História Teenage Dirtbag- Com Niall Horan - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags One Direction
Exibições 26
Palavras 1.380
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá pessoal, eu to atrasada? muito? q? isso mesmo, eu sou uma pessima escritora que deixa voces sem fanfic durante cerca de um ano inteiro, mas eu nao faço por mal, é aquele negocio sabe, quando bate vontade de escrever eu colo aqui, esse capitulo tava pronto faz um tempo, so que eu queria escrever muito mais sabe? mas eu achei melhor postar, fiquei com muita do... hauahaua, mas quem estiver ainda lendo eu AGRADEÇO DO FUNDO DO MEU CORE! AMO VCS SEUS/SUAS LINDOS/LINDAS!!! aproveitem e desculpem-me qualquer coisa S2

Capítulo 9 - Chapter Eight


Fanfic / Fanfiction Teenage Dirtbag- Com Niall Horan - Capítulo 9 - Chapter Eight

Ooh I'm a mess right now

Inside out

Searching for a sweet surrender

But this is not the end

 

Minhas mãos estavam gélidas e trêmulas, sentia-me insegura, nestes últimos tempos havia deixados todos meus ideais de lado por conta de um único cara, seria isso o ápice do meu amor? Nunca pensei que seria como aquelas meninas que sofriam por um rapaz e mesmo assim continuavam o amando e dando um zilhão de chances, erro após erro.

Passei a semana inteira pensando o quão errada estava por perdoar Niall e lhe dar esta última chance, e não posso esquecer de todas tantas vezes que peguei o telefone para ligar para ele e dizer que não queria mais, e que não havia mais chances a serem desperdiçadas. Todas falhas, completamente falhas após lembrar do antigo Niall e de que poderia haver um pedaço dele nesse novo Niall.

E se toda essa promessa de mudança fosse mais uma das ladainhas que ele me contava? Era muito tarde para ligar e falar que não iria? Talvez inventar um resfriado?

-Acho que as meninas me matariam!- deixei escapar em vivo tom.

- O que?-Eleanor riu- Bia você está muito estranha esses últimos dias!

-Estou enlouquecendo! - suspirei

- ainda mais? - ela riu, mas logo parou quando percebeu que estava realmente chateada- o que foi Bia?

- Els, eu estou totalmente sem rumo!- deitei em minha cama.

- não acredito que você está tendo uma crise existencial bem no grande dia de sair com Niall!- ela sentou ao lado do meu tronco e afagou meu cabelo.

- é este o grande problema, você não acha que estou agindo feito uma idiota? Feito uma adolescentezinha apaixonada? Uma verdadeira trouxa!- procurei seu colo e me posicionei feito uma criança choramingando algum ralado para a mãe .

- você não acha que você só tá correndo atrás do seu cara?- ela riu enxugando minha lágrima- sabe... Acho que se você ama você deve correr atrás, até pelo menos levar um não na cara dura, aquele dolorido porém libertador "não", o que nunca aconteceu com vocês, você não conhece os motivos dele para agir feito esse idiota que conhecemos atualmente, mas você conhece todos os motivos que fazem você ser apaixonada por ele, só não desiste do amor de vocês dois até haver um não real.

-É, acho que me livrar desse leprechaun não vai ser fácil!-ri, um pouco aliviada.

-Tente, e se nada der certo você não tem aquele seu admirador secreto?-ela riu, e eu senti falta de suas mensagens , não envaidas, essa semana.

Going thought motions

Going through us

And, oh, I've known it for the longest time

And all my hopes All my words are all over written on the signs

When you’re on my road, walking me home

Home, home, home, home

 

Niall's Point Of View

Minha cabeça doía como se na noite passada tivesse bebido todas as garrafas de vinho da adega real. Era pior que uma ressaca.

Além da tremenda dor de cabeça, me sentia vazio, um completo inútil. Nunca estive nessa situação, na verdade nunca estive em nenhuma situação que vivi desde que entrei na faculdade, ao invés de me dedicar a um ensino superior, me dediquei a me tornar um completo babaca, merecendo estar na situação que estou agora com Bianca.

Sou a confusão em pessoa, admito: eu a quero tanto, a anseio toda vez que penso eu seus olhos cor de mel, tão doce,observando cada movimento meu. E, ao mesmo tempo nego qualquer atração que avance o desejo carnal. Mas a realidade é que o que mais sinto em relação a tudo isso é insegurança. Não é motivo para ser tão babaca, mas toda vez que tentava me convencer de que amava Bianca, sempre havia alguém para me dizer o quanto se deu mal no amor, ou quanto se prender a alguém era a pior coisa a se fazer na juventude. Fui idiota por ouvir essas pessoas, por ouvir as experiências sobre outras garotas , idiota por não tentar por experiência própria, por que ela não é igual às outras.

Minha cabeça parecia chacoalhar a cada pensamento, lembrei que não tinha lhe mandando ao menos uma mensagem esta semana

"Desculpe, minha mente estava tão ocupada, ainda te amo"

Pensei. Repensei. Eu deveria falar a verdade? Oh Céus! Eu sou tão covarde ao ponto de fazer isso, de inventar tudo isso...

Levantei de minha cama a qual tinha sido o local mais frequentado por mim esta semana e fui até o banheiro lavar o rosto e esfriar a cabeça, se possível.

Escutei a porta se abrir e Louis me chamar.

-na suíte!-respondi, um pouco mais animado com sua presença.

-E aí dude? Está animado para sair com Bia?-perguntou entrando em meu quarto

-Uhum- falei, de modo estranho por estar agora escovando meus dentes.

-Uou, celular novo? -louis perguntou fazendo até o último fio de cabelo meu arrepiar- PORRA NIALL O QUE É ISSO?

Joguei a escova em cima da pia cuspindo toda pasta de minha boca, sai correndo em sua direção tropeçando em meus pés.

-QUAL É O SEU PROBLEMA NIALL ?-Louis continuava a gritar comigo, e com toda a razão, admito.

-CALMA PORRA! EU POSSO EXPLICAR TUDO!-já havia elevado minha voz.

-ENTÃO EXPLICA , SEU IDIOTA, VOCÊ SABE O QUE VOCÊ TÁ FAZENDO COM A BIANCA?- senti suas mãos tocando meu peito, logo senti o choque de minhas costas contra a parede, e suas mãos se voltaram ao meu pescoço, podia ver toda fúria em seu olhar, e não conseguia revidar nenhum golpe, não havia porque.

Passamos um tempo nessa posição, até Louis se acalmar e soltar minha garganta.

-Por que caralhos você está enviando mensagens pra ela se passando por outro? - seu punho fechou, mas respirando fundo ele se conteu.

- Por que eu a amo

-SE VOCÊ A AMA, POR QUE VOCÊ NÃO DEMONSTRA, NÃO FALA AO INVÉS DE MANDAR ESSAS PORRAS DE MENSAGENS NEM SE IDENTIFICANDO, SEU IDIOTA?- Louis ameaçou mirar-me um soco, mas se conteve quando viu uma pequena lágrima escorrer pelo meu rosto.

A limpei.

-Eu sou uma bagunça, uma bagunça ambulante, que não se decide entre pera, maçã ou salda mista, eu sou covarde, eu sou medroso, eu ainda sou um adolescente desleixado, que não sabe que cresceu e tem que dar um sentido sobre minha existência, eu tenho um puta medo de machucar ela, e é o que mais faço, mas sabe o que eu tenho mais medo? De me machucar, ah, soa tão egoísta, mas... Eu não quero desmoronar por alguém, eu não quero ser fraco, só que eu novamente, estou sendo isso, só que sem o lado positivo de ter ela ao meu lado, eu estou completamente apaixonado por ela é só consegui admitir agora, eu sou problemático? Ou eu sou o problema?- desabafei sentando em minha cama.

-Cara... Você fudeu tudo...- ele parecia pensar, até voltar a falar- Niall, sai com ela, e fala que você é o tal do cara, não deixa passar nenhum detalhe, fala tudo, porque ela vai decidir se você faz realmente bem pra ela ou não, se ela não quiser, eu te ajudo quando você estiver na fossa, se ela compreender que você é burro...

-Hey-o cortei.

-Você tá sem moral, fica quieto!-revirou os olhos e continuou- Só fala a verdade pra ela, e mostra que você ama ela de verdade cara, ela não merece mais sofrer por babaquice!

Pisquei lentamente e mais uma lágrima escorreu

-E bro...-olhei na direção de Louis-... Mesmo fazendo as piores merdas, eu vou tá contigo... Eu sei que você a ama!

-Obrigado boo!-levantei e fui em sua direção até abraçá-lo.

-Vai ficar gatão pra bia, menino lindo!-falou e me deu um saquinho no braço, parecendo minha tia.

Niall's Point Of View Off.

Bianca's Point Of View On:

O tempo passou voando, e já estava quase na hora de sair com Niall.

-Você está maravilhosa, meu amor!-disse Eleanor com os olhos brilhando

. -Olha como nosso bebe cresceu!- comentou Pezz, que havia chegado para me desejar um bom encontro.

Não era nosso primeiro encontro, e espero que nem o último, mas era o mais decisivo, hoje Eu teria certeza se desistiria de Niall para meu próprio bem, ou se ele realmente me amava e assim pudesse mudar.


Notas Finais


e ai? O que acharam? deixem seus coments, amo vcs <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...