História Prohibited Love - Capítulo 54


Escrita por: ~

Postado
Categorias Carrossel
Personagens Adriano Ramos, Alícia Gusman, Bibi Smith, Carmen Carrilho, Cirilo Rivera, Clementina Soares, Daniel Zapata, Davi Rabinovich, Diana Ayala, Jaime Palillo, Jonas Pallilo, Jorge Cavalieri, Kokimoto Mishima, Laura Gianolli, Marcelina Guerra, Margarida Garcia, Maria Joaquina Medsen, Mário Ayala, Paulo Guerra, Valéria Ferreira
Tags Carmiel, Ciriquina, Jaitina, Jorgerida, Kobi, Laudriano, Marilina, Paulicia
Visualizações 109
Palavras 6.965
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oie... Abigos Turo bem ? Desculpa a demora pra posta rsrsrs Podem me matar eu deixo Mas então demorei mais trouxe um cap meio bad pra cês sério chorei :''') Vou tenta posta com mais freqüência VOU TENTA rsrsrs E tbm eu criei uma Nova Fic aqui no Social ^^ . Vou deixa o Link na notas finais pra quem estiver interessado . Como vcs virão o título do cap Alguém vai entra na cilada da Baleia Azul e esse alguém e filho de uns dos nossos Shipers Supremos eh não vou revelar quem é rsrsrs vão descobrir lá pro final do cap . Tenho uns avisinhos pra vcs
Obs¹ : Vai Entra na fic dois personagens novos eles não são da minha autoria eles são do Carrossel mesmo .
Obs² : Eles serão uma enorme pedra no caminho dos nossos vilões e serão bem importantes pra nós .
Então e isso Meus Abiguinhos espero que gostem do Cap que eu fiz com imenso carinho pra cês .
* Erros Ignorem * Boa Leitura <3 .

Capítulo 54 - A Cilada Da Baleia Azul


Fanfic / Fanfiction Prohibited Love - Capítulo 54 - A Cilada Da Baleia Azul

 Po , vs Alicia Gusman  

Depois daquela cena no quarto eu dei a última olhada em Ana ela parecia está abalada  , triste e Amargurada . Depois de olha-lá vou atrás do Paulo e vejo ele na varanda de casa chegando lá vejo ele olhando o céu parcialmente nublado  e com a lua iluminando o grande céu escuro ele estava fumando um cigarro e quando ele nota que eu estou lá ele abaixa a cabeça ainda com o cigarro na mão . Eu vou me aproximando mais e eu encosto minha cabeça na parede e cruzo meus braços e dou um logo suspiro cansada . 

Alicia  : Porque fez aquilo com a Ana ? 

Ele da um risinho e me encara 

Paulo : Porque ela Merecia Ela não nunca vai fica com aquele filho da puta ! 

Alicia : Só porque ele e filho de dois criminosos não que dizer que ele seja um Paulo

Paulo : NÃO QUE DIZER QUE ELE NÃO SEJA UM ? AQUELES LÁ SÃO TUDO FARINHA DO MESMO SACO ESSE GAROTO DEVE SE O PIOR ENTRE ELES !  - grita ele 

Alicia : NÃO GRITA COMIGO GUERRA - grito de volta 

Paulo : OLHA AQUI GUSMAN ELA NÃO VAI FICA COM AQUELE GAROTO NÃO VAI

Alicia : ESSE GAROTO QUE TEM NOME THÓMAS NÃO DEVE SE MAU MENINO

Ele começa a fica com mais raiva dava pra ver no seu olhar ele cerrou o punho .

Paulo : EU TO ME FODENDO PRA SUA OPINIÃO GUSMAN ELA PUXOU A MÃE SABE !? O JEITO BESTA ELA E UMA IDIOTA QUE ACRETIDA EM TUDO EL....... 

Nessa hora eu dou um tapa fortíssimo nele ele me olha incrédulo e massageia o local do tapa .

Paulo : OBRIGADO ALICIA OBRIGADO PELO LINDO TAPA QUE APLAUSOS ? QUE QUER EU CHAME A IMPRESSA PRA VER ISSO ? FODA-SE VC GUSMAN FODA -SE VC E SEUS CHILIQUES ! 

Ele fala e sai da varanda e eu dou um suspiro e uma lágrima solitária caí em minha face  .

          Po , vs Joaquim Gusman Guerra 

 To indo pra casa depois de pegar umas gatinhas em uma festa qualquer e também de beber uns garrafinhas de energéticos chegando em casa eu entro e vejo a sala vazia e em um silêncio total eu estranho um pouco mas depois deixei pra lá  vou subindo as escadas pra ir pro segundo andar de casa no corredor eu ouço choros , gritos , soluços e fugadas fiquei assutado e tudo isso estava vindo do quarto da Ana Paula andei mais rápido e a porta do quarto dela estava entreaberta quando eu entrei lá meu coração se quebrou em quinhentos micro pedaços ela estava no chão deitada chorando e com uma marca forte de mão na cara ela estava vermelha de tanto chora seus lindos olhos castanhos agora estão cheios de lágrimas e não está com o brilho que ele sempre tinha . Quando eu entrei eu corri e envolvir ela em meus braços dei à ela um abraço forte e ela chorava ainda mais sentia suas lágrimas caírem em meu ombro doía tanto ver ela assim .

Joaquim : O que ta acontecendo Ana ? - falei assustado 

Ana Paula : Promete que não vai fica irritado ? 

Joaquim : Prometo 

Ana Paula : O papai me bateu - falou ela entre choros 

Joaquim  :  ELE O QUE ? ISSO NÃO VAI FICAR ASSIM NÃO VAI   - digo com raiva 

Saio do quarto da Ana com ela indo atrás implorando para que eu não fosse fala com o Grande Paulo Guerra .

Ana Paula : EI JOAQUIM PARA PARA NÃO FAZ ISSO NÃO AHHHHHHH - diz ela me seguindo chorando 

Eu nem liguei continuei a procura O Senhor Guerra .

Joaquim : CADÊ VOCÊ? ,QUE NINGUÉM VIU ? DESAPARECEU, DO NADA SUMIU  APARECER RIDÍCULO

Das profundezas do inferno ele aparecer com uma cara nada feliz depois apareceu minha mãe e correu para abraçar minha irmã que estava tentado para com aquilo .

Paulo : TA FICANDO DOIDO MOLEQUE ? 

Minha raiva só aumentou eu apontei o dedo na cara dele e disse :

Joaquim : NÃO ME CHAMA DE MOLEQUE ME RESPEITA SEU IMUNDO QUE BATE NA PRÓPRIA FILHA

Paulo : OLHA AQUI MOLEQUE VOCÊ NÃO SABE DE NADA CALA A BOCA !

Joaquim : EU NÃO CALO Porra NENHUMA QUEM E VOCÊ PRA ME MANDA CALAR EM ? 

Paulo : VOCÊ MERECER E UMA SURRA NESSA SUA CARA PRA VOCÊ APRENDER A RESPEITA - Diz ele com o dedo na minha cara .

Joaquim : NÃO APONTA O SEU DEDO NA MINHA CARA E BATE AQUI OLHA - Digo batendo de leve no lado da minha cara onde eu quero que ele bata . BATE COMO VC BATEU NA MINHA IRMÃ BATE BATE  ! 

Ele me deu uma bofetada na minha cara minha mãe e minha irmã estavam com medo e foram se afastando . Nessa hora da bofetada eu rio 

Joaquim: PARABÉNS PALMAS PARA O CANALHA PAULO GUERRA ELE MERECE - Digo batendo palmas EU CANSEI DISSO !

Falo andando pelo corredor e ele vem atrás de mim falando 

Paulo : OLHA AQUI MOLEQUE VAI EMBORA DAQUI ME ESQUECE PRA MIM VOCÊ  MORREU AGORA EU NÃO TENHO FILHO VOCÊ NEM MERECIA MEU SOBRENOME ESQUECE ESSA CASA ESQUECE TUDO QUE EU TE DEI E  NÃO BOTA OS SEUS PÉS IMUNDOS NA MINHA CASA ! 

Isso foi um tapa na minha cara eu me viro pra ele 

Joaquim : EU VOU COM O MAIOR PRAZER SENHOR PAULO GUERRA PRA VOCÊ MORREU TAMBÉM QUERO QUE VC SE EXPLODA DESSE MUNDO AGORA EU TE ODEIO EU NÃO TENHO MAIS PAI TENHO SÓ MÃE MEU NOME AGORA E JOAQUIM GUSMAN EU NÃO SOU MAIS UM GUERRA EU NÃO QUERO O SEU SOBRENOME IMUNDO E QUERO DEIXA BEM CLARO EU TE ODEIO

Desço as escadas e vou para o andar de baixo da casa e minha mãe e minha irmã vem atrás de mim Ana corre e me abraça e eu retribuo já chorando ela chorava também minha mãe nós olhava chorando ela estava acabada .

Ana Paula : Não vai não vai POR FAVOR Joaquim NÃO VAI - disse ela falando afoita e me abraçando com uma força inexplicável .

Joaquim : Ei Pequena olha eu preciso eu fui expulso dessa casa e eu também não quero mais mora aqui EU NÃO QUERO ESTA PISANDO NO MESMO PISO QUE ELE Mas olha eu sempre vou vim aqui no jardim escondido pra ver vc e a mamãe - falo olhando pra mamãe que estava indignada com tudo aquilo 

Ana Paula : NÃO NÃO Joaquim Não quero fica aqui Quero ir com vc QUERO IR COM VC 

As lágrimas não paravam de rolar 

Alicia : VOCÊ NÃO VAI VOCÊ FICA FILHO ! 

Joaquim : Não Eu não vou fica Porque eu não quero fica aqui Mãe - digo firme e dando um sorriso meio sem lógica 

Ela vem até mim e me puxa para um abraço materno onde eu posso desabar mais em lágrimas 

Alicia : onde você vai fica Filho ONDE e que acontece alguma coisa  com você ? Não filho vc NÃO VAI - ela estava me abraçando com força permitido que eu não pudesse sair do seu abraço .

Joaquim : Mãe eu te amo 

Isso fez minha mãe chora mais e aperta o abraço mais e mais eu chorava tanto Ana chorava no sofá com a mão entre o rosto 

Alicia : Eu Também te amo filho sempre vou te ama sempre - ela soluçava 

Joaquim : Acho que e a hora de eu ir . 

Ana Paula:  NÃO VOCÊ NÃO VAI Joaquim 

Alicia : Verdade filho vc não pode ir NÃO 

Eu me separo do abraço e ajeito meu cabelo revolto pego minha toca que ta no chão e coloco na minha cabeça me olho através de uma garrafa de vidro tava pronto pra ir embora só que por dentro eu não estava preparado pra ir mas preciso eu vou em direção a porta da minha antiga casa pego a maçaneta e dou uma última olhada para as mulheres da minha vida ela estavam abraçadas chorando me olhando ir embora meu coração está quebrado eu abro a porta me permitindo ir para fora dessa casa maldita eu saio de casa e eu abro os portões da casa e saio e eu estava indo embora olhando para frente um carro passou e pelo seu reflexo eu posso ver minha irmã  de joelhos no chão na frente da minha antiga casa chorando e quando eu ouço um grito antes de sumi na rua 

" JOAQUIM  FICA NÃO VAI NÃO VAI ! " 

Isso doeu tanto mais eu sumo da rua me permitindo fecha os olhos e deixa as lágrimas caírem na minha face eu sempre vou amar elas sempre queria tanto volta para os braços dela pena que era tarde demais . 

                Po , vs Caio Medsen Rivera 

 Depois de está no restaurante de comida japonesa do tio Koki eu estava voltando para minha humilde residência tava escutando uma músicas no meu fone e estava com as minhas mãos no bolso da minha calça cantando um trecho da minha música favorita até que eu vejo um monte de terráqueos olhando alguma coisa deve se algum acidente a cidade de São Paulo não e uma das melhores para fica patetando nas pistas ainda mais de noite como sou a curiosidade humana patrocinada pelo laboratórios eu vou lá me infiltro no meio deles e consigo ver quem foi atropelado e quando eu vejo quem foi eu fico parado sem reação ele não porquê ele? Não tinha outra pessoa ? Os bombeiros e paramédicos tiraram ele do modo estranho que ele estava não podia ser ele não Thomás  foi atropelado por um homem sem coração que estava embriagado e foi para delegacia com os policias .

Eu fui até um bombeiro e falei que eu conhecia ele que ele era um dos meus melhores amigos e ele perdiu para eu liga para algum responsável como eu não sabia quem era os pais dele eu liguei para o meu pai que se encarregava de cuida dele minutos depois chegou meu pai com minha mãe e a Juliana eles estavam apavorados meu pai veio até mim .

Cirilo : filho eu vou com eles vá para o hospital com a sua mãe e sua irmã tambom ? 

Caio : tambom pai ? - eu pego no ombro dele antes dele ir para a ambulância 

Cirilo : diga filho ?

Caio : Salva ele por favor 

Meu pai me olha com doçura

Cirilo : vou fazer de tudo meu filho Vou fazer de tudo 

Ele diz indo para a ambulância e a ambulância segue para o hospital e a Juliana vem até mim 

Juliana : como vai fica a Aninha não é ? - diz ela baixinho como um sussurro 

Caio : ela vai fica desesperada 

Juliana : Eu to com medo 

Essa foi nova Juliana não ficava com medo de nada quando ela fala que está com medo e porque ela está de verdade com medo .

Caio : ele vai se forte e vai sobreviver você vai ver fica relaxada 

Isso foi um alívio para ela 

Juliana : Tomare Caio Tomare - ela deu um sorriso pequeno

Depois entramos no carro com a nossa mãe para o hospital .

         Po , vs Joaquim Gusman 

Depois de sumi daquele lugar eu entrei em uma rua escura onde à milhares de muros pichados adolescentes fumando e praticando pichação a bebendo eu continuei andando pelo lugar de cabeça baixa com a minha toca cobrindo a metade do meu rosto até que eu ouço um .

" Ei Joaquim " 

Me viro e vejo que e Nicholas e seus " Amiguinhos " se drogando e bebendo meu olha bate com o dele e ele da um sorriso irônico .

Nicholas : Vem aqui Parceiro 

Eu fiquei entre ir ou não queria esquece aquilo queria esquece meus problemas Queria que o mundo se fodesse . Eu fui lá com a gangue dele 

Joaquim : O que você quer ? 

Nicholas : Relaxa Senta aqui com a gente 

Sem hesita eu sento na calçada com a sua gangue de drogados ele enche um copo de vodka e me oferece

Nicholas : Toma - diz ele estendendo o copo pra mim 

Eu olhei pra ele e peguei o copo e bebi um pouco um dos amiguinhos dele que eu conheço de lá da mundial pega uns comprimidos que eu sei que é coloca na bebida e toma depois acende um cigarro com um isqueiro e assopra fumaça para o ar depois Nicholas me oferece um 

Nicholas : Você fuma ? 

Joaquim : Não eu não fumo 

Nicholas : tenho certeza que você brigou com alguém cê sabia que fumar e esquece os problemas se liberta ?

Joaquim : Não ! 

Nicholas : Agora está sabendo só prova só prova 

Eu puxei o cigarro da mão dele e acendi com um isqueiro e comecei a fuma ele e seus amigos riam e eu ainda mais depois Nicholas botou um comprimido em um copo e me deu e eu peguei e bebi só de uma vez o gosto era bom mais depois começou a me deixa meio que maluco 

Joaquim : me da mais dessa porra ! 

Assim fez Nicholas me deu um copo e eu comecei a bebe queria esquece meus problemas Queria que as coisas não fossem assim não queria que as pessoas magoassem tanto por isso eu tenho um ódio que insisti fica . 

                  Po , vs Narradora 

Alicia estava na sala de sua casa abraçada com Ana que estava pensando longe .

Até que o telefone fixo toca . 

Alicia se separa de Ana e ardente o telefone .

Alicia : alô ? 

...... : Tia Alicia ? E o Caio 

Alicia : Ah oi Caio que deseja ? 

Caio : tia queria passa um recado pra senhora e sobre o namorado da Ana 

Alicia : O que ouve ? 

Caio: Ele Ele sofreu um acidente e seu estado está grave 

Alicia ficou paralisada na linha seu olhar cruzou com o de Ana que estava confusa ela voltou para o telefone 

Alicia : vou da o aviso também ?

Caio :  Okay tchau .... 

Ele desliga e Alicia guarda o telefone e Ana pergunta :

Ana Paula : Quem era ? 

Alicia : filha o assunto e delicado .

Isso deixou a menor mais assustada

Ana Paula : Mãe conta !

Alicia : Thomás seu namorado sofreu um acidente - disse Alicia com calma  

Nessa hora Ana ficou mais quebrada do que estava ela começou a a chora mais e olhou para a mãe .

Ana Paula : Eu vou para o Hospital eu vou !

Nessa hora Paulo desce as escadas furioso .

Paulo : Você não vai à lugar nenhum que ele morra não faz falta ! 

Ana Paula : EU VOU ! 

Paulo : NÃO VAI ! 

Ele pega a menina pelo braço e à leva para o seu quarto Alicia tentava puxa a filha mas seus esforços eram em vão Paulo era muito forte ele levava a menina para o quarto chegando lá ele joga a menina na sua cama e à olha 

Paulo : VOCÊ NÃO VAI SAIR DA IR ! 

Ele sai do quarto puxa a chave e fecha a porta Ana Corre para tenta sair mas nessa hora ele havia trancado a porta ela estava presa não podia ver Thomás não podia sua dor aumentou horrorores ela batia na porta com força e gritava 

Ana Paula : SOCORRO SOCORRO MÃE MÃE ABRE PRA MIM ABREEEEEEEEE ! - ela batia na porta e gritava 

No outro lado da porta Alicia ouvia tudo chorando ela procurava a chave mas não achava só ouvia o desespero da filha à deixou mais triste ainda no andar de baixo Paulo bebia um copo de uísque ele estava obcecado pela bebida só de pensa em tudo que aconteceu ò deixava com fúria ele jogou na parede o copo de vidro que bebia fez os cacos se estraçalhar pelo local 

Paulo : DROGA MIL VEZES DROGA ! 

No andar de cima Alicia estava no quarto de hóspede sentada na beira da cama ela mechia em seus cabelos casanda seus soluços eram presentes Estava triste casanda o que está acontecendo com  a sua família sua vida está virando um verdadeiro inferno seu filho saiu de casa , seu marido está virando um ser horrível e sua filha ah sua filha pobre menina que está sofrendo ama alguém que não podem fica juntos de jeito nenhum o ódio que a suas famílias sente um ao outro e inabalável Alícia acreditava que era só uma fase difícil mal ela sabe que isso está só começando . 

            Po , vs Maria Joaquina Medsen 

 Estavamos no Hospital e nada de notícia do Thomás e ai chega a avó dele Dona Lúcia ela chega la desesperada 

Lúcia: cadê meu neto? 

Caio : Calma minha senhora ele está la dentro com o doutor 

Lúcia : Eu disse pra ele que não era uma boa ideia ir visita os pais dele EU DISSE !

Eu vou ate ela e abraço ela de lado 

Maria Joaquina : Calma vai fica tudo bem 

Lúcia: Deus ò ouça  minha  filha - ela estava com um terço na mão 

Nessa hora Cirilo chega com uma cara nada  boa 

Lúcia : e ai doutor como ta meu neto ? Ele ta bem ? Diz alguma coisa ! 

Cirilo : o estado dele e delicado muito delicado ele bateu muito a cabeça e capaz dele perde a memória . 

Lúcia: Não meu deus 

Cirilo : isso vamos ver quando ele acorda 

Juliana : como assim quando ele acorda ?

Cirilo : Ele  está em coma 

Isso foi golpe baixo coma a senhora quase teve  um ataque cardíaco ali pobre menino 

Caio : e a Ana que não chega ! 

Juliana : ela não vai pode vir eu acho e tarde melhor a gente ir descansa e avisar pra todo mundo sobre isso .

Lúcia : eu não vou 

Maria Joaquina : Tem certeza ? 

Lúcia: tenho 

Caio : eu fico com ela daqui ninguém me tira 

Cirilo : tambom amor vc leva a Juliana para casa okay ?

Maria Joaquina : Sem problemas 

Assim fiz me despedir de todos e levem Juliana para casa para dormir ou tenta pelo menos relaxa . 

           Po , vs Mário 

Tava resolvendo uns problemas quando recebo uma ligação e o nome me fez sorri quando eu vejo quem é 

Mário : Sei que você não vive sem mim mas liga as 01:30 da manhã já e demais né ? - rio 

Xxxxx : Ei to chegando eu não vivo sem você? Ah Mário vai sonhando vai - ela rir - Eu liguei para disse que estou indo para ai Para São Paulo

Mário: Que notícia Maravilhosa mas porque vai sair de Santa Catarina ? 

Xxxx : A vida de uma delegada da polícia federal não e fácil você sabe - falou ela marota - estou indo para ir para fazer uma operação preciso descobri uma facção criminosa que praticam o narcotráfico  uma das mais perigosas e descobrir quem  e a cabeça disso tudo 

Mário: Nossa que coisa sorte viu e venha vamo está de braços abertos para recebe-la ah e cade o seu parceiro que você insiste em fala que não e seu namorado - rio

Xxxx : Mas ele não e mesmo ! Ele vem sim ele e muito importante como investigador 

Mário: Sei -rio 

Xxxx : Ahhhhh Mário morra - rir ela 

Mário: bem amanhã que você chega ?

Xxxx : sim e vou direto para o batalhão 

Mário: Entendi Mas Venha me ver ! 

Xxxx : Mas e claro seu cabeção vou fica em um hotel e sempre vou visita você e você sabe que vou fica ai um ano e meio só pra essa operação tendeu ?

Mário: Tendi já vai desliga ? 

Xxxx : Sim tenho uma viagem para fazer 

Mario : Okay Capita 

Xxxx : Idiota sempre Idiota Tchau !

Mário : Tchau meu bem ! 

Desligo e sorrio ela está voltando pra onde nunca devia te saido . 

       Po , vs Ana Paula 

Estou em um lugar belo onde a um jardim lindo cheio de flores , árvores e ar puro que lugar magnífico olho ao redor e vejo que está só eu nesse lugar do nada vejo alguém atrás de mim e bota uma linda flor rosa na minha orelha eu me viro e sorrio era ele o amor da minha vida 

Ana Paula : Thomás ? - sorrio 

Ele não falava nada ele estava tudo de branco estava lindo ele pegou no meu rosto com carinho e fez eu passa meu rosto em suas mãos carinhosamente e olho pra ele e vejo que está saindo lágrimas do seus olhos 

Ana Paula : Ei amor que foi ? 

Ele fechou os olhos e chorou mais depois abriu seus olhos revelando suas íris verdes 

Thomás : desculpa não podemos fica juntos 

Ana Paula : Porque Porque ? 

Do nada o céu começou a escurecer começou a troveja as nuvens eram comidas pela escuridão e ele me abraça forte e começa a chove forte bem forte as flores morreram o ar puro desapareceu tudo está sem cor e ele me olha 

Ana Paula: O que ta acontecendo ? Porque as coisas estão assim porque ? 

Ele abaixa a cabeça e me olha de volta 

Thomás : o Ódio não permite que a gente fique juntos Ana 

Ana Paula : como assim ? 

Thomás : Você e a  luz e eu a sombra 

Ana Paula : O que você ta falando ?

Thomás : Não podemos não permitimos amar não podemos fica juntos não e inútil 

Ana Paula: Porque ? Porque vc está de branco ?

Thomás : Porque eu precisso partir 

Ana Paula: COMO ASSIM ? 

Thomás : Eu te amo 

Ele me beija e eu retribuo foi um beijo tão bom depois meu rosto encostou com o dele 

Thomás : Te amo tanto tanto - ele sussurra chorando 

Ana Paula: Eu também eu também te amo tanto tanto - digo chorando com o rosto encostado com o dele . 

Ele se separa de mim e segura a minha mão e aos poucos ele vai se separando nossas mãos estam em um tris pra se separa o seu último passo nossas mãos se separam e ele some em uma luz forte e eu desesperada grito

Ana Paula: THOMÁS NÃO NÃO ! 

Acordo suada e gritando procuro Thomás em todos os lugares e não vejo ele o jardim ? Cadê ? Depois penso e que era só um pesadelo estou no chão olho ao redor e vejo que já e dia quando eu penso no pesadelo eu começo a chora o que aquilo significava ? Thomás pode morre !? Aquilo era uma despedida? Não ele não pode ir não tendo destrancar a porta mais ela ainda esse está trancada eu jogo meu porta jóia na parede que fez tudo cair quando esse inferno vai acaba quando ? Começo a chora e vendo aos poucos o céu fica mais claro .

Ana Paula : Você não pode me deixa Thomás não pode ! - choro mais só de fala -  e o nosso futuro ? Você não pode ir Thomas não pode QUE VOCÊ IR EU VOU JUNTO ! -digo soluçando -porque eu te amo Sempre vou te ama Thomás sempre ate o fim das minhas forças !

          Po , vs Fernanda Alcântara 

Estava no meu apê  uma coisa me dizia que estava alguma coisa estava errada depois que Thomás saiu daqui eu fiquei tão preocupada ele era  o único que me fez  senti amor Rafael tava se preprarando para sair e eu estava sentada na pequena mesa de jantar pensando quando ele vem atrás de mim e me da um chupão no meu pescoço 

Rafael : Ei que foi ?

Fernanda : Nada so pensando 

Rafael : Tendi você ta estranha viu 

Fernanda : To super normal 

Rafael : Sei... 

Ele fala e o telefone toca e ele atende 

Rafael : Alô o que e Lúcia 

Minha mãe ? 

Fernanda : Me dar isso Rafael ! 

Ele me da o telefone 

Fernanda : O que e Mãe ?

Lúcia: SUA FILHA DA PUTA QUE DROGA VOCÊ FEZ PARA O MEU NETO ?

Fernanda : Eu não fiz nada Não e porque ESSA AGRESSIVIDADE EM ? 

Lúcia: SEU FILHO SOFREU UM ACIDENTE DEPOIS DE SAI DO SEU APARTAMENTO ! 

Isso foi um soco na minha cara oque ? Não podia ser ! 

Fernanda : O QUE ? AONDE ELE TÁ ? ME DIZ VOU AI ! 

Lúcia : Vai bancar a mãe cuidadora agora é ? FICA LONGE DELE ! Eu não vou fala ONDE ELE TÁ  PASSA BEM FERNANDA ! 

Fernanda : EI ME DIZ AGOR...... 

Nessa hora ela desliga o telefone .

Fernanda : QUE DROGA PORRA !  

Rafael : O que foi ? 

Fernanda : FOI CULPA SUA SEU MISERÁVEL EU QUERO TE MATA QUE PORRA QUE DROGA ! 

Rafael : Ei calma que foi ? 

Fernanda : THOMÁS SOFREU UM ACIDENTE ! 

Rafael : Graças a deus ! 

Nessa hora eu fiquei com raiva  ele só deve ta brincando com fogo . Eu pego um estilete e miro nele 

Fernanda : VOCÊ SÓ DEVE TA BRINCANDO COM A MINHA CARA NÃO É ? - digo me aproximando mais perto dele com o estilete - QUE ELE MORRE VOCÊ MORRE DEZ VEZES PIOR RAFAEL ! 

Rafael : ABAIXA ISSO FERNANDA ABAIXA ! - ele gritava 

Fernanda : EU NÃO ABAIXO PORRA NENHUMA EU QUERO QUE VOCÊ PAGUE O QUE VOCÊ FEZ COM ELE QUE DROGA ! - digo com o estilete perto da mão dele estava na posição certa para cortar 

Rafael : VOCÊ NÃO TERIA CORAGEM ! 

Isso foi a gota d'agua para ele eu cravo o estilete na mão dele fazendo um pequeno corte e ele berra de dor 

Rafael: ta ficando doida AIIIIIIII que porra 

Eu olho para ele com um corte na mão eu não sinto vontade nem de ajuda ele eu pego minha bolsa e saio de lá e dou uma última olhada nele 

Fernanda : Isso foi só um susto da próxima vez pode se pior !

Ele me olha de boca aberta ele está conhecendo a Fernanda que ele não conhece a Fernanda que ele não devia conhecer  . 

                 Po , vs Davi Rabinovich

Tava no meu escritório pensando estava com uma caneta na mão rodava ela cada vez que pensava em um pensamento queria ter um assistente precisava de um urgente devia se uma pessoa perigosa com ficha horrível pela polícia e também que sabia matar ou executar uma pessoa e no meu pensamento veio a tonar o nome Rafael Moraes um marginal perigoso que faria um bom assistente mato várias pessoas de jeito cruéis na prisão matou duas pessoas que ousaram à brinca com ele foi uma morte bem cruel vir em jornais não tinha mais outra pessoa era ele que eu queria era ele que eu vou ter como o meu braço direito . Pego meu telefone e disco o número de um conhecido meu e ele em instantes adente 

Davi : Escuta bem o que eu vou fala quero que você vá atrás de um cara chamado Rafael Moraes e leve ele para o lugar onde nós se encontramos estamos entendidos? 

Xxxx : Sim senhor . 

Davi : Ótimo . 

Desligo o telefone e volto para os meus pensamentos e rodando a caneta de um jeito leve e descontraído . 

         Po , vs Diego 

Estamos toda a nossa turma aqui no hospital com exceção de Ana Paula e Joaquim que não sei porque não vieram mandamos mensagens e nada dele fiquei mais coisa com a  Ana ela era a namorada dele ja o Joaquim deve ta com as "amigas " dele se comendo por ai . Tavamos todos na recepção do hospital tentado sabe notícias  dele .

Vitória : Gente que Louco isso do nada o Thómas sofre um acidente Horrível  desses - disse ela pasma 

Felipe : E né maninha que triste eu sinto muito 

Caio : Ahram sente menti que eu acretido - disse ele revirando os olhos 

Felipe : Eu pedir a sua  opinião seu mané  ?

Caio : Mané e o escambal  ! - disse ele vermelho de raiva

Diego : Ei Ei silêncio aqui e um hospital e  também não e um octógono  pra vocês dois se quebrarem ! 

Pedro : Olha lá aquela enfermeira  gostosa ! 

Maria Luiza : Pedro ! - repreendeu  ele 

Pedro : Tambom parei 

Carolina : Porque a  Ana não veio ela deveria vim pra vê o Boy dela que Porra ! 

Diego : amor repreende a boca Jesus !

Todo o pessoal segurou  o riso .

Carolina : Ai também pode nem fala um palavrão 

Diego : Mas aqui e um hospital lugar de respeito  

Lucas : Sério olha aquela doutora lá  Senhor imagine ela na minha cama comigo  

Alice : LUCAS  para de perversão  vou te levar pra fora daqui você e o Pedro  !

Helena : Vocês dois não tem educação não? 

Lucas / Pedro : Eh você não tem Humor não?   Patricinha insuportável  

Helena : vai pro inferno vocês dois 

Lucas : Vamo ta lá  pra te fazer companhia Linda . 

Nessa hora todo mundo começou a  rir e uma enfermeira  fala:  

Enfermeira : silêncio aqui não é circo pra fica rindo e tagarelando  shiii - disse ela nós  repreedendo 

Diego : Tambom senhora 

Ela foi embora  .

Juliana : silêncio  aqui não é circo  pra fica rindo e tagarelando  shii - disse ela imitado a voz da enfermeira de um jeito engraçado. 

A gente começou a segura o riso de novo 

Alice : Sério  porque os irmãos Guerras não vieram ? 

Felipe : acho que porque eles devem ta ocupados 

Diego : Ou sei lá  Não quiseram vir 

Juliana : Não eu conheço a Chatonilda da Paula ela viria de qualquer jeito 

Caio : Joaquim deve ta se comendo com uma qualquer !

Carolina  : Nossa  Ele virou galinha agora FDP !? 

Juliana : Ele sempre foi não é Carolzinha daãm 

Carolina : Ai caralh. ..

Helena : Nem termina 

Carolina : também  - bufou ela 

Pedro : só vocês mesmo bando de bost........

Todos : NEM TERMINA  - rimos 

Pedro : Ai Tambom - rio ele

Por isso que dizem que essa turma e invocação do diabo e sua turma rsrsrsrs . 

        Po , vs Jaime Palilo

Tava em casa com a Clementina a gente tava cuidando da nossa  cachorrinha que era o xodó do Pedro ela já estava idosa mais ainda estava de pé  firme e forte a gente achou ela na rua quando Pedro tinha 9 anos a gente trouxe ela pra casa e daqui ela não saiu mais . 

Clementina : ela ta tão fofa 

Jaime : Verdade ela precisa ir à uma consulta com o Mário que eu marquei  hoje de leva ela Lembra ?

Clementina : Agora me lembrei rsrsrsrs pode leva ela  amor

Jaime : não vai vir ?

Clementina : não  eu daqui a pouco vou para a  empresa  

Jaime : Ata Tendi então já vou tá amor - digo dando um selinho nela 

Ela sorri e diz 

Clementina : Tambom tchau 

Eu digo o mesmo levo a nossa cachorra para o carro entro e levo ela rumo a clínica do Mário  .

---------- Quebra de Tempo --------

Chego lá entro na clínica e  vejo A  secretária dele de costa eu me aproximo mais e digo :

Jaime : Oi eu gostaria de fala com o Doutor Ayala - digo educado .

Ela ainda estava de costa  E quando ela se vira eu pego um susto ela era a mulher do cemitério no dia do enterro da Melissa era ela .

Flashback On 

Mas quando ele joga a Rosa ele ver uma menina chorando  atrás  de uma árvore  Ela era uma menina de cabelo loiros igual da Melissa e estava de óculos escuros e chorava muito  é Jaime olhou pra ela é a mesma virou a cara . Depois Jaime e seus amigos fizeram suas homenagens é Jaime foi até a menina misteriosa .

Jaime : Quem é você !? Você conhece a Melissa  ?

Xxxxx : Não!  Eu não conheço ela é que um parente meu morreu e eu tava andando e vir vocês fazendo as homenagens e eu me emocionei foi isso ! 

Jaime : Tambom Tchau.  

Xxxxx : Tchau.  

Depois dele te falando com a menina todos fizeram suas homenagens o coveiro enterrou Melissa e a sua mãe  todos foram embora menos a menina misteriosa. 

Flashback Off 

Era ela . 

Ela me encarava  assustada seu semblante tá  pálido suas mãos tremiam .

Jaime : Você ? O que faz aqui ? 

Ela não falava Nada só me encarava pálida. 

      Po, vs Maria Luíza  Guerra Ayala 

Depois da gente  te notícias do Thómas no hospital eu e Pedro tavamos indo pra casa MAS PRA FAZER COMPANHIA PRO DUDU Sorry ele tava igual um zé retardado andando.

Pedro : Você já pensou no meu pedido ?

JESUS tinha até me esquecido disso 

Maria Luiza : E-E eu to pesando  ainda 

Pedro : Só um beijinho por favor 

Ele para  na minha frente 

Maria Luíza :  Um Selinho  Só um 

Assim a gente fez a menção de se beijar tava tudo perfeito a gente tava quase lá até que o meu irmão aparece 

Dudu : EI VOCÊS NÃO VAM ENTRA !? 

A gente se separa rapidamente constrangidos E Dudu nós  olha confuso .

Pedro : Mas é claro que sim - diz ele com um sorriso amarelo 

Dudu : Vocês iam se beijar?

Eu e Pedro nós olhamos assustados  

Maria Luíza : Não claro que não a gente tava é  é  deixa eu ver 

Pedro : ela tava tentado tira um cisco do meu olho ne Marilu ? 

Maria Luíza  : Ahram isso ai 

Dudu : Ata vamos logo entra quero brincar com vocês  - diz ele fofo 

Maria Luíza  : Vamo Duduzinho 

Ele pega a nossas mãos e nos leva pra dentro de casa chegando lá  ele senta no chão é a gente também 

Dudu : Quero brincar de Banco Imobiliário  

Pedro : Ótimo onde ta esse treco? 

Maria Luíza  : no sótão deixa que eu pego 

Pedro : Eu vou junto

Dudu : Nananinanão você fica porque menininhas e menininhos não podem fica sozinhos juntos .

Como esse Dudu e esperto .

Maria Luíza : E verdade eu vou sozinha Pedro OBRIGADA 

Pedro : Tambom Marilu  

Ela dá um sorriso amarelo e eu vou para o sótão chegando lá vejo a bagunça imersa que tem lá  E vejo o jogo em cima de um velho armário me estico e pego o jogo em cima do armário só que de cima cai uma fotografia velha deixo o jogo no chão e pego a foto era uma foto do meu pai com uma mulher que não era minha mãe a mulher era loira de olhos castanhos claros viro a foto de costa e vejo algo escrito e leio em voz alta .

" Te amo sua Linda minha princesa minha dona feliz dias dos namorados hoje a gente faz 3 meses de namoro espero que dure anos Amor !   Ass : Mário Ayala 

                        Para : Jamilly  "

Nesse exato momento eu fico boquiaberta  quem e Jamilly ? 

      Po , vs Carolina Ferreira 

Eu tava em uma praça com o MEU namorado ele tava boquiaberto por conta do que eu falei falei sobre o que a Agatha disse do homem que era parecido comigo .

Diego : Sério isso ?

Carolina : Sim Amor o Davi não é nada parecido comigo esse homem tem tudo que eu tenho ELE TEM A  MINHA MARCA NO PESCOÇO Ele tem ELE TEM 

Ele me envolve em seus grandes braços fortes 

Diego : Calma linda deve se coincidência 

Carolina : Não é Eu Vou me encontra com ele ! 

Diego me olha incrédulo  

Diego : Você nem conhece ele isso é perigoso Não vou deixa você fazer isso não tem cabimento .

Carolina : Eu VOU Diego EU VOU ! 

Diego : Tambom Okay Mas eu vou com você !

Carolina : Por isso que eu te amo sempre me entende  

Diego : Eu Também te amo meu Anjo Mas olha vamo te o maior cuidado com isso ! 

Carolina : também - falei beijando ele 

Agora eu vou descobri a verdade Eu vou descobrir nem que seja  a última coisa que eu faça na minha vida ! 

     Po,  vs Fernanda Alcântara  

Tava no 10° hospital à procura de Thómas mas nada eu já estava sem esperança Nenhuma notícia do meu filho Eu estava preocupada . Acabei de sair de um hospital na frente do hospital eu sentei em um banco e me permitir chora sim Chora eu nunca chorei por alguém  mas agora eu estou como será que está ele ? Ele ta bem ? Será que ele está na Beira da morte ?  Tantas perguntas sem reposta .Só que eu me lembro de um hospital e onde o Cirilo trabalha eu seco as lágrimas e vou direto a esse hospital boto meus óculos escuros e vou rumo ao Hospital São Ruan  ( Autora : Hospital ficcional ) .

  --------- Quebra de Tempo --------

Chego lá vou até a recepcionista. 

Fernanda : Bom dia Eu queria sabe que Thómas Alcântara Moraes está internado aqui nesse hospital.  

Ela ver no computador e me olha .

Recepcionista : Sim ele está  

Deixo escapar um Sorriso 

Fernanda : Obrigada .

Ela acena e eu vejo alguém puxa meu braço  me viro e vejo que é  minha mãe 

Lúcia : O que você ta fazendo aqui ! - diz ela puxando meu braço para fora do hospital

Ela me leva para a frente do hospital .

Fernanda : EU VI VER MEU FILHO ! 

Ela me fuzila .

Lúcia : VAI EMBORA VOCÊ QUE FEZ ELE ESTÁ NESSE ESTADO ELE ESTÁ MORRENDO POR SUA CAUSA !

Fernanda : E MENTIRA EU NÃO DEIXEI ELE ASSIM ! 

Lúcia : CALA ESSA SUA BOCA EU ODEIO OUVIR ! 

Ela me da um tapa forte 

Lúcia  : SOME DAQUI SOME E NÃO VOLTA MAIS ! 

Ela simplesmente pega no meu braço e quase me joga na calçada  . 

Lúcia : ESQUECE O MEU NETO ESQUECE ELE FERNANDA FIQUE LONGE DELE ! 

Ela joga minha bolsa no chão e entra pra dentro do hospital e diz alguma coisa para os guardas do hospital e aponta pra mim depois me fuzila e entra para dentro do hospital . Eu vou conseguir ver ele  Eu vou conseguir .

         Po,  vs Autora 

Os policias ouvem atentos oque a chefe da operação está dizendo o lugar está escuro iluminado apenas por uma luz fraca a  mulher andava e falava  . 

Xxxxx : Eu vir aqui para São Paulo para destruir esse quadrilha de narcotraficantes  espero te  a ajudar de vocês eu vir com o melhor investigador do estado ele vai nós ajudar a investigar essa quadrilha de  nojentos filhos da Puta eu apresento a vocês Investigador Jonas Palilo ! 

Ele aparecer no meio do escuro Jonas irmão de Jaime à 2 anos se formou investigador da Polícia Federal  e considerado o melhor o tempo fez bem para Jonas ficou mais forte e bonito ainda sua seu antigo estilo de cabelo só que mais formal ele intimida  qualquer um com o seu olhar . Ele fica na frente dos policiais e olha pra cada um . E a Delegada continua à fala. 

Xxxxx : Ele vai me ajudar como vocês  NÓS VAMOS ACABAR COM ESSA QUADRILHA DE NARCOTRÁFICO SIM OU NÃO?  

Policiais : SIM SENHORA 

Xxxxx : Ótimo vamo acabar com eles que não eu NÃO ME CHAMO DIANA AYALA ! 

Nesse instante a Delegada aparece uma mulher bela vestida com botas calça jeans Preta e a camisa com cujo o símbolo e o da Polícia Federal  com duas armas penduradas em seu coldre seus cabelos presos em um rabo de cavalo formal seu olhar era de confiança. Diana Irmã de Mário e Delegada da Polícia Federal a que os bandidos temem por sua morte ela era a Delegada Respeitada que ninguém ousava à  irritar ela a mesma se tornou Delegada à  3 anos ela era uma pedra no caminho de criminosos conheceu Jonas à 1 ano depois viraram amigos e uma dupla inabalável  na Federal ela é ele já ganharam prêmios  muitos agora eles tem um novo e difícil desafio derrotar a quadrilha cuja e comandada por Davi Rabinovich uma das mais perigosas e ricas .

Só que ele não sabe que chamou atenção da Delegada mais destemida do ramo policial e também está na mira do investigador mais observador do ramo policial . Uma grande jornada entre bandidos e policiais vai começar.

   ------------- Na casa de Lucas Smith Mishima ------------

O ruivo está no quarto com um moleque chamado Gabriel Aguiar isso mesmo o Garoto que tem o amor platônico por Juliana só que ele não é flor que se cheire Gabriel se mete com coisas proibidas e perigosas só que  Lucas não sabe disso acha que Gabriel e um popular como os outros agora mesmo nesse quarto ele vai entra em uma cilada das bravas  . 

Gabriel olhava em volta o quarto de Lucas que era bem legal 

Gabriel : Seu quarto e foda .

Lucas : Brigado Biel mas o que veio fazer aqui ? 

Gabriel : Vir te convida pra jogar um jogo que é a sua cara 

Isso deixou Lucas curioso.  

Lucas : qual é o " jogo foda " 

Gabriel : Jogo da Baleia Azul e um Jogo de 50 desafios que no final tem o melhor prêmio de todos .

Lucas não pensou duas vezes e logo disparou .

Lucas : me bota nesse jogo Eu quero participar e vou ganhar esse prêmio  Eu vou cumpri todos esses desafios . 

Gabriel riu e em questão de Tempo ele conseguiu bota Lucas no jogo . Conseguiu  bota uma pessoa inocente para sofre e acabar com a própria vida.  

  Paro ou continuo  ...... 


Notas Finais


Mereço Coments? rsrsrsrs ^^ então como eu falei pra vocês aqui eu vou bota o link pra vocês da minha nova fic aqui no Social :)

Link Uma Curva Na Estrada :
https://spiritfanfics.com/historia/uma-curva-na-estrada-9280666

Essa minha nova fic já tem dois Caps o prólogo e o 1° Cap eu demoro pra atualiza - lá Porque os Caps são bem grandes e também e também pra não te nenhum erro de leitura . Espero que gostem da minha nova fic fiz ela com muito carinho pra vocês . Beijocas até o próximo Cap dessa humilde fic *-* <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...