História Teach Me || Sterek - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Brett Talbot, Cora Hale, Decaulion, Derek Hale, Hayden Romero, Isaac Lahey, Jackson Whittemore, Jennifer Blake, Liam Dunbar, Lydia Martin, Malia Tate, Melissa McCall, Peter Hale, Scott McCall, Sheriff John Stilinski, Stiles Stilinski, Theo Raeken
Tags Sterek, Steter
Exibições 295
Palavras 1.113
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 23 - •°• Lone Wolf •°•


Fanfic / Fanfiction Teach Me || Sterek - Capítulo 23 - •°• Lone Wolf •°•

Naquela noite Stiles e Derek dormiram em quartos diferentes. Eles conversaram por mais algumas horas, e o barbado ficou sabendo que o garoto fora para sua casa por causa que não queria ter que encarar seu pai de manhã e ver o seu olhar de reprovação. Ele entendeu. Por mais que tais coisas não fossem sua culpa.

Derek estava sem sono, pensava se o que estava começando a sentir era paixão, se fosse, tudo bem, paixão passa, e ele sabia como.

Andou pela casa sem rumo. Eram três da manhã e nem um fio de cansaço. Insônia o vinha perturbando há uns tempos, mas nunca tão forte assim, ele precisava dormir, mas não conseguia. Então, foi até o quarto de Stiles, o garoto estava dormindo como um anjo. Devido ao corte, estava de barriga para cima; usava apenas uma calça larga preta, deixando o curativo e tórax à mostra. A coberta branca cobria apenas a perna direita e o quadril. O garoto estava com calor mesmo com o ar gelando todo o quarto.

Derek observou que Stiles estava respirando um pouco rápido, e se aproximou, sentando-se ao lado do mesmo, acariciando seu rosto levemente, então sua respiração foi se acalmando, até voltar ao normal.

O momento relaxante não durou muito, pois Derek ouviu o telefone tocar. Não alto o bastante para acordar Stiles, mas alto bastante para incomodá-lo.

Derek andou até o telefone que estava no corredor se perguntando quem seria à essa hora. Eram três da manhã, não três da tarde, e bufou ao ver o nome pelo identificador de chamadas, torcendo para não ser nada importante.

— O que houve, Blake? — perguntou rabugento.

— Derek, é melhor se sentar. — disse a mulher do outro lado da linha.

A mulher não enrolou, e jogou a bomba para o chefe.

Peter, que agora se encontrava em Vegas, havia ligado bêbado para um de seus mais importantes parceiros, uma das maiores fontes de lucro, e lhe disse poucas e boas, fazendo o homem desistir do contrato com a Hale's.

Stiles acordou assustado com o barulho de algo atingindo a parede. O movimento brusco que fizera ao se sentar rápido demais o fez sentir uma pontada realmente forte no peito, obrigando-o a afundar o rosto no travesseiro para abafar o gemido de dor. Mas Derek escutou da mesma forma. E abriu a porta do quarto assustado, andando até o garoto lentamente, que se se recompôs conforme o barbado chegava mais perto.

— O que houve? — perguntou com a respiração pesada.

— Eu vou precisar viajar... — disse — Desculpe-me por te assustar, eu realmente estou explodindo agora.

— Tudo bem... Mas o que houve? — perguntou se esquecendo de suas condições, mas Derek lembrava bem, e decidiu respeitá-las sem dar muitos detalhes.

— Trabalho... Um tio meu fez uma besteira e eu vou tentar consertar. — bufou — Tenho que estar em San Diego em duas horas, você pode ficar aqui quanto tempo quiser. Amanhã a Rita virá cozinhar, ela é simpática, pode lhe fazer companhia.

— Eu vou para casa, não precisa...

Derek interrompeu o garoto levantando um molho de chaves.

— Aqui estão todas as chaves da casa. — avisou — A biblioteca é trancada, mas pode ir lá quando quiser. Não precisa ir para casa só porque não estou aqui.

— Tudo bem.

Derek assentiu, beijou a testa do menino do saiu quarto, deixando a raiva transparecer. Independe de suas exigências ou não, Stiles não precisava saber disso, só estresse e mais estresse, como tudo que envolvia Peter. Às vezes ele se perguntava o porquê de ainda deixá-lo no comando, era idiotice.

POV's Derek

Aquele estupido! Sempre os mesmos erros, os mesmos assuntos, e os mesmos problemas. Já passou da hora do Peter crescer e se importar ao menos uma vez com os negócios da família. Ou com o que restou dela...

Talvez isso tudo seja minha culpa. Com certeza é! Desde o momento em que eu pedi um tempo para decidir se realmente ficava no comando ou não, ele começou a arruinar a empresa, como se já não bastasse ser arruinado por si só. Na verdade, todos somos arruinados. Meros mortais que se importam apenas com o que não é importante na vida, com o que não é construtivo, com o que nada irá acrescentar.

Às vezes me estranho, me pegar fazendo lamentações, culpando-me por coisa que eu sei que não tive nada a ver, ou tive... Eu realmente não sei mais. Por que me salvaram? Por que se esforçaram tanto para me jogar para fora de casa no meio daquele incêndio? Eles sabiam que não tinham tempo para se salvar, então me salvaram, mas a única coisa que eles não sabiam era: não existe salvação para mim, não existe salvação para alma tão vazia. Salvaram apenas um ser qualquer. Talvez não tenham pensado nisso na hora. Com certeza não pensaram...

Depois de tudo arrumado, me vi encarando aquele jatinho enquanto esperava por Boyd e Blake. Acho que eu precisaria mesmo de Boyd, pois se por algum motivo Peter resolvesse ir para San Diego, eu quebraria a cara dele.

Encarei Blake vindo em minha direção, ela usava o sobretudo vermelho que lhe dei. Seus cabelos estavam adormecidos e expressão tão preocupada quanto a minha.

Quando se aproximou, me abraçou mais forte que o normal, e eu acariciei seus cabelos, devolvendo o abraço na mesma intensidade. Meu sobretudo quase cobriu-lhe o corpo todo,  e ela riu baixinho enquanto passava as mãos por minha blusa social.

— Você está diferente. — ela sussurrou.

— Estou me sentido um pouco amuo... — sussurrei de volta — Mas vou ficar bem quando resolver esse problema.

Voltamos ao silêncio quando vi Boyd se aproximando, e seguimos os planos. Provavelmente passaria uma semana fora, não quero passar tanto tempo fora, mas isso me irá me dar um tempo para acalmar essa reação química estranha, pois o coração apenas pulsa.

POV's Narrador

Derek olhava as nuvens pelas janelas, seu corpo começou a se cansar, e em poucos segundos já estava bocejando, até que finalmente se rendeu à um bom sono.

O barbado não tinha culpa de ser tão solitário e vazio, era um escudo, um escudo que só lhe vazia mal. Na verdade, ele só queria ser livre. Ser livre para ser o que quiser, se quiser. Mas liberdade é pura ilusão, e na maioria das vezes não faz sentido. E no caso de Derek, liberdade era solidão, as mais pesada e escura solidão. Lágrimas, tempo perdido, escuridão e desistência... Ou era isso que ele insistia em enfiar na cabeça. E admitia que nunca fez sentindo algum. Mas nada fazia sentido para ele, nem viver.


Notas Finais


Spoiler do bem( e não tão claro): Stiles and Blake...

O que imaginam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...