História Tempting Girl - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shawn Mendes
Personagens Personagens Originais, Shawn Mendes
Exibições 31
Palavras 3.862
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Fantasia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olaááááááá, voltei pessoal e agora estou de férias com muito tempo livre para escrever e postar.

Capítulo 5 - O que está acontecendo?


— O que? — perguntei totalmente confusa.

— É porque a internet inteira está falando sobre isso.

— O que eles tanto falam? Já ouvi gente falando isso, mas eu não parei para ver.

— Espere só um segundo. — Samuel disse enquanto teclava algo em seu celular.

Ele  pareceu procurar algo e eu só me mostrava paciente e curiosa ao mesmo tempo, afinal eu não sabia o que estava acontecendo. Ele esticou seu braço para que eu pudesse enxergar seu celular. O peguei de sua mãe e comecei a ler a matéria que ele havia colocado para eu ver.

“É isso mesmo, pessoal? Felicity Le Blanc a queridinha de todos está mesmo namorando Shawn Mendes nosso novo garoto favorito do mundo da música? Nessa quinta-feira Justin Bieber deu uma baita de uma festa para seus amigos queridos e conhecidos. A festa bombou em Nova Iorque e a maioria dos artistas estava lá para prestigiá-lo. E foi ai em que alguém conseguiu tirar essa foto que comprova que Felicity e Shawn estavam de fato próximos um do outro. Mas  será? Será que eles estão juntos? Eu apoio e vocês?”.

E logo abaixo da matéria havia uma foto minha e Shawn quando ele veio falar comigo no final da festa. Era só um simples abraço de cumprimento. Nós nem nos conhecíamos. Para vocês verem como as coisas são, eles pegam uma foto e já distorcem tudo.

— Não! Droga! — soquei a mesa. — Nós não estamos namorando, nem tendo um caso nem da do tipo.

— Fizzy, não queremos controlar sua vida. — Samuel começou. — Se caso você estiver, pode contar para nós.

— Sam, eu juro para você. Nós não estamos juntos, ok? —falei irritada com aquela matéria. — Essa foto foi na festa do Justin e eu e Shawn nem ficamos juntos nessa festa, mesmo! Ele só veio se apresentar para mim no final quando eu já estava indo embora. Estou muito brava.

— Tudo bem, querida. Nós acreditamos em você. — meu pai disse.

— Sim! Só queríamos conversar com você sobre isso, porque você cresceu nesse mundo e de uma forma ou de outra, tudo o que fizer irá para a mídia e todos no mundo irão saber. Não tem nenhum problema em vocês namorarem e assumirem, só queremos que tome muito cuidado com o que faz porque muitas vezes eles pegam e distorcem em tudo. Sendo que a maioria das pessoas que irão ler, não estavam lá para saber a verdadeira história, então vão sempre acreditar nas noticias que a mídia divulga. — minha mãe disse.

É óbvio que eu já sabia tudo aquilo que ela estava me falando, mas resolvi escutar sem opinar.

— Tudo bem, me desculpem. — falei por fim. — Eu não quero expulsar vocês nem nada do tipo, mas é que eu estou exausta. Preciso muito mesmo tomar um banho e deitar.

— Tudo bem, bebe. — meu pai disse dando um beijo em minha testa. — Elise vai ficar aqui com você?

— Sim, pai. Deixe-a aqui para matarmos a saudade. — falei sorrindo.

— Beijo, amo vocês. — dei um abraço em conjunto nos dois.

— Também amamos você.

— Tchau, Sam. Até outro dia. — o abracei.

Eles por fim foram embora e de alguma maneira eu estava agradecendo por aquilo. Caminhei até meu quarto e Elise sorria feito idiota para o celular, de certo falava com Dylan. Para ver como é a situação, até minha irmã de dezesseis anos já havia arrumado namorado e eu com quase dezoito não, mas tudo bem.

— Está falando com Dylan? — perguntei rindo de sua cara.

— Sim...

— Onde vocês se conheceram? Conte-me tudo, dona Elise.

— Ok. — ela disse se animando toda e sentando em minha cama. — Então... Conheci Dylan no colégio. Ele é um ano mais velho que eu. Eu  confesso que eu não queria ter nada com ele e quem corria atrás de mim era ele. Na verdade, nós nem  nos conhecíamos, lógico que eu sabia quem era ele porque a escola toda baba por ele.

— E obviamente ele sabia quem você era sem que precisassem falar pra ele.

— É... — ela disse envergonhada.

— Ta, continue.

— Então, ele ficou atrás de mim por alguns dias, mas eu não queria nada. Você sabe com quem eu queria me relacionar.

— Claro que sei. — falei rindo.

Antes que vocês achem que é Shawn, não é. Elise tinha uma queda gigante por Brooklyn Beckham. Mesmo! Meus pais eram muito amigos de David e Victoria e vários eventos que íamos Elise e Brooklyn ficavam um olhando pro outro, desde crianças. Até em compromissos que íamos juntos ou quando ele iam lá para casa para passar a tarde ou em algum jantar. Eles até chegaram a ficar umas vezes, mas Brooklyn acabou namorando com Chloe Moretz e Elise desistiu.

— Beckham. — Elise dizia sorrindo.

— Ok, continue.

— Ele ficava atrás de mim e até que teve uma vez em que nós nos beijamos. Minhas amigas ficavam me pilhando para ficar com ele que ele era demais. Lindo, tem um corpo maravilhoso e além do mais ele é popular, não que eu precise disso, mas é o tipo de garoto que eu sempre gostei. Enfim, teve uma festa da escola e depois de muito esforço eu consegui convencer papai e mamãe a me deixarem ir. A festa tinha sido na casa de Dylan. Nos beijamos só uma vez e confesso que eu tinha uma queda por ele, afinal ele era fofo. Até que ele me pediu em namoro na frente de todos da festa, acredita? — ela disse sorrindo.

Assim que ela terminou, eu não soube o que de fato dizer para ela. Antes de ele a pedir em namoro, eles só haviam se beijado duas vezes e eles nem se conheciam. Eu estava achando essa história, muito, mas muito estranha.

— Elise, posso te dizer algo? — perguntei um tanto quanto insegura. Eu sabia que ela não gostaria de ouvir isso.

— Claro né.

— Você não acha essa história um pouco estranha? — ela me olhou confusa. — Digo, vocês nem se conheciam e ele começou a procurá-la do nada, certo?

— Sim.

— Eu tenho total certeza de que todos os garotos dessa escola babam por você ou sonham em ter algo com você por você ser uma Le Blanc. Certo?

— Eu não sei, Felicity. Não sei o que as pessoas pensam.

— Elise! Óbvio que você sabe. Não nota as pessoas te olharem a cada vez que você passa? Ou então o fato das pessoas ficarem nervosas quando falam com você como se fosse um extraterrestre?

— Tá, ok. Sim, eu percebo.

— Então, você não acha que esse negócio do Dylan aparecer do nada querendo ter algo com você que querendo ou não é conhecida pelo mundo.

— Está dizendo que ele só está comigo por interesse? — ela disse boquiaberta. — Que horror, Felicity. Olha o que está falando! Eu não devia ter te falado isso.

— Não é isso, Lis. Você é uma garota linda e inteligente. Não quero que sofra por amor, pelo seu primeiro amor, de um jeito tão horrível. Eu só achei essa história um tanto quanto confusa. Sem contar que vocês mal se conheciam quando ele te pediu em namoro. Acho isso um pouco estranho só, mas se você sente que ele gosta de você, então pra mim está tudo bem.

— Ok. — ela disse emburrada.

— Ei, Lis. Não fique brava comigo, ok? Eu só quis te dizer isso mas devo ter me enganado.

— Sim, deve mesmo.

— Ok, então vamos parar com esse papo. Só quero que você seja feliz. Enfim, vá tomar um banho porque tenho certeza de que está cansada, afinal você fez uma viagem hoje.

— Estou mesmo. — ela sorriu e deve ter entendido que como sua irmã mais velha, meu dever era protegê-la de todo o mal do mundo.

Ela pegou suas roupas dentro da mala dela e foi direto ao banheiro. Eu não queria que Elise soubesse, mas eu não conseguia tirar aquilo da cabeça. Pode até ser cisma minha, eu não sei. Só sei que não quero garoto nenhum fazendo mal a ela.

Fui até minha suíte e tomei um banho relaxante. O dia havia sido muito, mas muito cansativo e eu só queria relaxar. Queria deitar em minha cama, dormir e acordar só amanhã pela tarde.

Eu juro, devo ter ficado no banho por pelo menos vinte minutos. Aquela banheira era tão confortável que eu poderia dormir ali mesmo.

Com muita dificuldade, levantei dali e fui terminar meu banho no Box. Assim que terminei, coloquei meu pijama, escovei meus dentes e passei alguns produtos no rosto.

Eu e Lis ficamos conversando por mais um tempinho até que ela pegou no sono. Dormiríamos juntas na minha cama de casal. Até tinha outro quarto para que ela dormisse mais confortável com uma cama só para ela, mas nós gostávamos de dormir juntas quando não nos vemos por muito tempo.

Eu sentia tanta falta de morar com ela. Quando ela terminasse a escola, eu tinha  em mente convidá-la para vir morar aqui comigo em Nova Iorque. Elise tinha uma voz incrível e ela amava cantar, mas nunca levou isso muito a sério. Ela nunca de fato procurou uma gravadora. Meus pais até tentaram entrar em contato com alguns conhecidos deles, mas ela acabou deixando de lado, já que insistia que sua voz não era nada demais — o que não era verdade —. Resolvemos deixar de lado para que ela pudesse escolher o que quer de sua vida.

Eu ficaria muito feliz se Elise se convencesse que ela tem um grande talento e corresse atrás disso, porque sério, ela se daria bem demais.

Acabei conseguindo pegar no sono e simplesmente capotei.

[...]

Acordei com o barulho de pratos sendo colocados na mesa. Me espreguicei e levantei. Eu estava tão feliz por acordar tão disposta. Consegui dormir bastante. Olhei no meu celular que horas eram e marcavam três da tarde. Me assustei.

É, eu havia dormido bastante.

Minha sorte é que eu não havia marcado nenhum compromisso para hoje. Meus pais iriam até a loja hoje para cuidar de uns assuntos da nova campanha de inverno. Fiquei feliz por eles terem pego essa função que estava em minha mão. Eu só queria ficar três dias curtindo minha família, isso é pedir muito?

— Bom dia, Lis.

— Boa tarde né, Fizzy. — ela disse sorridente.

Elise era dessas. Ela tinha um ótimo humor e estava sempre feliz. E sério, você consegue tirar sua paciência com algo muito sério.

— Você pediu algo para comer? — perguntei assim que percebi que ela estava pondo a mesa para dois.

— Sim, pedi algumas coisinhas no Bubba Gump.

— Sério? Mas eles não entregam. Entregam? — perguntei confusa.

— Karen chegou e eu pedi para que ela fosse até lá para mim.

— Ah, sim. Verdade! Karen!

Ficamos sentadas vendo TV e conversando ao mesmo tempo. Eu e Elise amávamos assistir Once Upon a Time. Toda vez que nós nos víamos, nós víamos um capitulo juntas. Nós não víamos separadas e eu ia tanto para LA que acabava tendo sempre um tempinho para assistirmos. Com a correria do dia a dia, nem que eu quisesse, conseguiria parar minhas coisas para ver série, então eu via de vez enquanto.

— Fizzy, você precisa ver uma coisa, aliás.

— Eu? O que?

— Entra no seu Twitter.

E assim o fiz. Haviam vários prints de um vídeo meus com o Shawn de ontem. Entrei no twitter do Samuel e ele havia liberado um vídeo de trinta segundos com várias cenas de ontem. Tanto eu com Shawn quanto Mia e Leah. Como nós não havíamos divulgado que seriamos os próximos rostos da Le Blanc, ninguém sabia de nada. Apenas meu twitter bombava.

“É oficial, eles devem estar namorando”.

“Eles são tão lindos juntos”.

“Eles combinam demais”.

“Eu estou surtando”.

O que diabos estava acontecendo?

 

Continua...

— O que? — perguntei totalmente confusa.

— É porque a internet inteira está falando sobre isso.

— O que eles tanto falam? Já ouvi gente falando isso, mas eu não parei para ver.

— Espere só um segundo. — Samuel disse enquanto teclava algo em seu celular.

Ele  pareceu procurar algo e eu só me mostrava paciente e curiosa ao mesmo tempo, afinal eu não sabia o que estava acontecendo. Ele esticou seu braço para que eu pudesse enxergar seu celular. O peguei de sua mãe e comecei a ler a matéria que ele havia colocado para eu ver.

“É isso mesmo, pessoal? Felicity Le Blanc a queridinha de todos está mesmo namorando Shawn Mendes nosso novo garoto favorito do mundo da música? Nessa quinta-feira Justin Bieber deu uma baita de uma festa para seus amigos queridos e conhecidos. A festa bombou em Nova Iorque e a maioria dos artistas estava lá para prestigiá-lo. E foi ai em que alguém conseguiu tirar essa foto que comprova que Felicity e Shawn estavam de fato próximos um do outro. Mas  será? Será que eles estão juntos? Eu apoio e vocês?”.

E logo abaixo da matéria havia uma foto minha e Shawn quando ele veio falar comigo no final da festa. Era só um simples abraço de cumprimento. Nós nem nos conhecíamos. Para vocês verem como as coisas são, eles pegam uma foto e já distorcem tudo.

— Não! Droga! — soquei a mesa. — Nós não estamos namorando, nem tendo um caso nem da do tipo.

— Fizzy, não queremos controlar sua vida. — Samuel começou. — Se caso você estiver, pode contar para nós.

— Sam, eu juro para você. Nós não estamos juntos, ok? —falei irritada com aquela matéria. — Essa foto foi na festa do Justin e eu e Shawn nem ficamos juntos nessa festa, mesmo! Ele só veio se apresentar para mim no final quando eu já estava indo embora. Estou muito brava.

— Tudo bem, querida. Nós acreditamos em você. — meu pai disse.

— Sim! Só queríamos conversar com você sobre isso, porque você cresceu nesse mundo e de uma forma ou de outra, tudo o que fizer irá para a mídia e todos no mundo irão saber. Não tem nenhum problema em vocês namorarem e assumirem, só queremos que tome muito cuidado com o que faz porque muitas vezes eles pegam e distorcem em tudo. Sendo que a maioria das pessoas que irão ler, não estavam lá para saber a verdadeira história, então vão sempre acreditar nas noticias que a mídia divulga. — minha mãe disse.

É óbvio que eu já sabia tudo aquilo que ela estava me falando, mas resolvi escutar sem opinar.

— Tudo bem, me desculpem. — falei por fim. — Eu não quero expulsar vocês nem nada do tipo, mas é que eu estou exausta. Preciso muito mesmo tomar um banho e deitar.

— Tudo bem, bebe. — meu pai disse dando um beijo em minha testa. — Elise vai ficar aqui com você?

— Sim, pai. Deixe-a aqui para matarmos a saudade. — falei sorrindo.

— Beijo, amo vocês. — dei um abraço em conjunto nos dois.

— Também amamos você.

— Tchau, Sam. Até outro dia. — o abracei.

Eles por fim foram embora e de alguma maneira eu estava agradecendo por aquilo. Caminhei até meu quarto e Elise sorria feito idiota para o celular, de certo falava com Dylan. Para ver como é a situação, até minha irmã de dezesseis anos já havia arrumado namorado e eu com quase dezoito não, mas tudo bem.

— Está falando com Dylan? — perguntei rindo de sua cara.

— Sim...

— Onde vocês se conheceram? Conte-me tudo, dona Elise.

— Ok. — ela disse se animando toda e sentando em minha cama. — Então... Conheci Dylan no colégio. Ele é um ano mais velho que eu. Eu  confesso que eu não queria ter nada com ele e quem corria atrás de mim era ele. Na verdade, nós nem  nos conhecíamos, lógico que eu sabia quem era ele porque a escola toda baba por ele.

— E obviamente ele sabia quem você era sem que precisassem falar pra ele.

— É... — ela disse envergonhada.

— Ta, continue.

— Então, ele ficou atrás de mim por alguns dias, mas eu não queria nada. Você sabe com quem eu queria me relacionar.

— Claro que sei. — falei rindo.

Antes que vocês achem que é Shawn, não é. Elise tinha uma queda gigante por Brooklyn Beckham. Mesmo! Meus pais eram muito amigos de David e Victoria e vários eventos que íamos Elise e Brooklyn ficavam um olhando pro outro, desde crianças. Até em compromissos que íamos juntos ou quando ele iam lá para casa para passar a tarde ou em algum jantar. Eles até chegaram a ficar umas vezes, mas Brooklyn acabou namorando com Chloe Moretz e Elise desistiu.

— Beckham. — Elise dizia sorrindo.

— Ok, continue.

— Ele ficava atrás de mim e até que teve uma vez em que nós nos beijamos. Minhas amigas ficavam me pilhando para ficar com ele que ele era demais. Lindo, tem um corpo maravilhoso e além do mais ele é popular, não que eu precise disso, mas é o tipo de garoto que eu sempre gostei. Enfim, teve uma festa da escola e depois de muito esforço eu consegui convencer papai e mamãe a me deixarem ir. A festa tinha sido na casa de Dylan. Nos beijamos só uma vez e confesso que eu tinha uma queda por ele, afinal ele era fofo. Até que ele me pediu em namoro na frente de todos da festa, acredita? — ela disse sorrindo.

Assim que ela terminou, eu não soube o que de fato dizer para ela. Antes de ele a pedir em namoro, eles só haviam se beijado duas vezes e eles nem se conheciam. Eu estava achando essa história, muito, mas muito estranha.

— Elise, posso te dizer algo? — perguntei um tanto quanto insegura. Eu sabia que ela não gostaria de ouvir isso.

— Claro né.

— Você não acha essa história um pouco estranha? — ela me olhou confusa. — Digo, vocês nem se conheciam e ele começou a procurá-la do nada, certo?

— Sim.

— Eu tenho total certeza de que todos os garotos dessa escola babam por você ou sonham em ter algo com você por você ser uma Le Blanc. Certo?

— Eu não sei, Felicity. Não sei o que as pessoas pensam.

— Elise! Óbvio que você sabe. Não nota as pessoas te olharem a cada vez que você passa? Ou então o fato das pessoas ficarem nervosas quando falam com você como se fosse um extraterrestre?

— Tá, ok. Sim, eu percebo.

— Então, você não acha que esse negócio do Dylan aparecer do nada querendo ter algo com você que querendo ou não é conhecida pelo mundo.

— Está dizendo que ele só está comigo por interesse? — ela disse boquiaberta. — Que horror, Felicity. Olha o que está falando! Eu não devia ter te falado isso.

— Não é isso, Lis. Você é uma garota linda e inteligente. Não quero que sofra por amor, pelo seu primeiro amor, de um jeito tão horrível. Eu só achei essa história um tanto quanto confusa. Sem contar que vocês mal se conheciam quando ele te pediu em namoro. Acho isso um pouco estranho só, mas se você sente que ele gosta de você, então pra mim está tudo bem.

— Ok. — ela disse emburrada.

— Ei, Lis. Não fique brava comigo, ok? Eu só quis te dizer isso mas devo ter me enganado.

— Sim, deve mesmo.

— Ok, então vamos parar com esse papo. Só quero que você seja feliz. Enfim, vá tomar um banho porque tenho certeza de que está cansada, afinal você fez uma viagem hoje.

— Estou mesmo. — ela sorriu e deve ter entendido que como sua irmã mais velha, meu dever era protegê-la de todo o mal do mundo.

Ela pegou suas roupas dentro da mala dela e foi direto ao banheiro. Eu não queria que Elise soubesse, mas eu não conseguia tirar aquilo da cabeça. Pode até ser cisma minha, eu não sei. Só sei que não quero garoto nenhum fazendo mal a ela.

Fui até minha suíte e tomei um banho relaxante. O dia havia sido muito, mas muito cansativo e eu só queria relaxar. Queria deitar em minha cama, dormir e acordar só amanhã pela tarde.

Eu juro, devo ter ficado no banho por pelo menos vinte minutos. Aquela banheira era tão confortável que eu poderia dormir ali mesmo.

Com muita dificuldade, levantei dali e fui terminar meu banho no Box. Assim que terminei, coloquei meu pijama, escovei meus dentes e passei alguns produtos no rosto.

Eu e Lis ficamos conversando por mais um tempinho até que ela pegou no sono. Dormiríamos juntas na minha cama de casal. Até tinha outro quarto para que ela dormisse mais confortável com uma cama só para ela, mas nós gostávamos de dormir juntas quando não nos vemos por muito tempo.

Eu sentia tanta falta de morar com ela. Quando ela terminasse a escola, eu tinha  em mente convidá-la para vir morar aqui comigo em Nova Iorque. Elise tinha uma voz incrível e ela amava cantar, mas nunca levou isso muito a sério. Ela nunca de fato procurou uma gravadora. Meus pais até tentaram entrar em contato com alguns conhecidos deles, mas ela acabou deixando de lado, já que insistia que sua voz não era nada demais — o que não era verdade —. Resolvemos deixar de lado para que ela pudesse escolher o que quer de sua vida.

Eu ficaria muito feliz se Elise se convencesse que ela tem um grande talento e corresse atrás disso, porque sério, ela se daria bem demais.

Acabei conseguindo pegar no sono e simplesmente capotei.

[...]

Acordei com o barulho de pratos sendo colocados na mesa. Me espreguicei e levantei. Eu estava tão feliz por acordar tão disposta. Consegui dormir bastante. Olhei no meu celular que horas eram e marcavam três da tarde. Me assustei.

É, eu havia dormido bastante.

Minha sorte é que eu não havia marcado nenhum compromisso para hoje. Meus pais iriam até a loja hoje para cuidar de uns assuntos da nova campanha de inverno. Fiquei feliz por eles terem pego essa função que estava em minha mão. Eu só queria ficar três dias curtindo minha família, isso é pedir muito?

— Bom dia, Lis.

— Boa tarde né, Fizzy. — ela disse sorridente.

Elise era dessas. Ela tinha um ótimo humor e estava sempre feliz. E sério, você consegue tirar sua paciência com algo muito sério.

— Você pediu algo para comer? — perguntei assim que percebi que ela estava pondo a mesa para dois.

— Sim, pedi algumas coisinhas no Bubba Gump.

— Sério? Mas eles não entregam. Entregam? — perguntei confusa.

— Karen chegou e eu pedi para que ela fosse até lá para mim.

— Ah, sim. Verdade! Karen!

Ficamos sentadas vendo TV e conversando ao mesmo tempo. Eu e Elise amávamos assistir Once Upon a Time. Toda vez que nós nos víamos, nós víamos um capitulo juntas. Nós não víamos separadas e eu ia tanto para LA que acabava tendo sempre um tempinho para assistirmos. Com a correria do dia a dia, nem que eu quisesse, conseguiria parar minhas coisas para ver série, então eu via de vez enquanto.

— Fizzy, você precisa ver uma coisa, aliás.

— Eu? O que?

— Entra no seu Twitter.

E assim o fiz. Haviam vários prints de um vídeo meus com o Shawn de ontem. Entrei no twitter do Samuel e ele havia liberado um vídeo de trinta segundos com várias cenas de ontem. Tanto eu com Shawn quanto Mia e Leah. Como nós não havíamos divulgado que seriamos os próximos rostos da Le Blanc, ninguém sabia de nada. Apenas meu twitter bombava.

“É oficial, eles devem estar namorando”.

“Eles são tão lindos juntos”.

“Eles combinam demais”.

“Eu estou surtando”.

O que diabos estava acontecendo?

 

Continua...


Notas Finais


espero que vocês tenham gostado, favoritem e comentem o que vocês estão achando.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...