História Te encontrar. Me encontrar... - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai)
Personagens Elizabeth Liones, Meliodas
Tags Melizabeth
Exibições 32
Palavras 648
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Visual Novel
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Gente! faz tanto tempo, né?
Mas tô de volta. E vou atualizar todas as fanfics!
Menos a Meu dragão de olhos verdes. Ela vai ser depois... Da qui a um tempinho, sabe? Mas ela irá voltar!
Tá aqui!

Capítulo 3 - Equívocos...


Fanfic / Fanfiction Te encontrar. Me encontrar... - Capítulo 3 - Equívocos...

Fico esperando alguém dizer alguma coisa, quando Diane aparece.

- Oi capitão! O rei e os vampiros chefes estão se acertando, não se preocupe. – Ela troca algumas palavras com Merlin. – Você viu ...

- Capitão! – Ban grita me chamando no meio da sentença de Diane e não a escuto terminar a frase. – Aqui tem bebida! – Fala animado.

- E vampiros bebem? – Pergunto chegando perto dele

- É claro! Nós nos alimentamos de muitos outras coisas, mas, sangue é melhor que tudo! – Olho para a morena. Ela sorri maliciosamente para mim. – Eu sou a Camilla. Sr. Meliodas. Estou muito feliz em lhe conhecer, ouvi dizer que é um exímio cavaleiro sagrado. Um dois melhores, além de mais que Lindo.

Encarei a vampira, é claro que ela estava flertando comigo. Ela é bem bonita mas não me sinto atraído por ela. Elizabeth é bem mais bonita! Muito mais! Aquele sorriso dela, aqueles cabelos sedosos, aquela bunda e seios macios, nada é comparado a isso!

- Obrigado pelo elogio, eu não quero ser chato e mal educado, mas sua tentativa de flerte não está dando em nada. Não estou interessado. – Falo na lata.

Ban olha espantado para mim e solta uma gargalhada. Outra gargalhada sai. Olho para Camilla, ela está rindo. Fico confuso.

- Olha. – Fala ela depois. – Nunca ninguém foi tão sincero comigo. Obrigada. – Sorri agora com camaradagem. – Amigos?

- Amigos... – Confirmo com a cabeça. - Agora, por que esse estardalhaço todo?

- O nosso líder estava bem, mas sempre houve o primo dele querendo liderar e há as frutas podres, querendo ajuda-lo. Essa é a razão.

Essa ganancia por poder... Ela não leva a nada.

Ban me dá uma bebida.

                                                                     ♣

Estavam lá dentro só os pecados da preguiça, inveja e orgulho. Eu da Ira, Gula e Ganancia estávamos aqui fora, cercando. O pecado da luxúria havia sido encolhido pela Merlin, já que a pouco tempo tinha feito besteira.

Já tinha bebido umas 7 canecas de bebida, Ban já estava zorozinho. Fechei os olhos e por um instante ouvi a risada de Elizabeth, sorri, era música aos meus ouvidos.

- Você é demais Ryuk, pare de dizer equívocos...

- Mas estou falando sério, você é a moça mais linda que já se tenha visto. Além de forte, 5 anos atrás salvou seu povo de quando um dos grão mestres estavam do mal! – Um cara numa voz sedutora.

Franzo o cenho e abro os olhos para ver Elizabeth conversando animadamente com um cara de cabelos ruivos.

Cacete!

Vou até lá. Ouço Ban resmungar:

- Droga, estava demorando...

Minha ira cresceu a cada passo que dava para chegar mais perto de Elizabeth e via aquele filhinho de uma puta dando mole para minha Elizabeth.

- Olá! – Falo para chamar a atenção. O garoto me olha com desgosto, Elizabeth quando me vê, sorri e vejo que seus olhos brilham (não foi minha imaginação!).

- Meliodas, sabia que você vinha! – Sala com um sorriso tímido. Depois se vira e sorri com animação para o vampiro [cortou meu(s) coração(ões) saber que ela parecia mais animada com ele do que cotidianamente comigo.] – Ryuk este é Meliodas e Meliodas este é Ryuk.

Aceno com a cabeça para ele. Ele faz o mesmo gesto a contragosto como eu.

- Então senhorita Elizabeth, deseja ainda ver as estrelas? – Ele pergunta e eu vejo duplo sentido.

- Eu não sei... – Ela fava normalmente, mas depois para e fecha os olhos como se tivesse dado uma pontada de dor na cabeça.  – Vamos. – Fala mecanicamente.

- Com sua licença... – Fala olhando em meus olhos, ia dizer não mas deu uma pontada de dor em minha cabeça e parece que fui obrigado a ficar quieto.

Mecanicamente me virei e vi o rapaz sair com Elizabeth e fui para perto de Ban, parecia que eu não me comandava, melhor, que alguém me obrigava.

Peguei uma bebida e bebi, não senti gosto de nada.

 

 

 

 

 


Notas Finais


Comentem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...