História Teenagers - Capítulo 99


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drogas, Jovens, Musica, Romance
Exibições 3
Palavras 777
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Luta, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Slash, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Sway - Michael buble

Capítulo 99 - Sway


Irine acordou mais cedo mas continuou na cama, ela ficou ali por horas só observando Andrew deitado ao seu lado. O garoto descansava calmamente, tão em paz e feliz. Ela passava as mãos no rosto dele e no cabelo, sempre feliz com aquele momento. Era realmente muito bom poder olhar para o lado e saber que tinha alguém ali por ela. Com tantos mimos da ruiva, Andrew acabou acordando. Ele sorriu ao ver a garota feliz ao lado dele.
- Dormiu bem?
- Muito bem - disse Irine se aproximando dele - Muito mais que bem.
Irine se jogou para cima de Andrew dando-lhe um beijo. Logo ele foi ficando por cima dela de novo deixando tudo mais intenso. A ruiva passava suas mãos pelo corpo dele indo descendo parando na cintura dele. Andrew parou e ficou encarando a menina.
- O que foi?
- Nada. É que...
Irine continuava sorrindo até que o mesmo foi sumindo.
- O que foi?
- Você é tão linda. E ainda parece um sonho ter você aqui comigo.
Irine voltou a sorrir e beijou Andrew.
- Acho que tá na hora de se levantar. Vamos ver como estão os outros.
Ele saiu da cama e Irine continuou deitada ainda sorridente.
- Quer mesmo se levantar?
Andrew deu uma virada olhando pra ruiva e sorriu.
- Acho que podemos tomar um banho juntos.
Irine aceitou a ideia e se levantou seguindo-o.
Liam acordou e viu Hal ainda deitada na frente dele. Ele deslizou sua mão pela barriga dela e apertou um pouco acariciando a mesmo. Hal então agarrou a mão de Liam e se empurrou um pouco mais contra o peito do garoto.
- Já acordou?
- Mal consegui dormir.
Hal se virou ficando de frente para o menino e então segurou o rosto dele.
- Mas eu tenho você agora, e não tenho porque temer.
Liam sorriu e beijou a mão dela.
- Devemos esquecer o passado. Todas as coisas que aconteceram. Isso não vai nos fazer bem.
- Eu sei. Eu tô tentando.
- Eu te ajudo.
- Mas como? - Hal se levantava olhando bem pra Liam.
- Eu vou te fazer tão feliz a ponto de esquecer que essas coisas existiram.
Hal sorriu com a ideia. Mas já estava sorrindo. Ter Liam ali era tudo o que precisava.
Chace encontrou um médico diferente da opção de Natalie. Ela se informou com a doutora e disse tudo o que sentia, sempre com o namorado ao seu lado. No fim, a médica se levantou com um ar bem severo e rapidamente informou para Natalie fazer um raio-x. Natalie hesitou um pouco mas acabou aceitando.
Ela trocou a roupa e tirou tudo que podia atrapalhar magneticamente. Natalie deitou na mesa do aparelho. Depois que saiu estava tudo bem, eles teriam de esperar no máximo una três dias para sair os resultados.
- Vai ficar tudo bem, OK?
Natalie nem respondeu, só concordou e o abraçou.
- Vamos sair então. Vamos nos divertir, só eu e você. Como se não tivesse mais preocupação. Eu não quero pensar nisso hoje.
Chace deu um sorriso e segurou o rosto da garota dando-lhe um beijo.
- Vamos primeiro onde? Tomar um café?
Natalie sorriu com a ideia e logo entendeu que o namorado já tinha aceitado a ideia.
Chace levou Natalie para comer e depois para passear pelo lugar. Aos parques, lagos e por último decidiu levar a garota para um jantar bem chic. Natalie se sentia um pouco envergonhada com tudo aquilo e por um momento voltou a ser a tímida que era.
- Isso tudo é incrível!
- O quê?
- Tudo isso - Natalie falava e olhava pra ele - Há um tempo atrás eu só te encarava e agora estou aqui com você, nós dois juntos e felizes.
Chace sorriu e apertou a mão da menina logo puxando-a para uma dança. Natalie estava envergonhada já que não havia música alguma.
- Chay, não tem nada tocando - ela falava com vergonha.
- E daí? Só dança comigo.
Ela olhou bem no fundo dos olhos verdes dele e percebeu mais ainda o quanto ele era bonito. Com o mesmo sorriso torto de sempre e o cabelo loiro bem cortado embaixo com uma pequena franja caindo sobre os olhos. Era quase uma paisagem. Então ela se deixou levar. Segurou no pescoço do rapaz e foi seguindo os passos com ele, logo os músicos do restaurante, mesmo estando em um momento de descanso, resolveram tocar o que encaixou certo com o tempo. Natalie sorriu e apoiou sua cabeça no ombro do namorado aproveitando cada segundo. Eram dois apaixonados que não ligavam pra nada.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...