História Teacher, I'm Your Baby Boy - Capítulo 68


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Babyboy, Bangtanboys, Boyxboy, Daddykink, Gay, Jeonjungkook, Namjin, Parkjimin, Taeyoonseok, Teacher, Texting
Exibições 242
Palavras 1.342
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fantasia, Festa, Ficção, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


oioioi voltei rápido porq n consigo ficar muito tempo longe quando n to sem nada pra fazer rçrç
n sei o que será da minha vida quando essa fic acabar, choremos
lembram do lemon da cozinha q eu disse q um dia ia postar? TÁ AÍ!
tá dizendo rosado porq o Jimin ainda estava de cabelo rosa ai
e n me perguntem porq chamei ele de pequeno com começo do cap
tamo junto
bejo

Capítulo 68 - SessenteSete - Extra I


O pequeno Park estava na cozinha calmamente untando uma forma e cantarolando baixinho, ia começar a fazer um bolo para seu daddie.

Percebeu que Jungkook entrara na cozinha, mas o moreno não havia feito barulho algum, provavelmente para assustá-lo.

Jimin não ligou e continuou cantando até Jungkook chegar perto de si e por as mãos em sua cintura gritando “-TEI!”. Jimin riu e quando Jungkook percebeu que ele não havia levado um susto ficou confuso.

-Por que não ficou assustado? –perguntou e encostou na pia, ficando ao lado de Jimin, olhando para o mesmo.

-Percebi você chegando. –disse e riu fraco. –E é bem estranho tentar assustar alguém dizendo tei.

-Não é nada.

-É sim.

-Não é. –disse e pegou o tabuleiro que estava na mão de Jimin, o colocando em cima da pia.

Ainda encostado na pia, puxou Jimin para si deixando as cinturas coladas e as mãos na cintura do rosado.

-Tem farinha no seu nariz. –disse e riu. Jimin o olhou confuso e levantou a mão para limpar, mas Jungkook o parou.

O moreno se aproximou, como se fosse beijar Jimin, o de cabelos rosas já estava até com os olhos fechados, mas o outro desviou o caminho e lambeu onde tinha farinha no nariz de Jimin, rindo em seguida da cara que seu namorado fez.

-Que nojo Jungkook. Credo. –disse e passou a mão no nariz limpando a saliva que havia ficado ali.

Jungkook se aproximou de novo, mas agora para beijar Jimin de verdade, encostou os lábios e começou um beijo calmo, que tinha divertimento pelo ocorrido de segundos atrás, os dois davam risinhos quando separavam ás vezes por poucos segundos o ósculo. Jungkook sugava o lábio de Jimin durante esses curtos intervalos também.

O maior começou a devagar tentar tirar a camisa de Jimin, este que estava vestido apenas por ela e uma calcinha preta com bolinhas roxas. Era infantil, mas os dois gostavam do pano.

-Você sempre está querendo fazer sexo? –Jimin perguntou sorrindo ladino quando se separaram para Jungkook puxar a camisa de Jimin pra cima, logo a jogando em um canto qualquer.

-Quando se tem um Park Jimin em casa é impossível não querer. –disse e retribuiu o sorriso do outro voltando a beijá-lo.

Enquanto trocavam beijos desesperadamente, Jungkook os levou até o balcão que dividia a cozinha sentando Jimin ali.

Ficou entre as pernas do rosado que resmungou quando sentiu o mármore gelado sob suas nádegas.

Jimin tinha as mãos na calça moletom do moreno tentando tirá-las. Jungkook só vestia elas e uma boxer azul.

-Hey, quanta pressa. Parece que não sou só eu  que fico desesperado, não é mesmo?  -sorriu malicioso e Jimin deu um risinho sem garça mas logo voltou a ficar sério.

-Fica quieto e vamos logo com isso.

-Ui, olha que mandão ele. –disse e tirou as calças por conta própria, e a boxer logo depois. Jogou as duas em um canto qualquer e voltou a dar atenção á Jimin que veio o beijando eufórico.

Acho que ter uma visão boa ajudou bastante na excitação que já estava dando sinal não é, Park?

Jungkook pôs as mãos nos mamilos de Jimin os estimulando e o Park pôs suas mãozinhas no pênis de Jungkook o masturbando.  

Jungkook quebrou o ósculo viciante que estava tendo com Jimin para ir ao pescoço deste, dando chupões e mordidas fracas, foi dá mandíbula até a clavícula mordendo, chupando e beijando, nesta mesma sequência. Quando Jimin percebeu que o moreno ia descer as investidas para seus mamilos, jogou o corpo um pouco para trás se apoiando com os braços atrás do corpo facilitando as coisas para o moreno.

Este que, mantinha uma mão estimulando o mamilo direito de Jimin enquanto chupava e mordiscava o esquerdo, dando prazer ao menor.

Jimin amava aquilo.

Repetiu o processo no direito quando viu que já estava perdendo tempo demais no outro. Jimin olhou para o ato que Jungkook fazia e sorriu ao ver o local em volta do seu mamilo estando avermelhado.

Quando Jungkook achou que estava bom, saiu de onde estava, ajeitando Jimin em cima do balcão e o puxando para outro beijo desesperado.

Jimin gostava de saber que Jungkook o queria e Jungkook gostava de mostrar.

O maior desceu Jimin do balcão e o colocou de costas com as mãos espalmadas sobre o mármore agora nem tão gelado.

Foi beijando lentamente os ombros de Jimin, as vezes moredendo e desceu, agora beijando uma linha reta nas costas de seu parceiro.

Quando chegou perto da bunda, tirou a calcinha de Jimin libertando seu membro completamente ereto e puxou seu quadril o deixando empinado.

Afastou as nádegas e  Jimin mordeu os lábios, ansioso pelo que viria á seguir.

Jungkook primeiro beijou o orifício rosado do Park e depois lambeu, fazendo o mesmo  gemer baixo.

Ameaçou penetrar a língua mas não o fez direto. Queria enrolar e fazer Jimin pedir pelo toque.

Continuou enrolando, lambendo algumas partes das nádegas e as mordendo algumas vezes.

Deu um tapa forte na banda direita e Jimin tremeu voltando a morder o lábios e jogar a cabeça para trás em sinal de tesão e de que queria mais.

Jungkook lhe deu outro tapa, agora na nádega esquerda, logo apertando-a, massageando.

Afastou as bandas de novo, lambendo o orifício e Jimin pediu.

-Será que você poderia fazer o favor de enfiar essa língua aí de uma vez? –perguntou irritado e Jungkook sorriu malicioso mesmo que o outro não pudesse ver agora.

-Com prazer, princesa. –disse e penetrou-o com o músculo quente e úmido, ouvindo Jimin gemer e rebolar contra seu rosto tomado pelo prazer.

Jungkook apertou a carne que tinha em mãos e continuou seu trabalho dando prazer ao namorado.

Parou repentinamente ouvindo Jimin resmungar e o virou para si o beijando.

Foram até a mesa que havia entre a sala e a cozinha, aquilo era como uma sala de jantar.

Jungkook pôs Jimin deitado na mesa, mas o menor negou, se levantando.

O moreno estranhou, mas viu Jimin ajoelhar á sua frente e ficou calado.

O menor sorriu malicioso para Jungkook e pegou em seu falo logo o abocanhando. Tinha as mãos massageando as bolas de Jungkook e logo deu uma atenção melhor as mesmas, chupando-as e agora masturbando seu daddy.

Quando Jimin se sentiu satisfeito com o que fez ali em baixo ouvindo os gemidos roucos de Jungkook, parou e sugou sua glande e beijando-a antes de ficar de pé novamente.

-Agora realmente não dá pra esperar mais. –Jungkook disse e pegou Jimin no colo prensando-o na parede do cômodo.

Encaixou seu membro na entrada do rosado e gemeu de alivio pelo tamanho prazer que era estar ali dentro. Foi penetrando devagar para o menor não sentir tanta dor e depois de pouco tempo, Jimin começou a se movimentar ali.

Jungkook pegou ambas as coxas branquinhas e começou a guiar os movimentos, no começo era devagar mas as estocadas foram se intensificando e ambos gemiam mantendo contato visual.

As vezes este contato era quebrado mas eles sempre voltavam a sustentá-lo.

Jimin gemeu alto quando sentiu Jungkook acertar sua próstata pela primeira vez.

-M- mais, ali... Oh, isso...

-Aqui? –perguntou irônico e com o familiar sorriso malicioso nos lábios, estocou forte fazendo Jimin gemer mais alto ainda, se é que possível.

-S- sim!  

O moreno continuou estocando naquele ponto até fazer Jimin gozar em ambos os abdomens.

E depois de mais algumas estocadas Jungkook também gozou, só que dentro de Jimin.

 Como estavam em pé, o maior encostou mais Jimin na parede, afim de se recuperar do orgasmo recente que teve.

Quando já estavam bem de novo e com as respirações normalizadas, o maior beijou a testa de Jimin.

-Agora vamos tomar banho. –Jungkook disse já andando a caminho do banheiro ainda com Jimin em seu colo.

-Espero que só banho mesmo, nem um bolo você deixa eu fazer. –bufou e Jungkook riu o beijando.

-Não consigo desgrudar de você. –disse quando quebraram o beijo e riu fazendo Jimin o acompanhar.

-Bom, então eu não vou nem reclamar disso. Acho bom não desgrudar.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...