História Teluriel - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Anjo, Apocalipse, Céu, Demônio, Deus, Grigori, Inferno, Lucifer, Nefilim
Visualizações 15
Palavras 550
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 14 - Hanael


Fanfic / Fanfiction Teluriel - Capítulo 14 - Hanael

_Babilônia, o quê está fazendo?! -eu disse, assustado.

 Minha "namorada" estava com a espada entre ambas as mãos, apontando para minha cabeça.

 _Você tem que morrer para que a besta viva. Desculpe, querido.

 Quando ela ia cravar a espada em meu crânio, uma luz forte invadiu todo o local. Minha visão estava branca, mas eu podia escutar barulhos de golpes. Esfreguei os olhos, tentando recobrar a visão.

 Quando finalmente pude ver, um anjo estava me oferecendo a mão. Tinha o cabelo acinzentado, e os olhos azuis. Sorria como se eu não fosse um monstro para toda a sua raça. Eu vi Babilônia caída no chão, desmaiada. O anjo havia tido misericórdia?

 _Levante-se, Teluriel. Temos assuntos para conversar.

 Eu estranhei aquilo, e me afastei arrastando pelo chão.

 _Se afaste de mim! Eu não quero lutar com vocês, seus desgraçados!

 Ela ficou séria, e parou de se oferecer para me levantar.

 _Sou Hanael, e não sou bem um anjo. Olhe em minha alma, por acaso vê nela seu inimigo?

 Eu comecei a notar uma energia diferente saindo dela. Não era apenas força angelical.

 _Sou uma nefilim, filha de um anjo...

 _E um humano. Eu sei. -falei, interrompendo ela.

 Me levantei, entendendo que ela não iria me atacar. O céu detestava nefilins.

 _O quê faz aqui? Poderia estar se escondendo. -eu disse, olhando em seus olhos azuis.

 _Não quero que o apocalipse aconteça, Teluriel. -ela respondeu.

 Subitamente, a dor voltou a correr em meu peito. O ferimento circular ardia, o sangramento ainda não havia terminado. Eu desabei no chão, agarrando meu peito. Tentei não chorar, por mais que eu fugisse, a situação estava fora do controle e o sobrenatural continuaria me cercando.

 Hanael se abaixou, ficando de joelhos. Ela me abraçou, e fiquei envolvido em seus braços macios.

 _Tudo isso vai acabar, Teluriel. Você poderá descansar quando a terra estiver a salvo.

 Uma energia branca nos envolveu. A dor em meu peito passou, aquilo era um tipo de magia de cura. Eu tentei me separar dela, mas ela me segurava com força, como se não quisesse que eu fosse embora.

 _Nunca encontrei ninguém como você por milênios. Não vá embora, Teluriel.

 Eu estava de cabeça baixa, ainda segurando as lágrimas.

 _Eu sou um demônio. Você deveria estar com medo ou com ódio de mim agora!

 _Eu sei como você se sente. Vivi escondendo quem eu era, sem ter a quem compartilhar meu verdadeiro eu.

 _Não vai querer ficar perto de um monstro como eu.

 Ela me soltou, e passou a me olhar nos olhos.

 _Você não é a besta dentro de si. Aquela coisa impiedosa é Amon, e não você.

 Eu fiquei calado, e o silêncio se apossou do local. Não havia ninguém na rua, nem mesmo pássaros no céu. Era apenas eu e ela, nefilim e meio-demônio. Não pensei direito. O impulso me levou a colocar minhas mãos em suas bochechas, e beijá-la. O gosto de sua boca era doce como uva, e era algo que eu nunca havia provado antes. Ela era meu refúgio daquele mundo, e eu era o dela. Hanael separou nossos lábios, e abaixou o olhar, tímida. Foi constrangedor, eu não sabia o que dizer. Havia acabado de conhecê-la, e já estava fazendo aquilo. Tomei a iniciativa de falar algo.

 _Então... O quê deveríamos fazer quanto ao apocalipse?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...