História Te Dejo en Libertad - Capítulo 120


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Feia Mais Bela
Personagens Fernando Mendiola, Letícia "Lety" Padilha Solís, Personagens Originais
Tags Adeus, Amor, Eu Te Amo, Família, Lfbm, Paixão, Reconciliação, Romance, Te Dejo En Liberdad
Exibições 117
Palavras 1.319
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 120 - Surpresas - Un Amor De Verdad


Fanfic / Fanfiction Te Dejo en Libertad - Capítulo 120 - Surpresas - Un Amor De Verdad

(Lety)


Os dias passaram voando, descobri o motivo dos enjoos e das tonturas... Eu estava acabando de arrumar meu vestido, faltavam algumas horas para a cerimonia


(Lui)Rainha, fica quieta senão vai acabar sendo espetada


(L)Não consigo Luigi e se ele desisti?


(DJ)Meu amor, vocês já são casados


(L)Havia me esquecido desse detalhe 


Minha mãe riu e nesse momento Márcia e Carolina entraram


(L)Onde esta a Fê?


(M)Com a Teresinha na igreja 


(L)E o Fernando?


(C)Quase tendo um infarto dizendo que você desistiu


(M)Eu falei pra ele que vocês já são casados, mais aquele lá tem uma cabeça


Eu ri... Depois de um tempo, finalmente saímos, chegamos na igreja depois de um tempo, me preparei para entrar e logo as grandes portas se abriram, revelando Fernando no altar, eu sorri com os olhos cheios de lágrimas, a tanto tempo eu me imaginei entrando em uma igreja daquela forma e que ele quem estaria me esperando e finalmente isso aconteceu, meu pai me estendeu seu braço e nós fomos caminhando devagar, assim que chegamos no altar, meu pai beijou minha testa e apertou a mão de Fernando, o mesmo me olhou com os olhos brilhando, ele pegou minhas mãos beijando, cada uma depois beijou minha testa, olhou nos meus olhos e beijou a ponta do meu nariz, me fazendo rir


(F)Prometo não chorar se você, não fizer o mesmo


(L)Será difícil


Ele sorriu e nós nos ajoelhamos, começando a cerimonia, Fernando me olhava quase a todo momento, nossas mãos estavam enlaçadas, eu o olhava do mesmo modo que ele, com amor


(Pa)Agora as alianças


Nos levantamos e Fernando começou a passar as mãos nos bolso e me olhou com cara de espanto


(L)Não acredito Fernando, você esqueceu?


Ele negou sorrindo e olhou para a entrada da igreja, eu fiz o mesmo e logo depois os convidados, tentando entender o que nós olhávamos, eu sorri com minhas lágrimas caindo ao vê meu pedaço de céu, caminhando até nós dois, com a almofada das alianças, ela andava tão direitinho, que parecia que haviam ensaiado com ela a muito tempo ou como se ela já soubesse o que fazer, ela caminhava a passos lentos assim que ela chegou até onde estávamos, Fernando se abaixou e a pegou beijando sua bochecha, ela sorriu e devolveu o beijo, logo depois me beijou, logo Carolina a pegou, Fernando olhou pra mim, sorrindo


                                                                                                                      *****


(Fernando)


Letícia chorava e minhas lágrimas já não estavam colaborando, logo começaram a cair, fizemos a troca das alianças e logo depois nossos votos, minhas palavras foram breves, mais mesmo assim demonstrava tudo o que eu sentia


(Pa)Pode beijar a noiva


Foi as últimas palavras do padre e ele não sabe como eu esperei para ouvi-las, passei o dia todo sem ela e sem seus beijos, me aproximei sorrindo


(F)Me permite senhora Mendiola?


(L)Fique a vontade, meu marido


Ela sorriu e eu fiz o mesmo


(F)Minha mulher


Sorri e a tomei em um beijo terno e apaixonado, suas mãos ficaram em volta do meu pescoço e as minhas em volta de sua cintura... Assim que a cerimonia acabou, nós fomos para a festa, nós cumprimentamos os convidados e depois nos sentamos um pouco, Letícia parecia cansada


(F)Esta tudo bem, meu amor?


Ela me olhou sorrindo


(L)Sim, tudo mais que bem


Sorri e a beijei com calma


(F)Quer dançar? Não vou exigir nada mais que uma música, você parece bem cansada


(L)Vamos


Nos levantamos e fomos para o centro, todos ficaram em nossa volta, porém nenhuma música tocava, ela me olhou confusa, enquanto eu sorria, coloquei suas mãos em volta do meu pescoço e minhas mãos em sua cintura


(L)Amor, não tem música


(F)Tem certeza?


Nesse momento começou a tocar as batidas lentas da músicas e os garotos da Reik entraram cantando -Un Amor de Verdad- Sorri e Letícia me olhou sorrindo, depois olhou para a banda parecendo não acreditar no que via, eu ri de seu modo de olha-los e depois de me olhar admirada, começamos a dançar lentamente, enquanto trocávamos olhares e caricias, todos nos olhavam, mais era como estivéssemos sozinhos 


(F)Por que tu serás, La luz que ilumine mi andar, Y el mundo se detendrá a mirar, Un amor de verdad...Un amor, de verdad, Si estás a mi lado, No importa el pasado, Ya no hay mas dolor


Cantei em sussurros em sua orelha


(L)Eu amor você...


Sussurrou perto da minha orelha


(F)Te amo mais...(sussurrei)


Ela se afastou me olhando nos olhos, paramos de dançar assim que a música acabou 


(L)Também tenho uma surpresa pra você, não sei se será como as suas, mais acho que você vai gostar... Eu não demoro, não sai daqui


Ela se afastou se misturando com a multidão e depois de alguns minutos voltou, ela segurava o vestido junto a algo, que não pude decifrar, os convidados ainda nos olhavam


(L)Pronto?


(F)Acho que sim


(L)Se você acha não irei mostrar


Eu ri


(F)Tudo bem, eu estou


Ela soltou o vestido e segurou algo em frente a barriga, me mostrando eu tentei identificar o que era até me dar conta que era um teste de gravidez, fiquei estático, não sabia mais como respirar, abri a boca várias vez para falar, mais fui impedido por minhas lágrimas de emoção, pensei que estaria ficando louco ou criando falsas esperanças mais uma vez... Letícia me olhava sorrindo em meio as lágrimas


(L)Duas listras...(sussurrando)


(F)Teremos outro filho


Falei querendo assimilar a situação, depois sorri como um bobo


(F)Vamos ter outro filho


Repeti quando a ficha caiu a abracei a girando 


(F)Nós conseguimos amor, conseguimos


(L)Sim, nós conseguimos


Ela me olhou nos olhos e eu a puxei para um beijo mais que apaixonado, havia tudo que eu sentia, principalmente amor, Letícia havia me dado tudo, muito mais do que eu imaginei, por isso a amava tanto, ela sempre me surpreendia e com os gestos mais simples e mais lindos


(F)Gente...


Eu gritei quase sem voz por causa das lágrimas, o som parou e todos nos olharam


(F)Eu vou ser pai de novo


Letícia ria, todos comemoram e vieram nos dar parabéns, depois de alguns minutos, eu peguei minha princesinha e fomos os três caminhar no enorme jardim que ali havia, Fê estava agitada, caminhando na frente, vendo as flores e eu junto a Letícia a seguíamos de mãos dadas, nos sentamos em um banco de frente para uma fonte e Fê veio para o meu colo, olhei para Letícia e sorri


(F)Obrigado amor, obrigada por cada briga, cada reconciliação, cada eu te amor, até mesmo os vai embora, que eu recebi durante todo esse tempo... Obrigada principalmente por sempre estar comigo, quando eu sempre precisei e quado não mereci


Ela me olhou sorrido e acariciou meu rosto, eu beijei sua mão


(L)Eu que tenho que agradecer, você me deu tudo que eu poderia querer, minha vida e não sabe como eu te amo, por esses simples momentos que fizeram a minha vida se tornar melhor a cada segundo, só por ter você ao meu lado


Lhe acariciei no rosto e a beijei, Fê nos olhava... Assim que nos afastamos, nos  olhamos nos olhos e sorrimos 

 

(L)Eu te amo


(F)Eu te amo


Falamos juntos e nos beijamos de leve, depois olhamos para a Fê, essa colocou a mão na barriga de Letícia


(Fê)Nem


(L)Sim minha vida, neném, irmãozinho da princesinha da mamãe


Fê sorriu e eu e Letícia a beijamos, um de cada lado da bochecha, depois ficamos ouvindo as perguntas da Fê, nós dávamos risadas, por não estarmos entendendo quase nada, principalmente quando ela tentava falar alguns nome que não sabia... E por fim, consegui ter tudo que sempre quis, me senti vivo e completo com a mulher da minha vida, me perdi em pensamentos olhando para Letícia, que mantinha um sorriso lindo, enquanto nossa pequena conversava, tenho que agradecer ao acaso, se não fosse ele que me fizesse passar tantas coisas até chegar aqui, acho que realmente, jamais haveria chegado

                                                                                                                    The End 


Notas Finais


Espero que tenham gostado, obrigada pelos comentários e pelos favoritos, até agora não acredito que chegamos a 105 favoritooooos! Gente obrigada mesmo, de coração, senti falta de muitos comentários de pessoinhas que comentavam antes, mais fazer o que, não é? Nos vemos em Quédate segunda temporada, bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...