História Temptation - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao
Tags Chanbaek, Hunhan, Kaisoo, Sebaek, Taoris
Visualizações 196
Palavras 682
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Suspense, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Prólogo


Ele beijou meu pescoço e eu suspirei, sua mão apertando minha coxa com força já afastando minhas pernas e tentando me tocar. Sem pensar abri as pernas e sua mão encaixou em meu membro, ai se eu não estivesse de calça jeans.

– Deixa eu tirar isso, Baekkie. – ele sussurrou esfregando a mão entre as minhas pernas, o jeans roçando contra meu membro me fez gemer.

– Aqui não Sehun.

– Você não quer? – ele mordiscou atrás da minha orelha e gemi.

Eu queria muito. Muito mesmo. Afinal namorávamos já a mais de um mês, e Sehun era lindo e gostoso, e já estava na hora de passarmos dos amassos e irmos ao que interessava.

– Sim, mas não no carro. – ele suspirou se afastando.

– Sua casa?

– Meus pais estão lá. – ele praguejou e sorriu.

– Que tal a casa do meu pai?

– E se pai não está lá? – mordi o lábio, eu nunca havia visto o pai de Sehun, só conhecia sua mãe, ela era uma pessoa bem legal, meio metida a granfina, mas normal.

– Ele sempre sai às sextas.

– OK. – Sehun praticamente exultou enquanto ligava o carro e dirigia para a casa de seu pai.

Seus pais eram divorciados já havia alguns meses, pelo que Sehun havia me contado. Parece que sua mãe era muito ciumenta, e ele não suportava mais suas crises.

O pai dele devia ser um arraso pra provocar tanto ciúmes, mas também, Sehun era uma delicia. Rosto forte e bonito e um corpão. Jogava no time da escola, e todos babavam por ele.

Mas no momento ele era meu, e eu o faria ficar doidinho por mim. Ah hoje eu ia me esbaldar com ele.

Sehun estava louco pra nossa primeira vez, eu não era nenhum virgenzinho, mas eu havia feito ele esperar, sabe deixar o rapaz na vontade.

Quando finalmente chegamos, Sehun me puxou para dentro da casa e nem consegui ver nada. Já me agarrava me puxando para o quarto dele e nem fechou a porta já me jogando na cama, caindo sobre mim.

O abracei enquanto beijava seus lábios com desejo, as mãos afoitas tentavam me livrar das roupas, sem deixar de me beijar desesperadamente. Gemi me livrando das suas roupas também.

Ele se livrou da minha camiseta e começou a chupar meu mamilo, arquei meu corpo me esfregando em seu pau já duro através da cueca.

– Camisinha. – gemi baixnho e ele grunhiu e pegou na gaveta, ficou de joelhos e se livrou da ultima roupa que cobria seu sexo, lambi os lábios quando seu pau saltou, não era imenso, mas dava pro gasto.

Ele colocou a camisinha enquanto massageava o pau, e tirei minha calcinha, fiquei acariciando minha entrada e chamando por ele.

Ele sorriu e veio sobre mim voltando a me beijar, gemi alto e entrelacei as pernas em sua cintura. Ele grunhiu conforme seu pau mergulhava dentro de mim e arfei alto rebolando, deixando ele me possuir. 

– Oh sim... – ele gemeu começando a se mover e movi meu corpo acompanhando o seu ritmo, estava arfando e gemendo quando percebi uma movimentação atrás de Sehun.

Meus olhos se arregalaram ao ver um homem na porta nos olhando, ele lambia os lábios e me olhava com fome, gemi alto sentindo o pau de Sehun pulsando dentro de mim. O homem sorriu e pensei em gritar, dizer ao Sehun que tinha um cara nos olhando, mas a situação estava muito excitante e eu só conseguia arfar olhando aquela delicia me encarando com desejo.

Ele era alto com ombros largos, os cabelos castanhos, as orelhas salientes  e os olhos intensos me encaravam com fome. Meus olhos desceram por seu corpo maravilhoso usava uma camisa social com alguns botões abertos, revelando pouco do seu peito, e quando cheguei às calças minha respiração falhou, ele estava com o mais lindo e delicioso pau que eu já vi.

Totalmente ereto enquanto se tocava e me olhava como se fosse me devorar, abri a boca, mas minha garganta estava seca, e engoli em seco, ele sorriu e colocou o dedo na boca fazendo sinal de silencio.

E como um completo devasso, eu fiquei.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...