História Teen Wolf Apenas uma noite - Capítulo 39


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Exibições 115
Palavras 4.096
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Mais um capitulo...
Se tiver confuso me deem um toque...

Capítulo 39 - Bom dia


CAPITULO XXXIX_ BOM DIA

 

 

Scott parou o carro junto ao hospital, antes de descer ele agarrou seu celular que vibrava em seu bolso, estranhando ao ver uma mensagem de Stiles, balançando a cabeça sem entender direito, apesar de que se tratando do jovem Stilinsk nunca conseguira compreender mesmo. Inalando duramente ele desafivelou o cinto, descendo do carro, atravessando a curta distância que o separava da entrada do edifício.

_ Scott!_ Sua mãe disse assim que entrou_ Veio por causa do corpo?

_ Sim!_ Ele abraçou a mãe_ John me ligou, Deaton e ele estão me esperando.

_ Claro que estariam não é?_ Ela riu o acompanhando_ Não consigo parar de pensar no monstro que esteja fazendo isso! É desumana a forma como ele está matando, os pobres coitados não tiveram a mínima chance de se defender.

_ Não se esqueça que estamos falando de um monstro real aqui mãe!_ O moreno respondeu já dentro do elevador rumo ao andar do necrotério_ Se ele for mesmo um lobisomem deve ter perdido totalmente sua humanidade.

_ E Stiles?_ A enfermeira perguntou_ Ele não veio com você?

_ Não!_ Ele deu de ombros_ Tinha outras coisas para fazer, como tirar o atraso com um amigo antigo que ele encontrou hoje á tarde!

_ Amigo antigo?_ Melissa o encarou desconfiada_ Que amigo seria esse? Stiles não perderia isso aqui por nada!

_ Também não sei que amigo seja mãe!_ O alfa saiu do elevador_ Mas Stiles é Stiles não é? Ele não veio com um manual de instrução, tem funções Stilinsk que ainda não consegui decifrar!

_ Scott não fale assim do Stiles!_ Ela disse abrindo a porta do necrotério _ Aqui estamos!_ Ela riu quando os dois homens os encararam.

_ Scott, Stiles não veio com você?_ O xerife perguntou.

_ Não, ele está na casa de um amigo!_ Ele deu de ombros_ Acabei de receber a mensagem, então não sei de mais nada!_ Olhou para o local onde estava o corpo_ Algo diferente dessa vez?

_ Não, nada!_ John o respondeu_ Mesmo MO._ Caminhou até onde estava o corpo, levantando o lençol que o cobria.

O jovem alfa se aproximou olhando o cadáver ali estendido, as marcas profundas no corpo agora estavam limpas, sua garganta dilacerada e sua face em carne viva. Num suspiro ele tentou cheirar algo, mas a única coisa que ele podia sentir era os produtos químicos usados na a limpeza do corpo.

_ Alguma peça de roupa?_ Ele perguntou olhando para o xerife, que balançou a cabeça negativamente_ Beco sem saída outra vez!

_ Quem está por trás disso, sabe muito bem o que está fazendo!_ Deaton se pronunciou_ Ele parece sentir prazer em fazê-los sofrer, talvez seja por isso que não os toca sexualmente,ele encontra sua satisfação na dor que os causa!

_ Portanto se não o pegarmos ele continuará matando?_ John indagou encarando o veterinário que balançou a cabeça em afirmação_ Mas como parar um psicopata? O maldito não deixa pistas! É como se ele estivesse brincando conosco.

_ Liam teve um pesadelo hoje à tarde!_ Scott disse sem direcionar a alguém especifico_ Quer dizer não sei se posso chamar de pesadelo!_ Todos os olhares se voltaram para ele_ Disse que viu alguém na cozinha, um garoto coberto de lixo, arranhões e mordidas pelo corpo, garganta arrancada e face queimada!_ O moreno suspirou passando a mão por seu rosto, enquanto olhava para o corpo_ Diga que foi uma coincidência Deaton!_ Ele olhou para o veterinário.

_ Infelizmente acho que não posso dizer isso Scott!_ O homem o respondeu num tom uniforme_ Liam agora despertou seu status como alfa Anima, não tenho a mínima idéia onde seus poderes poderão chegar! As lendas não são muito claras, não posso afirmar o que é real ou não, mas pelos ultimos dois últimos incidentes, acredito que posso pelo menos alegar uma delas como verdadeira!

_ Já disse que não suporto rodeios Deaton!_ O jovem alfa o encarou irritado.

_ Liam pode tocar as almas dos mortos!_ O homem mais velho disse.

_ Como assim?_ O xerife perguntou_ Já não basta o que ele sofreu na vida, agora meu filho vai ficar sendo atormentado por almas penadas?

_ Filho?_ Melissa indagou confusa, mas o xerife apenas a respondeu com um gesto dando a entender que explicaria depois.

_ Mais ou menos isso xerife!_ Deaton tornou voltando ao foco em questão_ Anima significa alma, aqui relacionado com espírito, vida!_ Ele suspirou_ Ele é um sinal de vida, um farol para aqueles que não querem enfrentar a morte!

_ Droga!_ O Stilinsk soltou um suspiro_ Não tem como parar, um botão para desligar isso, Liam é só um menino!

_ Infelizmente não meu amigo!_ O veterinário disse_ Só resta esperarmos e estarmos prontos para ajudá-lo em toda essa transição!

_ Confesso que essa coisa toda de Anima me assusta!_ O alfa verdadeiro disse_ Eu... Eu só queria saber com exatidão sobre esses poderes, porque ver meu lobinho confuso e amedrontado é angustiante!

_ Como disse Scott tudo o que temos são especulações, histórias contadas de boca a boca! Algumas lendas chegam afirmar que o sangue de um Anima é capaz de ressuscitar os mortos ou de prolongar a vida dos vivos, conta-se que muitos deles perderam suas vidas devido a isso, pela ganância de alguns alfas que sonhavam com poder e vida eterna!

Liam riu quando ouviu os suaves passos que atravessaram a sala em direção a cozinha, virando de costas ele ignorou o menino, fingindo estar concentrando em terminar de lavar as folhas da alface para a salada. O pequeno entrou no ambiente silenciosamente, chegando a suas costas ele imitou um rosnar, agarrando suas pernas e Liam deu um grito exagerado, virando-se na direção do filho.

_ Sou eu papai!_ Alex disse rindo_ Eu assustei você não foi?

_ Claro que me assustou!_ Ele respondeu_ Veja como minhas mãos estão tremendo!_ Mostrou a ele ainda atuando._ Desse jeito você vai matar o papai de susto!

Ele se abaixou o pegando no colo, mordendo uma de suas bochechas, fazendo cócegas em sua barriga, rindo com o menino que se contorcia em seus braços, depois caminhando até a mesa o colocou sentado numa das cadeira.

_ Onde está o Scott?_ O menino perguntou.

_ Agora é Scott de novo?_ Liam perguntou voltando a seus afazeres_ Você tem alguma pergunta sobre a nossa conversa de hoje à tarde?

_ Não! Mas eu tenho que chamá-lo de pai?_ O jovem lobo se virou e encarou seu filho_ É que e se eu me esquecer?

_ Se você esquecer tudo bem, mas ele é papai seu tanto quanto eu, não pode esquecer disso!_ Liam sorriu.

_ Porque então ele nunca veio me ver?_ O lobinho questionou_ Se ele também é meu papai ele devia estar com a gente sempre, não devia?

O jovem lobo suspirou se aproximando do pequeno, puxando uma cadeira ele se sentou encarando-o.

_ Alex o Scott ama você!_ Disse_ Você ainda é só um lobinho, é difícil entender, certo!

_ É uma daquelas coisas que eu vou ter que confiar em você?_ Alex o indagou olhando bem dentro de seus olhos_ Quando eu crescer você vai me contar?

_ Sim, em partes!_ Liam sorriu pesando as palavras para dizer_ Scott não sabia que ele tinha colocado a sua sementinha na minha barriga, nem papai sabia! Então ele foi embora, tio Sty foi, tia Lydia, todo mundo foi, só ficou papai aqui!_ O pequeno o olhou confuso_ Ninguém sabia que você estava crescendo dentro de mim!

_ Nem você?_ O menino perguntou.

_ Nem eu!_ Respondeu num suspiro_ Na verdade papai ficou com muito medo, porque você começou a crescer e encher a barriga do papai, fiquei parecido com um balão!

_ Doeu muito papai!

_ Doeu lobinho! Doeu porque você era forte, grande, um pequeno alfa!_ Ele riu_ Brett cortou a barriga do papai e te tirou de dentro dela! Quando eu vi você, eu fiquei com medo que o tirassem de mim, então eu fugi, fui embora, não contei para ninguém onde estávamos! Pai Scott não sabia de você, não tinha como ele saber! Mas quando ele te viu, logo percebeu que você era uma sementinha plantada por ele e desde então ele te ama!_ Ele se aproximou apertando seu nariz_ Não tem como não te amar Alex!

_ Porque você achou que iam me levar embora longe de você?_ O pequeno franziu o nariz.

_ Porque papai era bobo!_ Alex riu dele_ Eu tinha dezesseis anos Alex, sozinho, sem emprego, sem como te sustentar! E eu achava que seu pai Scott não queria ficar comigo!_ Ele mordeu o lábio inferior_ Então eu fugi, levando você para longe dele!

_ Mas ele quer ficar com você agora, não quer?_ O menino o olhou_ O coração dele bate rápido quando ele está perto de você!

_ É?_ Liam perguntou num sorriso_ Eu também quero ficar com ele Alex, papai ama seu pai Scott, sempre amou!

_ Até antes de mim?_ O pequeno fez beicinho_ Você ama ele mais do que eu?

_ Claro que não lobinho!_ O jovem lobo o encarou_ É um diferente tipo de amar! Quando você crescer, virar um lobo grande, você também vai amar alguém como papai ama o pai Scott! Faz parte da vida, para que nunca estejamos só!

_ Então quando eu crescer eu vou poder namorar a Luna?_ Alex perguntou_ Ela é tão bonita quanto à tia Lydia!

_ Sim meu Dom Juan de garras, você vai poder namorar a Luna ou qualquer outra ruiva que quiser!_ O lobinho abriu um sorriso_ Mas terá que ter minha aprovação e eu sou um papai muito ciumento viu!_ Ele o encarou_ Sem dúvidas quanto ao pai Scott?

_ Sem o que?_ O pequeno entortou a cabeça olhando-o.

_ Sem dúvidas!_ Liam sorriu_ Significa que agora você está certo sobre algo, que acredita ser verdadeiro!_ Alex ainda o olhou confuso_ Ainda acha que pai Scott não te ama?

_ Você disse que ele me ama não é?_ O menino respondeu _ Mas eu sei que ele me ama, todo mundo me ama!

_ Convencido!

Michael olhou para o garoto inconsciente a sua frente, sua cabeça pendida desconfortavelmente sobre seu pescoço, um olho estava inchado, seu lábio cortado, ele quase sentia pena dele. Dando alguns passos ele olhou para os dois homens encostados á parede, dois lobos para ser mais exatos, ambos tão mortais quanto seu alfa.

_ Não tem nada melhor para fazerem?_ Ele perguntou_ Vão ficar ai me vigiando!

_ Ordens de nosso alfa!_ Um deles respondeu sorrindo_ Cuidar para que o humano idiota não cometa nenhum erro!

_ O que acha que vou fazer?_ Ele questionou_ Soltar o humano patético?_ Ele apontou para Stiles_ Acha que vou perder meu trunfo? Eu quero a cabeça de Scott MacCall tanto quanto seu alfa!

_ Simon está pouco se lixando com esse alfa medíocre!_ O outro respondeu_ Ele está mais interessado no menino brinquedo, no que dizem ser um Anima!

_ Vocês acreditam nesta idiotice?_ Michael perguntou rindo e os dois deram um dar de ombros_ Vejo que vocês podem pensar fora da caixa! Isso é bom, muito bom!

Ele deu um sorriso enigmático na direção dos dois homens, depois baixou sua cabeça, alcançando o celular em seu bolso ligando-o, depois deslizou o dedo sob a tela, até achar o nome desejado.

O xerife olhou para a mulher de boca aberta a sua frente, sem jeito levou a mão sob a nuca, coçando-a por uns instantes, suspirando ele encarou para o copo de café a sua frente, remexendo o liquido negro.

_ Mãe!_ Scott riu_ Até parece que John não tem direito de cometer algum pecado, ele pode ser o xerife da cidade, mas é homem como qualquer outro aqui!_ Melissa o olhou incrédula_ A carne é fraca!_ Ele deu de ombros e a mulher riu.

_ Vocês homens são todos iguais!_ Ela balançou a cabeça_ E carregou isso com você todos esses anos John?_ O homem suspirou afirmando com a cabeça_ Tenho pena de você meu amigo!

_ Por quê?_ O xerife a olhou confuso.

_ Por ter carregado essa culpa idiota com você por todo esse tempo!_ Ela riu_ Claudia já sabia que estava doente John, ela se negou a começar o tratamento mais cedo!

_ O que?_ O Stilinsk perguntou surpreso.

_ Ela chegou a vir aqui me acusar de ser sua amante!_ A mulher o olhou triste_ Ela nos viu conversando na entrada do hospital e sua mente criou o resto da história, é triste John, eu sei que isso não muda nada, mas ela podia ter sido honesta com você desde o começo! Talvez tivesse evitado muitos dos traumas que você e o Stiles carregam hoje!

_ Eu não sabia Melissa!

_ Rafael quase acreditou nas alucinações dela!_ Ela suspirou sorrindo triste para o filho_ Foi difícil convencê-lo de que Claudia estava doente e criando coisas em sua mente!_ A mulher colocou sua mão sob a do xerife_ Escute meu amigo, eu não estou dizendo que você agiu certo, traição é traição!_ O xerife balançou a cabeça_ Mas pense no que isso resultou, Liam merece um pai de verdade, um pai feito você. Esqueça que o que fez foi errado, jogue fora peso da traição, se concentre no amor que seu filho agora merece! Porque meu amigo o garoto já carregou o peso de ter nascido de um erro por tempo demais! Se for entrar na vida dele, entre como pai que o quer de verdade, que vai amá-lo pelo ser humano maravilho que ele é, porque se for para bagunçar ainda mais a cabecinha dele, quem não vai deixar você fazer isso sou eu!

_ E se ele não me aceitar?_ Jonh questionou.

_ Xerife!_ O jovem alfa falou_ Liam poderá te rejeitar no inicio, se bem conheço meu lobinho, ele vai primeiro atacar, por medo de se machucar! Mas depois ele vai aceitar, sei que ele vai! Se não Stiles vai fazer com que ele aceite, de um jeito ou outro, aqueles dois juntos ainda vão nos deixar loucos!

Derek suspirou deitado de barriga para cima no sofá contemplando o teto branco, seu celular deitado sob seu peito. Ele estava inquieto desde tarde, era como se algo comprimisse seu peito, ele tentou falar com Stiles, mas a ligação caia na caixa postal, segunda a ultima mensagem seu menino estava com um amigo antigo, matando as saudades dos velhos tempos, que não era para ele se preocupar, mas isso não fora o suficiente, ele queria ouvir sua voz para confirmar que estava tudo bem, Stiles era seu bem mais precioso, seu companheiro de vida. Não era paranóia sua, algo não estava certo, ele só não podia dizer o que era.

Lydia ligou a ducha, entrando debaixo do spray quente, deixando que o calor da água cobrisse sua pele. Ela se sentia cansada, frustrada. Para que servia seus poderes se tudo o que ele conseguia era achar cadáveres. Ela queria ir além, poder descobrir quem estava por trás desses crimes hediondos, mas tudo o que podia era esperar e implorar a qualquer divindade que a escutasse, que cuidasse dos seus amigos, que cuidasse do bando MacCall, porque ela não precisava dos seus poderes banshee para saber que tudo estava ligado, no fim tudo resultaria neles.

_ Minha fada escura!

Seu corpo fora envolvido num abraço terno, o som da voz sussurrada em seu ouvido, provocou um arrepio que ascendeu sua pele. Encostando seu corpo sob o maior, ela fechou os olhos, abandonando-se nos braços de seu cão do inferno, movendo seu pescoço ela deu acesso a boca que suavemente deslizava num rastro de carinho. Suspirando ela abriu a boca, erguendo um de seus braços, puxando a cabeça trazendo-a de encontro a sua, selando suas bocas num beijo sujo.

Pouco depois ele se afastou, dando leves beijos em seu pescoço, chupando sua pele suavemente, suas mãos deslizaram por seus seios, apertando-os com vigor, esfregando seus mamilos numa caricia delicada, logo desceu por sua barriga, com toques leves, espalmando seu sexo por completo, tomando sua boca com volúpia. O entrar e sair de sua língua, era como um anuncio do que viria, sua mão tocava seu sexo sem pudor, numa tortura estravagante.

_ Parrish!_ Ela suspirou, sentindo quando um dedo sondou sua entrada_ Jordan!

Ele sorriu dando um beijo de boca aberta em seu pescoço, penetrando-a com o dedo, enquanto dava leves investidas com seu membro duro na fenda de seu traseiro perfeito. Ele adorava ver sua fada se transformar nessa deusa selvagem, totalmente entregue a sua mercê, embriagada em seu próprio desejo, abandonada em seus braços como um ser etéreo, único.

_ Parrish!_ Ela gemeu_ Jordan, eu quero mais!_ Ela suspirou_ Eu quero você!

Retirou sua mão, virando-a apoiando-a contra a parede, segurando suas pernas ele a levantou, segurando firme seu traseiro, encontrando o ângulo certo, a penetrou devagar num suspiro fundo, tomando seus lábios num beijo calmo, levando seu tempo, deixando-a aceitar seu comprimento, antes de começar sua dança primal, reivindicando-a novamente.

_ Lydia!

Ele sussurrou seu nome, entrando e saindo dela, um ato sublime, um ato de amor. Parrish sabia que muitos podiam fazer sexo, mas ele não. Sua fada escura era só sua e de mais ninguém. Com ela ele fazia amor, não cabia qualquer outra denominação, somente o mais puro dos sentimentos. Num grito único ambos chegaram ao ápice, se entregando um ao abraço do outro, deixando a água lavar o suor de seus corpos.

_ Ah, não vale pai Scott!_ Alex gritou fazendo beicinho quando ganhou no jogo novamente_ Não vale, você não pode me deixar ganhar!

_ Eu não estou deixando você ganhar!_ O moreno riu e o pequeno o olhou com uma carinha irritada, seus olhinhos trocando para o dourado_ Tá!_ Ele disse tentando esconder sua apreensão_ Tudo bem pai Scott, admite que deixou você ganhar!

_ Não vale!_ Ele jogou o controle sob o sofá_ Isso é trapaça! _ Alex suspirou encarando-o com seus olhos azuis novamente_ Não precisa me deixar ganhar sempre!_ O menino sorriu_ Eu quero ganhar de você pai Scott, mas tem que ser de verdade! Porque eu ganhei não porque você deixou! Se não vou contar para o papai que você está mentindo para mim!_ Ele arqueou uma sobrancelha numa cara safada.

_ Tudo bem!_ O moreno suspirou aliviado_ Não precisa apelar também não é!_ Ele apertou o nariz do filho_ Eu não quero ficar de castigo de novo!

_ Qual foi seu castigo pai Scott?_ Alex indagou.

_ Meu castigo?_ O alfa o olhou assustado_ Papai Dunbar...

_ Ele comeu toda sua salada!_ A voz de Liam o cortou e ele suspirou aliviado_ Pai Scott detesta comer salada lobinho!

_ Só isso?_ Alex deu ênfase a pergunta_ Quer trocar de castigo comigo?_ Ele curvou sua sobrancelha novamente.

_ Nada disso lobinho!_ O lobo de olhos azuis tornou sério saindo da cozinha, encarando o menino num franzir de testa_ Castigo é castigo e cada um tem o que merece! Quer que eu aumente o seu?

_ Não!_ O pequeno gritou_ O meu ta bom!_ Ele balançou a cabeça, depois levantou os braços espreguiçando-se, abrindo a boca num bocejo de sono_ Eu acho que estou com sono!

_ Você acha?_ Liam sorriu esticando a mão_ Vamos para cama então?

_ Pai Scott pode me levar?_ Ele perguntou num sussurrar_ Eu já estou grande quero dormir no meu quarto! Assim você e o papai Scott podem dormir na mesma cama igual o tio Sty e o Tio grandão!

_ Claro!_ Scott se levantou rápido, esticando os braços ele pegou Alex no colo passando por Liam com um sorriso vitorioso_ Eu vou te colocar na cama lobinho!

_ Você vai me contar uma história pai Scott?_ Alex perguntou.

_ Quantas você quiser lobinho, hoje você merece todas as histórias do mundo!

Stiles abriu os olhos devagar, mas mal conseguia ver devido ao inchaço de um deles, ele já não sentia mais seus braços, aliás, ele já não sentia todo seu corpo, pois tudo estava dormente. Sua garganta estava seca e machucada devido a seus gritos, queria não ter gritado, mas ele era humano e seu corpo não era nada contra os dois brutamontes que o espancaram-no. Michael até agora não dissera nada, somente assistiu ao espetáculo com um sorriso na cara feia. Fechando os olhos de novo, ele concentrou-se em seu lobo, no seu sorriso perfeito, na ternura de seus toques. Suspirando ele chamou por Derek, mesmo sabendo que ele não poderia ouvi-lo.

Scott engoliu um gemido, sentindo o calor envolvendo seu membro, sua mente ainda estava entre o dormir e o acordar, involuntariamente abriu as pernas dando mais acesso a sua região genital. O vai e vem continuou numa tortura e ele elevou seu quadril, afundando seu pênis na caverna úmida e viciante. Elevando a mão ele agarrou a cabeça, segurando os fios sedosos de cabelo entre seus dedos, aumentando suas investidas, mal controlando seu ímpeto de querer entrar todo de uma vez, mas a o agarre firme na base de seu membro, o freou, e ele procurou se conter deixando seus movimentos mais calmos, mais brandos. A língua quente deslizou por todo seu comprimento brincando com sua glande, enquanto a mão acariciava suas bolas já pesadas pedindo por liberação. Pouco depois um dedo gelado e escorregadio desceu por sua fenda, brincado levemente com seu buraco, penetrando-o levemente, enquanto a boca ainda continua em seu pênis latejante.

_ Liam!_ Ele suspirou totalmente desperto olhando para baixo encontrando o lindo par de olhos vermelhos que o fitavam com desejo. Sorrindo, ele passou a mão por sua cabeça acariciando seus cabelos novamente, numa entrega total a seu pequeno.

Logo o dedo se tornou dois, num movimento de tesoura, abrindo-o suavemente e Scott gemeu, segurando os lençóis debaixo de si, sentindo o alfa rosnar em sua mente, rejubilando-se em alegria e prazer. Suspirando pesado ele olhou para Liam que continuava sua tortura.

_ Liam!_ Ele sussurrou quando sentiu três dedos dele_ Agora filhote!_ Ele ordenou_ Eu não vou agüentar muito tempo.

O Anima se afastou sorrindo, enquanto abria a camisinha com os dentes, sua mão tremula enquanto revestia seu membro com o látex. Suspirando ele alinhou seu pênis no buraco do moreno, entrando devagar, olhando fixamente para o alfa, que mordia seus lábios, sem fugir de seu olhar, pouco a pouco ele foi penetrando-o, suor escorria por sua testa, como se ele tivesse se segurando, mas Scott sorriu mexendo seu quadril de encontro ao dele, tomando todo seu comprimento de uma vez.

_ Liam!_ Ele gemeu buscando sua boca para um beijo, enquanto se acostumava com ser preenchido por seu pequeno alfa_ Agora_ Ele sussurrou em seu ouvido.

O lobo menor começou seu vai e vem, entrando e saindo, ele tinha seu lábio inferior entre os dentes, enquanto continha seus gemidos e o alfa verdadeiro fez a mesma coisa, evitando assim os gritos e gemidos mais afoitos. Não agüentando mais a tortura, Scott puxou seu lobinho, selando suas bocas juntas, e num beijo ele chegou a seu ápice, gozando por entre seus corpos. Liam deu mais algumas investidas, beijando-o suavemente enquanto num ultimo golpe o penetrou profundamente, preenchendo todo o interior da camisinha.

_ Bom dia!_ O lobo menor disse beijando-o calmamente.

Scott sorriu encostado junto à entrada da cozinha de onde observava seu filhote que mexia seu traseiro conforme a musica que ela ouvia no seu fone de ouvido. Notando sua presença, Liam pousou a faca que segurava sob a pia, virando-se para ele sorrindo enquanto levava um morango a boca, não resistindo a tentação o moreno se aproximou tomando-o nos braços beijando seus lábios.

_ Scott!_ O menor disse empurrando-o, enquanto tirava os fones de ouvido_ Alex daqui a pouco acorda, e o urso da barriga dele também!_ Ele riu virando-se novamente voltando à tarefa._ Senta ai e se aquiete!

_ Eu achei que tivesse de castigo!_ Scott fez o que fora ordenado, rindo quando notou o rubor que cobriu a face do lobo menor.

_ Você está de castigo!_ Ele virou-se o olhando de lado_ Não eu!

Ele riu, depois olhou para o alfa confuso quando ouviu alguém tentando abrir a porta. Caminhando até a sala, Scott o segurou puxando-o colocando-o atrás de seu corpo, pondo um dedo sob o lábio, pediu silêncio e Liam bufou cruzando os braços, mas deixou que o alfa agisse como quesesse. Abrindo a porta devagar, o alfa deu um passo para trás surpreso.

_ Lydia?

Ele disse, mas a ruiva parecia em transe, apenas olhou para os dois e abriu sua boca, dando um forte grito.

 

 


Notas Finais


Esperem que curtam...
Lydia gritou...
Quem será que vai morrer???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...