História Teenagers - Capítulo 102


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drogas, Jovens, Musica, Romance
Exibições 5
Palavras 901
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Luta, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Slash, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Sex with me - Rihanna

Capítulo 102 - Sex With Me


Já passava das três da manhã, e Stephan ainda dançava todo feliz com Cory e Lou. Sarah e Adele já tinham ido pra algum quarto. Irine e Andrew dançavam agarrados lentamente como se fosse o fim da festa. E Christian estava quase dormindo no sofá e cheio de tanta cerveja. Tudo estava tranquilo. Por um momento, Cory puxou o rosto de Stephan e lhe deu um beijo. Lou ria da situação, mas quando percebeu que o clima tava esquentando, saiu dali. Lou foi até Christian e o puxou elo braço.
- Vem. Vamos dormir.
Ela passou por Irine e bateu no ombro da amiga indicando a cabeça para os outros dois e depois subiu.
- Vamos dar privacidade a eles - disse Andrew segurando na cintura dela e guiando-a até a escada.
Stephan segurava bem firme o pescoço de Cory e beijava muito o namorado também. Eles pararam um pouco e ficaram se encarando. Logo um foi empurrando o outro até caírem no sofá. Cory foi abrindo a calça de Stephan e apertava de leve o membro do garoto fazendo ele gemer. Com a música ainda alta, eles poderiam gritar que ninguém ia ligar. Steph foi tirando a própria camisa e depois a de Cory, e em poucos minutos os dois já estavam sem roupa. Ele segurou bem o cabelo de Cory e virava a cabeça pra trás enquanto sentia os lábios do rapaz descer pelo seu corpo lhe dando beijos até chegar onde ele queria. Cory colocava tudo na boca e depois tirava, fazia bem devagar e apertava um pouco massageando os testículos dele. Quando Stephan parecia quase lá, ele parou e voltou pra cima dando um outro beijo nele.
Já cheio de vontade, Stephan puxou Cory beijando-o muito e o levou até a bancada da cozinha deixando o garoto de costas. Ele foi indo devagar, penetrava lentamente para dar mais prazer. E ia começando com o ritmo. Bem lento provocando ao garoto e a si mesmo, depois foi indo mais rápido. E ia mais rápido, e mais rápido, e mais rápido. Cory se segurava na beirada na bancada e gemia muito alto, mas só Stephan podia ouví-lo. Steph segurava bem a bunda dele e ia com mais força, até que em um ritmo monótono, ele conseguiu dar o orgasmo que queria e ia parando devagar. Ele saiu dele e o virou dando um outro beijo e ia descendo a sua mão indo para o pênis do garoto sacudindo mais uma vez para terminar com chave de ouro. Assim que Cory teve o seu segundo orgasmo, ele caiu sob o corpo do namorado e tentava manter forças para ficar em pé e poder respirar.
- Isso foi incrível.
Cory falou ofegante e Stephan sorriu.
- Eu te amo.
- Eu também te amo muito.
Adele e Sarah estavam em um armário escondidas, mas assim que ouviram os gemidos na sala, foram atrás ver o que era.
- O Stephan sabe fazer como ninguém - disse Adele ainda sem tirar os olhos dos dois.
- É. Parece que tem mais alguém se divertindo.
Ali no armário, o teto começou a ranger e vinha os gemidos de mais alguém.
- Parece que não são os únicos se divertindo - falou Adele assim que percebeu que mais alguém fazia sexo naquela casa.
Sarah tirou a camisa deixando os seios pra fora e se aproximou de Adele por trás passando as mãos pela cintura dela e subindo por debaixo da camisa.
- Bem que poderíamos passar dos beijos, não? Como da última vez.
Sarah ia pondo a outra mão agora indo por dentro da calça de Adele e massageando de leve por cima da calcinha. Adele gemeu com aquilo.
- Não. Eu ainda estou triste por Lea ter ido embora.
- Eu sei que tá - dizia Sarah agora pondo por dentro da calcinha - E é por isso que eu tô tentando te confortar.
Sem mais nenhuma demora, Adele se virou e empurrou Sarah na parede e foi pra cima dela. Ela sorria com aquilo, mas por um momento viu Lea al invés de Sarah, e teve mais vontade ainda de continuar o que tava fazendo.
As duas foram escorregando pela parede até que quando viram estavam no chão e nuas. Elas estavam sentadas e abriram as pernas, encaixaram uma entre a outra e começaram seus movimentos. Os gemidos que vinha do quarto de cima só deixava elas mais excitadas ainda e iam aumentando cada vez mais. Adele colocou alguns dedos dentro de Sarah e só deixava tudo cada vez melhor, e as duas se divertiam bastante com tudo. Sarah apertava os seios de Adele e beijava a garota sempre que não virava a cabeça pra trás pra sentir prazer. Sarah também tocava em Adele e as duas mexiam cada vez mais rápido as suas mãos. As duas estavam a ponto de chegarem lá até que com um último gemido alto de Adele elas chegaram. Se jogaram no chão uma sob a outra e ficaram assim até adormecerem.
Enquanto todo mundo tinha uma noite perfeita em casa, Natalie e Chace pareciam mais assustados do que nunca, mas era um risco que teriam de passar. Eles olharam um pro outro e deram-se as mãos até que os enfermeiros afastaram suas macas e coloracam a máscara que os fazia adormecer para entrarem em trabalho. E suas últimas lembranças eram os sorrisos apavorados de cada um.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...