História Teach me - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Cora Hale, Derek Hale, Laura Hale, Mieczyslaw “Stiles” Stilinski, Talia Hale
Tags Colegial, Derek, Drama, Sterek, Stiles, Teen Wolf
Visualizações 141
Palavras 648
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Lemon, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 34 - Capítulo 34


Após a partida de Stiles, eu trouxe Nick para casa, mesmo contra a vontade da minha família, deixei que ele ficasse no meu quarto enquanto eu dormia em um colchão no chão, todas as manhãs ele ia correr comigo mas nunca falava nada, na hora do almoço todos comíamos em silencio, antes de sair para o trabalho eu o deixava na escola, mas ainda sim ele não falava nada.

Cansado de tudo isso, assim que cheguei do trabalho, tomei um banho e subi para o quarto, Nick estava sentado na cama com seus livros, usando apenas uma bermuda jeans, exibindo seus músculos sem a menor vergonha, ele me olhou e deu um sorriso fraco.

-Podemos conversar um instante?-perguntei.

-Claro. –me olhou.

-Você está bem? Porque desde que te trouxe para cá você não disse uma palavra.

-Como está o Stiles? –perguntou.

-Ele não vem ao caso agora. Só me diga o que está acontecendo.

-Estou cansado, preciso dormir.

Saí do quarto deixando-o sozinho e encontrei Laura trabalhando no sofá da sala com seus óculos de nerd, sorri e me juntei a ela, a menina me abraçou forte e eu me aninhei até ficarmos bem agarrados.

-Eu sei que você sente falta dele. –falou.

-Já fazem meses, só sei que ele está vivo pelo que John me conta. Mas até ele está diferente comigo.

-Eu não tiro a razão dele, Derek, mas também não te culpo. Mas não pense que eu esqueci que dia é amanhã. –sorriu.

-Ah não Lau, não estou a fim de comemorar.

-26 anos é uma data importante, só porque Stiles não quer te ver nem de longe, não significa que tem que passar seu aniversário com essa cara de enterro.

-Você não é nada gentil. –reclamei.

Na manhã seguinte, eu acordei e Nick não estava na cama, me levantei e encontrei uma folha, a peguei com cuidado e meu estomago se embrulhou, não sabia o motivo, então comecei a ler.

“ Deve estar pensando o porquê de eu escrever essa carta, mas não se preocupe, eu já vou esclarecer. Me lembro até hoje o dia em que você entrou em minha sala com seu terno preto que você tanto ama, me lembro de como ficava bravo por conta das brincadeiras dos outros garotos, sei que resistiu muito antes de se envolver comigo e eu admiro isso, não pense que eu não sei o que aconteceu quando me levou até sua casa, toda aquela cena foi cruel e nojenta, enquanto acontecia eu só sentia vontade de vomitar, então sem mais nem menos você me chutou para fora como um cachorro. Somente uma pessoa suja e fria tem a capacidade de fazer isso, por meses eu me senti um lixo enquanto você permanecia lindo e impenetrável (perdoe a ironia em minha escolha da palavra), ainda tenho pesadelos com o que aconteceu, mas o fato é que eu estou ligado a você de formas que eu não queria estar e eu me apaixonei, afinal quem não o faria? Sempre fingi acreditar que me amava de volta mas isso nunca aconteceu, não é? Você acabou com a minha vida de maneiras que nem imagina, só fui perceber o que de fato estava acontecendo quando vi a forma com que você se projetou na frente de Stiles para defende-lo. Então aí eu pensei, preciso dar o troco, se ele acabou com a minha vida, eu preciso fazer o mesmo. E foi isso o que eu fiz. Adeus Derek, que você viva com a culpa de saber que o que aconteceu comigo é sua. Feliz aniversário.”

Reli a carta algumas vezes antes de me desesperar para ir atrás dele, mas eu precisava me trocar, então fui até o banheiro e quando abri a porta, encontrei Nick no chão com uma faca enfiada no peito, gritei por socorro com todas as minhas forças mas já era tarde demais. Ele estava morto.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...