História Tear In My Heart (Imagine BTS) - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Drama, Festa, Hentai, Hoseok, Jimin, Jungkook, Namjoon, Obsessão, Romance, Seokjin, Stalker, Suga, Sungoh, Taehyung
Exibições 48
Palavras 2.000
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Festa, Fluffy, Harem, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Suspense, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá.

Boa leitura.

Capítulo 8 - Voltar?


 Depois de 1 ano ele aparece? 

- Não gostou da surpresa? - seu sorriso era diabólico e causava-me desconforto. - Mimi-San gostava de surpresas. - sem permissão alguma, ele adentra meu apartamento e fecha a porta na maior cara de pau - Tadaima! - ele puxa-me para seus braços e beija o topo da minha cabeça. 

- Que porra é essa? - Yoongi empurra o ombro do moreno, fazendo-o cambalear. 

- Calma, Yoongi... - seguro seus ombros, agora tensos e o puxo para mim. 

- Prazer Tyler! - ele se reverencia sorrindo.

Tyler estava claramente bêbado, suas bochechas vermelhas e seu cheiro de perfume com álcool era perceptível. Tyler sempre fora calmo e um tanto calado. A não ser quando bebia, e falava simplesmente tudo que não devia.

Sua inteligência e timidez era o ponto forte para deixar o garoto nerd, sexy aos meus olhos.

Seu estilo continuava o mesmo. Cabelo bem preto em um topete desgrenhado, os olhos verdes claro, seus lábios bem rosados e perfeitamente assimétricos, sua pele levemente bronzeada, que sinceramente fazia-me suspirar. Seu óculos azul marinho e sua blusa pólo, davam o contraste com sua calça rasgada e piercing no lábio

- Suga, pode me esperar no quarto? - olho para Yoongi que até agora não tirou os olhos do garoto "desconhecido"

- Mi... Qualquer coisa me chama. - ele segura meu rosto ambas as mãos e sela nossos lábios em um beijo rápido. 

- Wow - Tyler ri e só agora pude ver uma garrafa de soju em sua mão. - Você transou com esse bostinha? - meio cambaleante anda até meu sofá creme e se joga no mesmo.

- Como sabe onde moro? - cruzo os braços e arqueio a sobrancelha.

- Talvez... Eu esteja te seguindo a um ano. - ele ri dando um gole farto na bebida em sua mão.

- E Por quê? - ando até o mesmo puxando a garrafa de sua mão, e empurrando seu peito. - Sabe que não pode beber - empurro seu peito novamente e coloco a garrafa sobre a mesa.

- Porque eu não te esqueci. Você quem terminou comigo e sem motivos. - ele faz uma bico e se ajeita no sofá.

- Porque você me traiu, e me usou? - puxo seu antebraço para que o mesmo levante. - É você quem anda me seguindo, me mandando mensagens? - seguro seu antebraço com força.

- Talvez, e que diferença faz se for eu ou não? - ele revira os olhos e tira minha mão de seu antebraço.

- Sai daqui, e para de ser doente - empurro seu ombro, mas Tyler apenas ri e bagunça as madeixas. 

- Eu não vou sair Hirai - segura meu pulso e me empurra - Porra, não vou. 

- Mas que... - solto meu pulso e ando até a porta abrindo-a.

Eu e Tyler já não falávamos, e sim gritavámos um com o outro. Com certeza se isso continuasse, os vizinhos iriam chamar o síndico do prédio, e isso iria gerar problemas.

Yoongi aparece com o semblante sério, parecia irritado, e se o olhar dele matasse, com certeza Tyler já estaria morto.

- Dá para sair? - Yoongi fala frio apontando para a porta.

- Tyler, quando você não estiver assim - aponto para o mesmo - Conversamos, ok? - ele pende a cabeça para o lado e coloca o indicador no lábio.

- Amanhã - Tyler aponta para mim saindo do apartamento sem olhar para trás.

Eu queria entender porque diabos, meu ex estava me perseguindo. Ele se tornou um psicopata, e eu não sabia, com certeza sua família iria se decepcionar se soubesse de algo parecido.

Fecho a porta com o pé, e deslizo pela mesma. Meus problemas haviam voltado, justamente quando tudo estava começando dar certo.

Mas ainda tinha uma dúvida... As mensagens, quem poderia estar me enviando? 

Agora faz sentido... O garoto no ônibus, seu perfume, o toque... Era Tyler.

- Ei Mi... Vamos dormir - Yoongi senta a minha frente e apoia suas mãos em meus joelhos. 

- É... Melhor - solto um suspiro e cutuco seu nariz, ainda levemente vermelho.

- E quem é ele? - pergunta com a sobrancelha arqueada.

- Meu ex namorado. - coloco minhas mãos sobre as suas, acariciando seus dedos gélidos. - Não está com frio? - Yoongi ainda estava apenas de cueca.

- Estou, e ficaria grato se fossemos para o quarto - ele sorri e se levanta, estendendo a mão.

Levanto-me do chão segurando na mão de Yoongi.

- O que vamos fazer amanhã - Yoongi pergunta passando as mãos por meus braços.

- Não sei. Ainda tenho que trabalhar - reviro os olhos, e adentro no quarto juntamente de Yoongi.

- Ah... Te busco no trabalho amanhã. - Yoongi se joga na cama e bate em seu colo.

- Se não se incomodar com Sungoh... - desligo a luz, e ligo o abajur azul que tinha em cima da cômoda, checo as horas no celular e deito ao lado de Yoongi, que estava sentado.

- Sério que vai dormir? - pergunta, retirando o edredom que eu acabara de me cobrir. - Mi... - ele pega minha mão esquerda e passa por cima do volume em sua boxer justa.

- Yoongi... Já está tarde, preciso dormir. Sabe disso - falo mordendo o lábio com a respiração falha. 

- Ah Mi... - ele fala manhoso. 

Yoongi enfia minha mão por dentro de sua boxer, e começa a manusear seu membro com minha mão. Eu poderia muito bem tirar minha mão ou não ajuda-lo, mas eu queria tanto quanto ele. 

Seguro seu membro e começo a masturba-lo em um ritmo nem tão rápido, e nem tão lento.

- Porra Mi - Yoongi pende a cabeça para trás e fica com a boca entreaberta.

(...)

Acordo com feixes de luz adentrando o quarto, viro-me lentamente e Yoongi não está mais ao meu lado.

- Não fugi - assusto-me ao ver Yoongi já arrumado no batente da porta - Tenho uma reunião... Não vou poder te levar, ok? - sento-me na cama e espreguiço-me.

- Sem problema - dou um sorriso e levanto-me da cama.

- Me liga quando sair do expediente. - Yoongi segura meu rosto com as mãos e dá um beijo rápido, saindo em seguida.

Ando preguiçosamente para a cozinha, hoje finalmente iria tomar um café tranquila.

Fuço minha geladeira à procura de algo, e resolvo fazer uma omelete carregada de queijo.

O apartamento estava mais silencioso do que o normal, o único barulho que podia ser ouvido era da faca cortando os temperos.

Despejo os temperos na frigideira, refolgando tudo.

(...) 

Dispo-me de forma rápida e entro no box, sem nem ao menos esperar a água esquentar.

Eu tinha que arrumar o apartamento e fazer o almoço, e ainda tinha que me resolver com Tyler. Acima de tudo que ele me fizera, eu não guardava rancor algum.

Passo meu sabonete por meu corpo e acabo lembrando de Yoongi. Eu estava com uma certa culpa, aliás, um dia antes eu estava com Namjoon, mas não tínhamos nada, e ele não parecia querer algo sério, assim como Yoongi também não. Eu já sou adulta e não tenho que reprimir meus desejos como fazia antigamente, não agora.

Céus... Eu já queria sentir Yoongi novamente. Parece que uma grande parte de mim, não havia saciado todo o desejo por Min Yoongi, mas outra parte clamava por Namjoon. Não só por estes dois. Eu estava louca... Só pode.

Mudo a temperatura para gelada. Era disso que eu estava precisando! De banho gelado para tirar esses pensamentos perversos.

*Namjoon On*

Yoongi acabara de chegar em casa com um sorriso largo. 

O mesmo dissera ontem que iria sair com uma amiga, e que depois viria para casa. O que não aconteceu... E o melhor de toda sua mentira, é que sua "amiga", na verdade é a minha melhor amiga: Hirai Naomi.

*Flashback on*

Estava sentado em um banco de frente para o bar, um de meus braços estava apoiado no balcão, enquanto o outro levava mais um drink a minha boca.

Eu não tinha costume em beber, mas com tantos problemas aparecendo, eu só queria esquecer por um breve momento que fosse.

- Hyung... Hiromi está cansada, já vou indo. - Hoseok bate em meu ombro e se levanta.

- Tchau Nam - a garota ruiva com seu sotaque fofo e se reverência, saindo acompanhada de Hoseok.

- Como foi seu encontro Jimin? - tiro meu celular do bolso traseiro e desbloqueio.

- Ela é bem bonita... Um pouquinho tímida e calada, mas incrível - olho para seus olhos que continham um certo brilho - É alemã. - toma um gole de sua bebida.

- Parece interessante - meus olhos cravam em uma foto que Naomi fora marcada. Yoongi saiu com Naomi, sem nem ao menos nos convidar. Ambos estavam sorridentes o que fez meu sangue ferver. - Park, vamos. - pago pelas bebidas e saio com um Jimin confuso ao meu lado.

*Flashback off*

- Não acha que está atrasado? - paro na frente de Yoongi, que olha-me com o cenho franzido.

- Ainda temos tempo, só preciso tomar café - Yoongi passa por mim con um sorriso ladino, mas antes que estivesse longe demais, seguro em seu braço.

- Nem pense em brincar com a Naomi - aponto para seu rosto que tornou-se sério.

- Me solta porra. Você não manda nela - Jungkook aparece com o semblante assustado e grita para alguém venha até a sala.

- Não vou me limitar em quebrar essa sua cara, caso eu descubra que está usando-a. - seguro seu braço com mais força.

- Hyung - Taehyung coloca a mão em meu ombro e Jungkook tira minha mão do braço de Yoongi. - O que houve? - V olha para mim, depois para Yoongi.

- Namjoon acha que manda em tudo. - olho para seu pescoço marcado, onde um colar com o pingente N, chama-me a atenção.

- O que é isso - agarro seu colar, já sentindo-me totalmente fora de mim.

*Namjoon off*

Sr. Wang estava sorridente e dissera que o trabalho hoje seria leve. Vou para a parte dos funcionários, e visto meu uniforme: Camisa social branca, calça social preta, um avental creme e um laço no coque bem feito.

- Sungoh não chegou? - amarro o avental em minha cintura e ajeito o laço marrom no cabelo.

- Já sim. Está cuidando dos jogos. - Sr. Wang fala sorrindo e ajeita seus óculos.

Ando calmamente preparando-me mentalmente para mais um dia de trabalho.

- Mimi - reconheço a voz de imediato e virando-me com um sorriso largo, meus olhos encontram Taehyung e Jungkook.

- Noona - Jungkook corre em minha direção e abraça-me - Viemos comprar uns jogos novos.

- Saí - Taehyung puxa Jungkook e me abraça - Noona - ele me aperta e dá um beijo em minha bochecha.

Jungkook estava com a sobrancelha arqueada e fazia um bico fofinho.

- Preciso trabalhar... Não posso ficar aqui à toa. - falo rindo e puxando ambos para a parte da cafeteria.

- Porque essa fissura em chama-la de noona? - Kook empurra Taehyung.

- Porque é sexy - Taehyung dá uma risadinha e vejo a bochechas de Jungkook ruborizarem.

- Omo! Sujo! - Kook bate na cabeça de Taehyung.

- Não me bata! Eu sou seu Hyung - faz bico com cenho franzido.

Começo a preparar um chocolate quente para ambos, já que hoje estava um pouco mais frio. 

- Noona! - Taehyung chama-me animado - Os hyungs brigaram hoje - Kook coloca a mão sobre a boca do moreno, mas logo tira com uma expressão de nojo.

- Hyungs? Qual deles TaeTae?- pego as duas canecas com chocolate quente e coloco na frente de ambos.

Os dois estavam sentados em uma mesa para quatro pessoas e pareciam ter sido ligados na tomada.

- Jin irá brigar por ser fofoqueiro. - Jungkook aponta para o moreno com a sobrancelha arqueada.

Deixo os dois "discutindo", enquanto checo os novos produtos em uma pequena cardeneta.

- Já volto - falo para os dois que assentem. Caminho em direção a área dos funcionários a procura de Sr.Wang. 

Tinha um dos produtos que não havia sido reabastecido, e isso poderia complicar mais tarde.

- Sr. Wang? - entro no local para funcionários. Rolo os olhos pelo local a procura do meu chefe, mas nada. Assim que estou girando a maçaneta para sair, minha boca e olhos são tapados.


Notas Finais


Beijos de elfo. ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...