História Teach me Love - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens August Wayne Booth (Pinóquio), Capitão Killian "Gancho" Jones, Cora (Mills), David Nolan (Príncipe Encantado), Dr. Archie Hopper (Jiminy Cricket), Elsa, Emma Swan, Fa Mulan, Henry Mills, Malévola, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Mérida, Regina Mills (Rainha Malvada), Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Sr. Gold (Rumplestiltskin), Tinker Bell, Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Comedia Romantica, Romance, Swanqueen
Exibições 103
Palavras 4.054
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Orange, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


ME DESCULPEM A DEMORA! Ushsuah

Peço mil desculpas (MESMO!) a vocês :/
Está tudo uma correria e não consegui dedicar muito tempo para esse capítulo ( que até que enfim consegui fazer ). Peço perdão também pelo os erros cometidos, estou postando sem revisão, também fazendo pelo celular ( o que piora minha situação ushauha).

Eu espero do fundo do meu coração que vocês gostem desse 3° capítulo :3 ❤

E muito obrigada a quem favoritou a fic, todos que estão acompanhando, deixando comentários. Muito Obrigada mesmo!! ❤

Já enrolei de mais kk chega de mimimi e boa leitura pra vocês 📖.......

Capítulo 3 - Central Park


 Sábado, 19h00m

POV. EMMA 


    Sabe aqueles dias da semana que você não está bem, que não tem vontade em se quer abrir os olhos e acordar para a remota e tediosa realidade? Pois é, eu estou nesses dias. - O que é uma merda, por que hoje é aniversário do August, e Ruby, Bem, ela está me infernizando o dia inteiro para eu ir. - Sacooo! - Me recuso a sair de casa hoje! Ainda mais para uma festa cheia de gente chata com suas vidinhas politicamente corretas. - A maioria das pessoas. Generalizei um pouquinho... 

    Amy vai estar lá! - Isso me deixa nervosa. Me deixa com vontade de ir e ao mesmo tempo sem vontade. - Amy. Vai. Estar. Lá. - Toda linda, toda maravilhosa, toda apaixonante, toda Amy... Caralho mano, Sou gamada naqueles cachos ruivos! Claro, e também naqueles olhos claros que transpassam tanta animação que parecem sorrir, junto com seus pequenos lábios. Seus traços são tão delicado que... Nossa... E seu sorriso então! Aí, aí, aí... Seu corpo, seu jeito de andar, de falar... E quando ri então?! Minha nossa! Ela é tão... Tão... Tão... Linda! 

    Passei a manhã e a tarde inteira jogando no Xbox, assistindo séries enquanto enchia a cara de pipoca, fuçando o Facebook, Twitter, Instagram, etc. Bateu aquela preguiça monstro e não consegui fazer mais nada além de vadiar. - E claro, decidir se iria ou não sair pra festa com a Ruby, que diferente de mim, passou seu dia fazendo algo útil na vida( além de me infernizar). - Será que devo ir? Será que não devo ir? Eu definitivamente não suporto sair para esse tipo de festas ( pra qualquer tipo de festa ), prefiro ficar em casa com o Amendoim. - E eu já ia me esquecendo... Amendoim é meu (Na verdade, nosso. Meu e da Ruby, por mais que ela e ele não se dêem muito bem)  fiel companheiro. Um gato gordo, preguiçoso e fofo. - O Amendoim é gente boa, e me entende quando estou em maus dias. Eu prefiro passar minha enfadonha noite ao lado dele do que ter que aguentar um monte de gentes chatas e bebadas.

    Eu acabei cochilando no sofá, eram quase seis horas da tarde. Ruby ainda não tinha voltado das compras que foi fazer, acabei dormindo com o Amendoim e falencendo de tédio. - Pelo menos se eu tivesse aceito a proposta daquela morena intrometida, eu teria alguém com quem reclamar da vida. Mas daí me lembro que tenho a Ruby, e não preciso pagar ela para ouvir meus desabafos. - Enfim, eu dormi, esqueci da festa e acordei com Ruby furiosa me cutucando.

    - Emma! Já são quese oito horas da noite, você ainda está nesse sofá, não fez nada o dia todo e não tomou banho pra festa. - Chaqualhava-me bruscamente me acordando. 

    - Credo Ruby, que grosseria é essa?! - Despertei um pouco desnorteada, com os olhos embaçados e o coração a mil pelo susto. 

   - Sai, gato! - Exclamou enxotando-o com as mãos, recebendo aquele chiado que todo gato faz quando está bravo. - Emma, estamos atrasadas! Levanta dai! - Falava rápido andando para o quarto, do quarto para o banheiro, do banheiro para o quarto, e assim sucessivamente.

    Ela se arrumava em uma velocidade IMPRESSIONANTE! Fiquei até zonza ao observa-la. Eu não queria ir pro aniversário, mais como dizer isso pra ela?! Ela viria com aquele papo de : " Emma, você nunca sai, e a Amy vai estar lá..." Essas baboseiras. - Ah! Foda-se! Não vou. Eu me conheço, vou passar a noite toda sentada, tomando cerveja e sem conseguir ir falar com a Amy ( como sempre ). Vou ficar tão entediada quanto já estou, só vou fazer isso fora de casa e sem meu gato. - Eu não iria conseguir chegar na Amy, por mais que só fosse para conversar, mas não conseguiria. Isso deixa Ruby maluca! Mas é a verdade. Essa insegurança está me matando. Talvez Ruby estivesse certa em buscar ajuda com aquela mulher - E eu odeio isso. - Mas acredito ser capaz de me virar sozinha. Como diz o ditado : O mundo da voltas. E isso demora pra cacete! Trezentos e sessenta alguma coisa pra conseguir dar a volta no nosso querido sol, um dia pra dar nele mesmo... Esse meu mundo é lerdo quanto. Lerdo pra caralho! Ainda não deu a volta para minha superação.  Acho que quando eu nasci, a vida olhou pra mim é disse : "Huuummm...Essa aí?! Vish! Vai ser muito fodida!" 

   Respirei fundo, levantei do sofá um pouco cambaleante de sono e fui de encontro a Ruby ( que já estava muito gata!) .

   - Ruby, acho que vou deixar pra ir na próxima festa... - Escorei-me na porta do quarto enquanto observava ela a se arrumar. 

    - Para né, Swan! Pode parando! - Virou-se para mim colocando as mãos na cintura. - Você sempre vem com essa de "próxima festa", - Fez o sinal das aspas com as mãos - mas nunca tem uma próxima. Todas as próximas você deixa para outras próximas, e para outras próximas... A verdade é que nunca haverá as "próximas festas", porque você sempre ira desistir de ir nelas por bobagens.

    - Calma, mulher! 

    - Não me manda ficar calma. Eu tô calma. - Falou irritada. Ruby odeia quando eu mando ela ficar calma. E quem não odeia?! - É só você que vive me dando essas mesmas desculpas esfarrapadas. Poxa Em, a Amy praticamente te convidou para essa festa. É hipoteticamente um encontro e você está tipo "Dane-se" pra isso. 

    - Não é um encontro, é a festa de aniversário do August. Só. 

    - Não, dona Emma Swan, é a festa de aniversário do August que a Amy te convidou para ir! Pelo amor de deus, Emma... Para de ser burra! 

    Tá! Vamos supor que Amy queira mesmo que eu fosse para essa festa. E aí? Vamos começar por mim: Eu primeiramente não sei dizer um "oi" direito para ela, quanto mais conversar. E se ela quer que eu vá, não deve ser mais que um sentimento de pena por eu me auto excluir dessas coisas, por eu ser esquisita e não saber me enturmar. Eu realmente não sei ao certo, mas não me sinto bem em ir nessa festa, e não devemos fazer aquilo que não nos sentimos bem, não é mesmo?

    - Ruby, não me sinto bem em ir, você sabe disso lobinha. - Falei choramingando e indo me sentar na cama enquanto ela terminava de se arrumar. - Sei que pode ser legal, - Só que nãããoo! - Mas eu vou ficar em casa dessa vez, Ok? 

    Vi Ruby rolando os olhos e soltando um suspiro descontente. Ela se voltou para o espelho terminando sua maquiagem, eu estava pronta para receber mais outro sermão. 

    - Ta bom Emma, como quiser. - Oh Yeah Baby! - Eu desisto de ficar tentando te divertir. - Ela disse passando o Rímel e fazendo umas caretas engraçadas no espelho. - E se Amy me perguntar de você, o que eu devo falar? - Virou-se para mim esperando uma resposta. 

    - Sei lá! Inventa alguma coisa. Diz que eu estou resfriada, ou enjoada... Sei lá! Inventa... 

    Ela olhava-me mandando a cabeça negativamente. 

    - Ok Swan, se é assim que você quer... - Deu-me um sorriso de canto. Guardou a maquiagem na necessaire, pegou a bolsa que estava pendurada e veio ao meu encontro. Depositou um beijo em minha testa, deixou a marca de seu batom por ali e me deu um sorriso. - Até mais tarde, patinho. Depois eu te conto como foi. 

    Eu apenas Sorri e acompanhei seus passos logo atrás para fechar a porta. Sabia que só voltaria tarde da noite ou no outro dia de manhã. Isso se lembrasse de algum acontecido para me contar depois. O máximo que saberia era me contar o começo da festa, com certeza arrastariam-na para alguma balada depois da meia noite, e então, para minha alegria, teria que lidar no outro dia com um ser muito mal humorado. 

  ***

Pov. Narrador


    Ruby adentrou o The Rabbit Hole cumprimentando todos. Tinham reservado o lugar para o aniversário de August com uma banda, open bar, gente fora do trabalho. Uma grande festa. No meio de toda a euforia, Ruby viu de longe Amy a olhando, esperando que alguém ( Emma ) entrasse logo após dela. Seu sorriso se desfez quando mais ninguém além de Ruby apareceu, e a morena não deixou de notar. Seu olhar para a ruiva do outro lado do bar foi interrompido quando Snow e David se aproximaram. 

    - Pensei que não vinha mais! - Mary disse cumprimentando-a com um beijo. - A onde está o nosso Patinho revoltado? - Perguntou sorrindo. 

    Ruby cumprimentos David que estava ao lado da outra, segurando em sua mão.

    - Adivinhem... - Rolou os olhos e torceu os lábios.

    - Novidades... - Disse David. - Vamos, guardamos um lugar pra vocês. 

    Saíram da porta de entrada caminhando com dificuldades até o local onde estavam sentados. Lá estava Hook, Lilith ( Ex namorada da Emma ), Mulan e Ariel. No momento em que  a voram , a mesma pergunta. Ninguém ficara surpreso de Emma não ter aparecido, pois era sempre assim. A mesma história, as mesmas desculpas. Ruby foi atrás de August na festa para lhe dar os parabéns e dar uma desculpa de Emma não ter aparecido. 

    Já era perto das duas horas da manhã quando o DJ entrou em ação e chegou três bars mens, dentre eles uma morena encantadora, que por certo seria a disputa da noite entre Hook e Ruby. Começaram a preparar drinks especiais e todos se dirigiaram pra pista. Ruby foi até o bar dar algumas cantadas na morena desconhecida e em alguns minutos, em meio ao som extremamente alto, Amy apareceu sentando-se ao seu lado.

    - Oi! - Falava quase gritando por causa da música. Ruby cumprimentos com outro "oi" e a ruiva foi logo perguntando. - Emma não quis vir? 

    Ruby maneou a cabeça negativamente e comprimiu os lábios. 

    - Sabe como é a Emma... - Deu um sorriso. - Corpo de vinte alma de cinquenta. - Falou tentando fazer a ruiva rir, mas o que conseguiu foi um sorriso um pouco amarelado e sem graça. - Ela disse que estava com dor de cabeça. 

    - O que?! - Perguntou sem entender devido a música.

     - Dor. Dor de cabeça. - Falava mais alto um pouco fazendo gestos para que a ruiva compreendesse. 

    - Ah tá! - Era muito perceptível o semblante um pouco desapontado pela falta da loira na festa. - Eu pensei que ela iria vir. Eu à convidei para vir. 

    Ruby não deixou de notar o jeito de Amy - Swan... Você é muito burra mesmo! - Todo aquele jeitinho da ruiva ao perceber quando olhou pra porta que Emma não tinha chegado com Ruby, e agora vindo perguntar para ela o motivo de Emma ter faltado. - Caraca! Ela tá amarradona no meu patinho e Emma não percebeu isso ainda! - Ruby sabia que ela tinha chamado Emma para festa, mas se fez de desentendida. 

    - Ah! Então foi você que à convidou, não o August? 

    - Eu não sei se ele convidou ela, mas eu a chamei sim. - Confirmou brincando com o copo de vodka em cima do balcão de madeira. - Ela não te contou que eu convidei ela? - Perguntou franzindo o cenho. Ruby assentiu negativamente. Na mesma hora percebeu seu rosto ficar com ar de mais desapontado ainda. - Pensei que talvez ela tivesse comentado com você... Vocês são melhores amigas, certo? 

    - Sim, somos sim. - Ruby respondeu franzindo o cenho tentando "ligar os pontos" do que estava acontecendo. - Mas ela não comentou comigo que você tinha chamado ela para a festa. Emma é muito reservada, pode ser isso. 

    - Entendo... - Abaixou a cabeça e procurou fixar seus olhos em um ponto em algum lugar. - Tudo bem, talvez eu tenha entendido algo errado... 

    - O que? - Fingiu não entender o comentário que Amy deixou escapar, mas sabia muito bem o que está acontecendo. Estava morrendo de alegria por dentro, por Emma. 

    - Não é nada. Pensando alto. - Riu sem graça se levantando de onde estava sentada para se retirar. - Diga para ela que eu desejo melhoras com as dores. - Sorriu de canto, sem graça. 

    - Eu direi. - Retribuiu o sorriso. 

    - Desculpa incomodar. 

    - Que isso! Você não me incomodou, imagina... - Sorriu para a Ruiva que parecia estar perdida. - Pode ficar tranquila, direi para Emma que mandou abraços - Sorriu.

    Amy sorriu de volta e voltou para o lugar que estava sentada no início da festa. Ruby acompanhou-a com os olhos pegou o celular rapidamente e começou a digitar uma mensagem para enviar para Emma.

   "Amy está aqui e veio perguntar de você... - 2h13m" 

    Emma ainda estava acordada e em alguns minutos depois sua mensagem foi visualizada. 

  "-O que ela perguntou? - 2h18"

"Me perguntou por que você não veio. Parecia estar desapontada. Beijocas!!! Depois eu te conto certinho. - 2h19m"

 

    Enviou a mensagem e teve certeza que deixou Emma curiosa do outro lado da telinha. Ficou por ali, cantou a morena, consegui o número dela, deu uns pegas nela no banheiro, essas coisas. Quando Ruby voltou para o salão principal, olhou ao redor e Amy tinha sumido. Não estava mais no lugar em que tinha visto ela por último, nem na pista, no banheiro. Por certo tinha ido pra casa. Já eram quase cinco da manhã, e ela tinha demorado um pouquinho no banheiro. Percebeu que não só Amy já tinha ido embora, assim como a maioria de seus amigos : David, Snow, Lilith, Mulan... Arrumou suas coisas, trocou mais uns beijos com a morena e se dirigiu pra rua a procura de um táxi. O que foi um pouco difícil de encontrar aquela hora, mas depois de algum tempo chegou um. 

    Chegando em casa, as luzes todas apagadas, menos a luz da cozinha. Entrou no quarto e viu Emma e Amendoim estarrados no colchão, pareciam estar mortos. Entrou fazendo muito barulho, e eles nada, nem se quer se mexiam. Deitou-se ao lado deles, pois sua cama estava cheia de roupas e coisas espalhadas. Foi Ruby se deitar para em segundos o gato se retirar da cama. - Sai mesmo. Pançudo! - Emma dormia feito pedra, e não demorou muito até o mesmo sono tomar Ruby por completo. Acordaram era uma hora da tarde, Emma com a cara toda amassada, e Ruby com a maquiagem nada bonita. Levantaram-se, fizeram suas higienes matinais e se jogaram no sofá da sala, sem rumo. 

    - E como foi a festa? - Emma perguntava enquando Ruby se deitava em seu colo. 

    - Foi ótima! - Falou escancarando um sorriso enorme, o que deixou Emma impressionada. 

    - Eita Viada! Que cara felizinha é essa? - Riu. 

    - Fiquei com uma morena gata de mais. Deliciosa. - Falava mordendo os lábios e viajando, arrancando risos da loira. - Peguei o número dela. Acho que dessa vez eu desencalho amiga. Sério. 

    - Bonita? - Emma perguntou. 

    - Maravilhosa! - Disse sonhadora. - Mas isso não vem ao caso agora. - Falou levantando-se para olha- lá melhor. - Emma, Amy estava tão tristonha na festa... Sério gata, quando ela notou que você não tinha aparecido, foi automático, o sorriso dela se desfez na hora.

    Emma sorriu. 

    - Você também exagera um pouquinho né, miga?! O que ela te perguntou? 

   - Foi assim... Eu fui sentar no balcão do bar pra dar umas flertadas na morena. Quando eu me dei conta, Amy apareceu do meu lado perguntando-me de você. - Deu uma piscadela para a loira que ouvia animada. - Então ela me perguntou por que você não tinha ido. Perguntou até se você tinha me contado que ela tinha te convidado pra ir.

    - Sério?! E o que você disse? 

    - Eu me fiz de desentendida. Disse que você não tinha me falado nada, até porque você é reservada. E acredite, ela ficou mais desapontada ainda quando falei que você não tinha me dito nada. -  Emma franzia o cenho e semisserrava os olhos procurando entender.

    - Por que você acha isso? 

    - Você não estava lá para ver a cara dela...  Por que ela queria saber se você fala dela pra mim. Por que se você falar, que é o seu caso, ela tem alguma importância pra você, e você pode estar interessada nela. - Falou sorrindo. - E quando ela ouviu que você não falou, o que é mentira, ela ficou preocupada por talvez você não quisesse algo com ela. - Emma ia falar algo mas Ruby a silenciou. - E você não sabe da maior. - Sorriu empolgada.

    - O que é?

    - Ela falou que talvez ela tivesse entendido errado. Falou isso depois que eu disse que você não tinha me contado nada. - Ruby agarrou-lhe apertando suas bochechas e a fazendo corar. - Amigaaaa!! Ela tá caidinha por você. 

    Emma soltou-se dos braços da amiga encucada.

    - E tem como isso acontecer?! Olha pra mim! - Disse apontando pra si mesma. 

    - Emma Swan, não começa com isso! E sim, tem sim como acontecer. Acorda pra vida e deixa de ser boba. - Falou se levantando e puxando Emma junto. - Agora vamos em algum lugar para comer. Ja são quase duas da tarde e eu estou com uma fome de dez mendigos! 

***

    Saíram do apartamento rumo à Central Park. Decidiram ir de metrô, passar em alguma lanchonete, depois iriam caminhar e dar uma volta por lá. Chegaram na Central Park já eram quatro horas da tarde, ficaram passeando, andando por lá sem rumo nenhum, jogando papo fora, admirando todo o lugar. Até que mais em frente, pra infelicidade de Emma, a tal mulher intrometida. Regina vinha correndo na direção das duas, com uma roupa que a deixava um pouco... Gostosa pra caralho! Ruby a reconheceu de longe e foi a primeira a fazer o comentário: "Aquela lá que vem vindo não é a... Nossa Senhora... É a Srta. Mills." Ela se aproximava das duas  com um short curto rosa, deixando suas coxas torneadas cor de oliva dando "Olá" ao mundo, usando uma regata preta da Nike com um decote divino que valorizava o colo de seus peitos. Tinha um coque um pouco bagunçado e alguns fios desprendidos, estava incrivelmente sexy. E Emma? Babando.

    - Tem certeza que não quer mais consultar com ela? Por que depois dessa cena, eu ja vou garantir um horário. - Sussurrou baixinho para a loira. 

    Emma deu um cutucão com o cotovelo ao ver Regina se aproximando delas, estampava um sorriso lindo e cúmplice. Parou para cumplimenta-las.

    - Oi! Ruby e Emma, não é mesmo? - Parou perguntando ofegante na frente das duas. Emma estava em transe e Ruby segurava o riso. 

    - Oi, Srta. Mills. Isso mesmo, Ruby e Emma. - Sorriu para ela dando um beliscão em Emma disfarçadamente.

    - É... O-oi! - Sorriu sem jeito. 

    - Podem me chamar de Regina. - Sorriu para as duas. - Lindo dia, não? 

    - Maravilhoso! - Disse Ruby admirando a morena. 

   - E vocês duas, caminhando Também? - Regina perguntou. Prestava atenção em Emma que desviava seu olhar dela. - E como você está, Srta. Swan? 

    - Emma, por favor. - Sorriu voltando seus olhos para ela. - E estou bem sim. 

    - Não, estamos só dando uma volta no parque, admirando a paisagem... - Falou depois de Emma. 

     - Entendi... - disse Regina ainda um pouco cansada. - Vim correr um pouco e ao mesmo tempo trazer Henry para passear. Sabe? Sair um pouco do vídeo game e encarar o mundo real. Ele está ali com Tinker. - Falou apontando em direção a onde estavam sentados. - E por falar nele... Ele adoraria te ver, Emma. - Sorriu de cando para a loira. 

     Emma sorriu de volta, claro, um pouco sem jeito. 

    - Eu também adoraria vê-lo. Posso? 

   - Claro! - Respondeu dando um belo sorriso para Emma. - Venha, eu vou com você até lá, já estava acabando. 

   - É... Emma, eu vou naquela loja ver se encontro a bolsa que te falei. - Disse apontando. - Me encontra la depois, Ok? 

   - Tudo bem, não vou demorar. - Voltou seus olhos em Regina que à encarava dando-lhe um sorriso encantador. 

   Começou a segui-la em seu lado, não falava uma palavra de quer, mantinha seus olhos longes na intenção de não dar espaço para qualquer tipo de diálogo com a morena. Regina estava ficando incomodada com aquilo e resolveu quebrar o silêncio. 

    - Então, Emma, acho que começamos com o pé esquerdo. - Falava olhando para a loira que não lhe dava bola. - Primeiramente me desculpe por aquele dia na escola, não quis invadir seu espaço, essa não era minha intenção. 

    - Está tudo bem, Mills. -Falou mantendo os olhos longes dos castanhos da morena. - Sério. 

    - Ok. - Disse matando qualquer tipo de conversa novamente. 

    Foram assim pelo caminho até eles o tempo todo, sem trocar mais nenhuma palavra. Chegando lá, Emma foi recebida por abraços calorosos de Henry e por intermináveis histórias de como estava sendo seu dia, e sobre o que ele  e Regina fizeram desde de manhã até aquele instante. Henry também a encheu de perguntas e ficaram la tagarelando enquanto mais a frente Regina alongava-se, e agora de costas, recebia total atenção das esmeraldas. Elas se dedicaram tanto a observa-la que em dados momentos da conversa se perderam na fala do menino. Observava cada movimento lento do corpo da outra a sua frente, se perdia em suas curvaturas bem desenhadas. Quando Regina se virou e viu Emma olhando-a e rapidamente desviando os olhos para as árvores, ela riu. Emma estará olhando-a discaradamente, e o modo como desviou o olhar dela quando Regina se voltou aos dois foi ligeiro, como se tivesse despertado.

    - Bosta Swan! Que vergonha! 

    Regina se aproximava sorrindo e ao chegar até eles se agachou, ficou da altura do rapaz é deu-lhe um beijo. 

    - Henry, está na hora de irmos. - afagou os cabelos. 

   -Ah Mãe! Mas agora que eu estava contando sobre quando a gente foi jogar boliche pra Emma. - Fez um beicinho. - Estava chegando na parte que a senhora caiu quando foi jogar a bola. 

    Emma sorriu ao imaginar a cena e ao ver Regina corar. 

   - É realmente uma história muito engraçada. Mas precisamos ir, amor, outro dia você termina de contar. Ok? Ainda não tomamos nosso sorvete! 

   - Sorvete?! - perguntou com os olhinhos brilhando. 

    - Sim! - Deu-lhe uma piscadela - Então se despeça da Srta.Emma,  vamos comer o sorvete e ir para casa assistir o que você quiser. 

    - Ta bem! - Virou-se para a loira abraçando-a e levantando-se rapidamente. - Tchauzinho prô Emma! Nós nos vemos amanhã! - Correu até Tinker que o ajudou a subir na bicicleta. 

    - Tchau garoto! Até...-  Ficou observando-o sair com a loira baixinha.

    Regina pegou sua bicicleta também, sua bolsa e despediu-se. 

    - Foi um prazer ve-la por aqui, Emma. - Sorriu. - Desculpe alguma coisa que meu filho possa ter falado, ele é um pouco tagarela. - Riu olhando na mesma direção que a loira.

    - Imagina... É um prazer ve-los também. Henry é um garoto especial. - voltou seus olhos em Regina e permitiu-se sorrir. 

    - Você também é especial para ele. - curvou-lhe os lábios. - Nos vemos por aí, Swan. E já sabe, qualquer coisa, pode me procurar. - Piscou um dos olhos subiu na bicicleta e partiu de encontro a eles. 

    - Por que sempre me deixam pra trás? - perguntava a si mesma observando-a novamente ir embora. Só que dessa vez não sentiu raiva. Não sentiu nada, na verdade. Regina era diferente do que tinha pensado que fosse.

    Seguiu de encontro a Ruby na suposta loja para irem para casa. Tinha passado uma tarde diferente, talvez  visto que Regina não era aquilo que pensava que era, apenas tentava ajuda-la. Mal podia esperar para ver Amy no dia seguinte. Depois de tudo que Ruby tinha lhe contado, talvez realmente a ruiva tinha algum interesse em sua pessoa, e finalmente tinha coragem para descobrir. 

    

    

      



Notas Finais


Aqui está o 3° capítulo
Fiz com um pouco de pressa por causa que estava muito tempo sem postar.
Mas espero que tenham gostado ;) ❤

O próximo farei com mais calma...

O que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...