História Tão Perto E Tão Longe - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 9
Palavras 574
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Escolar, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Olaus.
Essa é uma fanfic dedicada a uma amiga. É banana,essa fic é sua.
Podemos dizer um "baseado em fatos reais"
Ah! Nas mensagens do chat os erros são propositais,OK? Para ficar bem "conversa online".
Espero que gostem.

Boa leitura.

Capítulo 1 - Capítulo Único



E lá estava eu novamente.

Sorrindo ao ver as mensagem que ele me enviava na tela do meu celular


[Eu - 19:34] - Kkk,você é muito trouxa cara


[Criatura Demoníaca - 19:34] - E você é muito normal tldg?


[ Eu - 19:34] - Me diz,pq somos tão próximos na net e na vida real naum?


[Criatura Demoníaca - 19:35] - sla


[Criatura Demoníaca - 19:35] - Eh q tipo,dois jovens de 15 anos costumam mexer mt no cell e tals...ai na scola nois eh 2 louco(eu) depressivo(vc) q não sabe oq quer da vida,e tmb eu namoro neh


[Eu - 19:36] - Mas a Gi é minha amiga,o viagem!


[Criatura Demôniaca - 19:36] - N tô falando de vc nem dela...mas o povo da scola neh :v


[Eu - 19:37] - eh né... Tá vou tomar banho flw


[Criatura Demoníaca - 19:37] - Flw 


Eu era tão trouxa..ao mesmo tempo tão próximos e íntimos.. E também tão distantes e desconhecidos.

Porque? Ora,ele era o repetente da escola desde que tínhamos oito anos! Exatamente assim que eu comecei a me aproximar dele.


Estranho? Bastante. Não é todo dia que a menina certinha e perfeita da escola começa a andar com o repetente.


Era só olhar para nós dois e via a diferença, meu uniforme perfeitamente arrumado com os cabelos de presilhas cheias de pedrinhas. O blaser certinho no meu corpo,acompanhados da saia preta do uniforme e a camiseta branca,meias até o tornozelo com sapatilhas creme e um par de luvinhas brancas.


Já ele usava uma daquelas camisetas de bandas de rock,na qual não me dava o mínimo trabalho de decorar os nomes,o blaser desajustado com a gravada sem nó algum e quase sempre usava jeans cheios de broches. Com o inseparável tênis surrado.


Isso aos nove anos de idade.


Seis anos se passaram,agora temos quinze,e não mudou grande coisa. Não precisamos usar mais uniforme. O jeito “Bad Boy” não havia sido descartado,isso é um marco na personalidade dele.

Já eu? Agora meu costumeiro jeans claro com uma blusa qualquer e meu casaco xadrez são inseparáveis.


Nós somos inseparáveis.


Mas deve se perguntar ; o porquê de sermos amigos.


Bem...não é porque sou a mais inteligente da classe. A mais certinha. A querida dos professores. Isso não significa que não burlo regras,que nunca bebi álcool, que nunca soltei palavrões fortes para alguém. Ou que nunca ouvi Heavy Metal até as quatro da manhã no maior volume.Também posso ser repetente.


Se for fora do alcance da escola. Tudo bem.


Mas ao passar do tempo..percebi que havia algo ali...algo a mais que um sentimento de amizade.

Eu o amava,talvez.

Digamos que..eu "gosto dele". Como dizem as pré-adolescentes.


Mas não seria um conto de fadas do jeito que eu queria.

Não.


Eu não tinha amigas,por volta dos meus onze anos comecei a me enturmar cada vez mais,e fiz uma amiga,que não era muito próxima,mas uma amiga.


Giovanna era aquele tipo de pessoa que quando sorri ilumina o dia de alguém. A menina bonita que todos querem ser amigos. Fofinha e totalmente feminina.


E ele gostava dela.

Ele era apaixonado por ela.


Perto da nossa ida ao sétimo ano do ensino fundamental,eles começaram a namorar.

E ele...tão feliz.


Então percebi que estamos tão próximos... Mas tão distantes.


Somente online ele se abria. Ele falava seus segredos.

Como se eu fosse a menina virtual solitária.


E ao vivo. Somente trocava olhares na frente dos amigos. As vezes uma viagem até minha casa e um lanche pago no intervalo.


Estávamos tão perto e tão longe...

E foi assim que nossa distância,por mais próxima que fosse,havia acabado com nossa proximidade.


Tão perto e tão longe...finalmente posso entender o sentido desta frase.




Notas Finais


E então? Gostaram?
E você Banana? Comenta aí! =)

Obrigada por ler!

~ Falou comigo? ~
~ Ainda bem ~
~ Até um outro dia ~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...