História Te odeio tanto que te amo! (Hiatus até eu entrar de ferias) - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 73
Palavras 762
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Eii finalmente voltei não precisam ficar desesperados, a fanfic não foi pro espaço, yeaaah!
Me desculpem mesmo, eu tava cheia de trabalhos de escola pra fazer e acabou não dando tempo pra escrever os capitulos, mas como prometi, serão dois capitulos hoje!
Desculpa se tiver ruim, foi feito no Notas porque eu não queria deixar vocês esperando!❤️ Os capitulos vao continuar sendo postados normalmente, nao me matem! Desculpa se os dois estiverem pequenos !! Como eram dois capitulos eu tive que dividir!

Capítulo 5 - Uma coisa inesperada..


POV Haru

 

...

Até que escutamos alguém bater na porta com pressa, parecia uma voz femina (de puta cof cof)

 

_Rinzinho abra a porta por favor! -Rinzinho? Confesso que achei graça mas não ri..

 

Rin sai de perto de mim e eu me levando deixando ele abrir a porta, quando aparece uma puta...desculpa, uma garota com uma saia rosa choque BEM curta, uma mini-blusa da mesma cor da saia, seus cabelos iam até a cintura e eram loiros e lisos, ela calçava um salto um pouco grande que a deixava quase no tamanho do Rin.

"tsc, aposto que sem essa maquiagem toda e sem esse salto e essa roupa escandalosa ela não teria nada, uma puta mesmo" pensei e sorri um pouco de lado me deixando levar pelos meus pensamentos, mas... não entendo porque me preocupo tanto com essa garoto na casa do Rin!

Eles estavam conversando, ou melhor, discutinto e a garota nota a minha presença.

 

-Aaaaa que fofo! Ele é seu irmão mais novo Rinzinho? -Vejo Rin segurar a risada, juro que se ela não fosse menina e o Rin mais forte que eu, eu daria um tapa nesses dois.

 

Tiro essas mãos nojentas que estavam apertando a minha bochecha (deixou até vermelha inclusive!) e olho com cara de nojo pra ela, e ela se afasta sem entender nada.

-Não sou criança e tenho a mesma idade que vocês, sua puta.. -Ela parece estar estatica do que chamei ela e me olha com espanto, apenas ignoro e vejo a minha opoturnidade de sair dali então pego a minha mochila que estava do lado da porta (nem sei como foi parar lá) e saio sem olhar na cara de nenhum deles dois.

 

Saio da casa de Rin e vou caminhando mesmo até a minha casa mas antes, como sempre, boto os meus fones de ouvido e começa a minha música preferida ... (autora: imagine uma música legal de inglês nos ...). Eu estava perdido nos meus pensamentos e quando percebo já estou na minha casa.

"Como cheguei tão rápido aqui?" Penso comigo mesmo e entro na casa fechando a porta logo em seguida. Vou até o meu quarto, jogo a mochila em qualquer canto e deito na cama desleixado, ainda com os fones de ouvido que já reproduziam outra música.

Vejo que já são 19h. Como o tempo passou tão rápido? Acho que foi porque eu vim apé mesmo...

 

Tiro os fones de ouvido, me levanto e começo a tirar a roupa ali mesmo seguindo pro banheiro, entro na box fechando-a em seguida e sinto a aguá quente cair sobre mim. Como isso é bom.

Fecho os meus olhos apreciando aquilo e sinto braços rodeando como se fosse um abraço.. aquilo estava muito bom, eu sei que é ilusão minha mas.. até que ouço uma voz.. a voz se parecia com a de .. Rin?

Balanço a cabeça e abro os olhos fazendo tudo desaparecer.

 

-Droga, porque estou pensando nele ultimamente? Não tem como eu me apaixonar por aquele inútil, não tem mesmo! -Meio que grito e dou um soco na parede, estou sozinho mesmo.

Suspiro e desligo p chuveiro pegando a toalha e me secando indo para o quarto, visto apenas uma calça de pijama e me deito na cama, olho pro relogio e vejo que são 20:30, demorei tanto assim?!

Ouço um barulho, parece que estou com fome! Desco as escadas e vou até a cozinha abrindo a geladeira e vendo se tem algo pra comer.. um pedaço da Pizza de ontem..Pode ser!

Pego a Pizza que já estava no prato e coloco no micro-ondas o ligando, fico mexendo no celular até que escuto um barulho.. parece vir do meu quarto.

Vou subindo as escadas lentamente e abro a porta do quarto quase a rancando, quando vejo minha janela estava aberta e tinha um "envelope" na minha cama.

 

-Que pessoa mal educada! Não podia simplismente ter entrado pela porta? Do jeito que sou eu nem ia perceber... Tsc. -Vou até a janela e fecho ela a trancando, sento na minha cama e percebo que no envelope tinha um l"coração"| (se é que podemos chamar aquilo de coração...)

, abro sem nenhum cuidado impaciente e começo a ler..

 

"Querido viadinho barra putinha"

 

Eu já sabia quem era só pela letra e pelos apelidos..

 

"Me encontre amanhã na árvore atrás da escola no final das aulas, beijos seu homem.! ❤️"

 

Tsc, até parece que vou até lá! Rasgo a carta a jogando no chão e me deito dormindo em seguida, me esquecendo da Pizza que nem se quer coloquei pra esquentar!


Notas Finais


É isso , o proximo cap. sai depois desse!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...