História Te odeio tanto que te amo! - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 189
Palavras 1.201
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Voltei❤️

Capítulo 6 - Minha putinha


POV Haru

Acabei dormindo sem querer (de novo...) ontem a noite, sinto algo escorrer pela minha bochecha, toco e.. espera, são lagrimas? Por que eu chorei? Provavelmente tive um sonho ruim e não me lembro.

Tento me levantar mas logo sou atacado pela dor de cabeça. Caralho, chorei tanto assim? 

Acordei um pouco cedo então desço as escadas procurando por um remedio, 

-Aqui está! -Pego e tomo o rémedio, vou até o sofá me deitando nele e fechando os olhos, quando começo a me lembrar de ontem..

Flashback on~

-Onde conseguiu isso idiota? -Estava explodindo de raiva, Rin tinha uma foto em suas mãos, digamos que era o meu Maior Segredo, como ele conseguiu aquilo?

-Nossa Haruzinho, até que pra um Gay você é bem violento.. e sujo -Ele susurra em meu ouvido a ultima parte, esse idiota me mata.

Flashback off, POV Haru~

Fico pensando naquilo por um bom tempo quando vejo que está na hora, me levanto e vou tomar banho, saio do banheiro e tem um bilhete na minha cama com a janela aberta.

-De novo -Suspiro -Vou começar a trancar ess janela! -Vou irritado até a janela e a fecho, logo pegando o bilhete com agrecividade e lendo rápido.

"Olá minha putinha, dormiu bem?"

-Isso não te interessa idiota, Tsc

"Vá ao mesmo local de ontem, você vai gostar da surpresa de hoje!

Beijos, seu homem❤️"

-Argh, aposto que é mais uma chantagem, afinal o que aquele idiota quer? Me usar e depois me humilhar pra todo mundo? Bem tipico dele! -Rasgo o bilhete o jogando no lixinho perto da minha cama, estou com tanta raiva que fiz tudo rápido e quando me dou conta já estou em frente a minha casa trancando (ou tentando) a porta.

-Mas que por- -Sou interrompido por um ser desconhecido que provavelmente infernizaria minha vida também, porque ele tava com o uniforme da minha escola.

-Olá! Dificuldades ai cara? Sou novo aqui e me chamo Michael, pelo visto você e da minha nova escola, espero sermos bons amigos.. -Bons amigos?  Eu com um amigo? Isso so pode ser piada do destino.

-A ok.. -Consigo trancar a porta e vou andando calmamente pra escola com meus fones de ouvido não muito altos, pude ver pela cara dele que ele estava confuso e envergonhado. O que? Numca tive amigos e não era agora que eu ia ter, mas parece que não vou me livrar dele até a escola porque pude ver e ele estava me seguindo. Parei no meio do caminho e ele esbarrou nas minhas costas quase caindo pra trás.

-Olha eu sei que você é novo e quer ser meu amigo mas isso vai mudar quando chegarmos á nossa escola, então será que pode me deixar impaz porra?! -Ele me olha confuso e depois começa a rir, sério, p que esse cara tem?

-Olha eu não tava te seguindo, moro no mesmo bairro que você então o caminho é o mesmo.. -Isso é verdade.. -E não me importo do que as outras pessoas penssão de você, você parece ser muito legal pra minha opinião e por isso quero ser seu amigo, então podemos ser amigos? Não aceito não como resposta! -Ele diz me puxando para direção da escola, não disse nada, afinal, ele não ia me deixar impaz mesmo..

Quando chegamos na escola um monte de olhares veio pra mim e pro Michael, quando vejo uma pessoa andando na nossa direção.. a não, ele não!

-Olha! Vejo que o viadinho ja arranjou um namorado novo! -Era Rin, ele estava sorrindo de lado e por mais que possa ser estranho, pude perceber raiva mo seu tom de voz..

-Ele não é meu namorado, nem mesmo conheç- -Sou cortado por Michael

-Somos amigos, algum problema? -Vejo Rin encarando Michael com muita raiva e vice-versa, podia ser loucura mas será que os dois estavam com ... ciúmes? 

Não.. impossivel, não conheço Michael direito (Alias, acabei de conheçer ele) e Rin me odeia.

-Oh.. Que namorado atrevido você tem Haru! Acho melhor você avisar pro seu namorado com quem ele ta se metendo, bom, até mais minha putinha! -Falou Rin me dando um beijo na bochecha (me deixando muito corado inclusive, nem sei porque fiquei corado mas né) e saiu rindo com os "amigo dele.

-Minha putinha? -Michael se virou pra mim e me encarou confuso -Haru não sabia que você tinha um namorado! (Esqueci de falar.. a gente tinha se apresentado no caminho ate a escola -Loucura de novo mas ele disse "namorado" num tom de ciúmes.

-Rin não é meu namorado nem em outras vidas! -Ele suspirou de alivio? -Ele é só um idiota que não me deixa impaz, mas ele tem rasão, acho melhor você não arranjar briga com ele! -Sai andando deixando Michael pra trás, acho que ele foi pegar seus horarios porque quando me virei pra trás não vi ele lá.

Cheguei na sala e não tinha ninguem, ainda bem! Sentei na última carteira como sempre e coloquei novamente os meus fones de ouvido, dessa vez altos, encosto a minha cabeça na mochila e me viro pra janela observando as crianças brincando em um mini-pátio na entrada.

Estava quase dormindo quando alguém puxa meus fones de ouvido, quase dou um tapa na cara desse ser humano inútil que fez isso.. Me biro rapidamente, estava prestes a xingar a peste que fez isso mas quando vejo um Rin com uma cara infernal me sento e tento me acalmar.

-O que você quer sr. Irritado? -Falo em um tom ironico mas quase dou um pulo quando ele bate a mão com força na minha carteira e aproxima seu rosto do meu (corado aposto).

-Não quero você andando com aquele menino! -Ele tira o seu rosto proximo ao meu e cruza os braços olhando sério pra mim (como podem ver, uma criança).. ele estava com ciúmes? Agora eu tenho certeza que não é da minha cabeça! Ou é..?

-Olha sr. ciumes você não manda em mim e eu ando com quem eu quiser.. -Falo colocando os fones de ouvido de novo que logo foram retirados com força, pensei que ia ver mais uma vez aquela cena mas Rin apenas começou a rir e depois olhou pra mim.

-Com quem você quiser? Que irônico não? -Juro que vou pular em cima desse idiota, e não vai ser pra beijar ele.. -E eu mando em você sim, afinal.. você é a minha putinha -Disse falando a parte do "minha putinha" no meu ouvido, ele adora fazer isso.. -Não se esqueça do bilhete! -Ele pisca pra mim (e eu corei de novo, afinal o que ta acontecendo comigo?) e vai embora, depois de um tempo Rin, os alunos, O professor e como pude ver Michael, todos entraram na sala e foram para seus lugares, Michael se sentou na minha frente e pude ver o olhar de ciúmes de Rin.

POV Rin (Autora: Finalmente caralho!! uu!! É pequeno mas né)

O que será que deu em mim? Eu estou com ciúmes do viadinho? Impossivel! Hahaha , eu devo estar ficando maluco sério.

Pra mim tanto faz, que aquele viadinho e o seu namoradinho se comam, não to nem ai!

Mas porque não paro de olhar pra ele?

 


Notas Finais


Aeeee❤️ Proximo cap. eu coloco uma fanart de como o Michael é!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...