História Te encontro - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Luna Valente, Matteo
Tags Luna, Lutteo, Matteo, Sou Luna
Exibições 50
Palavras 842
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Ficção Científica, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Two


Matteo

- Por que está me seguindo, seu psicopata? – Falo me virando pra trás e vendo Matteo ofegante, ele começa a rir alto e quando consegue se controlar...

- Quero te acompanhar até sua casa, mas você saiu correndo – fala Matteo enquanto encarava Luna ele ainda se perdia naqueles olhos verdes, isso era um fato.

Ele havia corrido duas quadras para alcançar Luna que havia “Fugido” dele na saída, ela está tão linda com seu cabelo liso com leves cachos, uma calça e uma blusa azul marinho do capitão américa, ah, Luna.

- E por que não me falou? Você quer me matar? – Fala Fazendo Bico

Ah, esse bico. “Se Controla Matteo”

- Você fugiu de mim - Cruzo os braços

- Não, não, não, falei que não queria ser mais uma de sua lista, mas você pode me acompanhar – ela realmente estava me impressionando, dei em cima dela a manhã toda e tudo que ela dizia era “Não quero ficar com você” “Eu não vou ser mais uma pra você” “Vou do namoro para o Casamento” confesso que o ultimo me abalou, quem pensa assim em pleno século XXI?

- Eu não quero te pegar – É, menti

- Que bom – Falou calma

- ahn? – Falei surpreso

- Que foi? Também não quero te pegar. – Ah, Valente você vai me matar.

- Você é muito baixinha, quero alguém a minha altura – Ela faz bico e me encara

- Nada de piadas com a minha altura, me ouviu Balsano? – Fala apontando o dedo indicador no meu peito

- Sim, sim, baixota – Sorrio

- aah, Metido –

- Você me lembra o Yoda – Falo e – ah, não que eu assista Star Wars, isso é pra nerds, mas você parece o Yoda – Falo nervoso

- Eu sou a Leia, mas me casaria com o Yoda, ele é um charme – Pausa – ah, se for de nerds, prazer, sou a maior de todos os nerds –

- Você Gosta? – Falo confuso, afinal os únicos que conhecia que gostavam são meninos.

- Sim, Também gosto de Senhor dos anéis, até deixo me chamar de Hobbit – Ela sorri – e você, quando vai admitir? –

- Admitir o quê? –

- Que me ama, claro – fala irônica – Que você gosta de Star Wars, Senhor dos anéis, não precisa fingir pra mim, bobão – Como ela sabe? Não, eu gosto de rock e pegar mulheres, sou o popular, é, sou gostoso.

- Eu, eu não Gosto – Por que eu gaguejei?

- Tudo bem, garotão. Chegamos, tchau, e obrigada por me acompanhar – Fica nas pontas dos pés e beija minha bochecha –

- Acho que vou te acompanhar mais vezes – falo segurando o local onde ela beijou e ela sorrir

...

14:06 PM

No melhor do sono

Tan tan

aaaah

Ligação On

- Fala, Gaston – falo irritado

- Festa na casa do Ramiro, com direito a Gatinhas novatas – Fala eufórico

- Hum, noite saborosa – falo me lembrando da Luna – Todas as novatas? –

- Ramiro convidou todas – bom saber

- as 22:00? –

- No melhor da noite –

- Carona? –

- Claro – murmurei um “Ok” e desliguei

“Luna, Luna, Me aguarde”

 

Luna

- Não, Nina, eu não quero ir nessa festa – falava pra Nina que tentava me convencer a ir para uma festa na casa de um cara da escola, Ramiro, é. Mas, eu não quero ir, perguntei pro Papai e Ele deixou, mas disse pra ficar atenta, eu não quero cair. É uma festa para comunhão e integração, mas ainda estou com um pouco de medo.

- Você não vai fazer nada de errado –

- Eu sei, mas estou com medo –

- Não vamos beber – insistiu ela

- Eu sei –

- Vamos? – ela me olha com aquele olhar, aquele

- Tá – Suspiro alto

- aaaaah – ela grita – vou te arrumar e você vai ficar ainda mais gata – Meu Deus, me salva aaah

...

Matteo

22:30 PM

Desde que cheguei as mulheres não pararam de se jogar em mim, “Claro, eu sou lindo”, já bebi e até já fiquei com algumas, mas a que eu queria, ah, cadê Luna? Ela com aquele jeitinho, ah, quero tê-la em minha cama. Meus pensamentos são interrompidos, é ela.

Luna

Nina tinha me arrumado e de acordo com ela eu estava “causando”, estou usando um vestido vermelho longo e uma maquiagem básica, um salto preto e cabelos totalmente lisos, Nina se empolgou. Chegamos na festa e vários meninos nos cercaram, aquilo me incomodou bastante, mas ...

- ei, ei, se não saírem daqui agora eu tiro a força– disse Matteo se aproximando de mim – Você está maravilhosa – disse beijando minha mão

- Obrigada, mas não precisava falar assim com eles – Matteo faz uma cara confusa

- Quer que eles voltem? –

- Não –

- De Nada – disse bebendo algum liquido estranho que estava em seu copo.

 

Matteo

Luna passou a noite recebendo cantadas e o pior eu não consigo tirar os olhos dela, não peguei ninguém desde que ela chegou, agora ela tá lá conversando com Nico, ela me olha e sorrir, ah, esse sorriso, ela se levantou, os olhos verdes me encarando, doce Luna. 


Notas Finais


Gostaram?
ah, Papai é o modo que me refiro a Deus, então, em uma boa parte das vezes Deus é o Papai.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...