História Tell me you love me(diga que me ama)- Imagine taehyung. - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Drama, Romance, Taehyung
Visualizações 17
Palavras 1.378
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente turu bom?
Espero que sim.
Bem o cap de hoje está um pouco..picante.
Bem espero que gostem e divirtão-se 😘😘😘

Capítulo 4 - Cap 4. Perigo excitante.



   S/n on:


Me acordo com o som estridente de um despertador. Me irrito e pego o mesmo do criado mudo e o jogo na parede,e assim que fiz isso notei que rose estava sentada na poltrona tomando uma xícara de chá.


- Bom dia s/n. Como foi sua festinha?- Falou rose bebericando seu chá. Sorrio de lado.


- Foi muito boa sabia.- Falei.- O álcool ajuda agente em muita coisa.


- Concerteza.- Falou ela se a levantando e colocando a xícara de cha em cima do meu criado mudo.- Tipo no enorme roxo que ficou suas costas por ter caido ontem a noite de tanto beber.


- Oque? Como assim?- Falei me a levantando da cama indo até o banheiro. Fico de frente ao enorme espelho e me viro vendo que abaixo de meus ombros até a cintura minhas costas estavam marcadas em um roxo bem forte.- Merda!- Falei já tirando meu sutiã, calça e calcinha para tomar um banho. 


- É,a bebida te ajudou muito.- Falou rose na porta do baneiro.- O café vai estar pronto em quinze minutos.- Falou isso e saiu do quarto.


Enquanto tomava meu banho,com cuidado com meu pulso, tocava em minhas costas que estavam bem sensíveis. Isso ainda vai me dar uma tremenda dor de cabeça. Desliguei o chuveiro,sai do box,peguei uma toalha e fui ate meu quarto. Peguei aquela roupa de vadia e a vesti,penteei meus cabelos,calcei meus tênis e sai do quarto.


(...)


Tomei meu café calmamente enquanto rose lavava a louça. Estava tudo muito silencioso e único som ouvindo era o da agua caindo sobre a louça suja que logo se ouvia ela se chocar na secadora. 


- Falei com seu pai hoje sabia.- Falou rose. Comi mais um pedaço de bolo.


- Foi você que ligou?- Perguntei e a mesa fica em silencio por um tempo.


- Foi...


- Então não me interessa.- Falei tomando o ultimo gole de café. Me alevantei da cadeira e sai da cozinha antes de ouvir um"tenha um bom dia" baixo de rose.


Peguei minha mochila que estava sobre o sofa e sai de casa.


(...)


Cheguei aos portões da escola e havia pouca gente ali pois ainda era cedo. Caminhei até o prédio. E quando estou caminhando sinto uma mão tocar meu ombro. Olho para o lado e vejo jungkook sorrindo.


- Bom dia s/n. Como vai o pulso?- Perguntou ele andando junto comigo. Eu mereço.


- Bem.- Respondo.


- E o que achou da escola?- Perguntou.


- Péssima.- Falei.


- Porque?- Perguntou sem importancia entrando no prédio da escola comigo.


- Por que eu odeio estudar.- Falei subindo os degraus para o segundo piso.


- Hum entendo.- Falou ele me seguindo até meu armário,e isso já estava me irritando.- Você não é muito de falar não é?- Falou ele com um sorriso de lado.


- Não,não sou.- Falei abrindo meu armário colocando minha mochila ali dentro.


- Você é sempre assim?- Pergunto ele e eu me viro para encara-lo que tinha uma expressão divertida no rosto.


- Por que esta fazendo tantas perguntas?- Falei.


- Porque estou tentando manter uma conversa com o você a um tempo? Mas parece que você não é muito de "falar".- Falou ele como se aquilo fosse algo obvio.


- E quem disse que eu quero falar com você?- Falei e ele colocou a má no peito se fazendo de ofendido.


- Nossa,essa doeu hein?- Falou ele rindo.


- Ei oque vocês estão fazendo ai?- Falou uma voz se aproximando de nós. Olho para o lado e vejo o tal de tae na sei oque-ainda na decorei seu nome- vindo até nós.


- Algo que não é da sua conta?- Respondi com deboche e o mesmo me olhou em fúria.


- Estávamos apenas conversando v.- Falou jungkook. Perai? O nome dele não era tae não sei das quantas? Agora fudeo minha cabeça.


- Conversando você e essa parazita?- Respondeu a barata boboca com um sorriso sarcástico.


- Melhor ser parasita do que se achar um principisinho sendo que na é merda nenhuma.- Falei.


- Oque foi que você disse novata?- Falou tae se aproximando de mim.


- Vai se fazer de surdo agora também?- Falo e o mesmo sorri.


- Jungkook...pode dar uma licencinha pra mim e a novata? Agente precisa conversar,e o jimin estava te chamando também.- Falou tae sem tirar os olhos de mim.


- Okay...se falemo depois s/n.- Falou jungkook um pouco desconfiado saindo pelo corredor.


E assim que ele virou tae assegura meu braço e tae me arrastava pelos corredores.


- Me solta seu idiota!- Esbravejei tentando me soltar de seu braço. Mas meu pulso estava enfaixado e ele não podia ajudar muito a outro. tentava travar minhas pernas mas o mesmo me arrastava.


Ele abre a porta de uma sala e assim que entramos me parecia ser uma biblioteca antiga. Ele segue me arrastando e eu a todo custo tentava me soltar. Ate que ele me solta e me joga contra uma parede de livros.


- Ahhh.- urro ao sentir minhas costas doloridas bater com os livros. Nesse momento meu sangue ferve de ódio.- Você me paga seu...


Quando vou deferir um soco no mesmo ele assegura meu pulso. Tendo deferir outro soco mas ele assegura meu outro braço abaixo da minha tala. Começo a me debater mas ele parecia inerte ao meus movimentos e somente me olhava com um semblante duro.


- Chega de brincar.- Falou ele colando meus braços sobre a prateleira de livros os deixando acima de minha cabeça os assegurando com uma máo só. Filho da mãe.- Por que estava conversando com jungkook?


- Vai se fuder!- Falei alto me debatendo ainda tentando me soltar. O mesmo faz um movimento rápido colocando suas pernas entre as minhas,colocando sua mão firme em minha cintura ele falou ao pé do meu ouvido.


- Por que...estava...falando...com ele?- Perguntou pausadamente com uma voz muito rouca. Alguns fios de meus cabelos estavam colados em minha testa pois eu estava suada e só agora percebi que seu corpo estava colado ao meu.- Me responda...


Engulo a seco. 


- Vai...se ferrar.- Falei trincando os dentes.


- Péssima resposta.- Falou ele. E em um movimento rápido com a mão livre ele levantou minha coxa até a altura de sua cintura e apertou a mesma.


- Mas que...- Na consegui falar mais nad pois sua mão em contato com minha pele estava me causando um calor absurdo,além de que agora nossas intimidades estavam se roçando,e sómente o tecido de nossas roupas a impediam de se tocarem. Enguli a seco de novo.


- Você ainda não me respondeu s/n?- Falou ele suspirando em meu pescoço. Minha respiração estava irregular e eu mordia meu lábio agora somente para não gemer com sua mão alisando minha coxa.


- Eu...- Meu orgulho pedia para eu não falar e minha sanidade pedia que sim.


- Demorou demais.- Falou tae me deixando confusa. E logo sinto sua boca colar junto a minha eu selinho que em segundos se tornou um beijo quente.


Sua mão largou meus pulços e pegou minha outra perna a colocando em sua cintura assim como a outra estava. E imediatamente minhas mãos foram para sua nuca onde eu acariciava seus cabelos. Nossas linguas travavam uma guerra dentro de nossas bocas que logo clamaram por ar e tivemos que nos separar. Eu respirava pesadamente com a testa de tae encostada na minha e meus olhos vidrados em seus lábios e ele nos meus.


- Você...- Quando ia falar mais ele me beija novamente. Mas dessa vez o beijo era mais desesperado e continha mais luxuria e desejo. Minhas mãos foram para suas costas eu as apertava por cima do tecido da camisa social dele. E tae agora vagou suas mãos para o cós da minha blusa,onde ele passou suas mãos por debaixo da mesma tocando minha pele fria com suas mãos quentes,me fazendo sentir um arrepio gostoso. 


Suas mãos passeavam pelos lados de minha cintura demarcando minhas curvas as precionando com possessão. Não demorou e eu senti seu membro dar sinal de vida lá em baixo e isso me deixar mais...ecitada.


Mas um surto de realidade vem a minha mente assim que ouço o sinal tocar. Meus olhos que antes estavam fechando curtindo seu beijo agora se abriram e minha mãos o afastaram de mim bruscamente.


- NUNCA MAIS ENCOSTE EM MIM!!!- Gritei furiosa com meus olhos queimando. O empurrei e sai daquela sala correndo pelos corredores da escola que agora tinham mais pessoas que entravam em suas salas. Assim como eu fiz,pegando rapidamente meu material no armário e indo para a sala.


Notas Finais


Iai oque acharam?
Espero que tenham gostado 😘😘😘
desculpem qualquer erro ❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...