História Tattoo G!P - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Tags Camren, Camren G!p
Exibições 2.668
Palavras 1.068
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 20 - Sex


"Isso!" Gritei jogando a cabeça para trás afundando no travesseiro, meu corpo todo estava pegando fogo, forcei mais minhas pernas ao redor do quadril da Camila sentindo-a ir cada vez mais forte em mim, eu estava gritando como uma vadia, mas eu podia, não tinha ninguém em casa ainda, eles foram para uma balada após a pub.

"Vem pra mim, vem." Camila sussurrou ofegante mordiscando minha orelha e eu choraminguei completamente entregue, meu corpo finalmente reagiu dando-me o terceiro orgasmo. 

 Eu respirei fundo afundando o corpo no colchão, eu sentia minha cabeça dar voltas e meu corpo aos poucos se recuperar dessa rodada, que com certeza foi a mais intensa. Nós chegamos em casa aos tropeços já nos beijando como se nossas vidas dependessem disso, quando chegamos ao quarto fui jogada na cama e Camila pegou o celular colocando a música, ela tirou a roupa antes de subir na cama, pegou minha perna e levantou abrindo o zíper da bota, tirou-a lentamente deixando beijos pela pele descoberta, fez isso com as duas e então tirou meu moletom, para sua surpresa eu não usava nada mais do que uma calcinha. Suspirei lembrando e sentindo meu corpo reagir às memórias, foi com certeza maravilhoso, ainda mais com aquela voz rouca sussurrando a música me fazendo delirar.

"Quero te dar minha surpresa." Empurrei-a de cima de mim e me ajoelhei na cama, fiquei de quatro e olhei por cima do ombro vendo Camila babar na minha posição, sorri maliciosa, ela mal sabe o que está por vir. "Vem aqui." Pedi empinando minha bunda e ela praticamente correu para estar atrás de mim, segurou na minha cintura descendo até minha bunda, alisando, apertando, suspirei quando seus dedos tocaram minha boceta, eu já estava molhada novamente. "Me come, amor." Sussurrei empurrando o corpo para trás, fazendo seu pau entrar em contato com a minha bunda, ambas gememos. "Mas me come, aqui." Levei minhas mãos até minha boceta mas subi rapidamente tocando no meu ânus, suspirei pesadamente e ouvi Camila engasgar com a saliva.

"V-Você." Ela parecia atordoada e eu virei o rosto para olhá-la, ela encarava meus dedos incrédula, ri. 

"Vamos, ou você não quer?" Ergui a sobrancelha e ela me olhou.

"Lauren, você vai me matar um dia." Ela rosnou e puxou minha cintura contra a dela roçando seu pau em mim, gemi enfiando o rosto no travesseiro, ela deu-me um tapa e eu soltei um grito surpreso, eu amava quando ela me batia.

"Bate mais." Gemi esfregando-me nela por conta própria e ela gemeu baixo dando outro tapa, suspirei.

 Ela se afastou e segundos depois senti sua boca em mim, arfei segurando-me no lençol e me empurrei nela pedindo por mais, a boca da Camila era maravilhosa, eu simplesmente amava seu oral. Quando Camila percebeu que eu já estava chegando na ponta ela parou e eu bufei irritada, mas logo engoli em seco ao sentir sua língua lamber lentamente meu orifício, ela chupou dando outra lambida e eu gemi mais alto, aquilo era... bom.

 Senti seu dedo rodeando e eu me preparei, logo senti ela me penetrar com calma, ela estava atenta às minhas reações, suspirei pesadamente e gemi baixinho, seu dedo se mexia bem lento dentro de mim e aos poucos eu já me acostumava com a invasão, Camila foi me preparando com calma, sem pressa, eu estava cada vez mais relaxada com isso, sabia que ela pararia tudo na hora se eu não gostasse. Após ela tirar dois dedos de dentro de mim, eu sabia que já estava pronta para ela. 

"Me diz se incomodar muito ok?" Ela sussurrou e eu assenti.

 Ela separou minhas nádegas e eu senti seu pau se esfregar na minha boceta, suspirei sentindo vontade de ter ele me fodendo de novo, mas esperaria, quando vi que ela estava apenas melando-o com o meu pré-gozo para me penetrar esperei, alguns segundos depois senti ela direcionar ele até o pequeno buraco e eu suspirei, tentando o máximo não ficar tensa. Ela tentou espaço e eu mordi o lábio com força tentando não soltar um gemido, apertei mais as mãos no lençol e tentei descontar lá, Camila começou a me penetrar de vagar, sempre atenta se eu pediria para parar, eu suspirei sentindo os olhos lacrimejarem e então ela entrou com tudo, respirei fundo aliviada.

"Tudo bem?" Ela acariciou minha cintura e eu assenti novamente. 

 Aos poucos ela começou a se movimentar, seus gemidos tímidos estavam me dando um prazer enorme, ela estava tentando ao máximo dar atenção a mim mas eu sabia que ela estava amando isso, a dor foi diminuindo até que eu já estava acostumada, seus dedos foram para o meu clitóris e eu gemi alto, eu comecei a me mover sozinha ainda um pouco tímida dos meus movimentos mas fui pegando confiança, Camila percebendo que eu estava gostando, começou a meter com vontade, eu estava praticamente gritando com o quão bom aquilo estava sendo, ela continuava a estimular meu clitóris e então desceu os dedos para a minha entrada, me penetrando com três deles, engasguei entre o gemido, sentir as invasões dos dois jeitos estava me deixando louca.

"Camzz!" Gemi chorosa tentando cada vez mais conseguir meu orgasmo e então ele veio, eu quase cai com tudo na cama pela intensidade, meu corpo estava completamente mole, eu ainda gemia de olhos fechados sentindo Camila ainda estocar em mim, não demorou muito e ela se derramou em mim, foi diferente sentir ela se derramar ali, era bom.

"Ah meu Deus, Lauren." Ela se retirou de dentro de mim e eu gemi com um pouco de dor, ela me virou e se deitou em cima de mim me olhando com atenção. "Você está bem?" Ela acariciou meu rosto, tirando os cabelos de lá.

"Eu estou ótima." Sussurrei grogue com um sorriso. "Você gostou?" Abri os olhos olhando-a sem foco, eu estava com sono já.

"Eu amei, você é maravilhosa." Ela sorriu meiga e me deu vários selinhos, ri enquanto tentava retribuir.

"Podemos dormir? Eu estou exausta." Pedi baixinho e ela saiu de cima de mim deitando-se ao meu lado, senti ela puxar o cobertor até nos cobrir e eu me virei para ela me abraçar por trás, suspirei me sentindo completa, feliz e exausta, Deus, eu não sei se consigo mais viver sem Camila. 

"Boa noite." Camila beijou meu pescoço.

"Boa noite." Apertei mais seus braços em minha cintura e me afundei num sono delicioso. 


Notas Finais


Até ano que vem!!!








Brinks


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...