História Teenagers - Capítulo 90


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drogas, Jovens, Musica, Romance
Exibições 11
Palavras 1.108
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Luta, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Slash, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Perdoem mesmo pela eterna demora, estive com milhões de problemas mas cá estou e aqui vai mais um capítulo.
Take a chance on me - Abba

Capítulo 90 - Take A Chance On Me


Stella chegou no quarto e viu o namorado abraçando Irine.
- O que tá acontecendo aqui?
- Nada. É só que a Irine precisava de um amigo.
- Foda-se essas desculpas. Não sou obrigada a aguentar mais o que tá na minha frente. Eu tô terminando com você, Andrew. E eu não me importo se você começar a namorar essa aí. Eu sei que vocês querem há um bom tempo.
- Eu não quero acabar com o namoro de vocês - Irine se desculpava já se levantando - Eu posso ir embora se você quiser.
- Do que adiantaria? Mesmo se você fosse, ele continuaria louco por você! Esse namoro já acabou há muito tempo. Agora eu só espero que você não deixe ele pra trás e vá correndo atrás do que te deixou chorando.
Irine ficou sem reação. Stella pegou suas coisas que ainda nem tinham sido retiradas da mala e desceu.
- Onde você vai? - Stephan perguntava confuso.
- Acho que já deu. Não dá mais pra ficar com vocês. Nem esse tal de Moses no ameaçando nos une. E eu não aguento mais ver a verdade e todos vocês se enganando.
- Do que você tá falando? - Stephan estava mais confuso do que nunca.
- É meio óbvio, não? O Andrew é apaixonado pela Irine e vice-versa. A Lou é louca por você, mas você nem aí pra isso. E no fim, quem se ferra é o Cory. A Adele e a Lea se traem mas agem como se fosse culpa uma da outra. Esse Moses não é porra nenhuma, só um psicótico que mete medo em vocês que ainda acreditam. Eu já tô cheia. Vou embora!
Stephan ficou pensativo com tudo. Lou era mesmo louca por ele?
- Você é maravilhoso, Steph. Foi o melhor namorado que eu tive, mas vivia nos meus pés. Eu não queria alguém pra mandar, queria alguém que discordasse de mim.
Stella deu um beijo no rosto de Stephan e então saiu pela porta da frente abandonando a casa.
Cory olhou pra Lou e se questionou se era verdade.
- O que a Stella falou é verdade?
Lou ficou calada. Não conseguiu sair nada da sua boca. Stephan a encarou e era muito óbvio.
- Ai, meu Deus! Vocês se traem mesmo? - Hannah perguntava para Adele e Lea.
- Quem é a outra? - Lea perguntava - É a Sarah?
Adele não respondeu assim só confirmando o que Lea suspeitava.
- E você? Me diz quem é? Me diz! - Adele tentava tirar o peso de si.
- Eu cuido melhor dela do que você - Nate falava ficando atrás de Lea.
- Mas você não é lésbica? - Chace falava confuso.
- Eu não curtia homens, OK? - Lea tentava se defender.
- Então é verdade - Cory falava olhando pra Lou e se levantando do sofá.
- Cory, por favor!
Lou foi atrás de Cory e Stephan foi atrás dos dois.
- Como assim você gosta de mim? - Stephan perguntava pra Lou.
- Tudo bem. Vamos logo esclarecer isso. Cory, eu te amo. Você é a melhor pessoa que eu conheci em toda a minha vida. E eu admito sim, que também amo o Stephan. Não sei se é possível amar duas pessoas, mas eu o amo também.
- Eu sabia que não dava pra disputar com quem tirou a sua virgindade! - Cory falava irritado.
- Mas por que você me ama? Somos só amigos - Stephan tentava entender.
- Sempre quando eu tava com o Cory, eu via você me olhando. Achava que era coisa da minha cabeça mas até o Cory reparou isso e brigávamos muito por isso também.
- Lou, eu não tava olhando pra você - Stephan falou deixando a amiga envergonhada.
Stephan respirou fundo e tomou coragem.
- Tudo bem. Vou te dizer a verdade. Eu também estou apaixonado. Assim que conheci a Hal e ela parecia querer ter algo, eu tentei pra me manter longe dos meus pensamentos mas eu não consegui. Eu reparava o seu namoro, sim, mas eu não olhava pra você.
Lou e Cory ficaram confusos até que Cory deu a iniciativa.
- Então você olhava pra quem? Se não era Lou era... eu?
- Você é gay? - Lou falava indignada.
- Eu tentei não gostar dele porque você parecia querer algo. Eu já achava o Cory interessante mas aí você inventou de chamá-lo assim que o conhecemos em Londres e me fez dividir o quarto com ele. Então vocês começaram a namorar e eu mantive esse sentimento só pra mim.
- Então foi por isso que você foi todo cuidadoso comigo querendo que eu não me magoasse com esse romance? - Cory falava confuso.
- Eu conheço a Lou desde sempre. Sei como é que ela é. Se apaixona e logo passa. Mas você, não. Esse amor durou. E eu não queria acabar com o amor de vocês. Me desculpa!
Steph começava a chorar e cobria o rosto. Lou queria abraçá-lo mas não sabia se era o certo a se fazer.
- Cory, você gosta de garotos também?
Cory se sentiu todo errado e Stephan olhou para saber a resposta.
- Pra ser sincero, você foi a minha primeira namorada.
Lou ficou mais surpresa ainda com a revelação.
- E você gostaria de ficar com algum menino?
- Lou, o que você tá fazendo? - Stephan perguntava confuso.
- Eu te amo, Stephan. Mas eu faria qualquer coisa pra te ver feliz. E se eu não puder mais amar o Cory, eu quero que ele tenha alguém que o ame verdadeiramente também. E eu vou ficar feliz pelos dois.
Lou foi até a porta da cozinha e deu uma olhada pra trás.
- Eu só acho que não vou mais poder ficar aqui também.
- Lou, o que você tá dizendo?
- Eu preciso sair pra pensar. Preciso fazer isso bem longe daqui. Acho que a Stella tem razão. Não estamos unidos. E Moses não é porra nenhuma. Nós mudamos mas nada mudou. Não vai acontecer nada se todo mundo for embora e deixarmos ele amarrado na cadeira dentro do porão sem comida. E Natalie também tem razão. Algum de nós é o traidor e vai arranjar um jeito dele escapar e o Moses vai infernizar a vida de todo mundo. Mas eu não quero mais participar disso. Vocês foram as melhores pessoas que eu pude amar.
E Lou saiu dali deixando os dois a sós.
- O que vamos fazer? - Stephan falava sem saber o que fazer.
- Nos dar uma chance? - Cory falava pegando na mão dele.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...