História Tempestades não duram para sempre - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 14
Palavras 459
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia)

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Meu histórico


Fanfic / Fanfiction Tempestades não duram para sempre - Capítulo 1 - Meu histórico

Meu passado me define. Eu sou quem eu sou. A pessoa que ninguém vê, que ninguém ouve, ninguém quer. Isso é quem eu sou, se é que eu sou alguma coisa. Parece a mesma coisa que me segura em cima, me força pra baixo. O mundo virou de cabeça pra baixo, e a ordem desapareceu. Nada é como deveria ser... E uma tristeza profunda preencheu minha alma. Cada vez mais profundo, eu me sentia dentro de mim mesma, e nada conseguia me tirar. Presa nas tragédias da minha vida, perdida nos lamentos da minha alma, e incapaz de ver a luz, incapaz de ver o nascer do sol... De sentir, de ter esperança, de sonhar. E os dias de escuridão começaram a vir, os dias mais negros que minha alma se recorda. Parecia ser sempre de noite, e tudo era um pesadelo, nunca amanhecia. E talvez você pergunte: "Porquê?" 

A maior parte do tempo, tento não pensar a respeito, e tento passar por isso, tentando sobreviver, e todas as outras coisas se parecem com nada, se comparadas com o que de mais importante poderia voltar. Como desejar ver sua mãe sorrir de novo, ouví-la cantando sua música favorita, aquela que te conforta quando as coisas estão bagunçadas, ou se não puder te-la de volta, e quem vai segurar minha mão pra dizer que vai ficar tudo bem? Eu sei que ninguém pode me ajudar, dependente, desesperada... Mas o que acontece quando as pessoas que você mais precisa ameaçam sua própria existência? 

Já ouvi um tanto de promessas, e todas elas soam a mesma coisa. Force o bastante, e com o tempo, todas elas se provam vazias. O sol se mostra toda manhã, mas você sabe onde? Em cada lugar é bem diferente, é difícil achar o Leste, quando se anda muito por aí, mas pelo menos o sol vem, ele sempre vem. Estou dependendo disso, e devagarinho, bem lentamente as coisas pareciam mudar ao meu redor, e parecia que agora o mundo não seria puxado de mim novamente.

 Com os pés seguros, as raízes começavam a nascer, pequenos gestos de esperança pra mim. Devagarinho, testando confiar nessa nova vida.

Eu queria que alguém me dissesse que tudo vai ficar bem. E talvez algum dia, eu vou me sentir normal... Que nem sempre serei sozinha, que eu vou ter alguém, que me abrace... Porque talvez, eu não possa fazer tudo por mim mesma. Esse é meu histórico, não é culpa minha, não é por minha causa, e não deve ser o que define quem eu sou.

 Eu sou capaz de ser amada, sou merecedora de abraços, e aquele lampejo de luz faz toda a diferença, o lampejo de luz que me deu a esperança de que algum dia, meu verão chegará.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...