História Te Amo - Capítulo 21


Escrita por: ~ e ~Thamypop

Postado
Categorias Katy Perry
Tags Katy Perry, Katyanna, Rihanna, Rihkaty
Exibições 89
Palavras 1.362
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi gente, depois de 2 MESES eu voltei, desculpa gente pela demora fazer faculdade não é fácil, bom esse capitulo ficou bem grande então eu resolvi dividi-lo em duas partes, a segunda parte eu vou postar amanha ou na quarta prometo que não passo disso, boa leitura e ate lá embaixo.

Capítulo 21 - Capítulo 21 parte A


Fanfic / Fanfiction Te Amo - Capítulo 21 - Capítulo 21 parte A

POV RIHANNA

 

Não acredito que eu concordei mesmo em ir jantar com os pais da Katy, a mãe dela praticamente me odeia e isso não vai prestar.

Mas o que eu não faço pra ver a Katy feliz? 

Bom já que eu vou jantar com o inimigo preciso me preparar primeiro, e pra isso vou ter que falar com alguém que saiba como è aquela família.

Peguei o meu celular e liguei pra única pessoa que poderia me ajudar. 

                           Ligação onn

- Alô? 

- Oi Bianca sou a Rihanna.

- Oi Rih a que devo honra da sua ligação? 

- Preciso da sua ajuda e è urgente. – ok talvez pareça que eu esteja desesperada, mas se vocês estivessem no meu lugar entenderiam.

- Okay pode falar-  disse meio apreensiva. 

- No sábado a Katy me convidou pra jantar com os pais dela e eu to meio nervosa ja que a mãe dela praticamente me odeia, então eu queria a sua ajuda.

- Ah sim eu compreendo, eu posso te ajudar.

- Muito obrigada, você não sabe o quanto me deixou aliviada.

- De nada-  ela disse rindo-  então eu passo aí mais tarde e a gente vai trabalhar isso, vamos começar em como conseguir lidar com a tia Madonna e depois a sua roupa se prepara que o dia vai ser longo.

- Okay então até mais tarde.

- Tchau.                    
                           

   Ligação Off

Desliguei o telefone e deitei na cama, só de imaginar que vou ter que passar uma noite inteira aturando a mãe da Katy me sinto exausta.

Mas vai valer à pena se isso fizer a Katy feliz.

Enquanto esperava a Bianca chegar fui até a cozinha e fiz um sanduíche e peguei uma lata de refrigerante.

Sentei-me à mesa e continuei comendo até que ouvi o barulho da campainha, fui até a porta e lá encontrei a Bianca com o Chris? 

- Oi-  disse estranhando os dois juntos.

- Oi, desculpa a demora, estava arrumando o material pra te ajudar.

Ela foi entrando em casa com uma mala de rodas rosa choque, Jesus me ajude.

- E você Chris?  O que ta fazendo aqui?  - disse cruzando os braços e levantando uma das sobrancelhas.

- Eu o chamei pra me ajudar, ele já estava lá em casa por causa de um trabalho de química.

- Humm. Entendi-  disse ainda desconfiada.

- Bom agora vamos trabalhar, temos muito trabalho e pouco tempo.

Bianca falou enquanto fazia um coque no cabelo e abria a sua mala.

Que Deus nos acuda.

Pov-  Katy

Sábado chegou mais rápido do que eu imaginava, hoje a noite seria nosso tão esperado jantar.

Confesso que estou nervosa e apreensiva, depois disso o que eu tenho com a Rihanna será um relacionamento oficial e isso me deixa feliz e ao mesmo tempo com medo.

Bom o jantar seria as oito e então resolvi tomar um banho e me preparar porque seria uma longa noite.

Tomei um longo banho, lavei e fiz hidratação, depois de quase meia hora, tinha terminada.

Enxuguei-me e coloquei um roupão, fui pra frente do espelho secar o meu cabelo, ele estava bem comprimido, talvez esteja na hora de uma mudança.

Depois de secos, fiz uns cachos nas pontas com um babyliss, depois fiz uma maquiagem leve, muita máscara pra destacar bem os meus olhos, passei delineador e blush rosa nas bochechas e pra finalizar um batom também rosa.

Depois de arrumar o meu cabelo e a maquiagem, fui até o meu closet escolher a roupa, não fazia idéia do que vestir estava muito nervosa.

No meio da bagunça encontrei um conjunto muito lindo, um cropped um pouco decotado azul com umas estampas de flores amarelas e uma saia lápis da mesma estampa um pouco abaixo dos joelhos.

Coloquei a roupa e coloquei um Louboutin preto fechado na frente, maravilhoso.

Passei perfume, coloquei brincos e um cordão com um pingente em forma de gota azul, ganhei do meu pai no aniversário de 13 anos.

Depois de pronta me olhei no espelho pra ver se tudo estava em ordem, estava muito nervosa, meu coração estava acelerando e minhas mãos suavam.

Desci as escadas pra esperar a Rihanna na sala e lá encontrei o meu pai já pronto usando uma camisa preta com os primeiros botões abertos e um blazer também preto por cima e calça escura.

- Você está linda minha filha - ele disse assim que cheguei mais perto.

- Obrigada papai, cadê a mamãe?  - perguntei percebendo que ela não estava na sala.

- Ainda se arrumando, sabe como ela demora pra ficar pronta.

Concordei com ele e olhei as horas, 19h40min tinha combinado com ela 20 horas.

- Nervosa filha? 

- Um pouco. - disse dando um sorriso meio inseguro.

Fiquei sentada no sofá e logo a minha mãe desceu, ela usava um vestido preto longo simples com uma fenda na perna esquerda e um maxi colar azul e um sapato aberto de salto com um fecho no tornozelo.

- Você está maravilhosa querida-  meu pai disse com um brilho no olhar.

-  Obrigada querido, eu sei que estou linda - minha mãe disse sorrindo pra ele.

Sempre admirei o modo como os dois se olham tão apaixonados.

- E então cadê a garota?  - minha mãe perguntou fechando a cara pra mim.

- Ela já deve estar chegando. -  assim que terminei de falar a campainha tocou.

Segui até a porta e sentia o meu coração disparar, não via a Rihanna desde o incidente no acampamento, então estou bem nervosa.

Passei por um espelho no corredor e aproveitei pra me ajeitar, cheguei na porta e respirei fundo e abrir.

Meu queixo simplesmente caiu, ela estava maravilhosa, ela usava um vestido preto até metade das coxas meio justo, tinha um decote que deva pra ver parte da sua tatuagem, seus cabelos estavam encaracolados e jogados de lado, sua maquiagem simples com um provocativo batom vermelho que me fez pensar no doce gosto doa seus lábios.

Ela sorriu pra mim, nos aproximamos e nos beijamos, um beijo cheio de saudade e paixão, passei a mão pelos seus cabelos enquanto ela apertava a minha cintura, nada mais importava pra mim.

Fomos parando o beijo aos poucos e tomando a fôlego, sorte que eu tinha passado um batom mate, então pelo menos ele não está borrado.

- Senti muito a sua falta-  ela disse sorrindo pra mim.

- Também senti a sua, vamos entrando meus pais já estão na sala a sua espera.

Senti a Rihanna ficar um pouco tensa, fomos até a sala onde meus pais estavam.

Meu pai levantou e veio na nossa direção, já a minha mãe ficou um pouco mais atrás.

- È um prazer te ver novamente-  meu pai disse e em seguida a abraçou.

- O prazer è meu Senhor Cloney.

- Bem aquela è a minha esposa Madonna que você já conhece-  minha mãe deu leve aceno de mão. - Sinta-se em casa.

Sentamos no sofá, meu pai e Rihanna engataram numa conversa bem animada, minha mãe estava um pouco mais afastada tomando um pouco de conhaque.

Bom pelo menos o meu pai já está conseguindo aceitar isso, minha mãe è o que mais me preocupa, só de pensar que ela pode fazer algo para acabar com o nosso relacionamento meu coração falha um batido.

Ficamos conversando por mais um tempo até que Anny veio nos chamar para jantar. 
Seguimos até a outra sala e sentamos-nos à mesa, papai sentou na cadeira principal, mamãe ficou no seu lado direito e o no esquerdo e ao meu lado sentou a Rihanna.

Percebi que na mesa tinha um prato a mais e estranhei, eu não tinha convidado ninguém e pelo que eu sei meu pai também não.

- Mãe por que tem mais um lugar na mesa?

- Tomei a liberdade de convidar mais uma pessoa pra essa ocasião tão especial.

Assim que ele terminou de falar a campainha tocou, Anny se dirigiu até sala para abrir a porta.

Fiquei extremamente confusa, não fazia idéia de quem a minha mãe teria convidado.

Minhas dúvidas foram saciadas, na porta encontrava a última pessoa que eu queria ver na minha vida.

John Mayer. 

 


Notas Finais


Isso é tudo pessoal beijos !


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...