História Teenage Dream - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Laura Marano, R5, Raini Rodriguez
Personagens Laura Marano, Ross Lynch
Tags Raura, Romance
Exibições 86
Palavras 715
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Festa, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Galera me desculpem por ter postado dois capítulos iguais (só fui perceber isso ontem)

Boa leitura

Capítulo 12 - Capítulo 11


–-- A Noite ---

Tá chegando a hora.. Ai meu Deus..

Damiano: Quem vai vim pra esse jantar?

Laura: Ham.. Quero que conheça uma pessoa..

Damiano: Ham..

A campainha toca. Inês (Namorada do meu pai) está aqui em casa, ela se levanta. Mais eu sou mais rápida e Levanto também.

Laura: Eu abro.

Corro na porta e atendo. Ross está de branco com o cabelo penteado. Meu Deus Kkk isso tudo eh pra conhecer meu pai? Sorrio pra ele.

Laura: Entra.

Ele entra, eu seguro sua mão e o guio até a mesa de jantar. Meu pai nos olha desconfiado e seu olhar para na nossa mão. Solto a mão dele na hora.

Laura: Pai, esse é o Ross. Ross esse é meu pai Damiano

Ross: Boa noite senhor.

Damiano: Boa noite.

Laura: Essa é a Inês.

Ross: Oi Inês.

A gente se senta e logo o jantar chega.

Damiano: Então.. O que querem realmente?

Laura: Pai o Ross.. Ele.. Veio pedir minha mão.

Meu pai engasga com o vinho e começa ah tossir. Rio e Bato em suas costas.

Laura: você tá Bem pai?

Damiano: E-estou.

Ross: Então..

Damiano: Me diga suas intenções com minha filha.

Ross: Bem, amo sua filha. Ela é incrível.

Damiano: Você é virgem?

Laura: PAI! Pelo amor de Deus.

Damiano: Ue. Tenho que saber filha.

Inês: Amor acho que tá exagerando. Deixe a garota.. Ele parece ser um bom rapaz.

Levanto as sobrancelhas pra ela.. Uou! A madrasta do mal tá me defendendo.

Damiano: Tem razão. Mais ainda não estou pronto para entregar a minha filha pra qualquer um

Ross: Entendi. Pode ficar tranquilo, vou esparar o tempo que for para ter ela

Passamos o jantar tensamente meu pai enchendo o Ross de perguntas. Francamente! Depois do jantar Inês chama meu pai pra ir na casa dela.

Laura: Pode ir pai. Eu e o Ross vamos ver filme.

Damiano: Só Filme?

Laura: SIM PAI.

Inês pisca pra mim, e eu sorrio. Ela não é tão ruim assim.

Damiano: Clara (Empregada) fique de olho neles.

Clara: Sim senhor.

Ele vai embora com Inês e Clara olha pra mim.

Clara: Vá se divertir menina.

Sorrio Pra ela e puxo o Ross

Laura: Vem Ross

Levo ele até o meu quarto e a gente se beija.

Laura: Prefiro o seu cabelo bagunçado sabia?

Ross: Penteie pra você bagunçar.

Sorrio e passo a mão pelos seus cabelos bagunçando eles

Laura: Bem melhor.. Mais sexy.

Ross: Hum..

Beijo ele e ele me guia até a cama. Ele coloca meu cabelo de lado e começa a dar beijos no meu ombro. Fecho os olhos. Beijo ele e ele fica passando a mão pelo meu corpo. Minhas coxas, minha bunda, e vai distribuindo beijos. Primeiro no meu pescoço, e depois vai descendo pros meus seios e quando chega na minha barriga ele dá um chupão que irradia sensações por todo o meu corpo. Aperto o travesseiro. Ele volta pra minha boca e me beija. As mãos dele continua passeando pelo meu corpo enquanto eu beijo seu pescoço e dou leves puxões em seu cabelo. Ele muda de posição de modo que eu possa sentir sua ereção. Minhas mãos vão direto para os botões dá calça dele. Ele me ajuda, tira a calça e fica só de cueca. Ele tira minha roupa e eu fico só de lingerie. Ele para de me beijar ofegante e olha pra mim.

Ross: é melhor fazermos isso antes do seu pai chegar.

Rio e mordo o lábio inferior dele.

Laura: Também acho.

Ele tira minha calcinha e me penetra lentamente. É uma sensação divina. Gemo. Ele para.

Laura: Anda logo - Ele sorri - Agorinha meu pai chega.

Ross: Não.. Sem seu pai.

Rio e ele começa a se mexer. Primeiro lento e depois mais rápido. Beijo ele e aperto seus ombros na medida que ele vai aumentando a velocidade. Depois de um tempo a gente chega no orgasmo. Ele encosta a testa na minha enquanto tentamos controlar nossas respirações.

Ross: Tudo Bem? Machuquei você?

Laura: Não. Foi incrível. Obrigado - Ele sorri

Ross: De nada.

Laura: Eu Te Amo.

Ross: Eu Também Te Amo.

Laura: Fica aqui comigo?

Ross: não tem como, lembra que o seu pai não me deu permissão?

Laura: Ele não volta hoje.

Ross: Você tava me enrolando danada.

Laura: EU? IMAGINA.. - Ele ri e me beija

Ross: Você é incorrigível.

Laura: Eu sei.

Ross: Daqui uns dias você vai ser só minha

Laura: mal posso esperar, para ser sua pra sempre - Ele sorri

Ross: Pra sempre?

Laura: Sempre multiplicado.

Ross: Vou fazer recuperação. Sou péssimo em matemática.

Laura: idiota - Rio

Ross: Te Amo.

Lauta: Também te amo.

A gente se beija e dormimos


Leiam as Notas finais 


Notas Finais


Espero que tenham gostado

Galera eu vou gravar um vídeo respondendo algumas perguntas de vocês. Então me enviem perguntas até o dia 10 do mês que vem.

Beijinhos e até mais


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...