História Te Dejo en Libertad - Capítulo 65


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Feia Mais Bela
Personagens Fernando Mendiola, Letícia "Lety" Padilha Solís, Personagens Originais
Tags Adeus, Amor, Eu Te Amo, Família, Lfbm, Paixão, Reconciliação, Romance, Te Dejo En Liberdad
Exibições 190
Palavras 634
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 65 - Momentos


Fanfic / Fanfiction Te Dejo en Libertad - Capítulo 65 - Momentos

(Lety)


Tomei um banho e fui até o closet, já havia enfim completado meus nove meses de gravidez, coloquei um vestido de pano leve azul e fiz um rabo de cavalo,  assim do closet senti uma forte pontada na barriga, me apoiei na cama


(L)Ai...


A dor estava forte, senti um liquido por minha pernas e quando olhei para o chão percebi que a bolsa tinha estourado


(L)Shirley...


Gritei, não demorou para que ela aparecesse 


(Sh)O que houve menina?


(L)A bolsa estourou...


(Sh)Jesus, menina, vamos logo para o hospital


(L)A bolsa da Fê


(Sh)Eu vou chamar o Carlos pra te ajudar a descer e vou buscar a bolsa, respira com calma


Afirmei e ela saiu do quarto, em alguns minutos Carlos entrou no mesmo


(Ca)Vamos, dona Lety


Eu me apoiei nele, a casa momento as contrações vinham mais fortes, ele me ajudou a descer as escadas e me colocou dentro do carro, logo Shirley apareceu e entrou no mesmo, nos fomos para o hospital, logo Renata foi chamada, me vestira e me levaram para a sala de parto


(L)Aahhhh...


Renata entrou já vestida e me olhou


(DrR)Fica calma, temos que esperar para que as contrações fiquem mais fortes


Afirmei com a cabeça, logo as dores ficaram mais fortes, eles me deram anestesia 


(DrR)Lety, no três você empurra, vamos lá... Um, dois... Três, empurra


Fiz força, mais não adiantou muito, repeti o mesmo processo, mais três vezes e na terceira vez, quando pensei que não teria mais forças, ela nasceu, chorei e sorri ao mesmo tempo, queria muito que Fernando estivesse comigo naquele momento, a enfermeira a enrolou em uma toalha e me entregou, eu a beijei na cabeça


(L)Oi meu amor...(sussurrei)


(En)Senhora, tenho que leva-lá pra dar banho, mais daqui a pouco a levo para a senhora poder amamenta-lá


(L)Esta bem


A enfermeira saiu com a minha pequena e logo depois me levaram para o quarto, uma enfermeira me ajudou a tomar banho e logo depois levaram minha pequena para o quarto, a enfermeira me ensinou como eu deveria fazer e depois me entregou a Fê, que chorava um pouco... A peguei e seu choro cessou, logo a coloquei para mamar, meus olhos se encheram de lágrimas e meu coração de alegria, ela era tão linda, Shirley logo entrou no quarto e babou um pouco na minha princesa, depois de coloca-lá para arrotar a coloquei no berço e me deitei, logo dormir por causa do cansaço do parto


                                                                                                                      *****


(Fernando)


Depois de um tempo acordei e fui me arrumar para a reunião, coloquei um terno preto e uma gravata vermelha e cabelos com gel, depois arrumei minha pasta e saiu do quarto, quando fechava a porta do mesmo, Rafaela também saia do quarto dela


(F)Tudo ponto?


Ela me olhou afirmando


(Ra)Sim senhor


(F)Quanto tempo ainda temos?


Ela olhou no relógio


(Ra)Uma hora, eles disseram que assim que saíssem de uma reunião irão nos encontrar


(F)Esta bem


Entramos no elevador e logo saímos do hotel, pegamos o táxi e fomos até o restaurante, durante o caminho até o mesmo, fomos em silêncio, se fosse Letícia ao meu lado, ela com certeza estava reclamando que não havia dormido direito, que o cabelo estava bagunçado e que o fuso horário era irritante, foi assim da primeira vez que viemos juntos, ela nem se importou por eu ser chefe dela, a pior parte foi quando tivemos que embarcar, ela ficou parada na porta do avião, ninguém entrava ou saia do mesmo, foi uma luta para fazer ela ir para a poltrona, sorri nasalado olhando para a janela


(F)Ai Lety, minha Lety... Que saudades...
(sussurrei)


(Ra)Falou algo seu Fernando?


Olhei para Rafaela, que me olhava e neguei com a cabeça


(F)Não, eu não disse nada


Voltei a olhar para a janela e pensar em Letícia, logo chegamos no restaurante



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...