meninas e a senhora com cara de amorzinho.

- Sabia que você é a primeira garota que o Tales traz aqui em casa? – disse a Nadia.

- Claro que não! – gritou a Manu

- É teve a Sarah, a Bruna, a Viviane, a Clarinha, a Fernanda, a Isabella... – ISABELLA, A ISABELLA DE NOVO!

- Já deu, calem a boca – interrompeu o Tales.

- Para de gritar eu conheço todas essas meninas sei das histórias, Tales menos da Isabella.

- Elas estão confundindo é Isadora não Isabella.

- Não é não, é aquela sua amiga loira baixinha que namora o Gabriel, lembra do Biel mãe – continuava a Nadia.

- Vamos almoçar e já deu de ex por hoje não é mesmo meninas.

O almoço foi agradável, mas o fato de o Tales ter levado a Isabella até a casa dele não saia da minha cabeça, porque ele levaria ela lá eles nunca conversaram direito pelo menos não que eu saiba. Isso não ia ficar assim eu quero saber dessa história direitinho e ai do Tales senão me contar.

Ele me levou em casa e eu fiquei quieta o caminho inteiro estava nervosa/curiosa eu só queria eu ele falasse que eu estava confundindo as coisas que ele nunca teve nenhum envolvimento com ela, mas lá no fundo eu sabia que qualquer coisa que ele falasse ele estaria mentindo.

- Julia vai ficar quieta?

- O que você teve com a Isabella?

- Nada ela era minha amiga só isso.

- Por que nunca me contou? não achei que fosse importante.

-  QUE CARALHO PORQUE AS PESSOAS ACHAM QUE NÃO É IMPORTANTE ME DIZER AS COISAS QUE INTERFEREM NA MINHA VIDA? TALES SE VOCÊ NÃO ME FALAR O QUE ACONTECEU PODE IR EMBORA E NÃO ME PROCURE MAIS.

- Foi só uma vez... – a voz dele falhou.

- UMA VEZ O QUE?

- Ela tinha brigado com o Gabriel e a encontrei em uma festa de um amigo acabamos bebendo demais e transamos.

 - AI MEU DEUS – me virei de costas pra ele indignada andava de um lado para o outro sem saber o que fazer.

- FOI SÓ UMA VEZ NÃO SIGNIFICOU NADA PRA MIM. Te juro Julia, olha pra mim é você que eu quero.

- ELA ENGRAVIDOU TALES!

- COMO ASSIM?

- ELA FOI EMBORA PORQUE ESTAVA GRÁVIDA E OS PAIS DELA QUERIAM CONTINUAR MANTENDO AS APARÊNCIAS DE FAMÍLIA PERFEITA, FORAM EMBORA ASSUMIRAM A CRIANÇA E ENSINARAM ELE A CHAMÁ-LOS DE PAI, NINGUÉM NUNCA SOUBE SÓ EU O FILHO PODE SER SEU. É CLARO POR ISSO QUE ELA NÃO CONTOU PARA O BIEL ELA NÃO TINHA CERTEZA DE QUEM ERA O PAI!

- Julia olha o que você está falando? Está ficando louca.

- Antes eu tivesse, mas acho melhor você começar a rezar ou ter sorte. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...