História Te quero, só você não vê isso - Ponny - Capítulo 64


Escrita por: ~

Postado
Categorias Anahí
Personagens Anahí
Tags Alfonso, Anahi, Camila, Christian, Christopher, Dulce, Maite, Rodrigo, Romance
Exibições 13
Palavras 1.011
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá antes de qualquer coisa quero dizer que a Dulce é foda!!!

Capítulo 64 - Descobriu da pior forma que vai acabar perdendo


No hospital particular onde Any e Camila estavam internadas Alfonso e Dulce foram ate o quarto de Camila pra contar a ela tudo sobre Any, eles ficaram o tempo todo conversando sobre esse assunto, Camila já estava muito bem e ia ter alta na manha seguinte então era só esperar ate o próximo dia ela não via a hora de sair dali, quando o horário de visitas acabou eles se retiraram do quarto de Camila não antes de Poncho dizer a Camila que o lance do advogado ainda estava de pé, ela apenas sorriu para ele como podia ser que uma pessoa tão legal como Alfonso pudesse estar fazendo isso por ela, na verdade era mais por seu irmão né mais isso já demonstrava a ela o quanto ele era bom.

Dulce e Alfonso saiam pelos enormes corredores daquele hospital, Alfonso ia dar uma carona para Dulce ate a casa dela e depois seguiria para a sua, na manha seguinte viria ver Any novamente, quando estavam próximos da recepção Alfonso sentiu seu braço sendo puxado ele se virou rapidamente dando de cara com Luisa que estava ali olhando para sua cara.

Alfonso: O que ta fazendo aqui?

Luisa: Eu fiquei sabendo da sua namoradi... – ela viu a cara de Poncho fez quando ela ia terminar de falar – Sua namorada!

Alfonso: Só não consegui entender o que você esta fazendo aqui ate agora, afinal você nem era amiga da Any, o que você quer em?

Luisa: É isso mesmo, eu sei que não somos amigas mais eu queria saber como ela ta? E se é verdade o que disseram na radio que ela esta quase morrendo?

Alfonso: Do jeito que você fala parece que quer que ela morra!

Dulce: Desculpa mais eu tenho que ir, você fica ou vai?

Alfonso: Eu vou mais antes deixa eu apresentar vocês né! Dulce essa é a Luisa e Luisa essa é a Dulce minha amiga desde que eu era pequeno!

Luisa: Prazer em te conhecer Dulce!

Dulce: Não querida não se diz prazer! – Luisa olhou pra ela como que não entendendo o que ela queria dizer – Prazer é o que você sente na cama, é Satisfação... Diz-se satisfação em te conhecer!

Luisa: Tanto faz!

Dulce: Não acho que seja tanto faz porque eu não sentiria prazer com você – Luisa arregalou os olhos com o que Dul disse – Não que eu nunca ficaria com uma mulher, ficaria sim não vejo problemas nisso mais jamais sentiria prazer com você! – Alfonso ria da situação e só parou quando Dulce se virou pra ele - E estou indo pego um taxi aqui em frente mesmo e acho melhor você se livrar desse problema, não acho que a Any gostaria de acordar e dar de cara com coisas assim!

Dulce saiu rebolando querendo mostrar a garota idiota que estava ali que era mais poderosa que ela, Alfonso fez Luisa entrar no carro e levou ela ate a casa dos pais dele e pediu a ela que nunca mais aparecesse naquele hospital porque se não ele não responderia por si, ela tentou a todo custo fazer ele entrar o que ele acabou fazendo depois de muita insistência por parte da garota, entraria e beberia um café e depois iria pra sua casa, foi puxado ate a cozinha onde encontrou seus pais sentados conversando, seu pai levantou e o abraçou e sua mãe fez o mesmo porem com menos intensidade, a empregada lhe deu uma xícara de café.

Pai do Alfonso: Como sua namorada esta? Nós ficamos sabendo do acidente que ela sofreu!

Alfonso: Ela esta em coma pai, teve um corte na cabeça, fraturou o braço esquerdo e teve uma lesão na coluna que pode resultar em lesões reversíveis ou irreversíveis isso vai depender de como foi a cirurgia temos que esperar 48 horas pra sabermos. – nesse momento Alfonso já derramava algumas lagrimas.

Pai do Alfonso: Calma filho tudo vai ficar bem você vai ver, de repente isso não foi nada e ela não tenha nenhum tipo de seqüelas, você tem que confiar e ter muita fé que dará certo!

Alfonso: Se Deus quiser não vai ser nada mesmo não.

Luisa: E quanto ao bebe que ela esta esperando?

Alfonso: Como você sabe que ela esta esperando um bebe?

Luisa: Você comentou comigo quando a gente ainda estava juntos!

Alfonso pensou por um tempo nunca tinham conversado sobre Any, ele sempre tentava evitar esse assunto com a ex porque ama Any como ainda continua amando.

Mãe do Alfonso: A minha pergunta é a seguinte quando você vai deixá-la? – Alfonso arregalou os olhos como que tentando entender o que a mãe queria dizer com aquilo – É porque era só o que me faltava né não bastasse meu filho cuidando do filho dos outros agora vai ter uma mulher aleijada pra cuidar também!

Alfonso levantou-se num sobre salto da cadeira e devido a raiva que sentia ele catou a xícara e tacou contra a parede fazendo com que o café sujasse toda a parede e a xícara virasse apenas cacos de vidro espalhados pelo chão.

Alfonso: Você deveria sentir vergonha ao dizer isso, de verdade seu coração não dói nem um pouco não... Que fique certo de uma coisa se a Any morrer eu nunca... Nunca mais piso nessa casa porque agora nesse exato momento tudo que eu sinto da senhora é nojo e talvez um pouco de pena porque você vai acabar ficando sozinha, como pode distribuir tanto ódio gratuitamente em? o que a minha namorada fez pra você? De verdade não consegue viver sem machucar os demais não? Eu to cansado disso tudo, você não quer aceitar meu relacionamento com a Any não aceite mais fique de bico calado.

Alfonso deu um abraço forte em seu pai e pronunciou as seguintes palavras pra que só ele ouvisse “Me desculpe por isso mais não posso mais ficar num lugar onde só tratam as pessoas que eu amo mal, quando der vai lá em casa fazer uma visita” ele deu um ultimo sorriso a seu pai e saiu da casa batendo a porta.


Notas Finais


Amanha vem mais bomba aí... rsrs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...