História Tenente-Coronel - Capítulo 10


Escrita por: ~ e ~AnjoFaux

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Izumi Uchiha, Karin, Konan, Matsuri, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sai, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shion, TenTen Mitsashi
Tags Itasaku, Sasusaku
Exibições 847
Palavras 1.935
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Esse capítulo tem muito fuego minha gente...kkkk

Recomendo ouvir a música:

Sim ou não-Anitta.

Poor: La_Follia :-}

Capítulo 10 - Fire


Fanfic / Fanfiction Tenente-Coronel - Capítulo 10 - Fire

(...)

-Sakura?

Puta.Que.Pariu.

Fudeu. 

Nesse momento Sakura ouviu a voz salvadora.

-Kushina?

-Oi Ino.

-A Mebuki está lhe chamando para fazermos umas fotos.

-Eu estava indo chamar a Sakura.

-Vai que eu chamo a Saky.

-Certo, não demore.

No instante em que Ino adentrou o banheiro, a loira arregalou os olhos ao ver a Sakura e o Sasuke juntos.

-Era o que eu imaginava... –Proferiu.

                                                                ...

 Eram oito horas quando Sakura acordou, mas só levantou as nove horas, ela queria evitar o máximo de contato com o Sasuke, já que ele só servia para complicar a sua vida, se não fosse a loira, os dois estariam encrencados, por isso não cansou de agradecer a loira maluca, até lhe prometeu uma bela bolsa da chanel. Antes de entrar no banheiro ouviu um carro chegar, devia ser alguém de casa já que todos tinham seu próprio carro, retirou suas roupas ainda bocejando, e se coloquei em baixo do chuveiro quente, ela precisava relaxar para esquecer aquela noite.

                                                                 ...
  Enquanto Sasuke estava assistindo na sala, esperando todos descerem para o café da manhã, a campainha é tocada, como não havia ninguém para atender, levantou-se e caminhou até a porta, ao abri-la foi tomado por um choque, apenas exclamou.

-Itachi!

-Oi maninho.

-O que você está fazendo aqui Itachi?

-Eu sou o namorado da Sakura.

O moreno ficou petrificado, sem pronunciar sequer uma palavra. Não poderia ser verdade, o namorado da Sakura é o meu irmão? Poderia existir uma maneira de se vingar de mim melhor que essa? -Ele pensou.

-Você não vai me convidar para entrar maninho?

-Claro, fique à vontade.

Assim que ambos adentraram, a Sakura descia a escada.

-Sasuke quem chegou? Nem precisou responder, quando o Itachi virou-se ela soube quem era.

                                                                 ...

-Itachi meu amor. Correu ao seu encontro para um abraço caloroso.

-Oi meu amor, senti muito a sua falta. Tomou os lábios da sua rosada. -Sasuke sentiu vontade de arranca-la dos braços do irmão.

-O que aconteceu? Pensei que só chegaria daqui a três dias.

-Graças ao diretor do hospital fui liberado antes. -Lhe deu um selinho.-Eles irradiavam amor e felicidade, o que causou ciúmes e inveja em Sasuke.

Nesse exato momento todos desceram para o café e encontraram o casal apaixonado.

-Oi pessoal, quero lhes apresentar o meu namorado Itachi Uchiha.

-Você disse Uchiha? -Proferiu Karin surpresa.

-Sim. –Assenti.

-Então ele é seu... antes de concluir a frase o Sasuke afirmou. –Sim, esse é o meu irmão mais velho. -Todos ficaram boquiabertos.

-Enfim, Itachi esse é meu pai senhor Kizashi.

-É uma honra conhecer o meu futuro sogro.

-O prazer é meu, filho.–Cumprimentaram-se com um aperto de mão.

-Essa é a minha mãe senhora Mebuki.

-Muito prazer senhora.

-Igualmente meu rapaz. –Trocaram beijos como cumprimento.

-Esse é o meu padrasto Minato.

-Seja – bem vindo a familia. -O cumprimentou com um toque no ombro.

-Muito obrigada senhor. –Retribuiu com um sorriso.

-Essa é Kushina a minha madrasta.

-Prazer meu rapaz, a genética dos Uchiha é invejável.

-Muito obrigada pela gentileza.

-E essa é minha meia-irmã Karin.

-É um imenso prazer conhecer meu cunhado.

-Eu digo o mesmo. –Ambos sorriram.

-Agora vamos para a mesa tomar nosso café da manhã. –Convidou sua Mebuki.

O assunto da manhã foi sobre a Sakura e o Itachi, todos queriam saber como haviam se conhecido, se Sakura sabia que ele era o irmão do Sasuke...exceto o Sasuke que não pronunciou uma palavra sequer durante o café, era perceptível em seus olhos o ciúmes e a raiva, por não tê-lo contado sobre o Itachi.

-Itachi você não quer ir comigo e o Kizashi até a cidade, assim você aproveita para conhecer. –Propõs Minato.

-Aceito sim. –Itachi concordou.

-Eu, a Kushina e a Karin vamos agilizar os últimos preparativos para o casamento. –Informou a senhora Mebuki.

-E você Sasuke vai ao algum lugar? – Perguntou Kushina.

-Vou sim, vou até a cidade resolver uns problemas no banco. –Respondeu seco.

-Eu vou ficar em casa, preciso estudar.

-Sempre dedicada meu amor. –Elogiou Itachi.

-Olha quem fala. –Sakura sorriu largamente.

A rosada se despediu do Itachi com um beijo, ela não via a hora de ficarem sozinhos. Após todos saírem para seus respectivos compromissos, ela subiu a escada que a levaria para o seu quarto, ao chegar no corredor encontrou o Sasuke, o ignorou completamente, ao passarem próximo um ao outro, ele a puxou e a pressionou contra a parede.

-Qual o problema Sasuke? –Vociferou irritada.

-Então essa é a sua vingança? Isso foi muito cruel da sua parte Sakura.

-Você é mesmo um cretino Uchiha, você fica noivo da minha irmã e me chama de cruel? –Tentou empurrá-lo.

-Você ao menos poderia ter a dignidade de me dizer que o meu irmão era seu namorado misterioso. –Falou seriamente.

-E por acaso alguém me disse que o tal noivo da minha irmã era você? Não, ninguém me disse, agora sinta o mesmo que eu senti e quer saber? O Itachi é muito melhor que você. –Proferiu cada palavra com rispidez. Enquanto os olhos de Sasuke queimavam de raiva.

-Até na cama ele é melhor do que eu Sakura? –Ela engasgou com a pergunta.–Adoro quando você fica sem palavras Haruno. –Esboçou seu sorriso sarcástico.

-Você quer saber mesmo a resposta Sasuke? Sim, ele é muito melhor que você, tão melhor que quando ficamos, nem sequer me lembro de você. – Falou soletrando cada sílaba.

-Você é uma mentirosa Sakura, eu sei que você não o ama. -Ele tomou seus lábios com ferocidade, como se quisesse a castigar por cada insulto lhe dirigido e sussurrou em seu ouvido enquanto distribuía beijos molhados e selvagens pelo seu pescoço e colo.

–Deixa eu te provar que sou melhor do que ele Haruno.

-Se afasta de mim Sasuke. – Ela o tentava empurrá-lo, mas ele era muito forte. – Eu não vou trair o Itachi.

Antes de terminar a frase ele tomou seus lábios novamente com desespero e desejo, por mais que ela não quisesse, seu corpo estava em erupção, desejando mais, uma guerra estava travada entre a razão e o desejo, mas Sajura procurou o resto de sanidade que ainda tinha e para se livrar dele, mordeu seu lábio inferior.

-Ai! Droga Sakura. –Ele reclamou.

-Isso é pra você aprender Sasuke Uchiha. -Ela correu em direção ao seu quarto e trancou a porta.

Era um perigo ficar a sós com o Sasuke, algo que ela tentaria evitar enquanto ficasse aqui.

-Sakura abre a droga dessa porta. –Ele ordenou em meio a fortes batidas.

-Vai embora Sasuke. –Ela gritou. Dead dentro do quarto.

-Se você não abrir, eu vou colocar a porra dessa porta em baixo e vai ser pior pra você. –Ele ameaçou. –Silêncio.-Será que ele tem coragem para fazer isso? Se tiver eu estou ferrada. –Pensou aflita. 

-Me deixa em paz Sasuke, vai embora droga.

-Você quem pediu. –Pronunciou antes de arrombar a porta. Sakura ficou petrificada ao vê-lo fechar a porta e se aproximar dela com chamas nos olhos.

Socorro...

-Eu avisei, você vai pagar por me morder, apesar que foi bem excitante. –Esboçou seu sorriso ao se aproximar da rosada, a cada passo dele em su a direção ela dava um passo para trás, até que encostou na parede, ficando sem saida. –Ele sorriu malicioso.

–O que vai fazer seu cretino?

-Tudo que sempre desejei fazer desde que você chegou aqui, tirar a sua roupa, beijar cada centímetro do seu corpo gostoso, morder os seus lábios deliciosos e te fazer enlouquecer de desejo até que você implore para eu te penetrar.

Seu corpo era um vulcão em erupção só de ouvi-lo dizer essas perversidades, esse cretino tinha algo que a enlouquecia, que a excitava...

-Você não pode fazer isso. –Falou com a respiração ofegante. –Você vai se casar.

-Posso dizer que essa vai ser a minha despedida de solteiro. –Acrescentou com malícia. Ele acariciou seu rosto e ao tomar seus lábios, ouviu-se um carro chegar. Ele se afastou dela e ao ver o carro proferiu desapontado.

–Droga! É o Itachi.

Fui salva pelo gongo. –Suspirou aliviada.

Ele virou para ela e disse  -Isso não vai ficar assim, uma outra hora continuaremos. Saiu do quarto, a fazendo voltar a respirar.

Sakura foi até a porta para ver o estrago, mas não havia indício que a mesma tinha sido arrombada, ao sair do quarto encontrou o Itachi no corredor.

-Oi meu amor. –O beijou agradecida por ele ter a livrado do desgraçado do Sasuke.

-Voltei antes para ficar com você. –Disse sorrindo.

-Então vamos para o meu quarto. – Proferiu o puxando para dentro.

Sakura fechou a porta e se beijaram, o Itachi ao contrário do Sasuke era terno e delicado, romântico e agradável, mas ele também tinha seus momentos de homem selvagem e possessivo, ele tomou seus lábios com ternura enquanto retirava o seu vestido preto, em seguida distribuiu beijos molhados no seu pescoço e colo, fazendo seus mamilos endurecerem.

-Não é justo que só eu fique sem roupa. -Sussurrou enquanto mordia o seu maxilar.

-Você tem razão meu amor. 

A rosada se dispôs a desabotoar sua camisa branca, enquanto beijava seu lindo peitoral, em seguida levou a mão até a sua calça, abrindo o botão, aquele corpo a excitava tanto quanto o do Sasuke, em meio a beijos quentes e cheio de desejos, ele retirou seu sutiã habilidosamente e sussurrou. 

-Eu te amo tanto Sakura, que não conseguiria viver sem você.

–Também te amo meu amor. – Sussurrou com os dedos da rosada entrelaçados em seus cabelos sedosos.

Ele a carregou até a cama e beijou seus seios até a sua cintura, a fazendo esticar seus cabelos de excitação.

-Você não vai precisar disso. –Sussurrou com malícia ao rasgar a sua calcinha de renda preta. –Sorriu a rosada.

Em seguida ele se aproximou dela e a mesma retirou sua cueca, sua pele era quente e malhada e observou seu membro sair, fazendo o coração da rosada  disparar. Ela fechou os olhos enquanto ele subia, beijando e mordendo a sua coxa até chegar a suaa virilha, ele massageou seu clitóris a levando à loucura, seu corpo queimava de tanto desejo, fazendo a rosada arranhá-lo.

–Continuo? –Sim. –Ela assentiu, inundada no desejo.

–Como você está molhada meu amor.

–Itachi? Com a sua mão esquerda ele tocou de novo no meu sexo lhe arrancando gemidos e suspiros.

–Itachi. –Pediu. –Você quer Sakura?  –Sim. –Assentiu novamente. Ele provocou se posicionando. –Tem certeza? Ele pressionou. –Assentiu mais uma vez.

Então ele enfiou um pouco. Ela já sentia... Então peça. –Sorriu. –Itachi por favor, eu imploro. Foi o bastante. Sentir ele entrando, empurrando com força. Sakura gemeu fechando os olhos, o puxando para mais perto, ela o abraçava, conforme ele entrava.

Como ele era gostoso. O prazer era arrebatador. –Tudo...Itachi. Ele entrou com muita força, a fazendo gemer o seu nome e arranhar as suas costas, sentindo ele entrar cada vez mais forte, entrando o seu rosto na clavícula da rosada, de vez em quando ele lhe dava leves mordidas, ao chamar o seu nome. –Ita... Itachi... –Chamou quase gozando.

Seus corpos estavam cobertos de suor, passando um pelo outro. –Eu espero que o pessoal não chegue ainda. -Sakura disse. Então ela ouviu ele gemer o seu nome no seu ouvido, foi o bastante para ela gozar.

Ela se inclinou para trás enquanto ele beijava e chupava a sua pele. Segundos depois o Itachi gozou dentro dela. Seu corpo caiu cansando sobre o dela. Assim eles ficaram alguns minutos parados, ouvindo a respiração um do outro.

Após se recomporem, foram tomar banho, afinal eram oito horas e em breve o pessoal chegaria, assim que terminaram, else se vestiram e desceram para a sala no momento em que o pessoal chegaou.

-E aí Itachi, Sakura, aproveitaram o restante do dia? – Perguntou Kushina.

-Itachi sorriu. Mas Sakura respondeu.-Aproveitamos da melhor forma possível. –Sorriu em direção ao Sasuke. Seus olhos eram como chamas vivas de raiva e ciúmes e ela amou vê-lo daquela maneira. Depois que todos foram para a cozinha, antes do Sasuke sair, ela se aproximou dele e sussurrou.

-Com certeza ele é melhor que você Sasuke.

Sakura andou sem olhar para trás, como ela queria ter visto a sua cara de cretino. –Sorriu discretamente ao deixá-lo sem palavras.    


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...