História TASTE ♧Jikook♧ - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Comedia, Escolar, Jikook, Romance
Exibições 23
Palavras 1.624
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Ola, minha primeira fanfic yaoi para vocês, primeira fanfic jikook, casal que shippo muito, espero que gostem !!!

Capítulo 1 - Branco


      

        Eu sabia, que se tentasse viver uma vida normal, nada teria sentido, justamente porque, como viver uma vida normal sendo completamente diferente ?

    Era isso que eu tinha na cabeça, Park Jimin nunca se envolveria com pessoas normais, ele nunca seria normal. Grande bosta, ele teria que aguentar a pressão  da normalidade, mesmo que seu psicólogo tenha dito que, ele poderia se abrir com os outros sobre seu problema, mas ele nunca fora de seguir regras ou conselhos, ou seguir o fluxo normal, então obviamente não faria isso.

- É só respirar, contar até três e tentar - Tentava me acalmar em frente ao espelho, que mesmo sendo pequeno ainda dava grande segurança.

     Primeiros dias em lugares novos nunca foram uma experiência boa, tinha consciência disso, mas mesmo assim queria acreditar que seria diferente daquela vez, mas ao mesmo tempo, o mal sempre é diferente, então não poderia esperar muito, não  do que  estava por vir.

      A mala estava pesada, afinal, era um internato, lugar muito mais difícil de se conseguir interagir, pelo menos para mim. Esperava inconscientemente que não tivesse colega de quarto, e se tivesse, que fosse alguém que estivesse a maioria do tempo ausente, pois assim conseguiria esconder melhor meu "segredo".

       O caminho para o internato foi longo, mas isso me permitiu pensar em coisas que a muito tempo não pensava, mas não deixavam de ser ausentes em minha vida. Fui despertado com o motorista dizendo que chegamos ao meu destino, agradeço e dou o dinheiro a ele, saio do carro relutante, mas ainda com coragem o suficiente para encarar as portas enormes a minha frente.

       Eu entrei, e o vento pareceu ficar mais forte. Tudo aqui é diferente.

     Ainda estava na frente do prédio, na parte exterior, mas mesmo assim, dentro o  suficiente para saber que  seria diferente, bastava saber se no sentido bom.

     Cheguei a cogitar a ideia de sair correndo novamente para o taxi, chorando igual a um bebê, mas seria muito constrangedor, então optei por continuar a caminhar para dentro do prédio que teria que considerar um lar. Um lar enorme, por sinal.

             ●○●○●○●○♡○●○●○●○●

   -- Olá  -- Aceno para a recepcionista enquanto deixo minhas malas encostadas em uma parede e vou em direção a ela.

-- Olá, em que posso ajudar?  -- Ela pergunta, Branco, era o que vinha dela, a voz dela era branca, e era serena, poderia escutar bastante. O sorriso no rosto dela, não poderia dizer se era falso ou não, pois ela deveria trabalhar a tanto tempo ali, que qualquer ação dela iria no automático.

-- Sou Park Jimin, aluno novo, primeiro dia aqui -- Digo dando um sorriso tão receptivo quando o dela enquanto entrelaço uma mão minha na outra, apenas para controlar meus batimentos cardíacos que estavam frenéticos por conta do nervosismo.

-- Ah, sim, Park Jimin -- Ela diz e a cor branca aparece novamente. As mãos com um pouco de rugas vai em direção a um molhinho de chaves tirando uma de lá, deu um suspiro cansado e me deu a chave, o número no chaveiro que continha na chave era 25, número do meu quarto.

     Dou um sorriso dócil e aceno para ela, soltando um "obrigado", meio  tímido, mas ainda sim sincero.

-- Seu colega de quarto tem a obrigação de te mostrar a escola, mas apenas se você quiser -- Ela diz, voltando a sua atenção para o computador a sua frente.

   Dou um suspiro frustrado, eu realmente contava com o fato de não ter nenhum colega de quarto, isso me deixaria irritado, e ainda mais precionado.

     Sigo as plaquinhas encontradas na parede para ir em direção aos quartos, mas ainda sim, consigo me perder, que bosta.

      Sinto uma presença atrás de mim e dou de cara com um garoto alto, de cabelos escuros e olhos mais escuros ainda. Não tinha o visto chegar, então acabei me assustando com aquele encontro inesperado. Ele apenas me deu um olhar e continuou o seu caminho para o que parecia ser a cantina. Ótimo, de cama fui para comida, e eu não estava com  fome.

     Dou outro suspiro frustrado, eu sou como uma barata tonta quando se trata de seguir mapas ou placas.

   Me viro para dar meia volta e ir para o ponto de início quando vejo uma garota atrás de um armário, me observando, continuo meu caminho tentando ignorar ela, mas mesmo assim, a presença dela estava me intrigando. Me viro para trás e vejo ela me olhando com sorriso no rosto e as mãos juntas. Olho para ela e coloco minha mão na cintura, esperando ela falar algo.

-- Você é Park Jimin ? -- Perguntou sorrindo vindo em minha direção. A voz dela era incrivelmente fofa. Roxo, a voz dela era dessa cor. Aceno com a cabeça afirmando que eu era Park Jimin.  -- Sou sua colega de quarto, prazer, me chamo Soo Yeon.

    Ela parecia ser legal, uma garota bonita e adorável, eu talvez me desse bem com ela.

-- Prazer, eu estou perdido, você me ajudaria a achar o nosso dormitório ?  -- Pergunto meio sem graça, afinal mal conhecia a garota e já estava a pedindo coisas.

-- Não tem problema, foi por isso que eu te segui, estava criando coragem para falar que estava indo para o lugar errado -- Ela disse com o maior sorriso que  eu ja vi, estava com medo dela acabar rasgando a própria boca.

       Ela me guiou por um corredor completamente laranja, uma cor até que bonita. 

-- A nossa escola é muito liberal, por isso os quartos são mistos, poucas pessoas não gostam, mas guardam a opinião delas pra elas, ninguém é obrigado a ouvir merda de quem não  convém -- Ela diz, parando em uma porta com o número "25". Ela abre e me da espaço para passar.

     O quarto tinha duas camas, o lado que aparentemente era dela, era azul escuro, com a pintura de um céu de noite, cheio de estrelas, o meu lado não  continha nada, apenas uma pintura  branca sem graça, mudaria isso depois.

-- O pessoal da direção deixa a decoração do quarto com a gente, eles dizem que precisamos nos sentir confortáveis o suficiente com o ambiente para ter uma boa educação -- Ela diz se jogando em sua cama.

      Escuto um barulho vindo do banheiro e um cara alto, com cabelos descoloridos, com um sorriso quadrado(?) Saiu de lá. Antes que eu pudesse raciocinar ele se joga em cima de Yeon que da um grito e solta o que eu aparentemente acho que foi um palavrão.

-- Puta que pariu, Tae, você é pesado, sabia ? -- Ela diz o jogando para o lado.

      O mesmo solta uma gargalhada e olha para mim, dando novamente um sorriso.

-- Sou, Kim Taehyung, um prazer te conhecer, ela não parava de falar que finalmente teria um colega de quarto -- Ele diz, a voz dele tinha um gosto doce.

-- Isso faz parecer que eu sou solitária, mas não sou, só que todo mundo tem a merda de um colega de quarto e eu não, até esse ser vivo aparecer -- Ela diz cruzando os braços. Tae joga as pernas em cima do colo dela, e ela o mostra o dedo do meio, jogando-o com toda a sua pouca força para o lado.

-- Prazer, sou Park Jimin, me chamem apenas de Jimin -- Digo dando um sorriso.

     Abro minha mala e tiro de lá as minhas roupas, colocando- as no armário enquanto canto uma música aleatória. Yeon e Tae estavam discutindo sobre quem era menos bagunceiro, eles formavam um casal bonito.

     Termino de arrumar as minhas coisas e observo os dois, agora, cantando uma música.

-- Vocês são namorados ? -- Pergunto, sem me importar muito, apenas para ter uma informação a mais sobre os dois.

     Ambos param de cantar e me observam, antes que eu pudesse me desculpar pela pergunta invasiva eles começam a cair na gargalhada, os observo com as sobrancelhas franzidas,  enquanto ambos, achavam graça daquilo.

    A risada deles me deu um misto de coisas, sabor e cores.

-- Eu, namorar essa coisa ? -- Falou Tae ainda rindo de toda a situação.

    Não compreendia, eles formavam um casal bonito e eram muito íntimos pelo que aparentava.

-- Eu ? Namorar esse ridículo ? Não, nem ferrando -- Ela disse, limpando as lágrimas que se formaram no canto de seus olhos, depois de tanto rir.

-- Me desculpem pela pergunta invasiva, mas se vocês não são isso, são oque ? Parecem realmente um casal. -- Digo rindo um pouco da reação de ambos e me sento em minha cama.

-- Somos irmãos -- Yeon diz por fim, ainda soltando um gargalhar.

-- Minha mãe casou com o pai dele quando eramos muito pequenos, desde então, somos irmãos -- Ele diz, se espreguiçando. -- Já fiquei muito aqui, agora irei sair e deixar você bombardear o menino de perguntas, agora que tem colega de quarto não preciso ficar te aturando, coisa chata.

   

-- Também te amo -- Ela diz, jogando o travesseiro em sua direção, mas ele é mais rápido e sai correndo.

     Ficamos apenas nós dois no quarto, por incrível que pareça me sentia confortável ao lado  dela.

-- Tédio, quer que eu te apresente a escola ? -- Ela perguntou com um sorriso doce, enquanto apoiava a cabeça em sua mão.

-- Vam- -- Fui interrompido quando a porta foi aberta bruscamente, e o garoto que havia encontrado antes no corredor entra.

-- Yeon, você viu a Selina ? -- Ele perguntou desesperado. A voz dele tinha gosto de morango.

-- Selina? Sua gata ? -- Ela perguntou se levantando, desesperada também.

-- Querem que eu ajude a procurar ? -- Perguntei me levantando também.

    ■■■■■■■■■■■■♡■■■■■■■■■■■■


Notas Finais


Espero que tenham gostado, irei postar com frequência 💟


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...