História Te suporto ou amo? - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Marco Pigossi, Paolla Oliveira
Personagens Marco Pigossi, Paolla Oliveira
Tags Pagossi
Visualizações 192
Palavras 766
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 22 - Minha mulher ideal


Fanfic / Fanfiction Te suporto ou amo? - Capítulo 22 - Minha mulher ideal

Marco

Chegamos juntos ao Projac, muitas pessoas estranharam, praticamente todo nosso elenco de novela. 

Emilio  estava falando com Drico, quando nós viu franziu a testa e balançou a cabeça, quando estava vindo no mesmo caminho que a gente disse:

-Odeia mesmo heim!

Disse de gozação.

-Bom dia pra você também.

Falei rindo da situação balançando a cabeça.

Paolla que estava sorrindo fechou a cara no mesmo instante que viu Isis, fiz questão de pegar na mão dela enquanto Isis tentava compreender o que estava acontecendo.

-O que está havendo aqui?

Isis parou em nossa frente perguntando olhando para nossas mãos juntas.

-O que você está entendendo, acabou nosso "namoro" na verdade nunca teve nada!

Disse firme.

-Como assim? E por que?

-Não darei explicações, primeiro que você já sabe o que esconde!

Falei sorrindo sarcástico.

-E você por que tá segurando na mão dele?

Perguntou com desdém olhando Paolla que fez questão de ignorar.

-Está segurando minha mão porque é a minha namorada! Entendeu que acabou né ? Agora com licença.

Respondi ríspido. 

- Eu quero entender! Você deve explicações.

Paolla não se aguentando disse simplesmente "Rogério" Isis ficou surpresa com os dois olhos arregalados. 

Percebendo que ela havia entendido demos as costas e seguimos em frente.

-Um já foi!

Paolla disse aliviada soltando o ar pela boca, como se antes estivesse prendendo a respiração.

-Mas o pior ainda não! Os dois são uns desgraçados, mas o velhinho é pior!

-Velhinho?!

Ela gargalhou.

Paolla

Nossa as fofocas correm rápido!

Pensei enquanto via Rogério de boca torta, pisando forte e batendo a porta do meu camarim com força.

-Espero que não seja verdade o que me falaram!

Ele disse apontando o dedo em meu rosto.

-Eu espero que você abaixe esse dedo agora!

Falei sem medo e revoltada.

-Pense em me desafiar pra você ver!

Ele disse impetuoso segurando meu ombro.

-Tira essa mão do meu ombro já!

Falei ordenando perdendo a paciência.

-Merecia levar uma...

Não deixo ele terminar de falar e imobilizo seu braço dando uma leve torcida e fazendo ele urrar de dor. 

Dez pontos para Jeiza pra alguma coisa me serviu esses meses de luta. Yes! 

-Nunca mais encoste um dedo em mim seu vagabundo não sou as putas com quem você sai! Terminamos por aqui, já sei da Isis! E nem tente contrariar pois eu vi com meus próprios olhos okay!

Falo com sangue nos olhos e com a voz grave de ódio. Queria esmaga-lo como uma barata.

Solto ele e saio ao encontro de Marco, que deveria estar me esperando no nosso lugar de sempre.

Encontro Juliana, Gisele, Zezé, Emilio, Tonico e quando eles abriram a boca eu já sabia o que iriam perguntar.

-Sim, Marco e eu estamos juntos! Já aviso nem Rogério e nem Isis merecem compaixão viu!

Todos ficam perplexos com tanta informação para ser administrada.

-Conta direito isso vai!

Juliana pediu curiosa.

-Os dois estavam de caso!

Falei na lata.

-Quê ?

Juliana e Gisele disseram juntas, Emilio e Tonico tentavam digerir as informação e Zezé não fez nem um sinal de surpresa.

-Preciso ir, uma hora conversamos vou passar texto. Ah confio em vocês! Sem fofoca viu!

Disse apontado os dedos e dando as costas.

No banco do mesmo lugar de sempre, estava o homem mais bonito e sorridente, o motivo do sorriso sou eu! Adoro  ver o que ele sente por mim tão evidente nos seus olhos. Me sinto uma adolescente, como se estivesse amando e sendo verdadeiramente amada pela primeira vez.

Quando sentei ao seu lado comentei sobre Rogério em plena serenidade e ele na hora ficou com uma cara nada boa.

-Ele queria por as mãos em você ?

Perguntou estressado.

-Quis, porém dei-lhe um golpe Jeiza. Homem nenhum me bate!

Falei dando de ombros.

Marco riu e me deu um beijo na bochecha.

-Paolla multiutilidades!

Falou com gracejo resmungando em meu ouvido, me arrepiando inteira quando deposita um beijo em meu pescoço.

Marco

-Então acho melhor a gente ensaiar, hoje gravaremos cenas quentes minha fresca!

Falo dando uma piscada.

Paolla ri e concorda que devemos ensaiar. Na verdade a cena sairia como Deus quisesse, pois nos distraimos bilhões de vezes!

-Éh acho que não vai dar para ensaiar!

Ela diz levantando, como se fosse voltar ao camarim.

-Éh não vai mesmo! Não estou te levando nada a sério, felicidade deixa homem bobo!

Abro um sorriso para ela.

-Acho que mulher também, pois estamos os dois! Bobões!

Paolla solta um grito e ri quando a seguro em meus braços e rodopio. Quando paro com ela ainda em meus braços dou beijos em seu nariz, testa e bochechas. Coloco ela em pé na minha frente abraçando sua cintura e começando um beijo delicado cheio de ternura. Afinal Paolla é minha garota, doce e espevitada, as composições perfeitas para mim.

Quando estava abraçado a ela, Rogério estava pertubado olhando nós dois um pouco distante de onde estávamos. 

Dalí por diante pude perceber que sucego no trabalho, nunca mais teríamos. 


Notas Finais


Meus amores eu encherei vocês de capítulos amanhã, pelo menos uns 5.
Já estou empolgada escrevendo, começarei a postar depois na novela amanhã, quem não puder ler daí lê no domingo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...