História Teach Me (AU! Larry Stylinson) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction, Zayn Malik
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Harry Styles, Larry, Larry Stylinson, Louis Tomlinson
Exibições 124
Palavras 2.161
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Afraids.


- Que merda você fez, Harry? Sério. — Zayn perguntou, visivelmente irritado, entrando no quarto do amigo que estava jogado na cama, vendo alguma coisa aleatória na televisão. O cacheado no entanto olhou para o mestiço com uma expressão um pouco confusa, dando de ombros em seguida. — Eu estou falando do Louis. — Zayn disse, e Harry prestou mais atenção na conversa com a menção do nome.

A semana tinha passado com uma rapidez desnecessária, e Louis tinha evitado Harry de todas as maneiras, procurando se sentar longe dele em meio ao grupo e nem olhando nos olhos do rapaz por uma única vez a semana toda. E bom, hoje era sexta, Louis havia dito que ia sair com Stan. 

- O que foi? — Harry perguntou, encarando Zayn de modo irritado, ele não queria falar sobre o garoto dos maravilhosos olhos azuis agora.

- Eu perguntei que merda você fez, e você vai me contar. — Ele disse, bravo e Harry bufou. — Louis te evitou a semana inteira, e ele vai sair com aquele garoto esquisito da turma dele sendo que eu sei que vocês dois estavam juntos.

 - Nós não estávamos juntos, Zayn. — Harry disse rapidamente, irritado e dessa vez o bufo veio do Malik.

- Os chupões diziam o contrário. — Ele revidou, e Harry revirou os olhos. Zayn suspirou meio triste, encarando Harry. — Os olhares também diziam o contrário, cara. - Ele continuou encarando o cacheado a procura de uma reação que logo foi cedida. Harry fechou os olhos, suspirando enquanto mordia os olhos, parecendo triste e frustrado.

- Eu fiz o que você sempre faz. — Ele disse, voltando a abrir os olhos e Zayn arqueou a sobrancelha não entendendo muito. — Eu me assustei. Aquele dia da lanchonete eu me assustei com o ciúme que eu senti de Louis quando ele foi conversar com aquele garoto, e depois quando ele recebeu a mensagem. Eu me assustei com o fato de que eu realmente não me importava se Louis quisesse ter algo sério comigo, e que eu poderia começar a gostar dele de verdade... E ai eu usei sua tática.

- Você magoou ele, desdenhou ou algo assim. — Zayn disse baixinho, olhando para um ponto qualquer provavelmente relembrando algo, e logo em seguida voltou seu foco para Harry o olhando triste. E Harry assentiu.

- Eu disse que em nenhum momento eu falei sobre algo sério. — Harry disse, e Zayn o encarou, sabendo que tinha mais. — E droga! Eu empurrei ele pro Stan! Disse que ele deveria aceitar sair com ele, que era pra isso que eu estava o ajudando. — Zayn assentiu, ele já sabia que tudo era como aulas. Harry suspirou olhando para baixo encarando o chão do quarto. — Eu me arrependi no mesmo minuto, mas eu não quis voltar atrás... talvez... seja, de fato, melhor assim? — Harry perguntou, confuso com si mesmo enquanto encarava Malik.

- Não Harry, não é melhor assim. — Zayn falou, encarando o amigo de modo triste. — Eu já fiz isso tantas vezes Harry, tantas... você sabe. E eu me prometi que não iria fazer o mesmo com Liam, porque esse medo é ridículo Harry, e se você não tentar, como diabos você vai saber se vai dar certo ou não? — Zayn perguntou e Harry assentiu, suspirando frustrado em seguida e se jogando na cama, olhando para o teto.

- Tanto faz. — Ele disse e Zayn bufou novamente.

 - Tanto faz nada, Harry, para de ser covarde. — Ele disse, irritado e fazendo Harry soltar um riso baixo. Malik irritado era sempre um pouco engraçado na visão de Harry. — E-Eu, uh... — Zayn começou, incerto, e Harry sentou novamente para olhá-lo, arqueando a sobrancelha em confusão. O mestiço suspirou, negando com a cabeça como se repreendesse a si mesmo. — Eu sei onde ele e Stan estão. — Ele disse, encarando Harry que assentiu como se pedisse para que ele falasse. — No John's, você sabe, Louis não vai gostar daquilo nunca. — Ele disse, com um sorriso de lado e Harry riu baixinho, concordando. Malik saiu do quarto, alegando que iria sair com Liam, e desejando Harry boa sorte no que seja que ele decidisse fazer.

John's era quase uma balada, apenas se distanciando pelo fato de que também poderia ser considerado um restaurante. A música lá era barulhenta demais e era sempre lotado, Louis ia odiar tudo aquilo, Harry tinha certeza. O cacheado suspirou, levantando da cama e colocando seus sapatos, logo em seguida pegando a carteira e descendo rapidamente até a garagem, entrando no carro e dando partida até o restaurante conhecido.

 

 

***

 

 

Era notável pela expressão no rosto de Louis que ele não estava gostando do local. O rapaz havia pensado que Stan o levaria em um restaurante descente e não, bom, não aquilo. As pessoas fumavam demais, gritavam demais, a música era muito alta e a comida era horrível. Sem falar que Stan parecia alguém diferente, totalmente contrário do que tinha sido essa semana.

Ele primeiramente olhava Louis como se ele fosse algum tipo de janta, e bebia como um louco, sem contar que os sussurros que trocava com seus amigos que passavam por ali sempre dava a entender que estavam falando do rapaz de olhos azuis, o deixando constrangido enquanto os amigos de Stan o despia com os olhos. Louis queria ir embora já fazia algum tempo. Ele se aproveitou que Stan estava novamente conversando com algum amigo dele, e com as mãos próximas a bunda do rapaz e ele revirou os olhos, saindo de lá as pressas. 

Ele andou por pouquíssimo tempo, procurando algum ponto de táxi antes que ouvisse a voz de Stan o chamando de longe, e ele revirou os olhos, andando mais rápido. Ele estava irritado com o rapaz, sim, ele tinha esse direito. Stan tinha se mostrado alguém muito legal, e no final fazia isso. Assim como Harry. Louis suspirou, lembrando do cacheado e decidindo esquece-lo em seguida, ao mesmo tempo, no entanto, foi impedido de andar por alguém o puxando. 

- Louis aonde é que você vai? — Stan perguntou, soando grosso e por alguns segundos Louis temeu algo vindo dele.

- E-Eu estava cansado, me desculpe sair sem avisar, você estava conversando com seu amigo e eu não quis interromper. — Louis disse rapidamente. — Eu estou realmente muito cansado, obrigada pela saída Stan, eu vou voltar pro apartamento e dormir. Te vejo segunda? — Louis perguntou disparando tudo, sorrindo e já se virando para ir embora, sentindo uma mão segurar com força seu braço, novamente.

- Você não vai a lugar algum, Louis. — Stan disse, puxando Louis com força e o empurrando para se encostar na parede. O coração do menor começou a se acelerar, o medo tomando conta das suas veias em algo que ele sempre se desesperou sobre: ser forçado. — Não antes de me dar o que eu quero. — Stan disse, lambendo os lábios de forma nojenta enquanto Louis perdia a cor, respirando falho. — Qual é Louis, a faculdade toda vem tentando a um tempo, todo mundo fica interessado nesse corpo e você não faz nada, e essa sua ingenuidade só provoca... Caralho você é tão gostoso. — Stan disse, começando a beijar o pescoço de Louis e apertando sua bunda, fazendo com que o menor se contorcesse, tentando sair dali. — Você sabe que eu sou mais forte que você. — Stan disse e esse foi literalmente o momento que Louis entrou em pânico, estava prestes a acontecer uma das coisas que ele mais tinha medo de passar na vida. Ele começou a empurrar Stanley com os braços, tentando inutilmente atingi-lo ou afasta-lo e o mais forte deu uma mordida em seu pescoço, fazendo-o choramingar de dor.

- Por favor, me solta, por favor. — A voz de Louis não passava de um sussurro enquanto tentava se soltar dos braços do outro que praticamente destruía seu pescoço com os dentes, mordidas doloridas mesmo, para formar feridas. Ele desabotoou a calça de Tomlinson, deixando o mais novo em mais desespero ainda, enquanto enfiava uma de suas mãos ali, já tocando a intimidade de Louis, que já chorava. — POR FAVOR STAN, POR FAVOR! — Louis berrou, chorando alto e Stanley se foi.

Foi uma surpresa quando Louis abriu os olhos e viu o garoto no chão, com alguém por cima socando-o até que ele desmaiasse. Com Harry, Harry em cima dele, socando-o até que desmaiasse. Louis chorava desesperadamente, se encolhendo no chão e tentando se transformar em uma bola, enquanto segurava suas pernas e colocava a cabeça no meio delas. Alguns barulhos foram ouvidos nos próximos minutos e Louis não se atreveu a tirar a cabeça de onde estava, chorando e deixando que seu corpo tremesse todo enquanto soluçava. Se fez um silencio em seguida e Louis se encolheu mais, agora chorando baixinho. Uma mão tocou em seu ombro e ele estremeceu, tentando se afastar.

- Sou eu, Lou... — A voz grossa de Harry soou e Louis soluçou novamente. Ele sentiu o corpo se aproximando mais e o puxando, colocando-o sentado no meio de pernas cruzadas. O menor soltou as próprias pernas, encaixando seu rosto no pescoço de Styles, que o tinha colocado de lado, facilitando a ação.Ele voltou a soluçar enquanto Harry acariciava seus cabelos, o apertando com força e deixando beijos leves ali. — Me desculpa, eu te empurrei pra esse desgraçado eu só... — Louis soluçou mais alto, encolhendo-se em Harry e ele suspirou. — Não vai acontecer mais nada Lou, se acalma, eu 'to aqui eu vou te proteger... — Ele sussurrou esperando até que o menino se acalmasse.

- Obrigado. — Depois de um tempo a voz embargada e fraquinha soou, e Harry sorriu levemente, esperando até que Louis se afastasse e conseguisse encará-lo. — Eu fiquei com tanto medo. — Louis disse, fechando os olhos e Harry se aproximou, deixando um beijo em sua testa.

- Vamos embora? — Ele perguntou, acariciando o rosto do menor levemente, e Louis assentiu. Eles se levantaram, e Harry os guiou até seu carro, dando partida até sua casa. O trajeto foi rápido e nenhum dos dois falou nada, Louis ainda fungando um pouco, parecendo muito triste e nem contestando o caminho tomado pelo mais velho. Eles chegaram até a casa de Harry e ambos desceram, entrando na casa. — Você está machucado? — Harry perguntou, se sentando no sofá e trazendo Louis consigo, sentando do seu lado.

 O menor inclinou a cabeça para o lado mostrando as diversas mordidas brutas deixadas por Stan, algumas até com sangue seco em volta e Harry soltou quase que um rosnado nervoso, fazendo Louis o encarar.

 - Desgraçado. — O cacheado disse, parecendo muito nervoso e Louis abaixou a cabeça por alguns segundos, olhando pra ele em seguida.

- P-Posso tomar um banho? — Ele perguntou baixinho e Harry assentiu, indicando para que Louis o seguisse até o quarto. Ele pegou uma toalha, uma calça de moletom que provavelmente ficaria larguíssima e uma blusa que cabiam três Louis, junto com uma boxer.

- Leve o tempo que quiser. — Ele disse e o menor sorriu levemente, assentindo.

- Obrigada. — Ele agradeceu, entrando no banheiro.

 

 

***

 

 

Louis não demorou no entanto, logo surpreendendo Harry ao sair só com a camiseta de mangas compridas, que paravam até o meio de sua coxa, e cobriam seus braços inteiros deixando uma parte sobrando ainda. Harry sorriu largo, seu coração batendo um pouquinho mais forte enquanto Louis olhava pra ele, se aproximando. O mais novo não hesitou em subir na cama, se aconchegando em Harry como um gatinho, e se encolhendo ali, apoiando a cabeça em seu ombro. Ambos semideitados na cama. Harry puxou o edredom para cobri-los e Louis suspirou satisfeito, se aconchegando mais e aumentando o sorriso de Styles.

 Eles ficaram em silencio por um tempo, apenas assistindo um filme qualquer na televisão e Harry imaginou que Louis tinha dormido com as caricias que fazia em seu cabelo. Se enganou no entanto.

- Porque me disse aquilo? — A voz fraquinha soou e a cabeça se movimentou fazendo Harry olhar um pouco pra baixo e encarar intensos olhos azuis. Ele suspirou, se preparando para falar.

- Eu fiquei com medo de deixar rolar e ter algo muito sério envolvido nisso tudo e no final acabar mal. — Harry disse. — Eu me arrependi no mesmo minuto no entanto, me desculpa Louis? Eu... vou entender se não quiser. — Ele disse, e eles se encararam por um tempo, Louis sorriu de leve, se inclinando para deixar um beijo na bochecha de Harry em seguida, logo voltando a se aconchegar em seu peito.

- Eu te perdoo, desde que você não se mova e me deixe dormir assim. — Ele disse, soando como uma criança e Harry riu, deixando um beijo em sua testa.

 - Boa noite, sweetheart. — Harry disse baixinho e Louis se virou para olha-lo com o apelido. Ele se inclinou, grudando os lábios com os de Harry por uns instantes, fazendo o coração de ambos baterem mais rápido e em seguida se afastou, se aconchegando e fechando os olhos.

- Boa noite, Harry. — Louis disse, e Harry sorriu, acariciando os cabelos dele e observando o menor cair no sono.

 

 

 

 

 


Notas Finais


Eai, o que estão achando até agora?

Todos os créditos reservados a @larrystuffs (wattpad) ♥
Até o próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...