História Teen Complications - 1° temporada - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Adolescente, Contos, Drama, Escola, Fanfic, Ficção, Ficçãogeral, Juvenil, Lésbica, Mistério, Popular, Romance, Selenagomez, Suspense, Teen
Exibições 1
Palavras 2.273
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Saga, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Segundo episódio.

Capítulo 2 - Bem-recebida (Well Receive)


Fanfic / Fanfiction Teen Complications - 1° temporada - Capítulo 2 - Bem-recebida (Well Receive)

Lívia (narração): "Aonde quer que você vá, sempre gosta de ser bem-vindo. Não importa se seja em um lugar bom ou ruim, tempestuoso ou calmo, infantil ou real, sempre gostamos de querer que as pessoas queiram nossa companhia, nossa preocupação, nossa interação. Acho que estou começando a ver isso com meus novos amigos, o modo como fui bem-recebida está me impressionando. Vamos ver até que ponto isso será útil".

Ainda na festa de David, todos estávamos bem animados, apesar de não ter muita bebida nesse open bar que ele estava dando. David estava dançando comigo, quando olho para o lado e vejo Eduardo surgindo. Paro de dançar e vou até ele.

Lívia: Edu, você veio.

Eduardo: É... Acabei... Vindo.

Lívia: Que bom que veio, você não sai muito com a galera não é?

Olhei para o lado e vejo David nos encarando.

Eduardo: Não, não... Hoje eu vim só para saber como é se divertir com eles.

Logo os amigos dele chegaram e atrapalharam nossa conversa. Pedi licença e voltei para David.

David: Vem, vamos fazer uns jogos legais.

David pediu a atenção dos amigos e pegou dois copos de 1,5 litro, e encheu de cerveja. Ele explicou como o jogo funcionaria.

David: Então, rapaziada, o negócio aqui é o seguinte: vamos fazer um campeonato de quem toma mais cerveja. Vamos começar com duas candidatas gatas, senhorita Kezya Yang, e senhorita Lívia Monteiro.

Kezya logo me desafiou, isso porque eu nunca tinha bebido nada. Eu estava com um frio na barriga enorme. Não queria que todos ali me zoassem porque eu não bebo.

Kezya: E ai, vai encarar? O intestino aqui, amor, é forte.

Eu fiquei nervosa, mas aceitei o desafio e a encarei.

Todos gritavam: bebe! Bebe! Bebe!

Nós duas começamos a beber os copos de cerveja. Logo venci Kezya após 5 copos, claro que não dava pra tomar tudo de uma vez, mas vencia quem tomasse mais em um minuto. Logo David foi trocando de concorrente, e eu cada vez mais querendo vomitar a cerveja porque realmente tinha um gosto ruim pra mim, mas eu estava ali para me divertir e entrar para aquela nova turma.

Enquanto isso, em casa, minha mãe continuava pensando em como teria sido diferente se ela e papai não tivessem se separado. Talvez nós formássemos a família perfeita. Mas logo ela se lembra das discussões, dos conflitos que envolviam a minha guarda, etc.. Ela é interrompida por um telefonema de uma amiga. Ela olha para o relógio e vê que já passam das 22h.

Na festa, eu já estava realmente enjoada, mas ainda sim queria continuar com aquele jogo. Tinha vencido a maioria dos garotos, e poucas garotas se atreviam a me enfrentar. Quando venci Derek, um garoto do 2° ano, David parou a brincadeira para fazer um anúncio.

David: Muito bem, senhorita Monteiro, venceu todas as fases, agora vamos ver se consegue vencer o chefão!

Lívia: E quem é o chefão?

David: Eu. Vamos ver se consegue me vencer... mortal...

Ele enche nossos copos, e começa o desafio, do nada, eu começo a lembrar dos meus antigos amigos.

*Cenas de flashback*

Lívia (narração): Eu tinha saudades dos meus antigos amigos. Eles eram muito legais comigo. A Minnie era minha melhor amiga, ela me contava tudo, lembro quando ela chorou muito quando eu fui embora. Tinha o Seal, que era um cara muito legal. A Minnie vivia dizendo que era pra eu apostar nele, que ele gostava de mim e etc. Tinha também a Beca e o Finn, eles eram namorados e sempre que dava, tinham suas DR's bem na nossa frente. Mas eles nunca me deram bebidas nem nada do tipo, nós nos divertíamos muito sem precisar usar nada - Lívia aparece em uma roda com seus amigos, rindo e batendo em Minnie.

*Fim do flashback*

De repente, eu paro de beber e jogo o copo no chão. Todos se voltam para mim, e eu digo em alto e bom som:

Lívia: Você venceu, David. Não aguento mais.

Todos dizem "ahhhh"... Mas eu não poderia mais continuar com aquilo, não depois de lembrar dos velhos tempos e ver que eu não estava sendo eu mesma.

Em outra parte da festa, Kezya flertava com um rapaz muito bonito, ele era ruivo e tinha olhos castanhos claros. Ele também era branco, e tinha tatuagens nas costas e nos braços.

Leo: E, aí, gata, vamos dar uma volta?

Kezya: Não sei. Nem lembro seu nome. Pra onde você quer me levar?

Leo: Pra um lugar bem maneiro. Vamos lá. Meu nome é Leo, Leo "Snake" se preferir.

Kezya: Ah, quer saber, vamos sair logo daqui, não tenho nada a perder. Pode ser a última vez que fico com alguém na vida.

Vi Kezya saindo com Leo de mansinho, mas eu não imaginava o que eles iriam fazer. Depois de vomitar muito e estar bem zonza, eu fiquei sentada em uma cadeira perto do banheiro, caso a vontade de vomitar voltasse. De repente, Eduardo chega para conversar comigo.

Eduardo: Tá tudo bem?

Lívia: Não. Estou muito enjoada e tonta. Não posso nem andar. Sinto que a qualquer momento vou desabar no chão.

Eduardo: Se quiser eu te levo em casa.

Lívia: Claro.

Me apoio nos ombros de Eduardo, quando David aparece.

David: Lívia? O que foi? Tá tudo bem?

Eduardo: Ela está enjoada e passando mal por conta daquele joguinho que você fez.

Lívia: Eu só quero ir pra casa.

David: Eu te levo.

Eduardo: Não. Eu já disse que ia levar ela.

David: Mas você não vai levá-la. Eu tenho carro.

Eduardo: Ela está assim por sua culpa, o máximo que você poderia fazer era deixá-la em paz.

David: Olha aqui, cara....

Lívia: Queridos, dá pra parar, eu tô passando mal bem aqui e vocês querem brigas? Por favor, deixa que o David me leva, Edu, ele ta de carro e eu acho melhor. Se eu voltar de ônibus com você vou acabar vomitando lá. E eu não quero dar prejuízos pra você.

David: Vem, eu te levo. Fica esperto!

Eles se encararam e Eduardo ficou calado. Eu realmente estava chocada com essa briga deles do nada.

Kezya e Leo estavam transando não muito longe dali. Ela recebe uma mensagem de sua mãe, pedindo pra que ela volte, mas ele desliga o celular e volta a transar com ele.

Gabriela e Daniel não paravam de se olhar um segundo sequer. Kezya já havia comentado comigo que eles ja haviam ficado algumas vezes. Mas agora eles queriam algo diferente. Daniel acaba chegando em Gabi.

Daniel: Você está muito linda.

Gabriela: Obrigada. Vamos tomar alguma coisa?

Daniel: Vamos.

Eles foram e acabaram se agarrando no meio do caminho. Foi um beijo quente, demorado e ousado. Acho que eles ficariam assim a noite toda.

Já Alessandra atraia os olhares da noite. Ela era realmente linda, tinha lábios carnudos e brilhosos, além de olhos azuis. Isso atraía todos os homens para perto dela, e ela gostava, tanto que o apelido dela na escola era "VR - Vaca rodada". Ela estava fazendo uma coisa quente, estava rodeada de homens e dando beijos em cada um deles. Uma esfregação na piscina que não tinha como não notar. Parecia mais uma orgia, só que com pessoas vestidas. Enquanto isso, o diretor a esperava no quarto dela, que ficava em um hotel perto da escola, pago por Shepherd. Ele ligava para o celular dela e não obtia resposta. A esposa dele também esperava por ele em casa para jantar, mas a comida ja esfriava e ela ficava triste. A música que toca neste momento é "Blue Jeans" da Lana Del Rey, que alterna as cenas.

Werlley e Victória também estavam se divertindo. Nos estudos. Eles pesquisavam muitas coisas sobre fisioterapia e psicologia, que era o que eles queriam ser, respectivamente.

David e eu chegamos em frente à minha casa.

David: Pronto. Entregue.

Lívia: Me desculpa por ter desistido tão fácil da brincadeira. Eu comecei a pensar em um monte de coisas e acabei desistindo.

David: Não tem problema. E você está bem mesmo né?

Lívia: Estou. Tudo que eu preciso agora é de um banho. E dormir.

Quando me preparo para sair do carro, ele me chama novamente.

David: LÍVIA.

Lívia: Oi?.

Ele me beija. Foi um beijo bom e rápido, mas foi muito bom.

David: Me desculpa, eu não deveria ter feito isso, foi impulso.

Lívia: A gente se fala amanhã. Até.

Não resisti e dei um selinho nele. Olhei e ele sorriu. Então sai do carro. Quando entrei em casa, ha passava das 2h. Passei pelo quarto da minha mãe, ela estava dormindo, quando ela se mexeu, fui muito rápido para o meu quarto, tomei banho, comi alguma coisa, tomei um remédio para dor de cabeça e dormi.

Acordei as 9 da manhã, bem atrasada, mas ainda dava tempo de pegar a segunda aula, saltei da cama, tomei um banho rápido, desci e minha mãe estava saindo para arrumar emprego.

Anna: Mas o quê? Você ainda não foi a escola?

Lívia: Não. Acordei atrasada, mas ainda dá tempo de pegar a segunda aula.

Anna: Que horas você chegou ontem? Liguei pro seu celular para saber, mas só dava fora de área, e essa sua amiga, onde ela mora?

Lívia: Mãe, desculpa, mas não tenho tempo para discutir isso. Estou atrasada e preciso ir. Depois nos falamos.

Dou um beijo nela e saio.

Quando chego na escola, todos já começam a falar comigo, e me conhecem como a "garota dos copos de cerveja". Encontro Kezya, Gabriela, Daniel, Werlley, Victória e a tal Alessandra. Eles estão juntos conversando. Quando eu chego, Kezya me apresenta a Alessandra.

Kezya: Aqui está a Alessandra Stevens, Lívia Monteiro.

Alessandra: Prazer, novata.

Lívia: Prazer.

Alessandra: Já ouvi falar muito de você hoje. Soube que tomou quase 11 copos de 1,5 de cerveja. Está bem famosa.

Lívia: Foram 11? Nossa, nem contei. Também, tô meio de ressaca ainda. Mas só me sinto um pouco lerda.

Alessandra: Sei como é.

Alessandra olha para uma janela e vê Robert a chamando. Ela assente com a cabeça.

Alessandra: Bem, nosso papo vai ter que ficar para outra hora, Lívia. Nos vemos na aula.

Kezya: E lá vai ela sumir de novo. Espero que ela não chegue atrasada de novo.

Lívia: Queria saber onde ela vai todos os dias.

Kezya: Hello, querida. Ela só pode ir atrás de uma palavrinha de cinco letras.

Lívia: Ah é? Qual?

Kezya: Vou até soletrar pra você ver. P-E-N-I-S.

Nós rimos.

Lívia: Você é demais, garota. Mas porque diz isso?

Kezya: Bem, eu não né, todos dizem. Ela já foi pega transando no banheiro da escola com um aluno do 1°. Não é à toa que o apelido dela é VR.

O sinal toca. Alessandra chega a sala de Shepherd.

Robert: Mas o que você pensa que é?

Alessandra: Olha, eu queria....

Robert: Eu fiquei te esperando por duas horas naquele maldito apartamento. Porque você não apareceu. Onde estava?

Alessandra: Me desculpa, tá legal. Eu tinha ido pra festa na casa do David, aquele David da minha sala.

Robert: Você viu a mensagem que eu te enviei?

Alessandra: Não, eu nem peguei no meu celular ontem. Ah, me desculpa vai, olha, hoje à noite eu prometo te recompensar pelo furo de ontem.

Robert: Você me dá a sua palavra?

Alessandra: Dou. Hoje à noite, sem furos. Agora ja vou indo, tenho aula.

Ela o beija e ele ainda olha desconfiado para ela.

Na aula, eu já tinha conhecido várias pessoas. Agora eu não era mais "a novata", era "a garota dos 11 copos de cerveja". Quando David sentou ao meu lado, todos ficaram vidrados em nós, e eu fiquei um pouco envergonhada, mas fui cedendo. A garota que gostava dele, April Klum, me olhava com fogo nos olhos. Ele e Klum não tinham tido mais nada desde o ano passado, mas ele bem que tentava se aproximar dele. Eduardo também vinha falar comigo sobre a minha nova fama, e David não gostava. Eu achava que David estava realmente gostando de mim. As coisas estavam começando a ir bem pra mim. Eu realmente tinha me lembrado que na noite passada eu era uma Lívia antes da festa e me tornei outra depois desta. Kezya falava com alguém no Whatsapp. Era Leo. Ela sorria e ficava toda boba com ele no celular. Alessandra me olhava muito, e sorria para mim durante a aula. Eu estava achando legal, visto que eu ainda não havia passado nem um tempo sequer com ela. Daniel e Gabriela agora andavam sempre juntos, abraçados, mas não me surpreenderia se eles falassem que eles estão ficando ou coisa do tipo. Eles eram muito bonitos juntos. Formavam um belo casal. Eu shippo #Gabriel. Victória e Werlley pareciam bem mais focados do que o resto de nós, eles realmente queriam passar logo de série. Enfim, sinto que já fui bem recebida nesta escola, e que todos estão ficando meus amigos. Kezya Yang, Alessandra Stevens, Gabriela Barros, Daniel Morrez, Victória Yang, Werlley Gregory, David Hawark e Eduardo Divens, eles já estavam sendo mais do que meus novos amigos, e eu já estava os amando.

Lívia (narração): "Um tubarão seria bem recebido em uma piscina infantil cheia de crianças? E uma minhoca, seria bem recebida em um ninho de formigas? Essas e outras questões sobre a hospitalidade das pessoas e de tudo que está a nossa volta surgem em nossas mentes quando chegamos a um lugar novo, com novas possibilidades, oportunidades, novos sabores, novas pessoas, novos ares. Nunca saberemos ao certo onde seremos bem recebidos ou não, mas uma coisa é certa, o sentimento que temos em nosso coração, aquele com quatro letras, sempre saberemos que ele estará lá, pronto para entrar e ser recebido, ficar e ficar por uma vida inteira. E um outro sentimento também quer entrar aí, e esses dois sentimentos andam tão lado a lado, fica difícil de deixá-lo de fora. Esses dois sentimentos irmãos que são sempre bem recebidos nos nossos corações chamam-se: AMOR e AMIZADE. Esses, eu tenho certeza de que são bem recebidos em qualquer lugar."

O episódio termina com Lívia sorrindo e brincando ao lado de Kezya, Victória, Daniel, Gabriela, Alessandra, Werlley, Less e David. A música que o encerra é"On Top Of The World", do Imagine Dragons.


Notas Finais


#BemRecebida postado. Espero que tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...