História Teenager Life - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~kettyaraujosz

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 19
Palavras 692
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


OIII GENTEEEEEE <3
Demorei né? ME DESCULPEM! Sério! É que a minha escola ta muito puxada ultimamente.
Não vou mais enrolar pq eu sei que vcs querem CAP
Então tá ai <3
Kissus de toddynhu <3
~Tia Nany <3
-----------------------------------------------------------------
ENTÃO, eu brotei aqui pra dizer que o capitulo foi editado por isso tem mais um P.O.V
agora sim, chega de enrolar
beijos de coxinha com nutella <3
~TiaKetty

Capítulo 4 - Chegamos!!


P.O.V Nany

 

Desembarcamos e fomos comer alguma coisa antes de irmos para a nossa "nova casa". Estávamos em dúvida de onde comer, mas no final acabamos escolhendo o MCDonald'S mesmo. Pedimos nossos lanches e nos sentamos os esperando ficar prontos.

—Espero que seja divertido lá. —Falei me referindo a o internato. Eu estava feliz, querendo ou não.

—Claro que vai ser filha! Espero que você faça muitas amizades! —Ela disse sorrindo para mim.

Quando os lanches chegaram começamos a comer e conversar de como vai ser aqui.  Até por que, estado novo, cidade nova, casa nova, pessoas novas, TUDO NOVO!

Terminamos de comer a pagamos (na verdade minha mãe pagou né.)

 

Pegamos um táxi e fomos para a nossa nova casa. Ficamos o caminho todo em silêncio. Eu principalmente, pois estava morrendo de vergonha. Aliás, eu sou muito tímida! MUITO MESMO!!!

Descemos, e novamente minha mãe paga. Quando olhei pra frente não acreditei no que estava vendo. Fiquei chocada! Era uma casa E-N-O-R-M-E! Uma pena eu não poder ficar aqui, pois ela é linda.

 

Minha mãe chamou me tirando do transe:

—Anda! Não fique aí para, garota!

—Tá bom Mãe! - Falei rindo e dando uma corridinha ao passar perto dela, só pra zoar.

 

            *QUEBRA DO TEMPO*

 

—Finalmente terminamos isso! —Falei me jogando no chão geladinho da sala, após ter arrumado toda a casa junto com minha mãe.

—Eu não acredito que conseguimos! - Disse minha mãe se jogando ao meu lado, rindo.

 

Após um tempo deitadas ali, minha mãe se levantou e foi para a cozinha preparar o jantar, e eu fui ao banheiro tomar uma ducha, pois estou suada e cansada pra cacete!

 

Terminei o banho e vesti meu pijama de hambúrgueres (ALMA DE GORDA MESMO!) e desci as escadas sentindo o cheiro da minha comida preferida! STROGONOFF! Saí correndo e pulei em cima das panelas.

—HEY! Não mexa aí! - Disse minha mãe batendo na minha mão com uma colher de pau.

—AII! MÃE! Pra que agredir? - Digo esfregando a minha mão machucada.

—Mandei não mexer ai — Ela retruca e eu faço um bico por conta da dor. 

Minha mãe pôs a mesa e se serviu, logo depois me servi também.

Depois que comemos, minha mãe me obrigou a lavar a louça, e como sou uma boa filha (MENTIRA), eu lavei.

Depois de lavar a louça eu subi as escadas e fui pro meu quarto dormir.

 

[...]

Anne P.O.V

Acordei com a aeromoça me chamando, dei um sorriso “simpático” agradecendo. Peguei minha mala de mão do compartimento acima de mim e sai do avião, colocando meus óculos escuros e me assustei quando vi que a bateria do celular estava quase acabando. Como eu tinha que sair do aeroporto e ir para a casa de minha avó para deixar as malas, liguei rapidamente para o taxista no aplicativo e como ele não iria demorar, fui até o Starbucks comprar outro café.

 

                          *Quebra de tempo*

 

Mais ou menos 1 hora depois cheguei à casa de minha avó, que ficava perto do internato. Paguei o motorista, retirei minhas malas e parei de frente a casa. Ela era como aquelas casas de conto de fadas, havia uma chaminé, tinha uma porta pequena e janelas grandes. Respirei fundo e toquei a campainha, quando vejo que um rapaz relativamente alto abriu a porta. “eu tenho certeza que  o conheço” pensei.

 

—posso te ajudar? —Ele pergunta me encarando de cima a baixo.

—Ah sim... Essa casa não era de uma velhinha?- será que minha mãe passou o endereço errado?

—Querida você chegou- escuto uma voz conhecida e vejo minha vó por trás do rapaz.

—Oi vó- falo a abraçando— Quanto tempo, né? Quem é esse?

—Ah sim, esse é o João, filho de uma amiga minha que estuda no mesmo internato que você.

—Prazer João— digo pegando minhas malas e entrando.

—O prazer é meu.

 

Sem nem perguntar nada, fui até meu antigo quarto e coloquei as malas lá, nem me preocupando em desfazer já que no outro dia já iria para o internato, coloquei meu celular para despertar e carregar e me joguei na cama me preparando psicologicamente para acordar cedo de novo.

            *CONTINUA*

         


Notas Finais


VOLTEI <3
Gostaram? Espero que sim, bom foi isso <3
Comentem o que acharam e nos sigam no Twitter: @Goldxnyl_ e @loveyoongix
Então é isso
KISSUS DE NESQUIK <3
~Tia Nany <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...