História Te quero, só você não vê isso - Ponny - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Anahí
Personagens Anahí
Tags Alfonso, Anahi, Camila, Christian, Christopher, Dulce, Maite, Rodrigo, Romance
Exibições 34
Palavras 634
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Se eu estou demorando pra postar me desculpa é falta de tempo e pouca criatividade!!!
Foi mal eu peço mil desculpas, cada dia um problema diferente!!!

Capítulo 38 - Sera que nunca vou poder ser feliz?


Quando chegou a casa de Anahí ele parou o carro na garagem e pensou mais como sua situação estava, ate quando sua mãe ia fazer da vida dele aquele inferno e alem disso agora tinha Any que estava totalmente envolvida nessa situação, percebeu que estava no carro a um bom tempo, pensou consigo mesmo que talvez o carro fosse o melhor lugar pra se pensar na vida então ele foi em direção a porta e tocou a campainha, ficou surpreso quando Any atendeu a porta não esperava que fosse ela quem iria atender e no susto tentou esboçar um sorriso que saiu meio forçado, Any o puxou pela mão pra que ele entrasse e não ficasse ali parado na porta como uma estatua, Ele foi puxado ate o sofá e Any olhou em sua cara como que percebendo que ele não estava bem com a visita na casa dos pais dele, Any se sentia mal com toda essa situação pensou consigo mesma será que jamais poderia ser feliz? Poncho ficou surpreso quando foi puxado para um abraço forte, Any sentiu que tinha que fazer aquilo pra demonstrar a ele que independente de qualquer situação ela estaria o apoiando, Alfonso sentiu que naquele momento não precisava de palavras poderia passar o resto da vida nos braços de Any.

Anahí: Ta tudo bem amor? Como foi lá? – perguntou confusa esperando pela bomba que ele ia soltar.

Alfonso: Foi normal, minha mãe fez as mesmas coisas de sempre! Mais agora eu quero esquecer um pouco disso, eu vim pra te levar pra conhecer minha casa nova!

Anahí: Agora?

Alfonso: É porque você não pode?

Anahí: Poder eu ate posso mais tenho que me arrumar não posso sair daqui assim! – disse mostrando que não tava usando maquiagem apenas uma bem fraquinha levantou indo ate a escada pra ir para seu quarto, mais Poncho a segurou.

Alfonso: O que você vai fazer? Em quanto tempo você consegue ficar pronta?

Anahí: Ai amor eu preciso tomar banho, depois vou escolher uma roupa, fazer minha maquiagem... – Alfonso a interrompeu.

Alfonso: Deixa me ver então isso seriam 2 horas?

Anahí: Acho que mais, não quer que eu saia de casa parecendo uma mendiga né!

Alfonso: Okay te dou 10 minutos pra ir ate o seu quarto e catar uma bolsa pra sairmos, e quanto ao banho à gente toma banho de piscina, vai seu tempo esta correndo não vou ficar esperando não.

Any ficou parada olhando para a cara de Alfonso esperando que aquilo fosse uma piada, ele nunca tinha falado assim com ela, mais ele não moveu nem um músculo apenas sentou-se novamente no sofá e ficou olhando para a parede como se pudesse ver alem dela, Anahí saiu correndo pensando que teria que aturar ele daquela forma, porque se pra ela estava difícil imagina pra ele, não ter o apoio da própria mãe isso deveria estar sendo uma barra pra ele e foi ate o seu quarto não queria arrumar uma discussão por causa disso, pegou uma bolsa colocou um biquíni e o seu celular e desceu as escadas muito decepcionada ainda pela forma grosseira que ele havia tratado ela, viu Poncho todo triste sentado na mesma posição de quando ela tinha saído dali, ele tinha sido grosseiro com ela mais mesmo assim Any sabia que a mãe dele jamais aceitaria o namoro dos dois então ele tinha razão de ficar tão triste, Any ficou um tempo parada na escada seu namorado não havia se dado conta de que ela estava ali, ela começou a pensar se aquilo talvez não fosse um aviso de que as coisas não iam ser boas pra eles e que ela deveria dar o fora antes que alguém saísse muito machucado, mais como faria isso? Já estava muito envolvida não podia fazer isso não agora!


Notas Finais


As coisas não podem ser sempre cor de rosa então preparem esse coração ai!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...